Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  416

Enforcado

Atenção: Este conteúdo foi traduzido automaticamente por meio de Inteligência Artificial (I.A.). Embora a qualidade da tradução possa ser superior às traduções automáticas padrões, ainda é possível que haja falhas ou imprecisões na tradução. Por favor, tenha isso em mente ao ler este conteúdo.



Sunny observou o vazio por algum tempo, pensando.

Sua nova arma era uma Ascendente de quarto nível, o que já a tornava muito mais formidável do que qualquer outra coisa em seu arsenal. Era de adamantino e afiada como uma navalha, o que lhe permitiria cortar criaturas Caídas como se fossem feitas de manteiga… bem, não exatamente, mas algo próximo. Além disso, havia o alcance considerável em sua forma de lança e a incrível velocidade em sua forma de espada.

Mas havia mais.

A Visão Cruel era capaz de aumentar seus ataques com dano elemental. Isso significava que cada ferida que Sunny infligisse a seus inimigos seria mais grave… não apenas isso, mas a natureza do aumento poderia ser alterada, o que significava que, se tivesse tempo suficiente para se preparar, ele seria capaz de explorar as fraquezas de seus oponentes com o elemento ao qual eram mais vulneráveis.

Ele só precisava ser ferido pelo mesmo elemento.

“Ai…”

Tudo que valia a pena tinha que doer um pouco. Sunny aprendeu isso há muitos anos.

Falando nisso.

Ele suspirou e, em seguida, convocou a Visão Cruel e segurou-a em suas mãos por um momento. Depois, levantou-se e caminhou em direção à saída da caverna.

À medida que o som da cachoeira se tornava cada vez mais alto, ele se preparava.

…Um segundo depois, Sunny adentrou o campo de erosão da alma emanado pela armadura de Santa. Instantaneamente, ele se sentiu fraco e com dor, como se a essência de seu ser estivesse sendo dissolvida por uma força terrível.

“Argh… maldição!”

Não importava quantas vezes fosse submetido ao efeito do Juramento Quebrado, era uma sensação repugnante todas as vezes. A única coisa boa era que as almas, assim como os corpos, podiam se curar com o tempo. E desde que ele não passasse muito tempo sendo danificado pela memória maligna, ele seria capaz de se recuperar em um ou dois dias.

Apertando os dentes, Sunny convocou as runas que descreviam a Visão Cruel e simultaneamente enviou essência para a lâmina prateada, ativando o encantamento [Espelho Sombrio].

Enquanto seu rosto contorcido era refletido na prata polida da elegante espada, nada mudava. No entanto, a Visão Cruel de repente parecia… diferente. Como se uma aura invisível, fria e afiada envolvesse suas bordas.

Sunny olhou para a descrição do [Espelho Sombrio]:

“Carga atual: Alma.”

Com um suspiro de alívio, deu alguns passos para trás e escapou do raio do Juramento Quebrado. A sensação de sua alma sendo lentamente destruída desapareceu rapidamente.

No entanto, as runas não mudaram.

Sunny teve que alimentar a Memória com uma pequena quantidade de essência das sombras para ativar o encantamento amplificador, mas a lâmina permaneceria entrelaçada com o elemento de sua escolha até que ele a carregasse novamente com outro.

Um sorriso cruel surgiu em seus lábios.

…Assim, Sunny agora possuía uma arma capaz de causar dano à alma, o tipo de dano mais raro e insidioso que ele conhecia, um tipo de dano para o qual poucos seres tinham qualquer resistência.

Em um único dia, sua letalidade havia se multiplicado várias vezes.

Dispensando a sombria espada, Sunny virou-se e voltou para a caverna.

“Acho que agora eu sou o verdadeiro arauto do julgamento…”

Sua sombria sombra pairou por um momento e, em seguida, coçou a cabeça.

Pela primeira vez, não tinha mais nada a acrescentar.


Dois dias depois, Sunny finalmente se aproximava da Ilha dos Destroços. Atualmente, ele estava na ilha vizinha, escondido na sombra de uma torre de pedra desmoronada que havia sido tomada pelo musgo há muito tempo. Em algum lugar atrás dele, o corpo de uma criatura gigante semelhante a uma minhoca jazia no chão, seu corpo pingando com sangue negro e fétido.

Sunny havia gastado muita essência saltando pelas sombras para evitar ser devorado por aquela coisa. Não importava quantas vezes ele tivesse perfurado a carne dela com sua lança, o verme parecia possuir uma quantidade quase infinita de vitalidade. O fato de Sunny não ter ideia de onde estavam os órgãos vitais da abominação apenas piorava a situação.

No final, no entanto, a Criatura do Pesadelo sucumbiu aos danos contínuos infligidos em sua alma. E agora, estava morta.

Enxames de vermes menores, mas não menos repulsivos, já estavam emergindo do chão para se banquetear em sua carne. Sunny não se importava – ele já havia recuperado o fragmento da alma do corpo da criatura e certamente não tinha planos de usar a carne do verme como alimento.

E além disso, sua atenção estava atualmente concentrada em outro lugar.

“O que… diabos…”

A Ilha Naufrágio estava atualmente em seu auge de fase de ascensão e pairava alta no céu. Como resultado, Sunny conseguia ver sua parte inferior, longe na distância.

A parte inferior da ilha estava envolta em sombras eternas, e algo vasto e aterrorizante estava se movendo lá. Os habitantes do Lado Sombrio eram todos poderosos e repugnantes, mas a criatura aninhada ali, em particular, era especialmente horrível. Talvez todas as ilhas tão próximas do Rompimento abrigassem tais horrores…

Mas mesmo isso não era o que Sunny estava procurando.

“Eu acho… que tenho minha resposta…”

Há muito tempo, uma das correntes ligadas à Ilha do Naufrágio havia se quebrado e agora pendia. Enredado nela, um gigantesco cadáver de ferro balançava lentamente ao vento.

A criatura se assemelhava a um homem feito inteiramente de metal. A corrente celestial havia se enrolado em uma de suas pernas, então o gigante pendia de cabeça para baixo, com o rosto enferrujado e gravemente danificado. Seu poderoso peito estava afundado e despedaçado por um golpe titânico, e um de seus braços estava arrancado no ombro.

Isso era, sem dúvida, a criatura cujo membro perdido deu nome à Ilha da Mão de Ferro.

O gigante morto balançava desanimado ao vento, produzindo sons de metal enferrujado raspando contra o ferro da corrente celestial. Esses sons eram altos o suficiente para alcançar a distância entre duas ilhas e serem ouvidos por Sunny em seu esconderijo.

Ao olhar para aquela visão humilhante, Sunny estremeceu.

“Quem poderia ter matado uma coisa dessas?”

É claro que não havia como saber. Como sempre, encontrar uma resposta imediatamente apresentava a Sunny uma dúzia de novas perguntas.

Olhando nervosamente entre o gigante enforcado e a multidão de vermes devorando vorazmente seu antigo, Sunny permaneceu escondido nas sombras e esperou.

Logo, o rangido das correntes anunciou que a Ilha do Naufrágio estava começando a descer.

Sunny ficou tenso.

“É hora…”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 13 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

finalmente
obg pel ocap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar