Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 222

Resultado e Autenticidade

Vendo Luke sair do escritório, Velho Grissom balançou a cabeça.

Embora tenha dito que se encontrariam com mais frequência, ambos sabiam que estavam ocupados demais para fazer isso; eles mal seriam capazes de se encontrar algumas vezes no ano.

Entretanto, ele poderia ligar para Robert mais tarde e dizer as boas notícias que seu filho adotivo havia o superado.

Pelo menos, Roberto não teve uma namorada, muito menos duas “amigas”, por muito tempo após terminar o ensino médio.

Bem, tudo bem; o motivo principal para fazer a ligação seria para caçoar de seu primo, que nunca viu olho no olho.

Após sair, Luke encontrou Hodges no elevador.

Ambos sorriram e se cumprimentaram, e Luke perguntou como o caso da churrascaria estava indo.

Hodges não guardou segredo de Luke porque o último também esteve lá.

O resultado do caso foi bem surpreendente.

A pessoa morta, que só restaram ossos, acabou sendo Henry, o chefe da churrascaria.

Entretanto, não foi a esposa que o matou, nem Slick, que dormia com a esposa; ao invés disso, foi Gomez, o chef, que foi louco o bastante para atear fogo no guaxinim, só para ser torrado junto do guaxinim.

Não foi uma investigação complicada; muitas costelas de Henry foram habilmente removidas da grelha.

Henry desapareceu assim que o surto de Hepatite B aconteceu no restaurante, além disso, ele também estava doente.

O cartão postal da Florida que sua esposa pensou ser de Henry, foi realmente mandado um mês após o surto de Hepatite B.

O escritor do cartão postal foi Henry, mas como um morto poderia enviar um cartão postal?

Mais tarde, Gomez se tornou um suspeito.

Do arquivo criminal, a polícia descobriu que Gomez tinha uma história de falsificação de papelada.

Além disso, havia digitais no cartão postal que pertencia à mãe de Gomez, que também tinha um registro criminal e vivia na Florida.

Estava claro o que aconteceu neste caso.

Gomez matou Henry e queimou seu corpo, o que resultou no surto de Hepatite B na churrascaria.

Então, escreveu um cartão postal com a escrita de Henry e fez sua mãe mandar da Florida, fazendo parecer que Henry estava vivo.

Seu objetivo era simples; queria cobrir o fato que assassinou Henry, falsificou a assinatura do morto e pegou 250 mil dólares das contas de banco de Shelly e Henry.

Por causa do cartão postal, Shelly pensou que Henry havia fugido com uma amante e o dinheiro. Não fazia ideia de que Gomez havia o matado.

 Luke ficou sem palavras após ouvir a história inteira.

Ele não sabia o que dizer sobre Gomez.

Como uns criminosos com convicções passadas, este homem assassinou alguém por dinheiro, mas se explodiu alguns meses depois. Não havia como dizer se ele usara todo o dinheiro ainda.

Após ouvir a história, Luke se despediu de Hodges com a sugestão que deviam sair novamente no futuro.

Hodges assentiu com um sorriso e viu Luke partir.

Após as portas do elevador fecharem, Hodges murmurou: — Você é um cara tão bonito que serei ofuscado se sairmos. Certamente não sairei com você.

Fora do elevador, Luke ficou sem palavras.

Eles ainda estavam muito próximos um do outro e as portas do elevador ainda não havia fechado totalmente, então Luke ouviu com clareza Hodges.

Este homem acabou sendo muito mais engraçado que aparentava!

Após sair do centro forense, Luke voltou ao hotel.

Lanchi e Trinity haviam acabado de acordar e o cumprimentaram com sorrisos quando o viram.

Eles almoçaram e conversaram no quarto.

As garotas falaram principalmente sobre suas experiências em Nova York e a diversão que tiveram lá.

Todavia, enquanto falavam, mudaram a conversa para a cama novamente.

Só foi mais tarde naquela noite que Luke finalmente tentou algumas coisas novas no banheiro com as garotas.

Duas horas depois, as garotas estavam cansadas e sonolentas quando saíram do banheiro.

Elas já estavam cochilando no momento que deitaram na cama.

Luke fez uma ligação na sala de estar. Um gerente logo chegou com dois seguranças para entrar uma mala de metal.

Após examinar o dinheiro na caixa, Luke os pediu para sair.

Fechando a porta, Luke tirou as coisas da caixa e voltou ao quarto.

As duas garotas flexíveis e apaixonadas estavam dormindo.

Luke esfregou suas orelhas por um momento, antes de retirar as mãos e assentir satisfeito.

Após isso, saiu do quarto com sua mala.

Luke encontrou Selina naquela noite foram ao aeroporto.

No avião, Selina o observou curiosamente: — Você se divertiu nos últimos dois dias?

Luke sorriu e não falou nada, mas seu olhar o entregou.

Selina perguntou: — Não achou duas garotas cansativo?

Luke continuou sorrindo. Com seu físico, ainda estava longe da exaustão.

Notando o olhar em seu rosto, Selina bufou: — Tudo bem, esqueça que perguntei.

Luke riu: — Você comprou muita coisa, não é? Olhe para suas roupas. Ora, ora, o produto mais recente da Chanel. Isto não vale doze mil pratas? Como é a sensação de ser rica?

Selina respondeu culpada: — Só comprei este. Não pode ser reembolsado.

Luke falou: — Então apenas continue usando. Não acho que o resto de suas roupas combine com este casaco, no entanto.

Olhando para a camisa e suéter de Selina, que foi comprado na promoção, Luke balançou a cabeça e soube que juntos, ainda custavam menos que um botão do novo casaco.

Ele só esperava que o casaco de Selina não fosse do tipo que não podia ser lavado.

Se fosse, ela certamente se arrependeria quando o casaco fosse sujo.

Selina ficou amedrontada pelo olhar de Luke: — O que está olhando? Por que está me olhando com pena desse jeito? Este é um produto genuíno que comprei na loja da Chanel.

Luke riu.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar