Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  161

Rubicão

Traduzido usando o ChatGPT



Harper encarou-o com aquele patético sorriso tímido congelado nos lábios. Em seus olhos, havia falsa simpatia, preocupação e desespero. Por algum motivo, Sunny sentiu um impulso violento para apagar o sorriso do rosto dele.

‘Seu escroto…’

Em seu estado abalado, ele estava tendo problemas para controlar suas emoções. Algo deve ter aparecido em seu rosto, pois Harper de repente piscou e deu um passo atrás. Mas no fim das contas, o desejo de ser aceito de volta no Castelo Luminoso venceu sua cautela. Ele se forçou a ficar parado, hesitou por alguns momentos e disse:

“Eu… queria agradecer por me convidar para sua casa esta manhã.”

Sunny olhou para o jovem magro. No crepúsculo do anoitecer, seu rosto pálido estava escondido em sombras profundas. Finalmente, ele respondeu:

“Sim. Podemos conversar.”

‘Pense, Sunny, pense…’

Mas sua mente se recusava a obedecer. A maior parte dela estava se afogando no mar de terror frio que fora invocado pela revelação do futuro. O pouco que restava estava completamente desorientado.

Sunny levantou uma mão e esfregou o rosto.

‘Ele é um espião. Ele está aqui para facilitar a morte de todos nós pelo Gunlaug. O que deve ser feito?’

Pela manhã… sim, antes de tudo mudar, Sunny tinha visto Harper relatando a um dos Guardas. Ele queria espancar o jovem covarde e expulsá-lo da cabana… mas essa seria uma decisão errada.

A melhor coisa a fazer não era expor o infeliz espião, mas fingir ignorância e alimentá-lo com informações falsas. Sim… essa era a maneira ideal de lidar com infiltrados. Como um aspirante a espião, Sunny conhecia bem essas coisas.

Mas ele seria capaz de enganar Harper? Por acidente, o informante fracassado havia escolhido a pessoa perfeita como seu alvo. Sunny sabia muitos segredos e era incapaz de mentir.

Mas ele também era um mestre em enganação. Então…

“Sunless?”

Sunny estremeceu e olhou para o jovem magro.

“Desculpe. Uh… estou meio abalado depois da caçada de hoje. Você queria conversar?”

Tranquilizado, Harper sorriu novamente.

“Veja bem, eu queria agradecer por tudo que você fez por mim e por todas as pessoas aqui no assentamento. Quando saí do castelo, trouxe comigo um item muito especial. Pensei em compartilhá-lo com você!”

Sunny franziu a testa.

“Um item especial?”

‘Eu deveria ver qual é exatamente o plano dele, alimentá-lo com algumas pequenas verdades junto com as mentiras e depois relatar a Neph pela manhã. C-certo?’

Enquanto isso, Harper estava acenando energicamente:

“É uma… uma garrafa de licor. Todos os meses, algumas são vendidas pelos Artesãos que trabalham no jardim. Conseguir uma é muito difícil, mas tive sorte. Você gostaria de vir e experimentar? Minha cabana fica por aqui.”

Sunny se distraiu por alguns momentos, mas depois se forçou a se concentrar. Sobre o que Harper estava falando? Artesãos, licor, sorte…

‘…Por que não?’

Dando um aceno para Harper, ele gesticulou para que o jovem homem mostrasse o caminho e seguiu.

Enquanto passavam pelos outros moradores da favela a caminho da cabana de Harper, Sunny não conseguia deixar de sentir que estavam cercados por cadáveres ambulantes.

A maioria dessas pessoas já estava morta. Elas só não sabiam disso ainda.

…Mas ele sabia.

O peso desse conhecimento estava lentamente o esmagando.

A pequena cabana de Harper era ainda mais patética do que as outras na favela. Foi construída rudemente com pedaços apodrecidos de madeira, com muitas rachaduras para deixar o vento frio entrar. Dentro, não havia nada além de um monte de algas marinhas que serviam como um colchão frágil e uma mesa baixa de madeira. Sunny podia entender por que o Adormecido magro estava tão desesperado para voltar ao castelo.

Pelo menos tinha uma porta.

Uma vez lá dentro, Harper olhou ao redor com constrangimento e convidou Sunny para sentar-se no chão em frente à mesa. Em seguida, ele retirou um pote de vidro de baixo das algas marinhas e o colocou na frente dele como um tesouro raro. Produzindo uma faca de ferro tosca de algum lugar, Harper então abriu o lacre de cera do pote, colocou a faca na mesa e despejou um líquido branco leitoso em uma taça de barro lascada.

“Aqui!”

Ele entregou a taça a Sunny e sorriu.

Sunny a recebeu e cheirou o estranho licor. Ele se lembrava de muitas pessoas nos arredores que se afogaram na garrafa ou se mataram com estimulantes baratos e drogas. Felizmente, ele sempre foi muito paranoico para permitir que algo alterasse seu estado mental. Além disso, por muito tempo, ele não podia se permitir morrer antes de realizar uma determinada coisa.

É por isso que Sunny não era muito familiarizado com álcool.

Levando o copo aos lábios, ele prendeu a respiração e o engoliu de uma vez. Um calor agradável se espalhou imediatamente pelo seu corpo, trazendo um pouco de consolo doce.

‘…Eu posso ver o apelo.’

Não era tão ruim, na verdade.

Harper apressadamente encheu novamente a taça e perguntou:

“Ouvi falar da última caçada. Pelos deuses, você sobreviveu a um encontro com um Mensageiro do Pináculo Carmesim! Deve ter sido horrível…”

Sunny hesitou por um momento e depois deu de ombros.

“Apenas fiquei na retaguarda.”

O jovem magro balançou a cabeça.

“Ainda assim, você é incrível! Ouvi dizer que você está com a Lady Estrela da Mudança desde o começo, sobrevivendo mais de dois meses no Labirinto. Isso é verdade?”

Ele era um péssimo ator. Mesmo que Sunny não soubesse que Harper já era um espião, ele teria sentido algo estranho neste momento. Mas era fácil fingir não notar nada.

‘Ratos como eu te contarão tudo, desde que você mostre um pouquinho de respeito, hein?’

Ruborizado por causa do licor, Sunny sorriu lentamente:

“Oh… sim! Na verdade, se não fosse por mim, ela já estaria morta há muito tempo. Você sabe quantas vezes salvei a vida dela?”

Esta parte foi totalmente planejada, visando criar um falso sentido de que o plano de Harper de usar mesquinhez e ciúme para soltar a língua dele funcionou. No entanto, as próximas palavras saíram da boca de Sunny por conta própria.

Cerrando os dentes, ele de repente empalideceu e sussurrou:

“…e para quê? Hein? Para… para isso? Isso não deveria ter acontecido. Como isso aconteceu?!”

Então, Sunny agarrou a cabeça e soltou uma risada sombria.

‘Isso é ruim… o que estou dizendo?’

Confundindo seu terror com o sinal de que o licor estava fazendo efeito, Harper ficou um pouco mais corajoso:

“Você deve ter lutado ao lado da Lady Nephis muitas vezes!”

Sunny baixou a cabeça e deu de ombros.

“É.”

O jovem magro hesitou por alguns momentos e então perguntou cautelosamente:

“Então… você deve ter visto a Habilidade do Aspecto dela?”

Aprenda a Habilidade do inimigo, aprenda seu Defeito, aprenda seus vícios… é assim que você os mata. Encarando Harper, Sunny de repente se lembrou de sua primeira batalha depois de conhecer Nephis. Naquela época, ela perguntou se ele já havia dissecado um carniceiro carapaça morto para aprender suas fraquezas.

Era isso que o Adormecido covarde estava fazendo agora. Dissecando-os. Mesmo que eles não estivessem mortos… ainda.

“Claro. Pode ser usada para curar.”

Os olhos de Harper brilharam.

“Então ela é uma curandeira! Claro. Tal Habilidade combina muito bem com a Lady Estrela da Mudança. Todos sabem que ela é um anjo…”

‘Bom…’

Seu primeiro objetivo foi alcançado. Sunny conseguiu criar com sucesso um mal-entendido, levando Harper a acreditar que o Aspecto de Neph estava limitado à cura. Deveria haver outros espiões na favela, é claro. Com eles colaborando nessa afirmação ao relembrar como ela havia curado os caçadores feridos hoje, Gunlaug e seu povo provavelmente acreditariam que a Estrela da Mudança não tinha uma Habilidade ofensiva.

Quem jamais pensaria que suas chamas poderiam curar e destruir?

Enquanto isso, Harper estava colocando mais licor na taça.

“Aliás, eu sempre quis perguntar. Você sabe como Lady Nephis recebeu seu Verdadeiro Nome?”

Talvez por causa de seu terrível estado mental, ou talvez por causa do licor, ou talvez simplesmente por um lapso momentâneo de julgamento, Sunny não pensou bem nas suas próximas palavras antes de responder:

“Provavelmente da mesma forma que eu.”

Então, ele congelou.

‘Maldição!’

Ele estava tão preocupado em criar uma imagem falsa de Neph na mente de Harper que, por um segundo, esqueceu-se de manter sua própria identidade verdadeira em segredo.

‘Burro! Burro! Burro!’

Sem deixar o pânico aparecer no rosto, Sunny tentou salvar a situação jogando a cabeça para trás e rindo, criando a impressão de que sua última declaração era uma piada.

Felizmente, Harper pareceu acreditar nele. Ele riu também e então olhou para Sunny com faíscas de humor nos olhos.

No entanto, suas próximas palavras lançaram Sunny num abraço gelado de horror. Era como se os portões do inferno se abrissem bem abaixo de seus pés.

Querendo entrar na brincadeira, o jovem magro sorriu e disse em tom de piada:

“Ah! Claro, claro, Senhor Sunless! Qual é o seu Verdadeiro Nome então?”

Sunny encarou-o, o sorriso congelado no rosto.

‘Pense! Pense! Como você sai dessa?!’

Mas não havia saída, pelo menos nenhuma que ele pudesse ver. Ele estava encurralado.

A pressão familiar apareceu em sua mente. Aos poucos, Sunny ficou pálido como a morte.

Harper ainda estava sorrindo, esperando pela resposta. Seu rosto era magro, cansado e cheio de medo e esperança desesperada.

Ele era apenas um garoto fraco e digno de pena, afinal.

A pressão foi substituída por uma dor cegante, enviando um tremor pelo corpo de Sunny.

Por que, por que ele tinha que fazer aquela pergunta?!

Mas já era tarde demais. O que aconteceu não podia ser mudado.

Como uma besta encurralada, Sunny só conseguia pensar em uma coisa…

Harper finalmente percebeu que algo estava errado. Seus olhos se arregalaram.

“Sun…”

…como sobreviver.

Apenas um segundo antes de a dor ultrapassar seus limites e forçar uma resposta, Sunny de repente se inclinou para frente, pegou a faca de ferro bruta e a esfaqueou no coração do pobre jovem.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 22 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
16 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
BL1ND4DOD
Membro
BL1ND4DO
1 mês atrás

Caralho, que tenso

Gu yue fang yan
Membro
Gu yue fang yan
1 mês atrás

Um dos melhores capítulos de fato, esse capítulo melhorou 100% a obra no meu ponto de vista pelo menos, estamos indo em uma boa direção lunles… agora é só não regredir.

treshart
Membro
treshart
1 mês atrás

que cara azarado

Rei loucoD
Membro
Rei louco
1 mês atrás

AKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAKAK, na moral velho.

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás

Kkkkkk foi de ralo

Emo Tenebroso
Membro
Emo Tenebroso
3 meses atrás

Porra, tanta pergunta em kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, foi logo na fatal.

danilo
Membro
danilo
5 meses atrás

KRL, mto legal como tudo se desenvolveu, encontramos um cara mais azarado que o MC

Aena
Visitante
Aena
6 meses atrás

Aqui podemos ver um azarado e o Harper

Lando
Visitante
Lando
7 meses atrás

Se fudeu gostoso

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

obg pelo cap

Rauan
Membro
Rauan
9 meses atrás

Se fudeu kkkk teve o que mereceu

suco de laranjaD
Membro
suco de laranja
10 meses atrás

o que vale mais pro homem: a sua liberdade ou a vida do proximo

Sunny
Membro
Sunny
4 meses atrás
Resposta para  suco de laranja

Liberdade óbvio, eu faria a msm coisa

MolartD
Membro
Molart
20 dias atrás
Resposta para  suco de laranja

Tudo tem um limite, a resposta é óbvia.

CultivadorCelestial777D
Membro
CultivadorCelestial777
11 meses atrás

Krl, muito profundo o capítulo

Jupiter
Visitante
Jupiter
1 ano atrás

Ksksksksks se fudeu meu bom

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar