Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 126

Favor e Deus do Azar

Bell tinha que estar em algum tipo de problema.

Era uma grande motorista, e as placas de licença em seu táxi podiam ser trocadas. Não corria o tempo todo também. Como a polícia poderia ter pego ela?

Luke lembrou o policial azarado que estava com ela, e sentiu que tinha sua resposta.

Deixando aqueles pensamentos de lado, voltou ao seu apartamento e começou a fabricar os equipamentos.

Finalmente concluiu algumas peças à tarde.

Um deles era muito pequeno, era um dispositivo de apoio que pretendia instalar no A8 que tinha o dinheiro.

Se tivesse sucesso, seria praticamente impossível o A8 fugir.

Os outros dois dispositivos eram minas terrestres muito pequenos, exceto que o dano seria centrado no veículo e não nas pessoas.

O que realmente preocupou Luke foi sobre as habilidades de corrida da mulher.

Baseado nos arquivos que Elsa obteve, pelo menos uma das mulheres, presumivelmente a motorista que viu antes, era tão adepta a dirigir quanto Bell.

Luke ainda se lembrava vividamente dos olhos eletrizantes e únicos dela.

No final, aparência e riqueza era o mais importante.

Por que a vida do Dr Bruce Banner era tão miserável, e o Tony Stark tão popular? O único motivo era que o doutor era feio e pobre.

À noite caiu no momento que Elsa bateu na porta de Luke após o trabalho.

Ela entrou, com dor de cabeça, falou: — Você sabe o que a Bell fez? Ela foi envolvida em corrida ilegal, atravessar vários sinais vermelhos e destruir propriedade pública.

Luke perguntou: — Ela colidiu numa construção?

Elsa respondeu: — … Não exatamente, mas quebrou um hidrante no meio da rua.

Luke ficou sem palavras: — Podemos soltá-la?

Elsa respondeu: — Foi problemático, mas consegui. Aqui está a papelada. Ela pode pegar o carro no Departamento de Trânsito amanhã. — Entregou a Luke uma folha de papel.

Luke aceitou e perguntou de novo: — Algo mais?

Elsa falou: — NYPD ainda não desistiu. Eles também estão nos pedindo para compartilhar a informação primeiro.

Luke achou engraçado: — Por quê? Porque Berti tem um rosto bonito?

Embora Elsa estivesse mais ou menos a par com ele em aparência.

NYPD tinha um bom plano, mas a LAPD também não era idiota.

A LAPD gastou muito no caso de Sergei; era a vez da NYPD fazer o mesmo com as assaltantes de banco.

Berit não havia sido exatamente amigável com Luke e Elsa até agora.

Luke balançou a cabeça e disse: — Darei outra olhada nas assaltantes. Foi um longo dia, você precisa descansar um pouco.

Elsa seguiu o conselho e retornou ao seu próprio quarto.

Luke fez uma ligação quando saiu: — Bell, está em casa? … Está na casa do Jessi, não na sua? Okay, tenho notícias do seu bebê. Não sente falta dele? … Hehe! Esse é o espírito. Estarei aguardando por você na escada.

Bell chegou rápido. Contudo, a pessoa que veio com ela fez as pálpebras de Luke tremer.

Merda! Por que o prenúncio do desastre também estava aqui?

Bell riu e correu até Luke: — Onde ele está? Onde está meu bebê?

Luke encarou sem emoção para o cara ao lado dela: — Quem é este cara?

O jovem estendeu a mão com um sorriso: — Sou Watson. Você deve ser o Jessi, certo?

Com o rosto sombrio, Luke ignorou a mão estendida e falou: — Bell, você pode mandá-lo embora primeiro? Não quero que nada aconteça conosco.

O jovem ficou perplexo.

Bell sorriu: — Watson, volte para a casa da sua mãe primeiro. Estou ocupada agora. Também, ele é apenas um inquilino; o Jessi é negro. Está claro?

Watson saiu com o mesmo olhar impotente.

Luke não sabia o que dizer enquanto via Watson sair.

Finalmente, entregou o papel para Bell: — Pegue isto e vá pegar seu carro no Departamento de Transporte. A propósito, posso precisar do seu carro em um ou dois dias.

Bell ficou maravilhada quando olhou para o papel: — Sem problemas. Vou pegar imediatamente.

Luke disse francamente: — Eles já saíram do trabalho agora, certo?

Bell sorriu: — Tudo bem, pare de fingir. Este não é um documento comum. Olhe para a assinatura, “Divisão de Crimes Graves”! Qualquer um com este tipo de certificado conseguirá pegar o carro a qualquer momento que quiser. Haha, não esperava ver algo assim na vida real. Ouvi que este é um privilégio que apenas informantes tem. Espera, você não quer que eu seja uma informante, quer?

Havia hesitação no rosto rechonchudo dela.

Luke revirou os olhos: — Esqueça. A propósito, se trabalhar para aquele cara que acabou de sair, seu carro pode virar cinzas da próxima vez.

Bell ficou atordoada: — Como você sabe?

Luke riu: — Na primeira vez que encontrei o Watson, ele tentou pegar minha bicicleta, somente para causar um acidente de trânsito. Melhor parar de andar com alguém como ele. Nunca te ocorreu que você é bem azarada sempre que está com ele?

Bell pensou por um momento, e ficou assustada.

Ela percebeu que era verdade que foi azarada desde que conheceu o cara. Perdeu seu carro, teve uma briga com seu namorado, e quase foi morta por um bando de assaltantes.

Luke falou: — Melhor pegar seu carro assim que possível e certifique-se de que esteja preparado. Preciso da sua ajuda para pegar alguns criminosos durões bons em dirigir.

Bell ficou atordoada: — Criminosos durões bons em dirigir?

Luke riu: — Você não viu nas notícias? Os criminosos que roubaram dois bancos em Manhattan que tinham uma BMW 760Li.

Bell exclamou: — Você também está atrás daquelas mulheres?

Luke ficou intrigado: — Hã?

As notícias não mencionaram que os criminosos eram mulheres.

Como Bell sabia que os ladrões eram mulheres? Oh, certo, eles ficaram na mira da arma delas ontem.

Bell sorriu amargamente: — Fui pega pela polícia enquanto perseguia elas.

Luke falou com diversão: — É hora de conseguir sua vingança. Mantenha a cabeça erguida.

Bell assentiu: — Vou pegar meu carro. Tenho que pegar meu bebê de volta e arrumar assim que possível.

Eles se despediram e seguiram caminhos separados.

Luke montou na sua bicicleta e foi ao armazém onde as assaltantes estavam se escondendo. Nocauteou cinco gângsters no caminho com suas bolas de ferro, e ganhou 65 pontos de experiência e créditos.

Parou a bicicleta a cem metros de distância do armazém e ativou as escutas.

Não havia nada a ser ouvido. Ativou a função de ressonância eletrônica do celular falso antes de pressionar.

Encontrou uma janela familiar e entrou.

Observou o armazém, somente para descobriu que o A8 que continha o dinheiro estava coberto com uma lona de plástico preto e estava estacionado num canto imperceptível.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar