Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 24

Foda-se! Eu Disse que Explodirei Sua Cabeça e Farei Isso

Luke agora estava a menos de 200 metros de Claire, mas ainda levaria mais de dez segundos para ele alcançar o carro. Dado sua mira, ele não tinha nenhuma confiança em impedir o carro de acelerar.

Além disso, com Claire agora no carro, ele estava menos inclinado a confiar a vida dela em sua mira.

Se disparasse e atingisse Claire ao invés do sequestrador, as coisas realmente ficariam estranhas.

Bem naquele momento, uma voz energética de uma senhora soou: — Mantenha suas mãos longe dela ou vou explodir sua cabeça.

Isso foi seguido por um disparo, chocando tanto o sequestrador que ele congelou.

O disparo causou um grande tumulto.

Luke ficou surpreso de forma agradável quando viu que era a Vovó Lucy que estava mirando uma espingarda de cano duplo no carro pela sua janela. Fumaça ainda estava saindo do cano da arma.

O disparo tinha claramente vindo desta espingarda.

O sequestrador ficou nervoso. Quando a espingarda era disparada, seus projeteis espalhavam.

 Assim, mesmo que fosse uma avó que estava mirando a espingarda neles, eles não tinham intenção de testar sua sorte com ela.

E se eles a deixassem tão nervosa que ela disparasse por acidente?

Luke ficou radiante ao ver a aparição repentina da Vovó Lucy.

Com essa interrupção, ele estava confiante que poderia chegar no carro antes de o mesmo partisse.

Silenciosamente, ele disparou na direção do carro enquanto se mantinha oculto na cobertura ao longo da estrada.

Era bem tarde, então ele se escondeu bem nas sombras.

E finalmente, os sequestradores reagiram.

A pessoa puxando Claire finalmente a arrastou para o carro e a colocou entre si e a espingarda. Quando fez isso, sua outra mão esticou para sua cintura.

Quanto ao motorista, ele também estava sacando uma arma.

Luke estreitou os olhos e sua mão esticou abruptamente para agarrar uma lata de lixo na estrada.

Então, ele jogou a lata de metal. Ele girou como um frisbee e cruzou o ar direto no para-brisa do carro.

Ao mesmo tempo, Luke correu para frente, seu corpo estava tão baixo que quase encostou no chão enquanto se movia.

No instante que chegou no carro, ele esticou as duas mãos para a pessoa que havia arrastado Claire para o carro. Ele envolveu os braços no pescoço da pessoa, se inclinou, e arrastou-o para o chão.

Naquele momento, os 14 pontos de Luke em destreza funcionaram em sua vantagem.

Mesmo que estivesse arrastando a pessoa para baixo, ele ainda foi capaz de girar o pescoço da pessoa antes de bater seu rosto no chão.

Com um baque alto, a lata de lixo finalmente atingiu o para-brisa e rachou.

Ao mesmo tempo, outro baque soou quando a pessoa cujo Luke agarrou, atingiu a cabeça no chão.

 Aquela pessoa desmaiou antes de conseguir fazer algo.

Como Luke mudara seu centro de gravidade para que o rosto do sequestrador levasse a maioria do ímpeto antes de Luke atingi-lo no chão, o rosto dele devia estar achatado agora.

Claire também tinha sido puxada para o chão junto com o sequestrador e Luke rapidamente gritou para ela: — Fique abaixada!

Então, ele pegou a mochila atrás dele e abriu o zíper, antes de pegar a sua arma dentro.

Ao mesmo tempo, ele se pressionou contra o carro para que o motorista não pudesse dar um disparo certeiro nele.

Quando Luke sacou sua arma, ele gritou: — Polícia! Você está cercado. Levante as mãos e fique parado ou vou atirar!

Luke só estava seguindo o fluxo quando gritou aquelas palavras.

De fato, ele já tinha decidido que enquanto o motorista ousasse abrir a porta, ele dispararia sem nenhuma hesitação.

Desde que o sequestrador inconsciente no chão tinha uma arma na cintura, isso era motivo o bastante para Luke usar qualquer força necessário com o motorista.

Luke continuou perfeitamente calmo o tempo inteiro.

De qualquer forma, a Vovó Lucy estava o apoiando com a espingarda de cano duplo, enquanto sua casa estava bem atrás dele com Robert dentro.

Robert muito provavelmente chegaria em menos de dois minutos. Não havia como o motorista escapar.

Ele não podia dirigir mesmo que quisesse, já que o para-brisa estava completamente rachado depois que Luke jogou a lata de lixo nele. O motorista seria incapaz de fazer nada.

Se ousasse dirigir com tal para-brisas, ele provavelmente colidiria em algo.

Depois de gritar, Luke segurou sua arma na frente dele, enquanto se movia lentamente na direção do porta-malas do carro.

Com sua mão esquerda, ele fez um gesto para Claire também se mover ao porta-malas.

Por agora, o porta-malas era o local mais seguro.

Afinal, esse carro estava a cinco metros de distância do edifício mais próximo. Se corressem, eles seriam esburacados.

Mas como essa era a vizinhança de Luke, ele não se importaria ir com calma e arrastar a questão.

Abruptamente, a porta da frente do carro foi aberta quando um homem rolou. Com uma expressão feroz, ele olhou para a traseira do carro e se preparou para disparar.

O coração de Luke saltou quando ele recuou sem hesitar.

Era óbvio que o motorista estava mirando a arma nele.

Ele não tinha intenção de trocar disparos com essa pessoa de tão perto. Eles apenas acabariam se matando.

Bang! Bang!

Bang!

Depois de três disparos, a vizinhança afundou no silêncio.

Luke ficou atordoado: — O que está acontecendo?

Então, a voz da Vovó Lucy soou: — Seu merda. Não me ouviu? Eu disse que explodirei sua cabeça se você se mover.

Luke tremeu e se aproximou para ver a Lucy abaixando sua espingarda e a recarregando com um olhar presunçoso no rosto.

Quando Luke olhou para o motorista, ele viu o último esparramado no chão com sua bunda para o ar. Sua arma agora não estava em lugar nenhum.

E quando Luke focou, ele viu um buraco sangrento em suas costas.

Parecia que a Vovó Lucy tinha cometido um erro. Ela não explodiu a cabeça dessa pessoa, mas abriu um buraco em seu torso.

Somente então Luke disse: — Claire, fique abaixada e se esconda atrás do edifício. — Quando disse isso, ele apontou para uma casa próxima.

Claire foi muito obediente. Permanecendo abaixada, ela correu para a cobertura.

Como um policial, Robert tinha os educado apropriadamente para o que fazer em uma situação como essa. Luke só precisava lembrá-la e ela seguiria, como se fosse sua segunda natureza.

Quanto a Luke, ele ficou de guarda enquanto Claire corria. Somente quando ela ficou em segurança que ele suspirou de alívio. Ele então correu para frente e chutou o rosto do cara que ele esmagou no chão mais cedo.

E quando Luke ouviu um alto estalo, ele soube que essa pessoa não sobreviveria.

Afinal, ele chutou o pescoço da pessoa em sua fúria e ele deve ter quebrado.

Ele não pouparia ninguém que ousasse ameaçar sua família com uma arma.

Ele então caminhou na direção da alma patética cujo levou um tiro da Vovó Lucy. Ele só deu uma olhada na pessoa para confirmar que ele já estava morto.

O disparo tinha atravessado seu coração.

Apenas o Wolverine conseguiria sobreviver a tal ferida.

Luke soltou um suspiro de alívio enquanto verificava o carro para garantir que não havia mais ninguém dentro.

Quando correu mais cedo, ele já tinha vistoriado o carro. Somente depois de garantir que havia apenas duas pessoas que ele ousou atacar.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar