Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 230

Mesmo Truque Velho

Um momento depois, Jenny continuou: — Eles me colocaram no carro e disseram que não me soltariam até eu der uma enorme soma de dinheiro.

Enquanto falava, ela se virou de repente e chorou muito nos braços de Luke: — Eles… Eles falaram que me estuprariam e gravariam. Disseram que eu tinha que ouvi-los no futuro, ou venderiam a gravação para a USC.

Tanto Luke quanto Selina ficaram chocados com o desfecho.

Eles deveriam ter visto isto vindo.

Era um truque efetivo, mas vergonhoso, particularmente com uma mulher jovem e saudável que ainda estava na faculdade.

Mesmo que Jenny fosse a vítima, ainda deveria estar sob uma quantidade enorme de pressão mais tarde.

Nem todos simpatizariam com ela. Várias pessoas zombariam e até espalhariam maliciosamente o que aconteceria com ela.

Não admira que Jenny estivesse tão acanhada.

Ela foi forçada até a beira do colapso; as chances eram que vídeos dela ficassem preservados para sempre em discos rígidos de alguns nerds fechados, mesmo após ela morrer.

Isso explicava porque os gângsters da WD-36 tiveram coragem de sequestrá-la.

Chantagem e ameaça eram clichês, mas funcionavam quase sempre, que era o motivo dos criminosos adoravam usá-los.

Enquanto Luka conversava com Jenny no carro, os policiais capturaram a maioria dos gângsters da WD-36 e invadiram seu ninho.

Vários gângsters armados estavam escondidos na casa, então os policiais estavam no direito de invadir e prendê-los.

Muitas coisas foram descobertas na casa.

Luke estava longe demais para identificar as drogas e armas, mas viu nitidamente cinco garotas em casacos improvisados sendo levadas para fora da casa.

Suas pernas nuas sugeriam que provavelmente não estavam usando nada além dos casacos.

Suas expressões estavam lentas e atordoadas; era óbvio que foram drogadas.

Se a Srta. Jenny tivesse sido empurrada para dentro agora há pouco, teria provavelmente acabado da mesma maneira.

Pensando nisso, Jenny se acalmou. Estava cansada de chorar.

Luke falou para Selina cuidar do resto.

Na maior parte, precisavam deixar o diretor do departamento de policial local saber o que começou o tiroteio e sobre as feridas sofridas pela dezena de gângsters que Luke derrubou.

Ouvindo que os dois detetives derrubaram uma dezena de gângsters, o diretor achou suspeito, mas não disse nada.

Definitivamente haveria uma investigação mais tarde, pois este era um grande caso em que mais de trinta gângster se recusaram a prisão pública e violentamente.

Os itens ilegais e as seis garotas no bangalô também foram um choque. O caso seria definitivamente investigado completamente.

Selina falou com o diretor por quase uma hora e completou toda a papelada necessária, antes de finalmente voltar ao carro.

Vendo as duas pessoas no assento traseiro, ela falou com raiva: — Ei, Srta. Gwenis, você não acha que é hora de largar meu parceiro? Ele ainda é um garoto!

Jenny se sentiu muito melhor. Estava muito barulhento no lado de fora para dormir, mas não queria sair dos braços de Luke.

Após abraçá-lo por um longo tempo, seria uma tolice não ter sentido seus músculos. Ela até avaliou casualmente aqueles músculos com as mãos.

Além disso, Luke estava limpo e não tinha o cheiro típico de um homem sujo; havia uma fragrância vaga e prazerosa de xampu.

Bem, provavelmente era apenas uma ilusão de Jenny.

Mas é claro, ela preferia ser confortada nos braços de um homem lindo e ensolarado que ser mantida cativa pelos quatro gângsters que fediam.

Luke gesticulou para Selina, que só podia revirar os olhos enquanto ligava o carro.

Eles levaram Jenny para sua mansão em Beverly Hills e a entregaram aos seguranças.

Ela saiu do carro, mas após dar alguns passos, ela voltou e beijou Luke profundamente: — Obrigada, Luke.

Luke sorriu: — Você é gentil demais. É apenas meu dever como detetive.

Jenny o soltou relutantemente e entrou em casa, se virando para olhar para ele algumas vezes.

Um momento depois, Luke e Selina voltaram ao carro. Desta vez, Luke dirigiu.

Selina bufou: — O que tem a dizer sobre esta jovem rica?

Luke respondeu: — Bem, ela certamente tem um cheiro ótimo.

Selina rebateu: — Hã? Você é realmente sem vergonha. Limpe seu rosto logo.

Ela jogou um lenço com raiva: — Por que não desviou quando ela te beijou?

Luke retrucou: — Você acreditaria em mim se dissesse que é pelo trabalho?

Selina: — Tudo bem. Se precisarmos trabalhar com uma senhora de meia-idade da próxima vez, você pode oferecer para beijá-la.

Luke desistiu: — Tudo bem. Admito.

Selina perguntou: — Admite o quê?

Luke respondeu: — Admito que sou um homem superficial que não consegue beijar uma pessoa feia. Não posso me sacrificar, mesmo que seja pelo trabalho.

Selina ficou sem palavras: — Vamos ir almoçar. É por sua conta.

Luke. Como se você pagasse pelo almoço…

Eles foram em um restaurante três estrelas Michelin. Luke tinha muito dinheiro legítimo agora, então podia ser mais extravagante.

No meio do almoço caro, Elsa ligou: — Onde você está? Por que não retornou ainda?

Luke respondeu: — Estamos almoçando. Trabalhamos muito esta manhã. Estamos famintos.

Elsa: — Volte assim que terminar. O que você fez foi bem grande.

Luke falou: — Tudo bem. Você quer um pouco de comida, chefe?

Elsa disse: — Você sabe o que fazer — antes de desligar. Luke riu. Ele certamente sabia o que fazer.

Após o celular tocar, eles não aproveitaram mais o almoço. Eles terminaram a comida cara rapidamente e guardaram a comida que pediram mais cedo, então pagaram a conta e foram embora.

No carro, Selina reclamou: — Devemos ir para um lugar diferente da próxima vez. A comida aqui é cara e as porções são pequenas.

Luke perguntou: — O sabor não é bom?

Selina hesitou por um momento: — É delicioso, mas você não quer ficar cheio depois do almoço? Além disso, algo que é gostoso e oleoso seria ótimo; ainda estou faminta após a refeição.

Luke entendeu: — Levarei você para comer siu mei da próxima vez.

Selina perguntou: — O que é siu mei?

Luke respondeu: — É carne grelhada, assada e frita que garanto que é oleosa e gordurosa.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar