Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  42

Essência do Combate

Traduzido usando o ChatGPT



Nephis olhou para ele e refletiu. Dessa vez, ela permaneceu em silêncio por mais tempo do que o normal.

Sunny sentiu-se um pouco nervoso sob o olhar dela, sabendo que estava sendo avaliado. Com a habilidade e perspicácia da Estrela da Mudança, não era difícil imaginar o quanto ela tinha percebido de seu desempenho em batalha. Tanto o seu nível atual quanto o potencial futuro devem ter sido praticamente expostos diante dela. Será que eram suficientes para valer a pena ensiná-lo?

Depois de algum tempo, ela pegou os fragmentos de alma e assentiu.

“Está bem.”

Sunny sorriu, parabenizando-se por um acordo bem-sucedido. Não apenas ele recebeu muito sem perder muito, mas também conseguiu causar uma impressão um pouco favorável de si mesmo aos olhos de Nephis e Cassie. Em termos de desempenho, este foi ótimo.

“Então, quando começamos?”

Nephis deu de ombros.

“Agora.”

Agora?

Sunny olhou para o sol, que já estava quase desaparecido. Eles iriam treinar na escuridão total? Não era realmente um obstáculo para ele. Estrela da Mudança, no entanto…

“Começaremos com algumas palavras. Isso será suficiente por hoje.”

Depois de hesitar um pouco, ela acrescentou:

“Cassie, você escuta também.”

Sunny e Cassia se voltaram para Nephis, ouvindo-a como dois alunos obedientes. Apesar de terem idades mais ou menos semelhantes, ambos sabiam que, em termos de habilidade marcial, a autoridade de sua companheira estava tão além da deles quanto a força de um dragão estava além da de um verme.

Nephis pensou por um momento e então disse:

“O domínio do combate pode ser dividido em dois aspectos. Um é o corpo, e o outro é a mente. Treinar o corpo não é fácil, mas é bastante simples. Tudo o que você precisa é de repetição e experiência. Em uma luta, as coisas acontecem rápido demais para considerar todos os detalhes no momento. É por isso que sua técnica deve existir em seus músculos e ossos, de tal forma que quase se torne um instinto.”

Ela fez uma pausa.

“Você pode obter resultados iniciais através da repetição. Então, deve ser consolidado através da experiência. Quanto mais experiência de batalha você tiver, mais profundamente uma técnica será assimilada ao seu corpo. Não há outro caminho. Mil horas de treinamento não serão tão impactantes quanto uma luta real. Apenas aqueles que sobrevivem a inúmeras batalhas podem realmente dominar o corpo.”

Isso fazia sentido e não fazia sentido ao mesmo tempo. Por um lado, o princípio de melhorar através da prática era bastante lógico. Por outro lado, a afirmação da Estrela da Mudança fazia parecer que todos aqueles elevados Legados com seus anos de treinamento eram apenas crianças inofensivas. Afinal, por mais bons que fossem seus tutores, eles não tinham experiência real de batalha.

Mas, por outro lado, ela realmente derrotou todos eles – excluindo Caster – sem aparente dificuldade. Então talvez sua afirmação fosse verdadeira. Isso, no entanto, levantou uma questão por si só… que tipo de vida Nephis teve para possuir uma rica experiência de batalha com a tenra idade de dezoito anos?

‘Devo parar de chamá-la de ‘princesa’?’

Enquanto isso, Nephis continuou:

“Treinar a mente, no entanto, não é simples. Isso porque, quando você atinge um certo nível de habilidade, a mente é onde o verdadeiro combate acontece. O resultado é frequentemente decidido antes do seu corpo começar a se mover. E para dominar a mente, o primeiro passo é entender a essência do combate. No entanto, poucas pessoas realmente entendem.”

Ela olhou para eles e perguntou:

“O que vocês acham que é essa essência?”

Sunny hesitou. A… essência do combate? O que poderia ser?

Se fosse algum outro Legado, ele teria sido tentado a dizer algo estúpido como “honra”, “coragem” ou “dever”. Mas ele já sabia que Nephis não se encaixava na imagem de um nobre aristocrata que tinha em mente. Ela não era alguém que seguia palavras vazias.

Depois de um minuto, Cassie finalmente respondeu:

“Vitória.”

E quase ao mesmo tempo, Sunny disse:

“Sobrevivência.”

Estrela da Mudança balançou a cabeça.

“Não.”

Então ela esfregou o pescoço e os encarou com um olhar frio e feroz.

“A essência do combate é o assassinato.”

Cassie estremeceu e abriu os olhos bem arregalados. Sunny franziu um pouco a testa. Nephis, no entanto, não parecia se importar. No mesmo tom calmo, ela continuou:

“No cerne disso, há apenas isso: você está tentando matar seu oponente, e eles estão tentando matar você. No final, um de vocês será morto e o outro será o assassino. Todo o resto é apenas ruído.”

Suas palavras penetraram fundo no coração de Sunny e ecoaram lá, fazendo algo dentro dele ressoar e despertar.

“Estilo não importa. Armas não importam. Razão e intenção não importam. A única coisa que importa é ser o último de pé. Dessa forma, tudo o que você faz no combate deve ser visto como servindo apenas a um dos dois propósitos: ou matar seu inimigo ou impedir que o inimigo o mate.”

Nephis baixou os olhos.

“Se você puder entender isso, terá clareza suficiente para dominar a mente.”


Depois disso, Sunny não conseguiu dormir por um bom tempo. Ele se deitou na pedra fria, olhando para a escuridão e pensando no que Nephis havia ensinado.

‘Repetição, experiência, clareza.’

Essas eram as três chaves para se tornar um guerreiro temível. Todos os três eram importantes, mas o último era o mais desconcertante.

Era realmente como Estrela da Mudança havia dito? Não havia nada no cerne de ser um guerreiro além de uma vontade fria de matar? Intuitivamente, ele sentiu que era realmente assim. Essa verdade impiedosa era, de certa forma, uma combinação de todas as suas experiências de vida.

Afinal, para alguém como ele, a vida não era nada além de uma batalha constante pela sobrevivência. Alguém sempre vencia e alguém sempre perdia. O primeiro conseguia viver por mais alguns dias, o último… ninguém se importava com o que acontecia com eles.

Claro, vida era vida e combate era combate. Para a maioria das pessoas, eles não eram a mesma coisa. Mas e os Despertos? O único propósito de sua existência era lutar contra as Criaturas do Pesadelo. Pouquíssimos conseguiam escapar desse destino.

Depois de chegar à Academia, Sunny permitiu-se pensar que havia escapado do destino de sempre ter que lutar à beira da sobrevivência. Mas agora, parecia que ele apenas trocou uma batalha por outra.

Esse era um pensamento desconfortável.

No entanto, se olhasse por outro ângulo… isso realmente significava que ele sempre teve uma vantagem crucial? A maioria daqueles escolhidos pelo Feitiço era forçada a se ajustar de alguma forma a esse modo de vida impiedoso. Mas ele sempre viveu assim.

Será que ele era realmente um dos poucos perfeitamente adequados para ser um Desperto?

Com esse pensamento, Sunny adormeceu.

… De madrugada, ele foi acordado por um grito agudo.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 16 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
5 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Leitor
Visitante
Leitor
27 dias atrás

Algum adm banne esse sunny aí, quase todos os caps ele vem mandar spoiler, ja ta chato ja

LokinD
Membro
Lokin
1 mês atrás

bela filosofia

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás

Oque é agr em

Sunny
Membro
Sunny
3 meses atrás

Destino fdp

ᴍᴇᴜ ᴏᴠᴏD
Membro
ᴍᴇᴜ ᴏᴠᴏ
5 meses atrás

Lá vem merda, já tinha esquecido q o MC tá destinado a tomar no cool

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar