Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 144

Reunião e Comunicação

Antes de terminar, o elevador chegou em seu ponto de parada, e as portas abriram para uma festa barulhenta.

Luke deu de ombros para indicar que não conseguia ouvir mais nada antes de seguir John para fora.

Eles vagaram pelo local na procura de sua respectiva parceira.

Luke logo localizou Jimena, que estava servindo vinho em uma badeja como uma garçonete.

Ele balançou a cabeça levemente, nada otimista sobre a escolha de sua ex-namorada.

Mas se não tentasse, ela não saberia.

O melhor que Luke podia fazer era ajudar quando ela precisasse.

Um homem saltou neles de repente, e Luke evitou subconscientemente. Como resultado, o homem caiu em John, que estava ao lado. O homem beijou o rosto barbudo de John e gritou: — Feliz Natal!

Luke ficou espantado.

Perplexo, John limpou o rosto e perguntou com um sorriso estranho: — Este é o estilo californiano?

Luke assentiu e deu um tapinha no ombro dele: — Vou encontrar minha amiga. Até logo, John e Feliz Natal.

John assentiu e o viu se afastar.

Estava convencido de que Luke estava dizendo a verdade quando viu o último conversando com uma jovem linda, e claramente se conheciam.

Afinal, não fazia sentido se uma pessoa o seguindo saísse para encontrar outro alguém.

Luke também parou de se importar com o detetive de Nova York, já que toda sua atenção agora estava focada em Jimena.

Um homem de meia-idade com certeza não era tão atraente quanto uma garota gata em seus braços.

Quando John se virou e saiu, percebeu de repente que o nome de Luke era familiar e parecia ter ouvido em algum lugar.

No momento seguinte, um senhor asiático se aproximou e disse: — Olá, você é o Sr. McClane?

John perguntou: — Você é…?

— Me chamo Takagi. Sou o chefe da Holly — disse o senhor asiático com um sorriso rígido.

John perguntou: — Oh, você que enviou o carro para me buscar?

Takagi sorriu: — É o mínimo que posso fazer pela Holly. Ela é muito capaz. Venha, por aqui, por favor.

Naquele momento, Luke deu uma fugida com Jimena.

Ela o levou pela saída de emergência e subiram até o 34º andar.

Quando abriu a porta, Luke viu que era um escritório privado luxuoso com uma sala de conferência anexada; definitivamente pertencia a um chefe.

Havia alguns modelos de edifício na sala de conferência, incluindo o próprio Plaza Nakatomi.

Luke perguntou a Jimena: — Onde estamos?

Jimena respondeu: — A sala do CEO para convidados, mas o vi descer as escadas agora há pouco. Ele tem que fazer um discurso logo, e não virá aqui. Idiota, sentiu minha falta?

Luke falou sem hesitação: — Senti falta de tudo seu, Jimena — e cobriu os lábios dela com o seu.

Os dois começaram a dar uns amassos na sala de conferência.

Jimena estava usando um traje profissional com uma saia que estava dez centímetros acima dos joelhos.

Era uma saia folgada, e Luke levantou com facilidade. Ele então rapidamente colocou suas mãos no quadril de Jimena.

Ela não havia tido um namorado desde que veio aqui. Também estava se sentindo bastante brincalhona.

Ela envolveu suas pernas na cintura de Luke e os dois se fundiram em um.

Luke riu: — Uau, você é muito atenciosa. Você escolheu a melhor meia-calça de seda.

Jimena estava arfando pesadamente e não o respondeu.

Luke tocou as longas pernas dela coberto pela meia-calça de seda e ficou maravilhado.

Jimena tinha obviamente vindo preparada. A saia e a meia-calça de seda foram escolhidas cuidadosamente para seu encontro com ele de hoje.

Enquanto isso, o Detetive John não estava feliz lá embaixo.

Sua conversa com a Sra. Holly Gennero não ia bem porque eles tiveram uma briga sobre o sobrenome da Sra. Gennero.

— Gennero? Quando você mudou seu sobrenome? Pelo que me lembro, você está casada e deveria ser chamada como Sra. McClane! — disse John zombeteiramente.

Holly falou impotente: — Esta é uma empresa japonesa. Eles acreditam que mulheres casadas não são confiáveis, então…

Um atendente abriu a porta e interrompeu a discussão deles: — Sra. Gennero, o Sr. Takagi espera que você possa fazer um discurso, pois você foi a maior contribuinte para a receita deste ano.

Holly olhou para John e disse: — Tudo bem, estou indo.

Quando o atendente fechou a porta, ela falou para John novamente: — Apenas se acalme. Vamos conversar quando eu voltar, tudo bem? — Ela então saiu do escritório.

Seu encontro chegou a um fim amargo.

Dentro da sala, John sorriu estranhamente e disse: — Uau, John, que maduro da sua parte brigar com ela no momento que se encontram. Por que não pode apenas dizer que sente falta dela e das crianças?

Enquanto John McClane foi deixado sozinho de novo, Luke e Jimena já haviam terminado uma rodada.

Realmente foi uma decisão esperta trazer mais camisinhas!’ Luke pensou, Lucky!

Fazia um tempo desde que se viram e Luke não conseguiu aguentar por muito tempo.

Porém, graças a provocação de Jimena, eles rapidamente começaram uma segunda rodada.

Eles não foram tão apressados quanto na primeira vez e aproveitou o tempo para conversar sobre suas vidas.

Jimena ficou animada ao saber que Luke agora era um detetive da Divisão de Crimes Graves do Departamento de Polícia de Los Angeles: — Oh, Luke, sabia que você era o melhor, a cidadezinha não poderia manter você para sempre.

Luke riu e exerceu mais força: — E você? Você vai se estabelecer aqui?

Jimena franziu a testa e suspirou: — Não tenho certeza. Ainda tenho três anos para pensar sobre isto antes de me formar.

Luke comentou: — Está tudo bem. Venha me encontrar sempre que precisar.

Respirando pesadamente, Jimena se jogou nele e perguntou: — Precisar do quê?

Luke trabalhou com ela e respondeu: — Qualquer coisa.

Eles terminaram sua segunda rodada grudados um no outro.

Ficaram em silêncio por um momento na mesa da sala de conferência. Então, Jimena riu.

Luke comentou: — … Droga. O que você está aprendendo na faculdade?

Jimena respondeu: — Algumas das minhas colegas de quarto alugaram alguns vídeos, e deu uma olhada neles. Como é? Satisfeito, meu pequeno Luke?

Luke rangeu os dentes: — Muito.

De repente, suas mãos nas costas suaves de Jimena pararam.

No momento seguinte, sua expressão mudou e cobriu a boca de Jimena, antes de se inclinar para mais perto dela.

Jimena ficou perdida: — Hã?

Luke colocou os dedos nos seus lábios para indicar a Jimena para ficar quieta, antes de rapidamente ajudá-la a colocar suas roupas.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar