Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Shadow Slave – Capítulo  1023

A Queda de Falcon Scott (41)

Traduzido usando o ChatGPT



Sunny rastejou até a costa e deitou-se nas pedras frias da praia de cascalhos por um tempo, respirando pesadamente. Era incrivelmente bom deitar em terra firme novamente, mas ao mesmo tempo, seu corpo parecia pesado e desajeitado. Parte disso tinha a ver com passar algum tempo nas profundezas do oceano, e parte disso era simplesmente porque ele ainda estava cansado e com pouca essência.

“Maldição…”

Ele tinha senso suficiente, pelo menos, para deixar uma sombra deslizar de seu corpo e dar uma olhada ao redor para se certificar de que não havia inimigos em sua proximidade imediata.

Não havia nenhum, pelo menos não perto. Havia apenas Naeve, que parecia estar um pouco melhor do que Sunny. O Andarilho da Noite respirou fundo algumas vezes e então se sentou lentamente.

“Nós… nós realmente conseguimos. Deuses, eu realmente não esperava sobreviver a esse.”

Ele olhou para Sunny, recebendo um gesto vago de confirmação. Sunny compartilhava do sentimento.

Naeve segurou seu ombro por um momento e então perguntou com um toque de curiosidade mórbida em sua voz:

“Como você conseguiu matar aquele horror, afinal? Um ataque mental tão devastador… até mesmo o Tio não conseguiu resistir.”

Sunny permaneceu imóvel por alguns segundos, se levantou do chão com um gemido cansado e olhou para o herdeiro da Noite sombriamente.

Cuspiu a Pérola da Essência, fez uma careta e disse: “Acho que foi apenas o destino… aquele monstro estava destinado a morrer pelas minhas mãos, e assim, o destino me ajudou a matá-lo.”

Naeve sorriu fracamente e então desviou o olhar.

“Nunca te imaginei como um fatalista.”

Foi quando uma terceira figura surgiu da água. Bloodwave caminhou até a costa, seus olhos brilhando em tons de azul profundo e índigo. Gotas de água escorriam por sua pele negra e lisa, contornos de músculos de aço claramente visíveis sob ela.

O Santo permaneceu em silêncio por alguns momentos, olhando para o horizonte. Então, suspirou e desapareceu de repente. Um forte vento jogou uma chuva de cascalho no ar, fazendo Sunny cobrir o rosto com a mão.

“O que… que velocidade é essa?”

Ele abaixou a mão e olhou na direção em que Bloodwave havia corrido. Lentamente, seu rosto ficou imóvel.

“Não…”

A voz de Naeve soou derrotada.

A costa ao redor deles estava vazia. Aqui e ali, alguns Pesadelos Mortais jaziam no chão, seu sangue vaporizando no frio. Flocos de neve dançavam no ar enquanto caíam do céu vazio. Não havia bestas da prole à vista, e o rugido da distante artilharia era muito mais silencioso do que quando partiram…

Todos bons sinais.

No entanto, a ilusão de paz foi destruída quando se avistou a fortaleza portuária que se erguia a alguma distância.

Uma grande seção de sua parede estava rasgada e desabada, e a maioria das luzes que iluminavam as ameias agora estavam apagadas. Havia movimento na brecha, silhuetas que pareciam pessoas caminhando entre os escombros com passos vacilantes. Além disso, Sunny não conseguia ver mais nada.

․․․ Lembrando da visão da multidão vasta de refugiados assustados encolhidos no pátio, ele sentiu seu coração se gelar.

…A batalha havia terminado, pelo menos. Caso contrário, Bloodwave já estaria causando estragos entre as abominações restantes. Os navios ancorados perto da fortaleza estavam intactos também. Qualquer dano que tivesse sido causado ao porto não os atingiu.

Sunny se levantou cambaleando, então dispensou a Pérola da Essência e a Captura Ágil. Fios negros cercaram seu corpo, logo se transformando no tecido cinza do Manto do Titereiro.

Olhando para o Andarilho da Noite desanimado, ele disse com calma:

“Vamos.”

Os dois seguiram lentamente em direção à fortaleza.

Conforme se aproximavam, mais detalhes se tornavam visíveis.

Os corpos dos escravos jaziam no chão, mutilados e despedaçados. Havia muito mais deles aqui do que havia protegendo o Terror – milhares deles, todos mortos apesar de seu poder terrível. Parecia que os defensores da fortaleza não haviam cedido nem um único metro de avanço sem fazer as abominações pagarem um preço alto.

Sunny viu Criaturas dos Pesadelos de todos os tipos entre os escravos abatidos, algumas delas grandes o suficiente para fazê-lo tremer. Havia também corpos humanos entre eles – os antigos moradores do LO49, que finalmente encontraram seu descanso final a milhares de quilômetros da base de pesquisa distante. Talvez eles também ficassem felizes em deitar em terra firme novamente, em vez de flutuar eternamente no abismo sem luz do oceano.

Quando Sunny e Naeve se aproximaram da parede rompida da fortaleza, viram os corpos dos soldados do Primeiro Exército entre os escravos mortos também. Humanos comuns, Despertos… havia muitos deles para contar.

Sunny sentiu um sentimento amargo apertar seu coração.

…Isso também fazia parte de sua vitória.

Ele tinha ficado orgulhoso, alegre e exultante depois de matar o odiado Terror Corrompido, feliz por receber uma Memória poderosa. No entanto, sua vitória foi possível porque a maioria da guarda afogada da criatura havia sido atraída pelos defensores do porto. Enquanto Sunny lutava contra a Sybil nas profundezas do oceano, esses homens e mulheres estavam morrendo aqui na costa para lhe dar uma chance de lutar.

Isso não diminuía sua conquista… no entanto, colocava as coisas em perspectiva. Cruelmente.

De repente, Sunny se lembrou de algo que o Mestre Jet havia lhe dito uma vez, anos atrás, enquanto o levava até os portões da Academia.

Ninguém pode sobreviver no Reino dos Sonhos sozinho.

“O mundo desperto… não é diferente do Reino dos Sonhos nos dias de hoje, não é?”

Talvez nunca tenha sido.

Passando entre os soldados que caminhavam entre os corpos, recuperando os humanos mortos e procurando desesperadamente por sobreviventes feridos, Sunny subiu nos escombros para entrar na brecha e olhou para o pátio da fortaleza que se revelava atrás dela.

Os refugiados… estavam vivos, pressionados contra a parede oposta do pátio e pálidos de terror. Havia uma barricada construída para protegê-los de qualquer inimigo em potencial, com soldados vigiando atentamente atrás dela.

A batalha parecia ter sido mais feroz logo além da brecha. Uma verdadeira montanha de corpos se acumulava onde os defensores haviam feito uma última resistência desesperada, recusando-se a deixar os escravos alcançarem os civis.

Sunny desceu para o pátio e olhou ao redor desolado.

Logo encontrou o corpo de Verne. O Mestre enfeitiçado estava deitado de costas, olhando para o céu com olhos vazios e vidrados. Sua caixa torácica, ombro e crânio estavam esmagados por alguma arma contundente devastadora. Ele finalmente, e misericordiosamente, estava realmente morto-

…Dale estava deitado próximo também.

Sunny quase não reconheceu o capitão irregular sem sua armadura volumosa – as Memórias, é claro, haviam desaparecido após a morte do dono – e porque o corpo estava terrivelmente mutilado. No entanto, o distintivo de um Ascendido do Primeiro Exército ainda podia ser discernido na manga ensanguentada de seu macacão.

Serrando os dentes, Sunny deu alguns passos à frente e ajoelhou-se perto do corpo mutilado. Ele realmente não sabia o que fazer. O vento estava aumentando, fazendo-o tremer.

Sunny permaneceu em silêncio por um tempo e então disse baixinho:

“Descanse em paz agora, Mestre Dale. Você fez um bom trabalho.”

“Seu pesadelo acabou.”


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

5 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
suco de laranjaD
Membro
suco de laranja
19 dias atrás

“seu pesadelo acabou” que forma foda de falar adeus a um desperto

BeicetaD
Membro
Beiceta
19 dias atrás

F maluco q pouco teve espaço de cena mas foi maneiro e o outro q eu já nem lembrava q existia.
Me esquecerei de vcs já no próximo capítulo. Mas nesse momento tem meu respeito.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar