Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Shadow Slave – Capítulo  1083

Reconhecimento

Traduzido usando o ChatGPT



Os dois se abaixaram na liga de metal desgastada, olhando cautelosamente sobre a borda. Bem longe, no meio da cidade em ruínas, um enorme corpo de uma criatura horrenda estava escondido entre os escombros, longas faixas dele submersas na água.

A criatura se assemelhava a uma centopeia monstruosa que tinha pelo menos cem metros de comprimento. Estava envolta em quitina pálida… não, não era quitina. Osso. A gigantesca centopeia parecia estar coberta por incontáveis milhares de crânios humanos, todos eles presos juntos formando uma carapaça mórbida.

Sua boca horripilante era grande o suficiente para engolir um veículo blindado e estava cheia de dentes grotescos e brancos como marfim. Em sua cabeça, duas árvores altas e mortas cresciam a partir da carapaça de crânios, como chifres esqueléticos.

Tomando cuidado para não fixar o olhar diretamente na criatura grotesca, sabendo que algumas abominações podiam sentir quando estavam sendo observadas, Sunny não pôde deixar de sentir um arrepio.

“Essa coisa vai ser um pesadelo.”

O silêncio era a chave e, assim, Sunny usou o místico [Bênção do Crepúsculo] para comunicar seus pensamentos, evitando falar em voz alta. Jet, recebendo sua mensagem silenciosa, respondeu da mesma forma, sua voz ecoando em sua mente em meio ao silêncio mortal e ao vento melancólico.

“Examine sua boca.”

Sunny fez como ela pediu, seus olhos se arregalando com a visão abaixo.

A centopeia monstruosa se contorceu, seu longo pescoço se contorcendo enquanto ela engasgava e então regurgitava um monte de ossos molhados e cobertos de muco. Parecia por um momento que a criatura estava tendo dificuldade em digerir sua última refeição, mas então a pilha de ossos começou a se mover, formando lentamente uma figura retorcida e assustadora.

Erguendo-se instavelmente, a abominação se afastou e desapareceu sob a superfície da água. A testa de Sunny se franziu de nojo. Quantas dessas abominações a centopeia havia gerado?

Depois de uma breve pausa, ele se virou para Jet, sua voz sombria.

“É um daqueles Tiranos Corrompidos.”

O rosto de Jet se contorceu em uma careta.

“Parece ser isso mesmo, não é?”

Agindo rapidamente, Ceifadora de Almas pegou vários dispositivos volumosos de sua mochila. Eram matrizes e gravadores de sensores sofisticados, fornecidos pelo exército e criados com a intricada tecnologia da magia. Mas, apesar de sua complexidade, eles se mostraram inúteis diante da interferência de um Portão próximo.

Minutos se passaram, cheios de tentativas fúteis de obter informações, até que Jet finalmente suspirou e balançou a cabeça para Sunny.

Ele simplesmente deu de ombros.

“Acho que teremos que contatar o Comando do Exército.”

Sem dizer uma palavra, Jet se moveu para um lugar mais seguro e ativou seu comunicador militar. Apesar do forte ruído estático, ela conseguiu transmitir uma mensagem:

“Comando, aqui é Recon Quatro e Recon Nove. Alvo avistado, nível de ameaça cinco. Solicitando apoio analítico.”

Uma breve espera e Jet sinalizou que precisavam esperar mais três minutos.

‘Eles estão se movendo rápido. Deve ser importante’, pensou Sunny, sua mente acelerada.

A situação parecia crítica, e ele podia sentir a urgência. Ele convocou uma Memória, uma ferramenta rara e valiosa que os conectava à sede do exército por meio de um par de círculos gêmeos de bronze cobertos de pátina, permitindo que os adivinhos estendessem seus sentidos por longas distâncias.

Minutos depois, quando Jet se juntou a ele novamente, uma mensagem mental alcançou Sunny.

“Eles estão observando agora.”

Enquanto a centopeia horrenda continuava seu trabalho sombrio abaixo, tanto Sunny quanto Jet prendiam a respiração, o medo dançando em seus olhos. O tempo parecia se esticar enquanto eles observavam, suas mentes aceleradas.

Eventualmente, a conexão com a sede foi interrompida, e Jet olhou para Sunny.

“Estão preocupados com esse monstro. Precisamos ficar aqui e observar. Avise se ele se mover.”

O coração de Sunny afundou enquanto ele olhava ao redor, o vento mordendo sua pele, o cheiro acre permanecendo no ar.

“Acho que vou dormir um pouco.”

Os olhos de Jet se arregalaram em choque.

“O quê? Eu vou dormir primeiro! Não durmo há séculos!”

Um olhar sombrio de Sunny, outro suspiro.

“Tudo bem, vá em frente. Eu vou ficar de olho em nosso amigo aqui.”

‘Por que ela precisa dormir? Ela nem está viva!’

Horas se passaram, os turnos mudaram, e o Tirano continuou seu trabalho macabro. Quando finalmente se moveu, Sunny e Jet agiram rapidamente, relatando ao Comando do Exército e se preparando para seguir em frente.

Duas companhias inteiras foram enviadas para enfrentar a abominação: os Lobos e os Cantores da Noite. Um sorriso torto se formou no rosto de Sunny ao pensar em se reunir com os antigos camaradas Effie e Kai.

A batalha que estava por vir prometia ser uma para os livros de história.


Comentários

5 3 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
suco de laranjaD
Membro
suco de laranja
1 mês atrás

só uma coisa o golpe do trovão com o arco + santa não detonaria essa centopeia?

Última edição 1 mês atrás por suco de laranja
ZeusD
Membro
Zeus
1 mês atrás

reencontro de amigos

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar