Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  143

Gunlaug

Traduzido usando o ChatGPT



Apesar de a pesada presença de Gunlaug permear cada centímetro do castelo, o próprio Senhor Luminoso era estranhamente evasivo. Ele não se mostrava com frequência, preferindo governar por meio de seus cinco representantes. Se era por arrogância, paranoia ou algum outro motivo, Sunny não sabia.

Depois do incidente com Seishan, ele estava com medo de deixar sua sombra andar muito livremente e tentava evitar chegar perto do temível mestre da fortaleza antiga. Por causa dessas precauções, ele não tinha visto Gunlaug até o quinto dia no castelo.

Como se viu, quando a Serpente Dourada aparecia, ela gostava de causar uma impressão.

Sunny e Cassie estavam prestes a receber seu café da manhã habitual quando todo o grande salão ficou repentinamente silencioso como a morte. Sentindo que algo estava errado, eles se voltaram para a entrada – bem a tempo de ver um torrente de Guardas entrando.

O coração de Sunny pulou uma batida.

‘O que é isso?’

Temente pelo pior, ele tentou pensar na melhor maneira de escapar… mas, felizmente, os soldados ameaçadores do Exército não lhes deram atenção. Em vez disso, eles rapidamente se dispersaram pelo salão e moveram as longas mesas para as paredes, criando um grande espaço aberto no meio.

Cassie segurou o ombro de Sunny e sussurrou:

“O que está acontecendo?”

Ele hesitou e depois respondeu, incerto:

“Não tenho certeza…”

De repente, ele viu Caster entre a multidão. O belo jovem tinha uma expressão séria no rosto. Seu olhar estava voltado para o nicho escuro na extremidade mais distante do salão.

Um a um, todos os Adormecidos viraram-se para encarar a mesma direção. Sunny seguiu o exemplo deles.

Lentamente, cinco figuras saíram da escuridão do nicho e ficaram nos degraus que levavam ao trono. Eram Gemma, Tessai, Seishan, Kido e o último dos cinco tenentes.

Quando Sunny o notou, um arrepio involuntário percorreu seu corpo.

O quinto tenente não tinha funções oficiais no Castelo Luminoso, mas todos ali o temiam mais. Era um homem estranho e pálido, com um rosto ossudo e olhos vidrados e sem emoção. Sua coluna era torta, fazendo-o parecer enganosamente baixo.

O corcunda vestia roupas pretas simples, sem adornos, e se portava com um pouco de desajeitado, como se estivesse desconfortável com toda a atenção.

O nome dele era Harus, e ele era a lâmina oculta e executor do Senhor Luminoso. Quando alguém precisava ser eliminado, ele era enviado para cumprir a punição. Se Gunlaug quisesse que todos soubessem de seu descontentamento, haveria rios de sangue deixados em seu rastro. Se não, não haveria nem uma única gota.

As pessoas simplesmente desapareceriam, como se nunca tivessem existido.

Harus era a sombra assassina de Gunlaug.

Muitos dos habitantes do castelo tinham visto pesadelos em que acordavam apenas para ver os olhos vidrados e frios dele olhando para eles das trevas. Para alguns, esses pesadelos se tornaram realidade. Harus estava disposto e ansioso para seguir qualquer comando de seu mestre, não importa quão vil.

O que perturbava Sunny mais, no entanto, era que olhar para Harus era como olhar para um espelho escuro. Apesar de serem quase nada parecidos, por alguma razão, ele não podia deixar de reconhecer traços de si mesmo no sádico carniceiro.

Ou, para ser preciso, de uma possível versão futura de si mesmo.

‘De jeito nenhum… Eu sou… Eu sou muito mais agradável aos olhos.’

Obrigando-se a desviar o olhar antes que o corcunda sentisse seu olhar, Sunny virou a cabeça e olhou para o homem alto que finalmente apareceu das trevas.

Pelo menos ele presumiu que era um homem, e não algum demônio dourado.

O Senhor Luminoso Gunlaug estava vestido com uma estranha armadura dourada que cobria sua figura alta da cabeça aos pés, não deixando nem mesmo os olhos expostos. Parecia simultaneamente sólida e líquida, quase fluindo sobre seus poderosos músculos e ombros largos e fortes.

No lugar onde seu rosto deveria estar, uma extensão lisa e vazia de ouro polido refletia os rostos assustados de centenas de Adormecidos de volta para eles. Sunny viu seu próprio reflexo olhando para ele e de repente percebeu quão pequeno e fraco ele era diante deste gigante brilhante.

Suas pernas tremiam.

A pressão que Gunlaug exercia no espaço ao seu redor era quase palpável. Todas as pessoas perto de Sunny passavam por uma experiência semelhante à dele. Seus rostos estavam pálidos, os olhos arregalados, gotas de suor aparecendo em suas têmporas. Até os tenentes pareciam um pouco desconfortáveis, afetados por essa aura opressiva, assim como o resto deles.

‘Deus… maldito seja… isso não é uma aura, é um ataque mental!’

Protegido pela característica [Inabalável] do Manto do Titereiro, Sunny era mais resistente a tais ataques do que a maioria. Cerrou os dentes, sacudiu os efeitos da pressão psíquica de Gunlaug e respirou fundo. Então, ele lançou um olhar preocupado para Cassie, preocupado com o bem-estar dela.

Para sua surpresa, a garota cega estava absolutamente bem. Diferente do resto deles, ela não mostrava sinais de angústia. Sunny encarou-a e piscou algumas vezes.

‘O reflexo… tudo isso começou quando eu vi meu reflexo na viseira da estranha armadura daquele desgraçado… mas Cassie é cega, então…’

Parecia que Gunlaug não estava realmente atacando-os. Era apenas um encantamento daquela estranha armadura dourada dele. Quem olhasse para seu rosto espelhado era imediatamente atacado por um sentimento avassalador de admiração, pavor e o esmagador desejo de se submeter.

‘Que… que tipo de Memória pode praticamente paralisar várias centenas de pessoas apenas com seu efeito passivo?’ Sunny pensou, espantado.

Como isso era possível?

Enquanto isso, Gunlaug se aproximou do trono branco vazio e se sentou graciosamente. A luz que caía dos numerosos buracos na parede de fundo do nicho refletia em sua armadura, fazendo parecer que ele estava envolto por um brilho radiante.

O espelho dourado que lhe servia de rosto virou-se para olhar as fileiras de Adormecidos tremendo a seus pés.

Alguns momentos depois, uma voz profunda e insidiosa ecoou ao redor deles, como se o próprio castelo estivesse sussurrando em seus ouvidos:

“Ah, que belo dia está hoje. Um dia perfeito para a justiça, não acham, meus preciosos protegidos? Ouvi dizer que há um criminoso escondido entre nós hoje. Bem… eu não sou justo? Eu não sou imparcial? Deixem-me mostrar o quão justo eu sou…”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 12 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
8 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
GodSpeed_zD
Membro
GodSpeed_z
1 mês atrás

Acho que é o sunny

3xp3D
Membro
3xp3
5 meses atrás

99% de chance ser o sunny

Última edição 5 meses atrás por tarzanchutaveia
CavaloD
Membro
Cavalo
5 meses atrás

Aposto minha bunda q é o Sunny

Sunny
Membro
Sunny
4 meses atrás
Resposta para  Cavalo

Vsfd, eu perdi minha bunda por causa dessa merda de aposta

GodSpeed_zD
Membro
GodSpeed_z
1 mês atrás
Resposta para  Sunny

A bunda do de cima já virou merenda ☝️

MolartD
Membro
Molart
22 dias atrás
Resposta para  Sunny

Por algum motivo eu achava que sua foto de perfil era uma mina pelada =0

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

obg pel ocap

Mon Was
Membro
Mon Was
9 meses atrás

aposto 10 conto que o criminoso é o Sunny (o motivo? Não faço ideia)

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar