Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  131

Atravessando a Cidade Sombria

Traduzido usando o ChatGPT



As sombrias ruínas da outrora grandiosa cidade se espalhavam ao redor deles como um desolado labirinto de pedra. Com céus cinzentos acima e nada além de silêncio mortal cercando o grupo de quatro Adormecidos tensos, parecia que estavam caminhando por um vasto e ciclópico cemitério.

Sunny tinha que se lembrar constantemente de que havia inúmeras horríveis escondidas nas sombrias sombras da Cidade Sombria. Um passo em falso poderia colocá-los em sério perigo. Nesta antiga ruína, eles não tinham escolha a não ser confiar suas vidas às mãos de seu guia.

Felizmente, o guia em questão não era um poeta morto e melancólico, mas uma jovem alta e extremamente atraente vestida com uma armadura arcaica agradavelmente reveladora. Em suas circunstâncias atuais, Sunny preferia muito mais a companhia de uma guerreira à de um inútil rabiscador.

Na verdade, as circunstâncias não tinham nada a ver com isso. Ele estava tendo problemas para imaginar qualquer situação em que um escritor seria útil. Pelo que sabia, todos os escritores eram preguiçosos, sem talento e cuja única habilidade real era enganar dinheiro de pessoas honestas enquanto se divertiam torturando-as com cliffhangers sádicos.

Sem falar que nenhum deles tinha um traseiro como o de Effie… ah… espera, o quê?

Tirando sua mente do poço, Sunny franziu a testa e se lembrou de manter suas emoções sob controle.

Em certo sentido, essa dura necessidade era uma bênção. A perigosa realidade da cidade em ruínas impedia que se concentrassem no amargo desespero que havia tomado conta de seus corações após a terrível revelação do dia anterior.

Eles só tinham que colocar um pé na frente do outro e não pensar muito em nada.

Um passo de cada vez. Era assim que ele iria sobreviver.

Com um suspiro pesado, Sunny olhou em volta e continuou caminhando.

Assim como Effie havia dito, atravessar as ruínas acabou sendo uma provação lenta. A caçadora os guiava pelo complexo labirinto de ruas largas e estreitas, seguindo um estranho e sinuoso caminho que só ela conhecia. Muitas vezes, eles tinham que parar e se esconder, esperando que algum perigo invisível passasse.

Às vezes caminhavam sob o céu vazio, às vezes mergulhavam nos edifícios desgastados e passavam algum tempo rastejando pelos montes de escombros dentro deles. Outras vezes, Effie conseguia levá-los direto por casas semi-desabadas para emergir em becos isolados do outro lado.

Uma ou duas vezes, eles até subiram aos telhados e avançaram caminhando sobre telhas precariamente instáveis ou vigas de suporte expostas, pulando sobre abismos vastos e se equilibrando em tábuas de madeira meio podres que alguém havia colocado ali para preencher lacunas especialmente grandes. Durante esses momentos, Neph ou Sunny carregavam Cassie nos braços.

Sunny se surpreendeu ao descobrir que o interior de alguns edifícios estava incrivelmente bem preservado. Parecia que os habitantes tinham saído há apenas alguns dias, ao invés dos milhares de anos que realmente haviam se passado. Por causa disso, ele pôde vislumbrar como os cidadãos dessa antiga cidade viviam tanto tempo atrás.

Era uma visão estranha e arrepiante.

Ele também conseguiu entender claramente que Effie realmente conhecia muito bem as ruínas. Por onde passavam, havia sinais de suas visitas anteriores e preparativos. Desde as tábuas colocadas nos intervalos entre os telhados até as pesadas lajes de pedra usadas para esconder passagens improvisadas, era evidente que ela passou anos de esforço meticuloso transformando grandes partes deste labirinto mortal em seu próprio território privado de caça.

Ele ganhou um novo respeito pela jovem aparentemente despreocupada. Ela quase fazia parecer que viajar pelas ruínas amaldiçoadas era seguro e fácil.

No entanto, ele sabia que isso não poderia estar mais longe da verdade. Na verdade, ele suspeitava que a morte estava constantemente soprando em suas nuca, sendo contida apenas pelo conhecimento e julgamento oportuno de Effie. Várias carcaças evisceradas frescas que encontraram serviam como um sinal claro de que a Cidade Sombria estava repleta de vida assustadora.

Até mesmo as aterrorizantes Criaturas do Pesadelo não estavam seguras aqui.

Mais de uma vez, ouviram sons distantes de garras raspando contra a pedra, sentiram o chão tremer sob passos pesados ou notaram sombras rápidas passando pelas nuvens. Nessas ocasiões, Effie mudaria o curso imediatamente ou encontraria um esconderijo perfeitamente oculto sem falhar.

Encontrá-la realmente havia sido um golpe raro de sorte.

Mas, a cada hora que passava, Sunny se tornava cada vez mais sombrio. Não importava que tipo de futuro os aguardava neste lugar amaldiçoado, ele não tinha dúvidas de que eles também teriam que caçar por comida. Isso significava que ele teria que aprender todas as mesmas coisas que Effie aprendeu e talvez até mais. A tarefa parecia incrivelmente assustadora. Ele nem tinha certeza de que seria capaz de realizá-la.

Pelo menos ele não ia fazer isso sozinho. Havia Estrela da Mudança como parceira, e Cassie. Sua presença o acalmou.

Viver nesse inferno terrível sozinho… ele nem queria pensar nisso. Essa existência miserável certamente o mataria e, se não, pelo menos o deixaria louco. Nesse ponto, ele não desejaria estar vivo de qualquer maneira. Quem iria querer suportar esse tipo de miséria?

‘Por que pensar em algo que nunca vai acontecer?’

Lançando um olhar para Nephis e Cassie, Sunny escondeu um sorriso e correu para alcançar Effie.

Pensando bem, ele estava muito melhor que a caçadora teimosa. Havia aliados confiáveis com quem ele tinha forjado laços de confiança e companheirismo ao seu lado. Os três tornavam um ao outro mais fortes.

Além disso, seu próprio Aspect era capaz de lhe fornecer uma Habilidade de aprimoramento físico semelhante, embora em uma versão menor. Era muito mais versátil, permitindo-lhe transferir o efeito de aprimoramento para Memórias e objetos inanimados, sem mencionar sua inestimável habilidade de se mover e vigiar sem ser visto.

Sunny ofereceria os serviços de sua sombra a Effie, mas não tinha certeza de quão seguro seria. Se houvesse criaturas nessas ruínas capazes de sentir pensamentos e emoções, quais seriam as chances de algumas delas conseguirem sentir o olhar da sombra também? Ele teria que aprender mais e experimentar antes de permitir que ela vagasse sozinha.

Esses pensamentos o animaram um pouco.

…Logo, quando o sol começou a cair em direção ao horizonte, eles finalmente alcançaram a base da colina onde se erguia o magnífico castelo.

Sunny olhou para cima, sentindo seu coração bater loucamente. Uma sensação pesada e ansiosa tomou conta de sua mente.

Dependendo do que acontecesse a seguir, seus destinos mudariam para sempre… para melhor ou para pior.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 11 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
10 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
MolartD
Membro
Molart
21 dias atrás

Pelo que sabia, todos os escritores eram preguiçosos, sem talento e cuja única habilidade real era enganar dinheiro de pessoas honestas enquanto se divertiam torturando-as com cliffhangers sádicos.

Que isso autor?? Que autodepreciativo Kkkkk

Última edição 21 dias atrás por Molart
GodSpeed_zD
Membro
GodSpeed_z
1 mês atrás

Puta merda hein sunny, tu ficou sozinho, maluco e não tá em bons termos com a Neph aparentemente, kkkkkkkkkkkkkkkk quem prevê o futuro melhor, sunny ou cas?

SandyD
Membro
Sandy
2 meses atrás

“Viver nesse inferno terrível sozinho… ele nem queria pensar nisso. Essa existência miserável certamente o mataria e, se não, pelo menos o deixaria louco. Nesse ponto, ele não desejaria estar vivo de qualquer maneira. Quem iria querer suportar esse tipo de miséria?

“Por que pensar em algo que nunca vai acontecer?””

Vai ter que lavar essa boca com sabão kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Fang yuan
Membro
Fang yuan
1 mês atrás
Resposta para  Sandy

Nmrl sunny…
Vai dizer agora q tu nasceu grudado em alguém pra não poder ficar sozinho, isso é mentalidade de gente fraca e esfacelada q não consegue ficar sozinho com os próprios pensamentos.

MolartD
Membro
Molart
21 dias atrás
Resposta para  Sandy

Sabão é pouco
Tem que tacar logo uma caixa interia pqp kkkkkkkkk

Última edição 21 dias atrás por Molart
Noname
Membro
Noname
2 meses atrás

Tá, agora me diz. Qual é o sentido em “cortar” a narrativa no início do segundo volume, sendo que tá passando tudo detalhadamente em um flashback?😮‍💨

Luís
Membro
Luís
1 mês atrás
Resposta para  Noname

É um recurso narrativo para criar um pouco de dinamismo.

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás
Resposta para  Luís

Faz sentido

treshart
Membro
treshart
4 meses atrás

e no fim ele ficou sozinho e maluco

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

pior q ficou solo kkkk
obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar