Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 10

Autopsia, Causa da Morte e Relacionamento Próximo

Mars parou da ladainha do tópico estranho de conversa. Ele começou a caminhar na direção da mesa de autópsia de aço inoxidável antes de se virar para Luke e dizer: — Jovem, você realmente está pronto para isso?

Luke assentiu com uma expressão calma.

Não era que ele não sentisse nada, mas como um policial, era uma questão de tempo até ele ter que enfrentar algo assim. Ele tinha que se acostumar.

A causa da morte de Michelle provavelmente era afogamento e ela foi descoberta logo após a morte.

Luke preferiria que essa fosse sua primeira autópsia do que enfrentar algo que era comparativamente mais medonho.

Mars começou a remover o pano branco que cobria o corpo e parou no peito. Ele primeiro começou a estudar a cabeça sob as luzes.

Primeiro, ele usou algo que lembrava um pente de pentear para pentear o cabelo de Michelle.

— Nenhum objeto estranho encontrado no cabelo.

Ele abaixou o pente e usou a mão para mover o cabelo enquanto inspecionava a cabeça em mais detalhes.

— Nenhuma ferida externa óbvia na cabeça.

Então, continuou.

— Nenhuma marca de palma ou corda encontrada no pescoço.

Em seguida, ele se moveu para a parte que seria geralmente censurada nos filmes.

Luke permaneceu em silêncio e observou atentamente.

Luke não era um psicopata e assim não ficaria excitado com um cadáver nu. Não era como se ele estivesse vendo um filme. Ele estava olhando para um cadáver real aqui.

Ele estava apenas observando o processo de inspeção de Mars com bastante atenção.

Ele não era um médico forense, mas como policial, Luke tinha que ter um certo grau de conhecimento quando se tratava de ciência forense.

Depois de inspecionar o corpo da cabeça aos pés, Mars gesticulou para Robert que já estava de luvas, que se adiantou e ajudou a virar o corpo da Michelle de lado.

De novo, Mars inspecionou o corpo da cabeça aos pés. Quando finalmente terminou, ele balançou a cabeça e disse: — Tudo bem, você pode abaixar o corpo agora. Nenhuma ferida externa óbvia encontrada.

Robert abaixou o corpo e disse: — Você pode checar se ela teve alguma atividade sexual antes da morte?

Mars olhou para Luke antes de perguntar: — Tem certeza?

Robert respondeu: — Sim. — Mas imediatamente se virou para Luke: — Fique ali.

Luke não disse nada e caminhou lentamente ao novo ponto.

Neste novo ponto, ele estava de frente para a cabeça de Michelle. Claramente, Robert ainda se importava mais do que deixava transparecer.

Mars começou a trabalhar, e depois de um tempo, levantou sua cabeça e disse: — A falecida teve relação sexual antes da morte, e… uma grande quantidade de esperma foi deixado para trás.

Robert revirou os olhos: — Priorize descobrir de quem o esperma pertence. Você é capaz de determinar a causa da morte?

Mars respondeu: — Por favor, espere um momento.

Ele voltou a trabalhar no cadáver e depois de um tempo, disse: — Asfixia.

Robert levantou a sobrancelha, mas não disse nada.

Mars olhou para ele e acrescentou: — Porém, não há água nos pulmões. Portanto, ela não se afogou. Hehe, você vai ficar bem ocupado agora.

Robert suspirou impotente.

Falando no geral, das poucas causas que levam à asfixia, afogamento e sufocamento eram os dois cenários mais comuns.

Se fosse sufocamento, haveria digitais, ou corda, ou outras marcas deixadas no pescoço.

E quanto aqueles que afogaram, água definitivamente seria encontrado nos pulmões.

O corpo da Michelle tinha sido descoberto na água, mas não havia nenhuma água em seus pulmões. Seu pescoço também estava completamente limpo. Algo estava errado aqui.

Roberto era um policial há vários anos e tinha certeza de que essa obviamente era um homicídio.

Isso significava que ele tinha que resolver o caso o mais rápido possível.

Eles recebiam o salário da cidade e assim, numa situação como essa, eles tinham que descobrir rápido a verdade e manter a ordem na cidade.

Atualmente, Mars estava começando a inspecionar as orelhas, língua, lábios, olhos e nariz de Michelle. Depois de pouco tempo, usando um par de pinças, ele tirou vários objetos finos e brancos do nariz.

Robert estreitou os olhos e perguntou: — O que é isso?

Mars permaneceu em silêncio e checou a boca da Michelle. De novo, ele usou as pinças para tirar vários objetos finos e branco da vítima.

Somente então ele disse: — Tudo bem, embora o relatório da ciência forense oficial ainda vá levar um tempo, posso deixar você saber agora o que é isso. São penas, ou para ser mais preciso, penugem, o qual é geralmente usado para fazer travesseiros, almofadas e outros itens similares. Agora que algo foi descoberto no nariz e na boca da falecida, você deve ter uma ideia do que muito provavelmente é a causa da morte.

Robert assentiu: — Entendo. Estou saindo agora. Me avise se achar qualquer outra coisa e quando o relatório da autopsia estiver pronto, me ligue.

Então, ele chamou Luke antes de sair da sala.

Luke acompanhou, mas assim que estava prestes a sair da sala, Mars disse: — Ei, garoto, Luke, nada mal. Você é muito mais interessante que o Robert. Venha visitar quando estiver livre.

Luke se virou e assentiu com um sorriso no rosto: — Obrigado. Definitivamente virei quando tiver a chance. — Ele então acenou e fechou a porta atrás dele quando sai da sala.

Dentro da sala, Mars apagou levemente antes de sorrir: — A maneira que ele se comporta… é completamente diferente do Robert. Talvez, ele realmente não seja seu filho biológico?

Ele então balançou a cabeça com um sorriso antes de continuar seu trabalho.

Mais uma vez, a viatura acelerou ao longo da estrada que vieram.

Enquanto dirigia, Robert perguntou: — Você tem algum pensamento sobre o caso?

Luke respondeu: — É um homicídio?

Robert respondeu: — Claro que é. Algo mais?

Luke lembrou do que viu noite passada e hesitou internamente. Contudo, ele ainda disse: — Crime passional?

Robert assentiu: — Sim, é possível. Algo mais?

Luke balançou a cabeça: — Nada por enquanto.

Robert perguntou: — Tem certeza?

Luke suspirou e disse: — Tudo bem. A Michelle tem um namorado na escola: o capitão do futebol americano, George Joshua.

Robert perguntou: — Você é próximo dele? Ou a Michelle que é próxima de você?

Luke respondeu: — Nenhum dos dois. Mas a Jimena é um membro da equipe de líderes de torcida e a Michelle era a capitã. Por isso sei um pouco sobre ela.

Robert perguntou: — O que mais você sabe sobre ela?

Luke afundou num curto silêncio antes de dizer: — A Michelle também é bem íntima de outros dois membros do time de futebol americano.

Robert levantou as sobrancelhas: — O quê?

Luke suspirou e disse: — Ela já está morta e não quero falar sobre ela desse jeito. Mas como sua morte não foi um acidente, não posso mais esconder isso.

Robert ficou um pouco sem palavras: — As crianças de hoje em dia… realmente são… brincalhonas. Naquela época, quando eu estava no ensino médio… cof, um, era muito inocente naquela época.

Luke bufou.

Se vai mentir, você pode melhorar na sua atuação estranha primeiro? Pelo menos, tire o olhar culpado de seu rosto!

Talvez o desdém nos olhos de Luke fosse óbvio demais, pois Robert imediatamente ficou com raiva por causa da humilhação: — Bastardo, o que você está olhando?! Estou ocupado, preciso focar na estrada. Hã? Espera, sou o chefe. Por que sou o motorista?

Então, ele pisou no freio e parou o carro antes de dizer: — Venha, você dirige.

Luke saiu impotente do carro e deu a volta para entrar no assento do motorista. Quanto a Robert, ele se moveu para o assento do passageiro.

Depois de entrar no carro, Luke fechou a porta, colocou o cinto de segurança e disse: — Ainda não tenho carteira de motorista. Estou dirigindo ilegalmente agora?

Robert zombou: — Claro, peça a um policial que te dê uma multa, então.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar