Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 154

Acalmando Selina

Luke se sentiu um pouco relaxado quando viu Selina vendo TV toda preguiçosa no sofá.

Vendo quão confortável sua vida era o fez sentir que sua própria vida era tão confortável quanto, isso foi o que Luke pensou em seu coração.

Selina, por outro lado, olhou para ele e não disse nada.

Luke a cumprimentou e foi procurar por comida na geladeira. Um momento depois, exclamou: — Selina, onde está o bife? A galinha assada e o bolo?

Luke tinha todos os motivos para ficar chocado porque toda a comida foi preparada para duas pessoas. Porém, tudo sumiu?

Cheio de suspeita, Luke foi até Selina e a observou cuidadosamente por um momento.

Por fim, não conseguiu aguentar mais e levantou a camisa acima do estômago dela.

Selina gritou com raiva: — O que está fazendo, canalha?

Luke olhou sem palavras para a barriga inchada: — Você não vai me dizer que ficou grávida de três meses após uma noite, certo?

Selina afastou o olhar envergonhada: — Você disse que não ia voltar, então pensei que não precisava deixar comida para você.

Luke segurou a cabeça: — Você não fica cheia?

Selina respondeu com naturalidade: — É por isso que não quero me mover agora.

Luke ficou sem palavras: — Tudo bem, espere aqui.

Pegando a carteira, foi num supermercado chinês e comprou algumas coisas.

Após voltar, cozinhou uma panela de sopa na cozinha e colocou num copo: — Beba isto.

Selina não mostrou intenção de se mover. Sem outra escolha, ele só podia segurar a cabeça dela e dar a sopa.

No momento que provou a sopa, se animou: — Uau, é delicioso. Doce e azedo. O que tem nisto?

Luke respondeu: — É feito de espinheiro, myrica rubra e açúcar. Pode ajudar com a digestão.

Selina pediu: — Me dá outro copo.

Luke respondeu: — Tem mais um copo na cozinha. Beba em uma hora.

Ela ficou imediatamente desapontada: — Por que você não faz mais?

Luke ficou com raiva: — Para você comer mais uma vez quando digerir tudo no seu estômago?

Selina riu: — É só porque você saiu para curtir com a Jimena. Eu estava entediada demais para fazer algo além de comer.

Luke disse: — Só curti uma vez por volta de meio ano atrás. Se eu fosse outra pessoa, as pessoas pensariam que sou gay.

Selina bufou: — Você não está se esforçando o bastante. Você vai para casa depois do trabalho todo dia. Nunca vi você dar em cima de uma garota.

Luke respondeu: — Vou para casa depois do trabalho porque tenho que cozinhar para você. Está reclamando disso?

Quando falou, estendeu a mão e colocou a palma na barriga dela, antes de começar a esfregar lentamente na direção horária.

Ele não estava usando muita força; Selina respirou fundo, se sentindo bem confortável: — O que está fazendo?

Luke respondeu: — Preste atenção no que estou fazendo e quanta força estou usando. Esfregue na direção horária deste jeito; ajudará com sua digestão, sua porquinha. — E então parou.

Selina permaneceu deitada no sofá: — Por que não faz isto por mim? Não sinto vontade de se mover. —

Luke retrucou: — Você não sente vontade de se mover porque está cheia demais. — Balançou as mãos e fez comida para si na cozinha.

Desde que Selina devorou seu jantar, teve que fazer mais comida.

Felizmente, havia comprado muitos ingredientes alguns dias atrás no feriado. Havia muito bife e galinha marinada.

Rapidamente fritou um bife e fez um sanduíche, que então aproveitou com um copo de leite.

Selina não roubou sua comida desta vez. Parecia que estava realmente cheia.

Ela deitou no sofá e esfregou sua barriga levemente inchada com a mão direita enquanto trocava de canal com o controle remoto na esquerda.

Ela então mudou para um canal de notícia que estava cobrindo o incidente da noite passada no Plaza Nakatomi.

O âncora estava falando muito animado. Muito em breve, macas coberto por um pano branco apareceram na câmera.

Um dos âncoras falou: — Até onde sabemos, a polícia e uma equipe de assaltantes estavam trocando um tiroteio feroz no Plaza Nakatomi noite passada. A polícia matou trinta e sete assaltantes e feriu sete. Três policiais foram mortos e sete foram feridos. Um dos reféns foi morto.

Luke fez alguns cálculos.

Dois policiais estavam no carro blindado, e tinha os oito membros da SWAT que invadiram o prédio. Portanto, as perdas eram do lado da polícia?

Luke não queria ver muitas baixas no lado da LAPD, particularmente não quando foram causados pelo comando idiota de alguém.

Selina animou e o chamou: — Querido — com uma voz doce.

Luke sabia que ela queria algo: — Apenas me diga o que quer.

Selina perguntou: — Quantas pessoas você matou?

Luke contou por um tempo, mas balançou a cabeça: — Não tenho certeza. Sei que matei onze e feri quatro, mas não sei quantos matei.

Selina achou estranho: — Você não sabe? — Ela sabia que Luke tinha uma boa visão e audição.

Luke deu de ombros: — Disparei em duas vans com uma UMP. Não sei quantos ladrões estavam nelas. Provavelmente mais de vinte, eu acho.

Selina ficou animada: — Você pode fazer isso? Vou tentar da próxima vez.

Luke revirou os olhos: — Não poderia ter feito isto sem o John McClane. Eles não teriam recuado até as vans se soubessem que estavam lidando com mais de um oponente.

Selina ponderou profundamente: — Oh, entendo. Então, devemos nos esconder durante uma missão, então saltar no final e reivindicar o crédito.

Luke pensou por um momento e assentiu: — Isso mesmo. Você será provavelmente morta se avançar de frente.

Naquele momento, o âncora continuou: — Estes ladrões fingiram ser terroristas e exigiram que o governo americano liberasse sete membros da Nova Frente Provo na Irlanda do Norte, cinco líderes que estavam no Canada da Liberte de Quebec e nove membros do Movimento Aurora Asiática no Siri Lanka. No entanto, isto logo foi descoberto como um chamariz. O Movimento Aurora Asiática nem existia, e foi inventado por um jornal de terceira. O verdadeiro objetivo dos ladrões eram as ações ao portador que valem seiscentos e quarenta milhões no cofre da Corporação Nakatomi.

Selina ficou boquiaberta: — Uau, isso é muito dinheiro.

De repente, mudou o olhar para ele: — Isso significa que você vai ganhar outra recompensa em dinheiro?

Luke assentiu: — Provavelmente, depende da Corporação Nakatomi. E mesmo que a corporação não queira me dar, nosso departamento deve me dar algo, certo?


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aquele acima de tudo e todos
Membro
Aquele acima de tudo e todos
6 dias atrás

Esquece o que eu disse sobre a Selina, garota irritante da porra, vai toma no cu, fresca do KARALHO, preguiçosa e mimada da PORRA.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar