Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 118

Ação, Emboscada e Quatro Mulheres

Só foi ao meio-dia que Berit finalmente retornou. Pediu a Luke e Elsa para irem à sala de reunião.

Dezessete oficiais já estavam na sala de reunião. Incluindo Berit, Luke e Elsa, eles formaram uma equipe de vinte.

Berit começou a passar o plano.

Segundo as fontes, Sergei ia pegar um lote de mercadorias, que poderia ser drogas, armas, ou até seres humanos.

A gangue de Sergei não era grande, então não era incomum que o chefe agisse pessoalmente.

Também foi por isso que Berit não pensou muito nele.

Os chefes das grandes gangues nunca se envolveriam pessoalmente nas transações. Por isso, mesmo que fossem pegos, ainda poderiam fazer seus lacaios assumirem a culpa.

Berit logo terminou sua introdução.

Luke ficou levemente surpreso. Ele perguntou a Elsa baixinho: — O Sergei está fazendo isso no meio do dia? Isso não é óbvio demais?

Elsa respondeu baixinho: — Eles vão cobrir o que contrabandearão com todas as vans entrando e saindo. Se a polícia não encontrar a van correta, haverá enormes perdas quando bloquearmos o porto. Algumas mercadorias podem ser arruinadas assim que abrirem para checar. É por isso que a NYPD não fez nada ainda.

Pensativo, Luke perguntou: — Então, a chave é encontrar a van correta, certo?

Elsa pensou em algo de repente: — Você pode rastrear as drogas com seu… instinto?

Luke riu: — Não sei, nem sempre funciona. Vamos esperar para ver.

Elsa não perguntou mais, só que agora estava mais esperançosa. Ela estava mais confiante em Luke que si mesma.

— Alguém tem alguma pergunta? — perguntou Berit, porém, só estava olhando para Luke e Elsa.

Nenhum deles disse nada, pois só estavam aqui para observar.

Berit ficou contente que não perguntaram nada. Seria melhor se apenas ficassem quietos enquanto a NYPD fazia o trabalho.

Depois que subiram numa van comercial, que havia sido modificada em um centro de comando móvel, Elsa olhou curiosamente para o que Luke estava segurando…

Era… uma bola de beisebol?

Notando sua curiosidade, Luke explicou casualmente: — Oh, estou usando para exercitar meus dedos. Posso aumentar minha precisão de disparo.

Elsa perguntou: — Sério? — Foi tentada a tentar.

Os vinte bandidos mortos por Luke eram a melhor evidência da sua perícia de disparo.

Luke riu: — É uma habilidade avançada demais para você agora.

Elsa assentiu com pensar: — Então, esquece.

Logo, a van chegou em um porto.

Nova York era uma cidade construída em volta da foz de um porto, quando os colonizadores britânicos navegaram entre o Oceano Atlântico e tomaram dos holandeses.

Chamado de Nova Amsterdam naquela época, o lugar foi renomeado para Nova York.

York era, de fato, só uma cidade no Reino Unido, e nenhum pouco tão famosa quanto seu irmão mais novo, Nova York.

Havia muitos portos em Nova York, e muitas mercadorias entravam e saiam dos portos todo dia.

Também foi por isso que Sergei nunca foi pego por contrabando.

Luke e Elsa não eram parte da operação de prisão atual, mas tinham uma visão clara de tudo do veículo de comando.

O veículo recebeu todas as formas de comunicação dos homens de Berit, bem como câmeras de vigilância.

Berit também estava na van como o comandante da operação.

Sergei logo apareceu.

Era mais sombrio e frígido que aparentava nos arquivos. Não havia como dizer se era ou não porque seu filho foi morto.

Logo, entraram num píer.

Os oficiais próximos imediatamente ficaram de olho nos gângsters.

Luke de algum modo sentiu que algo estava errado, mas não conseguia dizer exatamente o que era.

Pensando por um momento, disse: — Preciso de ar fresco.

Berit franziu a testa: — É melhor não sair. E se for descoberto?

Luke argumentou: — Pareço com um policial agora?

Berit ficou sem palavras.

Luke seria a última pessoa na equipe de Berit que Sergei suspeitaria, principalmente porque Luke era jovem demais.

Não havia oficiais tão jovens quanto Luke na NYPD. Até os oficiais em seus vinte eram da patente mais baixa, e precisavam usar uniformes quando estavam no dever.

Berit ainda insistiu: — Você será responsável se algo der errado.

Luke riu e saiu.

Como ele poderia ser responsável?

Não tinha feito nada nesta operação, exceto sentar no veículo de comando, e havia vários contêineres entre eles e Sergei, que estava a duzentos metros de distância.

Assim, Berit só podia estar blefando.

Luke se afastou um pouco do veículo de comando. Com sua mochila preta, parecia com um estudante do colegial.

De frente para o vento, respirou fundo.

Berit olhou para Luke, mas logo o ignorou. Achou o jovem irresponsável.

Não era como se o veículo de comando fosse um banheiro público. Ele realmente precisa tanto de ar fresco?

Luke, no entanto, estava analisando os cheiros no ar com o Olfato Aguçado.

Baseado na informação dos arquivos, seu alvo era simples — armas, drogas ou mulheres.

Também seria em quantidades enormes, ou não valeria a pena contrabandeá-los num barco.

Contudo, muito rapidamente, Luke franziu a testa.

Não encontrou um alvo.

Ele sentiu cheiro de óleo, pólvora, drogas ilegais e mulheres, mas estavam espalhados, e não parecia haver um aglomerado deles em algum lugar.

Intrigado, Luke voltou ao veículo de comando.

Berit não olhou para Luke e apenas disse: — Não saia de novo, pode levantar suspeitas.

Luke não disse nada.

Estava começando a acreditar que era desnecessário sair de novo.

Logo viram Sergei e sua equipe na câmera de segurança.

Eles aguardaram pacientemente até um pequeno barco aparecer.

Os oficiais se entreolharam com perplexidade.

Este barco era pequeno demais para conter várias mulheres ou armas. Provavelmente era grande o bastante só para drogas.

Contudo, foram quatro mulheres que saíram do barco e falaram com Sergei.

Sorrindo cortesmente, Sergei falou com as quatro mulheres antes de se despedirem e seguirem caminhos separados.

Berit ficou frustrado.

Mesmo que as quatro mulheres fossem traficantes, não eram o bastante para usar como motivo para a polícia prender Sergei.

Quatrocentas mulheres teriam servido.

As quatro mulheres eram importantes? Agarrando-se à esperança, Berit fez sua equipe procurar pelos arquivos das mulheres.

Todavia, não encontraram nada de útil.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar