Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Return of the Frozen Player – Capítulo 323

Diário da Morte (2)

“Haa, haa…”

Uma respiração irregular saía dos lábios de Seo Jun-Ho, junto com um sangue preto e sem vida. Ele examinou seus arredores enquanto seus olhos tremiam como a chama de uma vela.

‘Como…’

Como isso tinha acontecido?

Tudo estava indo bem. Até mesmo algumas coisas triviais os fizeram se sentir felizes e eles estavam rindo de alegria.

‘Como? Por quê?’

A voz de Seo Jun-Ho tremeu. “Skaya, abra os seus olhos. O Deok-Gu me disse para tomar conta de você.”

“Gilberto, você precisa ir ver o Arthur. Ele deve estar esperando pelo pai. Por que você não está se levantando?”

“Mio… Não faz tanto tempo desde que você voltou… e já está indo de novo?”

“…”

Cha Si-Eun e Kim Woo-Joong também não estavam respirando. Eles não responderam aos seus chamados.

Enquanto suas mãos tremiam, uma onda de náusea o atingiu.

Isso era diferente da Caverna das Provações. Naquela hora, ele matou seus amigos com suas próprias mãos, mas eles eram meramente ilusões.

Esse não era o caso dessa vez.

“…”

Ele estava com medo.

Não era simplesmente por que a morte estava se aproximando dele.

Seus amigos tinham passado por tanta coisa e finalmente estavam com a felicidade em suas mãos, mas acabaram morrendo uma morte em vão. A visão de seus corpos o deixava aterrorizado.

– Recomponha-se! Levante-se, seja para levantar a sua espada ou fugir!

As palavras da Intuição Aguçada o acordaram como um balde de água fria.

E mais uma vez, o fato de que essa situação terrível era real o atingiu. Ele não conseguia aguentar essa visão, então fechou os olhos.

‘… Nós começamos tão bem.’

Eles tinham matado milhões de baratas depois de lutar dia e noite por vários dias. Eles lutaram sem parar, sem tempo para dormir, comer ou até mesmo beber um pouco de água.

Apesar da batalha histérica, eles estavam próximos de vencer. E isso só foi possível porque os sete eram poderosos.

“Impressionante, você ainda está respirando.”

Essa criatura foi a responsável por esmagar suas esperanças inúteis de vencer. Era uma barata com um exoesqueleto impossivelmente forte cobrindo seu corpo musculoso como uma armadura. Os efeitos do Exterminador não funcionavam nos monstros que ele liderava.

“Vai valer a pena fazer experimentos em você.” Ele disse, levantando Rahmadat. O Jogador tinha sido reduzido a trapos.

“Ugh…”

Seo Jun-Ho abriu os olhos e se levantou lentamente. Ele encarou a criatura como se olhares pudessem matar.

“Solte… o meu amigo.”

“Hm? Você ainda está respirando?” O monstro riu e olhou ao seu redor. “Sendo honesto, eu fiquei surpreso. Apesar de ser o meu inimigo natural, eu não esperava que um grupo de apenas sete pessoas pudesse matar centenas de milhares de baratas. E você de alguma forma conseguiu até mesmo cortar todas as minhas asas.”

“… Eu te disse para soltá-lo.”

“Se eu não tivesse descoberto logo a sua existência através da consciência coletiva, quem estaria morto agora poderia ser eu.”

Seo Jun-Ho agarrou a Espada da Ambição quebrada e avançou para cima da criatura. “Eu disse… para soltá-lo!”

Clang!

Mesmo com a lâmina coberta por aura de espada, ela não conseguiu perfurar o exoesqueleto resistente da criatura. As antenas do monstro roçaram gentilmente contra o rosto de Seo Jun-Ho.

“Então essa é a sua aparência…”

Naquele momento, o coração de Seo Jun-Ho de repente parou de bater. A criatura o tinha arrancado.

“Gah!”

“Contratante! Levante-se! Não morra! Isso é uma ordem!” Os lamentos da Rainha Gélida ecoaram em seus ouvidos.

“Eu deveria agradecer mais uma vez por ter te descoberto logo.”

Ele era o líder das baratas, o autoproclamado revolucionário da evolução, o inseto raivoso Erebo.

“Adeus, meu predador.”

Crack!

Seo Jun-Ho viu um pé gigante o esmagando. Quando seu pescoço foi quebrado, a dor tomou conta de seu corpo.

E então tudo ficou preto…

A luz de repente preencheu sua visão, deixando-o tonto. Seo Jun-Ho cambaleou.

“Ugh…”

“Hm? Você está bem?”

Alguém o segurou e Seo Jun-Ho deu um tapa na mão para afastá-la por instinto. Ele viu que era Wei Chun-Hak e ficou com vergonha.

“Sinto muito se você não gosta de ser tocado. Foi por reflexo.” Ele disse.

“Ei, ele só te ajudou. Por que agiu assim?”

Skaya estava lá também e ela o repreendeu.

Seo Jun-Ho tremeu.

‘… O que é isso?’

Ele examinou seus arredores às pressas. Ele viu Mio, Rahmadat, Gilberto… Cha Si-Eun e Kim Woo-Joong também. Todos pareciam perfeitamente bem e o estavam encarando, se perguntando o que estava acontecendo.

‘Não… Não…’

Seo Jun-Ho balançou a cabeça.

Todos eles tinham morrido. O corpo de Rahmadat foi levando para se tornar um material de experimentos e o próprio Seo Jun-Ho tinha morrido também. Na verdade, ele ainda conseguia se lembrar vividamente da dor.

‘Foi tudo um sonho?’

Não podia ser. Na verdade, era mais provável que a cena atual fosse um sonho.

‘… Aquele desgraçado fez alguma coisa?’

Talvez a criatura tivesse coletado seu corpo e extraído somente seu cérebro.

Seo Jun-Ho não conseguiu esconder sua confusão enquanto recuava lentamente.

“Contratante?” Até mesmo a Rainha Gélida olhou para Seo Jun-Ho como se ele estivesse agindo estranho.

Wei Chun-Hak olhou para fora da janela. “Oh, está começando.”

O amanhecer chegou e o sol brilhante nasceu. As baratas recuaram às pressas para a escuridão e o processo de reinicialização começou de novo, mas Seo Jun-Ho já tinha visto isso algumas vezes.

“Todos os dias às seis horas, a cidade se reinicia assim.”

“…”

Eram exatamente as mesmas palavras. Ele tinha certeza de que Wei Chun-Hak as tinha dito no primeiro dia deles ali.


“Vamos todos tomar um banho por enquanto e depois nos encontramos no restaurante.” Wei Chun-Hak disse enquanto entregava os cartões-chave do hotel que tinha trazido do primeiro andar. Os quartos de hóspedes tinham ficado limpos com a reinicialização e estavam cheirando bem.

Shuáááá!

“… Não tem nenhum problema com a água também.” Disse Seo Jun-Ho. Ele tinha dito a mesma coisa da última vez.

Ele saiu do banheiro e encarou o espelho.

“Eu fiquei louco?”

Seu reflexo não respondeu. Tudo que mostrava era a confusão e medo em seus olhos.

“… Se isso é um sonho, seria melhor se me acordassem logo ao invés de me darem falsas esperanças.”

Seo Jun-Ho coçou a cabeça e organizou seus pensamentos.

‘Tenho certeza de que que morri, sem dúvida nenhuma.’

Seu coração tinha sido arrancado e, no fim, Erebo pisou em seu pescoço, matando-o instantaneamente. Nem mesmo a Regeneração de Células (A) poderia fazê-lo se recuperar daquilo.

‘Então o que foi?’

Será que todas essas experiências vívidas tinham sido um sonho? Ou algum tipo de sonho precognito?

Sim, era realmente estranho aquela quantidade enorme de baratas os terem atacado.

“…”

Seus pensamentos não paravam. No fim, ele nem conseguiu tomar um banho direito antes de sair do banheiro.

A Rainha Gélida estava sentada na mesa da suíte, escrevendo algo com fervor.

“… O que você está fazendo?”

“Estou escrevendo o meu diário.”

“Ah, aquele do morango, banana…”

Espera, um diário?

Seo Jun-Ho de repente se lembrou de algo e vasculhou seu Inventário às pressas.

“…” Seu rosto se fechou quando ele conseguiu encontrar um livro familiar.

‘Por que isso está aqui?’

Se tudo aquilo foi um sonho, então ele não deveria estar com esse diário. Mas por outro lado, se não fosse um sonho, ele não estaria de pé ali agora.

‘O que está acontecendo?’

Quando a confusão começou a assolá-lo, a Intuição Aguçada o interrompeu com um conselho.

– Hm? Abra o diário.

“Não importa. Não vai ter nada escrito dentro.”

– Abra primeiro.

A teimosia da Intuição Aguçada o fez abrir o diário. “Viu? Não tem nada escrit—”

Sua voz foi sumindo. Ele tinha certeza de que o diário estava vazio, mas agora a primeira página estava preenchida por um texto apertado. Ele começou a ler como se estivesse possuído.

[#1]

Wei Chun-Hak nos deu um resumo básico e saiu da cidade. O fato de que ele foi embora foi uma grande perda para nós, mas tenho boas notícias. O Título que recebi quando matei Janabi, o ‘Exterminador’…

Não entendi. Como aquele desgraçado do Erebo nos encontrou?

A morte me levou enquanto eu derramava lágrimas de sangue, ainda sem saber de nada.

“…”

Seo Jun-Ho cobriu a boca com sua mão. O registro no diário era tão chocante que ele teve que se apoiar na parede para não cair no chão.

‘Sim… definitivamente foi isso que aconteceu.’

Ele coletou mil bolinhas de gude, usou todas elas na máquina de vendas quebrada e conseguiu o diário. Nem mesmo a Arquimaga Skaya conseguiu analisar o misterioso artefato.

No fim, eles saíram para caçar sem descobrir o que era. Eles caçaram todas as baratas acima do solo e na estação de tratamento de esgoto. E então, um exército liderado por Erebo e que consistia de milhões de baratas os emboscou.

‘Então significa que…’

Impossível…

As pernas de Seo Jun-Ho perderam as forças e ele caiu de bunda no chão.

‘Aquilo não foi só um sonho.’

Tudo aquilo definitivamente aconteceu na vida real. Mas por algum motivo desconhecido, ele voltou para o passado depois de morrer.

‘Espera, quando eu voltei…’

Estava na hora da reinicialização. Suas sobrancelhas se franziram. “A reinicialização… Entendi…”

Aquele momento era provavelmente um Save Point. Wei Chun-Hak tinha ido para o próximo Save Point, mas esse não foi o caso para Seo Jun-Ho. Provavelmente foi por isso que ele voltou na hora em que presenciou o processo de reinicialização pela primeira vez.

“Então eu posso enganar… a morte.”

Não era exatamente algo como enganar a morte, porque ele realmente tinha morrido. Ele só estava começando tudo de novo do começo.

‘De qualquer forma, isso é bom.’

Os olhos de Seo Jun-Ho brilharam de forma afiada e ele se curvou sobre o diário para ler o registro mais algumas vezes.

‘Tenho certeza de que o motivo vai estar aqui. O motivo para Erebo ter vindo me matar de repente.’

Mas mesmo depois de ler algumas vezes, ele não conseguiu encontrar nenhuma pista. O diário falava somente sobre eventos-chave.

“Espera…”

Seo Jun-Ho se endireitou rapidamente em uma posição de lótus. Ele fechou os olhos e vasculhou suas memórias. Ele teve a sensação de que seria o único lugar em que conseguiria encontrar a resposta ao invés do diário. Foi difícil de se lembrar de tudo que aconteceu nos últimos dias, mas seus esforços foram recompensados.

[Se eu não tivesse descoberto logo a sua existência através da consciência coletiva, quem estaria morto agora poderia ser eu.]

[Eu deveria agradecer mais uma vez por ter te descoberto logo.]

[Adeus, meu predador.]

Seo Jun-Ho abriu os olhos lentamente. Erebo o tinha chamado de predador e disse que havia encontrado Seo Jun-Ho através da consciência coletiva.

‘O que diabos é uma consciência coletiva?’

Ele não tinha ideia.

No fim, Seo Jun-Ho saiu do quarto depois de ficar pensando nisso por um longo tempo.


“O que foi?” Skaya perguntou. Ela parecia meio azeda em seus pijamas. É claro que ela estava irritada, pois quando já tinha se deitado para dormir, alguém veio bater na sua porta como um louco.

“Quero te pedir uma coisa importante. Posso entrar um pouco?”

“Ei, você não sabe que uma garota e um cara não devem ficar sozinhos em um quarto? Me espere no restaurante.”

Isso era urgente e essa garota britânica estava preocupada com isso?

Mas ela estava certa, então Seo Jun-Ho foi para o restaurante para esperá-la.

Não muito tempo depois, Skaya apareceu depois de trocar os pijamas.

“O que foi?” Skaya perguntou.

“Leia esse diário.”

“… Você começou com um hobby estranho desde a última vez em que te vi.” Que tipo de pessoa mostrava seu diário para os outros? Skaya lançou um olhar de soslaio para ele, parecendo meio confusa.

“Leia logo para podermos conversar.”

“Tá bom…”

Skaya sorriu quando terminou de ler a primeira página com atenção. “Você costumava ficar preocupado que ficaria sem emprego depois de concluir os andares, mas não acho que precisa continuar se preocupando com isso. Você deveria começar a escrever novels.”

“Não é uma novel.”

“Talvez alguém de um hospital psiquiátrico conseguisse escrever algo melhor.”

“Eu também não estou brincando.” Seo Jun-Ho pareceu mais sério do que nunca. “Preciso de ajuda. Se não fizermos nada, todos nós vamos morrer em dois dias.”


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar