Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 190

Dica Tardia e Ação Imediata

Atrás do anjo não estava mais a auréola sagrada, mas uma tempestade sombria e escura. A pintura inteira irradiava um tom frio.

Um longo tempo depois, Elena finalmente terminou o esboço. Ficou atordoada por um momento enquanto olhava para sua arte.

No final, colocou o anjo com a auréola próxima do anjo que acabou de desenhar. Comparando-os, teve o pensamento insuprível que não podia deixar este homem único escapar.

Por outro lado, após Luke deitar na cama no seu quarto, ficou surpreso.

Sistema: Você recebeu a apreciação de Leto. Você agora pode aprender todas as suas habilidades

Habilidades de Leto: Armas de Fogo Básico, Combate Básico… Parkour Extremo Elementar

Parkour Extremo Elementar: Pré-requisitos: 20 de Força, 20 de Destreza e 1000 pontos de crédito

Luke ficou bastante surpreso.

Era uma surpresa agradável que agora tinha outra habilidade elementar que podia aprender, mas qual era o negócio com Leto? Ele ainda não devia estar na cadeia?

Leto encontrou sua irmã? Pensando em vários palpites, logo adormeceu confortavelmente.

O que não sabia era que Leto não estava mais na prisão, estava no escritório de um jovem careca.

Eles haviam entrado na base do Leto mais cedo e lutaram com muitos gângsters. No final, roubaram o carro carregando os produtos valiosos.

Enquanto fugiam, encontraram com a irmã de Leto, que sinalizou para o carro desacelerar.

Sua irmã havia visto o carro antes quando os subordinados de Leto roubaram no começo, e naturalmente reconheceu seu irmão como motorista.

Após conversarem, Leto e o jovem careca ficaram perplexos.

Agora há pouco, estavam discutindo fora da base do Taha se deviam atacar ou fazer o reconhecimento primeiro.

Todavia, a irmã agora estava dizendo que Taha já estava morto.

Ainda mais chocante, Taha foi pendurado no seu escritório sem fazer um som e seu maior lutador foi forçado a comer meio quilo de drogas.

A gangue de Taha, que Leto e o jovem policial careca estavam preocupados, já havia sido eliminada.

Alguém mais provavelmente assumiria seu reinado, mas a gangue não seria tão poderosa quanto antes, e Taha não tinha mais parte nisto.

Leto se sentiu com sorte.

O carro que seus subordinados roubaram estava carregado com produtos perigosos e sensíveis. Ele passaria o resto da vida na prisão se não conseguisse o carro de volta.

Por outro lado, a gangue de Taha nunca pararia de caçá-lo se roubasse o carro deles.

Contudo, agora que Taha foi morto do nada, os problemas de Leto sumiram. 

Desde que o melhor lutador de Taha também estava morto, Leto não achava que haveria alguém que mexeria consigo e sua irmã.

Obrigado, homem misterioso, por salvar minha irmã e matar o Taha!

Leto ficou ainda mais grato quando sua irmã contou que Taha ia alimentá-la com drogas e transformá-la numa tola.

Esse foi o momento que Luke recebeu a notificação do sistema.

Após Luke acordar na manhã seguinte, encontrou Elena e aceitou seu convite para o café da manhã.

Um momento depois, estava tomando café no quarto de Elena novamente. Ele deu um olhar estranho para o esboço mais ou menos completo: — Quando você desenhou isto?

Elena respondeu: — Noite passada. Achei muito legal! Não meu esboço, estou falando da atmosfera que você estava emitindo noite passada.

Luke achou engraçado: — Bem, admito que estou feliz em ouvir isso. Poucas pessoas me descrevem como legal.

Elena também sorriu: — É verdade, você normalmente não parece tão legal.

Luke deu de ombros: — Não posso colocar uma cara de poker o tempo todo, né? Bancar o local é exaustivo.

Elena sorriu com ainda mais deleite.

Luke, todavia, suspirou internamente. Havia matado muitas pessoas nos últimos dias. Até Elena captou a anomalia em sua aura!

Ontem, ele próprio sentiu vagamente que algo estava errado, então simplesmente tacou fogo na oficina no final sem matar mais ninguém.

Não podia mais continuar nessa matança desenfreada, ou Elsa também notaria que algo estava errado.

Além disso, o que ia fazer se desenvolvesse problemas psicológicos sérios? Ir ao Velho Grissom para ter terapia?

Considerando seus segredos, não podia ir a nenhum psiquiatra, nem mesmo o Velho Grissom.

Ponderou isto enquanto conversava com Elena.

Um momento depois, Luke se levantou e despediu. Quando chegou na porta, no entanto, se virou de repente: — Elena, gostaria de viajar por Paris comigo por alguns dias?

A leve decepção de Elena desapareceu imediatamente: — Sério? Você não precisa trabalhar mais?

Luke deu de ombros: — Posso terminar o trabalho hoje. O resto do meu tempo aqui será para diversão.

Elena assentiu com um sorriso: — Claro, sem problemas.

Luke perguntou: — Hm, você não terá que faltar aula, né?

Elena respondeu: — Temos que esboçar pessoas e locais interessantes no nosso próprio tempo. Isso era o que estava fazendo no parque quando nos conhecemos. Ainda tenho mais dez dias para isso.

Luke sorriu: — Isso é ótimo. Devemos sair amanhã?

Elena assentiu animada no começo, antes de balançar a cabeça de repente.

Luke perguntou: — Qual é o problema?

Elena respondeu: — Na verdade, podemos partir agora.

Luke assentiu com um sorriso: — A qualquer hora e em qualquer lugar, contanto que esteja disposta.

Nos próximos dias, Luke finalmente visitou a Paris da qual ouviu falar.

Até onde sabia, Paris devia ser uma cidade linda, cheia de turistas que tinha paisagens maravilhosas.

Todavia, a Paris que ele experienciou nos últimos dias foi cheia de sangue, gritos e criminosos. Era o oposto direto do que ouviu falar.

Enquanto pegava metrô e ônibus e vagava pelas avenidas e becos de Paris com Elena, finalmente descobriu que as vistas eram realmente tão fascinantes quanto descreviam.

Luke até comprou uma câmera profissional, só porque Elena era uma fotógrafa muito talentosa que podia tirar fotos melhores que ele.

Se tirasse uma foto de sua namorada, esta provavelmente terminaria com ele no mesmo instante.

Até Elena parou de pedir para ele tirar fotos após ver as que tirou.

Após viajarem por dois dias, Luke propôs visitarem o mar.

Elena concordou sem nenhuma hesitação. Eles viajaram para o sul de Paris, Marselha de trem.

Marselha era muito mais quente que Paris, que estava bastante fria devido à chuva.

A cidade estava quente e ensolarada quando os dois chegaram, mesmo que fosse janeiro.

Eles viajaram pela cidade por um dia, então saíram para o mar no dia seguinte num iate que alugaram antecipadamente.

Naturalmente, era impossível nadar em janeiro, quando a temperatura máxima era de doze graus.

No entanto, era possível banho de sol ao meio-dia.

Além disso, as pessoas inevitavelmente ficariam mais próximos sob o céu azul num oceano tranquilo.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar