Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  166

Luz e Sombras

Traduzido usando o ChatGPT



A Estrela da Mudança franziu a testa. Havia um vislumbre de surpresa em seus olhos frios e cinzentos.

“Meu… objetivo? Não é óbvio?”

Ela fez um gesto para a favela que os cercava e o magnífico castelo erguendo-se acima dela.

“Estou tentando ajudar essas pessoas. O que mais?”

Sunny suspirou.

Então, desviando o rosto, ele perguntou:

“Ei, já te falei sobre a minha irmã?”

Nephis piscou.

“Não. Por que trazer isso à tona de repente?”

Ele sorriu melancolicamente.

“Eu apenas me lembrei dela recentemente, então pensei em compartilhar. Veja… nossos pais morreram quando éramos pequenos. Ela foi adotada, mas eu acabei nas ruas. A vida não era realmente doce para mim. Na verdade, era apenas desagradável e amarga. Então, jovem como eu era, simplesmente imaginei que fosse o mesmo para ela. Foi por isso que me obcequei com a ideia de encontrá-la. Eu tinha essa fantasia na minha cabeça, sabe, de salvá-la e protegê-la. Tornar-se uma família novamente.”

Sunny fez uma careta.

“Mas como um indesejável sem dinheiro como eu poderia encontrar alguém? Você sabe como são as bases de dados da cidade. Mesmo que estejam funcionais, desbloquear qualquer coisa requer que você seja um cidadão, e de uma classe considerável também. No entanto, eu estava disposto a fazer qualquer coisa para alcançar meu objetivo. Então, eu economizei dinheiro. Um moleque de rua não pode ganhar muito, mas mesmo assim, eu economizei o máximo que pude.”

Uma expressão sombria apareceu em seu rosto.

“Mesmo que eu tivesse quase nada para comer, eu continuaria guardando a patética quantidade de créditos que ganhava fazendo todo tipo de porcaria horrível. E depois de quatro ou cinco anos disso, quando eu tinha quase dezessete anos, finalmente tive o suficiente para contratar um detetive particular.”

Ele sorriu.

“Veja, havia esse detetive que às vezes nos contratava, os ninguéns, para reunir informações para ele. Os serviços dele não eram baratos, mas eu confiava nisso. Ou nele, pelo menos. Então dei todo o meu dinheiro para aquele cara e pedi a ele que encontrasse minha irmã. E sabe de uma coisa? Ele conseguiu. Um dia, cerca de um mês depois que fizemos o acordo, ele me deu um pedaço de papel com um endereço escrito nele. Então eu fui até lá.”

Nephis hesitou por alguns momentos e então perguntou em voz baixa:

“E o que aconteceu? Você encontrou sua irmã?”

Sunny esfregou o rosto, olhou para o céu e disse:

“Meio que sim. Na verdade, encontrei-a perto do terminal de bonde. Só que naquela época, eu não a reconheci. Veja, apesar das minhas ideias grandiosas de ser o salvador dela, eu nem mesmo me lembrava direito como ela era. Havia essa garota, com uns doze anos, vestindo um uniforme escolar arrumado. Ela estava andando na mesma direção que eu. Só percebi que era ela depois que entrou na casa do endereço.”

Ele ficou em silêncio por um tempo e depois continuou, sua voz estranhamente sem emoção:

“Já estava escuro. Acho que estava chovendo. A casa ficava em um bairro realmente agradável. Eles tinham a casa inteira só para eles. Apenas uma família morando lá, você consegue imaginar? Bem, acho que você consegue. Enfim… até tinha um gramado. E uma janela… uma grande janela que brilhava luz para fora. Observá-los através daquela janela era quase como assistir a um programa de televisão.”

Sunny se lembrou do esplendor daquilo, seu próprio constrangimento e tentou sorrir. No entanto, ele falhou.

“Parado nas sombras, logo além da beirada daquela luz, observei a família dela por um tempo. Ela tinha pais que a amavam e a tratavam bem. Tinha comida de verdade e o suficiente para nunca passar fome. Ela tinha roupas bonitas e livros didáticos caros. Até tinha irmãos mais novos e fofos. Eles estavam todos sorrindo, rindo e se divertindo juntos.”

Neph olhou para ele e perguntou:

“Então o que você fez?”

Sunny não respondeu imediatamente. Em vez disso, lembrou-se de como ficou parado ali, observando aquelas pessoas felizes. Como ele olhou para o próprio corpo frágil, suas roupas sujas e esfarrapadas, os hematomas nos nós dos dedos ensanguentados. E percebeu o quão completamente deslocado ele estava naquela imagem.

Depois de anos sonhando em encontrar sua irmã e salvá-la, ele se deparou com o simples fato de que ela… ela nunca realmente precisou dele. Ela provavelmente nem se lembrava de que ele existia. Mais do que isso, retornar à vida dela não traria nada de bom para ela. Ele não tinha nada agradável ou benéfico para oferecer. Só poderia piorar as coisas.

Lá fora, naquela noite escura e chuvosa, enquanto Sunny estava parado nas sombras, algo em seu coração se apagou para sempre. Algo dentro dele morreu.

Não importava em que tipo de situação ele se encontrasse depois disso, nada realmente se compararia à escuridão que ele sentiu naquele único momento.

Depois de ficar imóvel por muito tempo, ele lentamente recuou, virou-se e caminhou para a escuridão.

…Alguns dias depois, ele começou a mostrar os primeiros sintomas de ser infectado pelo Feitiço do Pesadelo.

E o resto era história.

Sacudindo as lembranças desagradáveis, Sunny fingiu ser despreocupado e deu de ombros.

“Fiz a única coisa altruísta que já fiz. Virei as costas e fui embora. Sabe por quê?”

Nephis balançou lentamente a cabeça.

Sunny sorriu, a raiva finalmente encontrando seu caminho em seus olhos.

“Porque até um cretino como eu conseguiu perceber que a pessoa que ele queria salvar não precisava ser salva. Então me diga, Neph, por que você, com toda a sua inteligência e clareza, não parece conseguir fazer o mesmo?”

Ela o encarou, uma expressão séria aparecendo em seu rosto.

“Você está insinuando que menti sobre minha intenção de ajudar essas pessoas? Se for isso, você está errado.”

Sunny apertou os punhos. Antes que pudesse se conter, as palavras saíram de sua boca.

… Não. Para ser completamente honesto consigo mesmo, ele tinha que admitir que simplesmente não queria impedi-las. Ele estava exausto, machucado e abalado demais para continuar jogando esse jogo com Neph. Era hora de trazer tudo à tona.

Talvez então, ele pudesse recuperar a clareza.

Encarando a Estrela da Mudança, Sunny cuspiu:

“…Dane-se, Neph.”

Ela piscou.

“O quê?”

Ele sorriu torto.

“Eu disse para se danar com essa besteira… Santa Nephis. Você pode ter enganado todo mundo, mas eu te conheço. Eu te conheço melhor do que ninguém. Então eu não compro essa sua encenação de salvadora nem por um segundo.”

Sunny repetiu o gesto dela, apontando para as casas miseráveis ao redor.

“Ajudar essas pessoas? Por favor! Com o quê você vai ajudá-las? Ajudá-las a virar cadáveres? Você e eu sabemos como isso termina. A Cassie já nos contou. Fogo e rios de sangue, certo? É isso que você está planejando?”

Nephis encarou-o, uma expressão sombria escrita em seu rosto de marfim. Seus olhos cinzentos e frios não estavam mais calmos. Finalmente, havia uma emoção ardente neles. Seria… confusão? Dor? Decepção?

Ela abriu a boca, depois a fechou novamente. Então, Estrela da Mudança balançou lentamente a cabeça.

Finalmente, ela pareceu encontrar as palavras certas. Olhando Sunny nos olhos, ela levantou ligeiramente o queixo e disse:

“…Tudo bem. Você me pegou.”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 22 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
11 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
BL1ND4DOD
Membro
BL1ND4DO
1 mês atrás

Capítulo foda

treshart
Membro
treshart
1 mês atrás

CARALHOOOOO

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás

Krl isso aqui tá ficando maravilhoso pqp

IfosD
Membro
Ifos
1 mês atrás

ta porra ta ficando cada vez mais interessante, confesso que tava achando primeiros caps do flashback insuportáveis, mas ta ficando cada vez melhor

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás
Resposta para  Ifos

Eu tbm

LukanuD
Membro
Lukanu
3 meses atrás

uma eternidade para isso…aff

SandyD
Membro
Sandy
2 meses atrás
Resposta para  Lukanu

Vc provavelmente pulou alguns capítulos pra tá falando isso

Beiceta
Membro
Beiceta
3 meses atrás

Um dos meus capítulos favoritos nessa obra. Muito profundo e revelador
Diz muito sobre ambos.

Sunny
Membro
Sunny
4 meses atrás

9pq eu imaginei a cena do Joker tirando o chapéu e olhando pro Helder, e lentamente a cara dele derretendo pra botar o mosca? Kkk tipo, parece? Não, mas é isso oq eu senti lendo essa cena

danilo
Membro
danilo
5 meses atrás

eita

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar