Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Shadow Slave – Capítulo  1067

Com Seu Escudo

Traduzido usando o ChatGPT



Em breve, Sunny e Jet continuaram sua jornada. A paisagem da Antártica Oriental permaneceu a mesma, assim como os perigos que enfrentavam. Os dois viajaram pela planície desolada, às vezes evitando as Criaturas dos Pesadelos, às vezes envolvendo-se em batalhas curtas e furiosas. Sunny sentia-se um pouco entorpecido e ficou feliz por ter uma tarefa para se concentrar. Com toda a sua atenção concentrada em mantê-los vivos, ele não tinha tempo para pensamentos desnecessários, o que lhe servia muito bem.

Jet, enquanto isso, estava lentamente recuperando seus poderes. Quanto mais abominações ela matava, menos parecia um cadáver. Em algum momento, ela se permitiu convocar algumas Memórias e agora estava usando uma armadura leve feita de couro preto e sem brilho. Agora que ela empunhava uma arma, sua letalidade também aumentou.

Para Sunny, era fascinante assistir Jet lentamente voltar à vida. Seus olhos eram novamente o familiar azul gélido, seus movimentos se tornando tão rápidos, assassinos e propositais como antes. Esta era a temível Ceifadora de Almas que ele conhecia – ela ainda não havia atingido seu auge, mas também não se parecia mais com um cadáver cambaleante.

O mais interessante de tudo, sua sombra sem vida havia recuperado sua vitalidade. Neste momento, ele nunca teria suspeitado que a pessoa na sua frente não estava realmente viva.

Alguns dias se passaram e depois mais alguns. Duas semanas inteiras haviam se passado desde a destruição de Falcon Scott. Eles passaram metade desse tempo atravessando o estreito e metade atravessando a planície nevada. A planície era tão inóspita e vasta como sempre.

Sunny fez Pesadelo parar, esperando que suas sombras avaliassem o tamanho de uma horda distante de Criaturas dos Pesadelos. Nos últimos dias, havia cada vez mais abominações por perto, todas se movendo na mesma direção. Navegar entre elas estava se tornando mais difícil.

Um pouco entediado, ele se mexeu na sela e perguntou: “Ei… você acha que o governo nos considera mortos?”

Jet, que estava sentada na frente dele, virou a cabeça e olhou para ele com um olhar divertido. Sunny suspirou. “Sem trocadilhos.”

Ele sabia que seus amigos tinham que estar cientes de que ele estava bem – Nephis podia ver suas runas, afinal, e ela teria informado o resto. No entanto, ser declarado morto pelo governo era um assunto incômodo. Sua licença de comerciante teria sido revogada, por exemplo, o que colocaria Aiko e o Brilhante Emporium em uma situação difícil. Sua casa também poderia ser leiloada.

Jet riu. “Acho que não. Eles têm maneiras de saber essas coisas – os adivinhos, por exemplo. Provavelmente fomos marcados como desaparecidos em ação. Se alguém até teve tempo de fazer a papelada.”

Sunny queria continuar a conversa, mas então ficou em silêncio, uma leve franzida aparecendo em seu rosto. Ceifadora de Almas ergueu uma sobrancelha. “O que foi?”

Ele balançou a cabeça. “Shh. Escute.”

Naquele momento, o vento trouxe o som de um trovão distante. Parecia que uma tempestade estava rugindo em algum lugar distante, mas Sunny havia passado tempo demais com o exército para reconhecer isso.

Os dois trocaram um olhar significativo. Jet sorriu. “Railguns.”

De fato, o som estrondoso só poderia ser produzido pelos enormes armamentos.

Comandando Pesadelo a virar, Sunny enviou seu corcel na direção de onde o trovão havia vindo. O cavalo negro voou pela planície desolada, eventualmente alcançando o topo de uma colina alta.

Na frente deles havia um vasto lago. No crepúsculo sombrio, sua superfície parecia inquieta e cinza. O escudo de gelo que cobria o lago já havia sido quebrado, com muitos cadáveres gigantescos flutuando na água fria como ilhas escuras. Criaturas dos Pesadelos menores estavam enxameando ao redor deles, devorando avidamente a carne dos gigantes caídos.

Do outro lado do lago, altos muros de liga metálica se erguiam da margem, com milhares de armamentos desferindo uma barragem devastadora de projéteis de tungstênio na massa invasora de abominações. Sunny até conseguia distinguir as pequenas formas de soldados e Despertos nas muralhas.

Um longo suspiro escapou de seus lábios. “Uma capital sitiada.”

Convocando o Pecado do Consolo, Sunny fechou os olhos por um momento. Em seguida, enviou Pesadelo galopando morro abaixo.

O corcel negro avançou em direção ao lago, cercado por uma maré de sombras em movimento.

Voltar dos mortos havia se mostrado muito mais caótico do que Sunny esperava… e lutar através da horda de Criaturas dos Pesadelos para chegar à capital sitiada não foi a parte mais tumultuada. Ele estava realmente acostumado com coisas assim.

As reações das pessoas dentro da fortaleza foram muito mais intensas. No início, o comandante das defesas da cidade parecia educado, mas pouco amigável – afinal, a aparição repentina de dois Ascendidos do lado de fora das muralhas durante uma batalha feroz havia colocado muita pressão sobre ele.

Campos de fogo tiveram que ser rearranjados, um corredor seguro criado… talvez seus soldados até tivessem que sair para proteger os convidados inesperados. No entanto, essa última medida não foi necessária. Sunny lutou do seu jeito até a muralha e depois a escalou.

E quando o Mestre responsável descobriu que os dois Ascendidos haviam vindo do Centro Antártico, sua atitude mudou completamente.

“Falcon Scott? M-mas…”

O homem os encarou com os olhos arregalados por um momento. Então, algo semelhante a um orgulho jubiloso acendeu neles.

Sunny realmente não sabia do que o Mestre estava tão orgulhoso, mas pelo menos a falta de amizade desapareceu imediatamente.

“Deuses… ótimo! Isso é ótimo! Preciso informar o… não, espere. Vocês estão feridos? Precisam de atendimento médico? Droga, o que estou dizendo… espere, Centro Antártico? Então você é a Ceifadora de Almas Jet? Ascendida Jet, senhora… é claro que você conseguiria!”

As notícias sobre a aniquilação do exército de campo do Centro Antártico já deviam ter se espalhado pelo Quadrante, então a aparição repentina de dois sobreviventes Ascendidos teve um efeito explosivo. Os soldados, que estavam deprimidos e desanimados com o destino de seus camaradas, de repente estavam cheios de alegria e ardor.

Era como se seus próprios irmãos tivessem voltado vivos do além.

Sunny não havia experimentado ser encarado tão intensamente nem mesmo quando estava disfarçado de Mongrel.

Os dois foram prontamente levados para a sede do governo local e receberam muita atenção… especialmente Jet. Pelo que Sunny pôde entender, o Santo do governo estacionada na Antártica Oriental estava vindo para a capital sitiada para recebê-la pessoalmente.

Sunny também logo iria conhecer o Santo.

Depois de uma breve reunião, durante a qual os agentes do governo não conseguiam parar de olhar para ele, ele finalmente pôde respirar fundo e relaxar um pouco.

‘Isso foi estranhamente exaustivo.’

Sunny falou com Jet, concordando em se encontrar na manhã seguinte, e depois passou um pouco de tempo nos aposentos designados para ele. Ele desfrutou de um banho quente, uma refeição deliciosa e um pouco de paz e tranquilidade.

Paz e tranquilidade… parecia tão estranho não ter que lutar pela sua vida e pela vida de milhões de outras pessoas sem trégua. Ele se perguntou quanto tempo essa paz duraria.

Eventualmente, Sunny colocou uma âncora dentro de seu quarto e silenciosamente saiu do mundo desperto.

Ele foi visitar a Torre de Marfim.


Comentários

5 4 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Beiceta
Membro
Beiceta
13 dias atrás

Kai!!!! Sdds…

ZeusD
Membro
Zeus
1 mês atrás

cabou tão rapido queria mais

Ulisses
Visitante
Ulisses
1 mês atrás

Cheguei nos atuais, sinto apenas dor!

Harpócrates
Visitante
Harpócrates
1 mês atrás
Resposta para  Ulisses

Ah, eu te entendo.
Como entendo…

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar