Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 182

Aposta perdida e uma Guia Turística de Meio-período

Indo ao nordeste do 17º arrondissement, o 18º e 19º arrondissements não eram tão seguros.

Além disso, estava Seine-Saint-Denis, comumente conhecido como Neuf trois. Segundo Elena, era o inferno e não era parte da França.

Luke decidiu que poderia checar o 18º arrondissement esta noite. Quanto a Neuf trois, já havia matado um bando de gângsters noite passada, então deveria evitar a arena por enquanto.

Além disso, tinha outra fonte de informação melhor que esta artista — Daniel.

O taxista, que claramente não era o cidadão mais cumpridor da lei, este já teria sido morto pelos gângsters locais se não conhecesse bem cada parte de Paris.

Após se decidir, relaxou e conversou com Elena.

Ao meio-dia, Luke falou que voltaria ao apartamento para descansar um pouco e pagar o aluguel.

Elena o seguiu e disse que ajudaria a chamar seu pai.

Mas este não estava por perto.

Elena se desculpou, só que Luke podia dizer que ela já sabia, e o subiu as escadas de propósito.

Porém, há muitos preparativos a fazer para sair com a garota. Só podia dizer que precisava descansar um pouco, antes de fechar a porta.

Com o Olfato Aguçado, podia dizer que Elena ficou do lado de fora por pelo menos um minuto antes de sair. Podia até ouvi-la comemorando vagamente.

Infelizmente, sua comemoração era em francês, e não conseguia entender o que estava dizendo.

Luke balançou a cabeça com um sorriso e pegou o laptop modificado da mochila para analisar os arquivos sobre Paris que adquiriu anteriormente.

Checou vários tipos de informação, tais como a distância de seu apartamento ao 18º arrondissement e à Neuf Trois, meios de transporte, o estado das lojas e prédios, e assim por diante.

Paris era muito grande para ele encontrar informação em tudo, mas ainda preferia estar o mais preparado possível.

Era uma vergonha que Tony Stark não conseguia criar a inteligência artificial avançada ainda, então Luke não podia fazer também.

Porém, suspeitava que seria incapaz de criar um Jarvis mesmo que aprendesse todas as habilidades do homem.

As habilidades de Tony Stark não incluíam nada para criar Jarvis; parecia que a invenção da IA tinha sido um acaso.

Assim, não tinha altas expectativas nisto.

Uma hora depois, alguém bateu na porta.

Luke levantou a cabeça e viu o rosto sorridente de Elena na janela; ele não tinha puxado a cortina.

Luke achou engraçado. Por que Elena estava aguardando na janela como uma garotinha após bater na porta?

Guardou o laptop na mochila e abriu a porta: — Elena, e aí?

Elena respondeu: — Meu pai voltou. Ele quer conhecer você.

Luke ficou sem palavras. Por que parecia estar indo conhecer o pai da namorada? Ele era apenas um inquilino!

Então, notou um homem que parecia ter por volta dos cinquenta atrás da Elena: — Este é o seu pai? Como devo chamá-lo?

Elena respondeu: — Bem, apenas o chame por Pierre.

Luke assentiu e estendeu a mão para o senhor: — Pierre, é um prazer conhecê-lo.

Pierre, por outro lado, não respondeu de imediato. Avaliou Luke antes de finalmente assentir: — Um bom rapaz. — Então, o abraçou.

Luke ficou atordoado. Eles já eram tão próximos? Ou os franceses que eram calorosos?

O inglês de Pierre era horrível. Com Elena traduzindo, Luke aprendeu que Pierre o recebeu e o lembrou para voltar antes das seis da noite.

Luke assentiu com um sorriso: — Me lembrarei disto. Deixarei vocês saberem se não voltar pela noite.

Elena achou isso estranho: — Você pode não voltar?

Luke respondeu com um sorriso: — Estou aqui com minha professora. Algumas vezes, preciso estudar com ela.

Elena ficou curiosa, mas não perguntou porque não eram próximos. Simplesmente assentiu.

Na verdade, Luke estava prestes a sair.

Dando ao Sr. Pierre o aluguel, saiu do apartamento com a mochila. Elena estava claramente desapontada. Queria conversar com Luke esta tarde.

Luke se despediu e saiu para a rua.

Ele pegou um ônibus para uma Bouygues, que era um dos três maiores serviços de telecomunicação. Após comprar vários celulares Nokia pré-pago, ligou com um deles.

Vinte minutos depois, Daniel chegou. Ainda parecia com um patife, mas o sorriso em seu rosto estava mais brilhante: — Cara rico, estou feliz em vê-lo de novo.

Atordoado, Luke entrou no táxi: — Tenho certeza de que está, já que ganhou a aposta. — E jogou mil euros para ele.

Daniel guardou o dinheiro com um sorriso: — Onde hoje, cara rico?

Luke respondeu: — Leve-me para o 18º arrondissement. Não vá muito rápido e diga-me o que sabe sobre a área no caminho.

Daniel hesitou: — Mas sou um taxista, não um guia turístico profissional.

Luke jogou mais mil euros: — Quinhentos como gorjeta e quinhentos como taxa de consulta. Dou o da corrida depois.

Daniel imediatamente falou: — Me ocorreu de repente que conheço muito bem Paris. Cara rico, o que quer saber?

Luke respondeu: — O 18º arrondissement, distrito da luz vermelha e gangues perigosas.

Daniel olhou pelo retrovisor e disse: — Hehe, quer se divertir? Posso recomendar um lugar seguro. Porém, use proteção e estou falando sobre proteger sua vida, não saúde. Houve um cara que ignorou meu conselho e teve que ir ao médico no final…

Luke interrompeu a história: — Não, quero detalhes do que sabe. Eu mesmo decidirei aonde ir. Daniel, seja profissional!

Daniel deu de ombros: — Tudo bem, o que saber?

Pelas próximas duas horas, Daniel dirigiu por vários locais do 18º arrondissement num ritmo tranquilo, antes de largar Luke em algum lugar.

Luke jogou outros mil euros: — Este é da corrida e taxa de consulta adicional. Não atrase se eu precisar do seu táxi novamente.

Daniel beijou o dinheiro com um sorriso: — Pela sua generosidade, estarei sempre ao seu serviço.

Ele ganhou três mil euros em duas horas.

Diferente dos táxis regulares, o seu era ilegal.

Isso mesmo, sua licença de motorista era falsa. Ele estava na lista negra da DVM e se recusaram a emitir qualquer tipo de certificado.

Mas era um motorista habilidoso e esperto, e podia trocar as placas, o que impossibilitava o rastreio da polícia — Daniel e seu táxi não existia no banco de dados da polícia de Paris.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar