Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Shadow Slave – Capítulo  1115

Criaturas da Luz e das Trevas

Traduzido usando o ChatGPT



Focando apenas em causar o máximo de devastação possível, Sunny matava as Criaturas dos Pesadelos. O poder da concha de sombra do demônio estava impressionante… esse poder era tão grande, na verdade, que ficar bêbado com ele era simplesmente muito fácil.

No entanto, ele não estava. Sua carnificina selvagem era apenas para mostrar… mesmo que Sunny se permitisse mergulhar alegremente na fúria da batalha, o núcleo de sua mente permanecia frio e claro. Quanto mais abominações ele matava, mais sombria essa parte de sua consciência ficava.

‘O que diabos Morgan está fazendo?’

Os Guardiões do Fogo deveriam dificultar o avanço das Criaturas dos Pesadelos até que reforços fossem trazidos de outras partes do campo de batalha para reparar a brecha na formação do exército. Eles já haviam feito isso… mas os reforços nunca chegaram.

Será que outra crise impediu Morgan de enviar mais companhias para substituí-los? … Ou será que algo mais estava em jogo?

Sunny não sabia e não tinha tempo para se importar. Ele pode ter parecido cortar inúmeras abominações com facilidade, e na verdade isso lhe trouxe nada além de alegria cruel, mas não era uma tarefa fácil.

Ele era forte, rápido e extremamente habilidoso. Sua armadura e armas eram excepcionais também… no entanto, havia simplesmente muitos inimigos pressionando os cinco Mestres como seus soldados. A horda de Criaturas dos Pesadelos parecia verdadeiramente interminável.

Mesmo que a maioria dessas criaturas abomináveis não fosse forte o suficiente para ameaçar Sunny e fosse fácil de matar, o número delas representava uma ameaça. Sua tarefa não era apenas resistir à enchente de monstros, mas também atravessá-la, quebrando seu ímpeto.

E isso… era uma tarefa perigosa. Sunny tinha que observar cada passo e lembrar dos próximos doze passos. Caso contrário, seria fácil acabar em uma situação em que não haveria próximo passo a ser dado.

É verdade que ele poderia se livrar de muitas situações que teriam condenado um Ascendido diferente. Mas mesmo assim, Sunny tinha que ter cuidado com onde se movia e o que fazia.

Os outros estavam lutando com o mesmo problema. Kai tinha mais facilidade, pois sua velocidade e a capacidade de voar tornavam a manobra no campo de batalha quase irrelevante. Nephis também tinha algum espaço para respirar, pois suas chamas podiam limpar o espaço ao seu redor.

Sunny, Effie e Jet estavam começando a ter dificuldades. Provavelmente, eles teriam que recuar de volta para a formação dos Despertos em breve – uma vez que isso acontecesse, a formação em si estaria sob muito mais tensão.

‘…Ainda não, no entanto.’

Ele ainda não havia terminado de desempenhar o papel de caçador sombrio.

Aninhado no abraço das sombras, Sunny cerrou os dentes e continuou a lutar. Isso… isso era bom, realmente. Ele sentia falta desse sentimento, a sensação de dar tudo de si e lutar com a própria vida em jogo.

No Centro Antártico, ele sempre foi como um observador distante. Ele interpretava o papel de uma pessoa tão desesperada e assustada quanto todos ao seu redor, mas isso era uma mentira. Ele não estava. Sunny apenas se permitiu perder-se no papel.

Na verdade, ele raramente esteve em perigo real nos últimos meses. Sempre foram as vidas dos outros que ele desesperadamente queria preservar, não a própria. As vezes em que Sunny se viu em perigo de morte na Antártica foram poucas, e as forças contra ele naquela época eram insuperáveis. Tudo o que ele podia fazer era escapar.

Mesmo a Besta do Inverno… sua própria vida não estava em risco até o fim.

Era a mesma coisa agora. No entanto, Sunny havia se enganado em sentir que não estava.

E assim, ele matou as Criaturas dos Pesadelos.

Ele matou quantas havia.

Ele abateu as abominações mais fracas com facilidade, quase de passagem – sua figura imponente parecia se mover com a graça feroz e arrepiante de um assassino natural. Névoa vermelha e uivos de agonia o cercavam como um manto escuro.

As abominações mais fortes levaram algum tempo para serem derrubadas, mas inevitavelmente caíram também. Havia poucas criaturas na Antártica que poderiam resistir à sua força, sua habilidade e a perfeita afiação do Pecado do Consolo. As únicas criaturas aqui que poderiam fazer Sunny hesitar eram os Diabos, simplesmente porque seus poderes eram variados e imprevisíveis.

Mas, agora, havia ferramentas suficientes em sua caixa de ferramentas para lidar com a maioria dessas ameaças. Era apenas uma questão de identificar as forças do inimigo e encontrar uma maneira de transformar essa força em uma fraqueza.

Todos e tudo caíam sob sua lâmina. Lentamente, um monte de cadáveres crescia na frente de Sunny, formando uma barreira natural contra a horda avançante. No começo, ele ficou satisfeito com a proteção adicional que a paliçada mórbida apresentava.

Mas uma vez que o monte cresceu o suficiente, as Criaturas dos Pesadelos começaram a se lançar sobre Sunny de cima. Isso… não era ideal…

No entanto, Sunny continuou a lutar.

Mesmo quando a inabalável Effie foi empurrada para trás e forçada a se juntar à formação, ele permaneceu exatamente onde estava, realizando sua brutal dança da morte. Mesmo quando o Ceifador de Almas impiedoso praguejou entre os dentes e recuou, ele continuou a matar. Mesmo quando o ágil Kai voou alto no céu, dispensando sua espada para invocar um arco, ele ainda se recusava a recuar.

No final, restaram apenas os dois na frente da formação – Sunny e Nephis. Um parecia um anjo cercado por um brilho branco e luz, o outro parecia um demônio envolto em escuridão e sombras.

Ambos lutavam com uma determinação fria, impiedosa e inabalável para aniquilar o inimigo a qualquer custo… era quase como se estivessem competindo para ver quem poderia matar mais.

Sunny fez o possível para ser o vencedor dessa competição.

Em algum momento, lutando contra uma abominação especialmente poderosa, ele sentiu a concha de sombra começar a se desfazer. Sem hesitar, Sunny dispensou o Manto e ressurgiu o Crepúsculo Sem Graça. Então, ele permitiu que a forma do demônio se dissipasse e se lançou do carapaça desmoronante em direção ao inimigo.

O Pecado do Consolo brilhou, e ao mesmo tempo, o ferrão escorpiônico da Criatura dos Pesadelos avançou. Ele perfurou a seda invulnerável de sua túnica e também sua pele parecida com pedra, penetrando profundamente em sua carne.

Fazendo uma careta, Sunny decapitou a mantícora e, em seguida, se empurrou para longe de sua picada horrível e usou o Desejo Moribundo totalmente carregado para curar suas feridas.

Então, como se nada tivesse acontecido, ele continuou a matar.

Ele tinha ficado mais fraco sem o suporte da concha de sombra do demônio, mas também mais ágil e muito mais difícil de ser capturado. Sua espada de jade nunca parou de ceifar vidas.

Agora que Sunny estava usando o Crepúsculo Sem Graça novamente, porém, havia algumas coisas a mais que ele poderia fazer.

Olhando na direção em que as Criaturas dos Pesadelos pareciam desaparecer em um brilho branco um após o outro, sem deixar rastro, Sunny hesitou por um momento e então ativou a Bênção do Crepúsculo.

E então disse em tom relaxado e tranquilo:

[Ei, Neph… como você está?]


Comentários

5 2 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Beiceta
Membro
Beiceta
1 dia atrás

Carai doido, tu concentrado matando bixo a milhão aí alguém manda um “E aí?” Do nada…
Haha eu ia dar uma bombeada no susto.

Vzy
Visitante
Vzy
15 dias atrás

Que dupla. Só falta romance

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar