Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 354

Colegas de Equipe Inúteis e Advogado

Olhando para Luke e Selina enquanto sentava de novo tranquilamente, Elsa percebeu o que Luke estava fazendo.

Tudo isto era apenas uma atuação.

Alguém queria que a polícia usasse o caso da garota de pijamas para ir atrás da Família Elsworth e Luke imediatamente prendeu Dylan, um neto da família.

No entanto, Luke não interrogou o cara após prendê-lo. Claramente, estava esperando alguém da Família Elsworth resgatar o idiota.

Ele nunca planejou enviar Dylan à prisão em primeiro lugar.

Quanto ao motivo de prender Dylan num momento em particular, Luke definitivamente não admitiria que foi por causa da má atitude do homem… Não, Luke não era este tipo de pessoa mesquinha!

Olhando para seu celular, Luke falou casualmente: — Chefe, vamos apenas esperar aqui. Você pode voltar ao seu negócio.

Após uma breve hesitação, Elsa se levantou: — Lembre-se de não passar dos limites. Você já fez o bastante.

Luke: — Entendido.

Após Elsa retornar ao escritório, ela ponderou por um momento e chamou Elizabeth: — O departamento não recebeu convites para algumas atividades escolares recentemente?

Elizabeth assentiu: — Sim, recebemos muito.

Elsa: — Alguma das atividades acontece durante cinco a dez dias, a uma hora da cidade de carro? Liste-os para mim.

Elizabeth assentiu e checou os arquivos.

Os olhos de Elsa brilharam quando finalmente se decidiu: — Tenho que manter este cara longe de águas sujas. Os Elsworth não são as pessoas mais razoáveis.

Elsa sabia que Luke sempre exercia moderação durante suas operações, mas Dylan e seu tio Wolf da Família Elsworth nunca foram discretos.

Por outro lado, Dylan estava começando a se arrepender após ficar na sala de interrogatório sozinho por meia-hora; ele quase sentiu falta dos dois oficiais.

Ele não podia fazer nada aqui e a sala monótona e surrada estava absolutamente vazia.

Suas mãos ainda estavam algemadas na mesa e nem conseguia mudar para uma posição mais confortável.

Felizmente, a Família Elsworth era tão poderosa como diziam e Luke logo recebeu uma ligação de Sonia: — Luke, Wolf Elsworth está aqui. Seja cuidadoso. Seu advogado é bem durão.

Luke gesticulou para Selina e perguntou: — Oh? Qual é o advogado?

Sonia respondeu: — Ellen Shaw. Ele não é um advogado figurão, mas sempre alcança seus objetivos por bem ou por mal. Ele é bem astuto.

Luke murmurou uma resposta e falou: — Entendi.

Após uma breve hesitação, Sonia acrescentou: — Ele é um advogado da Yang Fritt Berotti.

Luke questionou: — Isso é um problema?

Sonia respondeu: — Essa firma de advocacia sempre trabalhou para a Família Elsworth.

Luke entendeu: — Obrigado, Sonia.

Desde que a firma de advocacia sempre trabalhou para a Família Elsworth, não podia ser muito claro.

Então, Luke tinha que ter muito cuidado e não deixar o advogado agarrar qualquer fraqueza.

Fora da sala de observatório, Luke e Selina viram quatro homens no final do corredor.

Na liderança estava um homem de meia-idade que lembrava um pouco Tony Stark.

Eles não tinham características similares, mas ambos tinham ar óbvio de um playboy.

Além disso, este cara obviamente não era tão talentoso quanto Tony, ou seria tão famoso em todo o país.

Assim, esta cara não era algum salvador secreto do mundo, mas um playboy de verdade — Wolf Elsworth.

Meio passo atrás dele estava um jovem advogado levemente gordo que não tinha mais de 30 anos. Ele foi seguido por dois guardas.

Luke apenas deu uma olhada, antes de abrir a porta da sala de interrogatório.

Dylan, que estava tão entediado que estava prestes a bater a cabeça na parede, finalmente elevou o tom: — O que você quer? Vou prestar uma reclamação…

Luke nem se incomodou em olhar para ele.

Este cara era apenas um adereço de palco e não era mais útil.

Ele pode ser o descendente de uma família poderosa, mas não tinha as qualificações necessárias para fazer algo por si.

Dylan ainda estava reclamando, quando a porta da sala de interrogatório foi aberta e a equipe de Wolf entrou.

— O interrogatório acabou, detetive — falou o jovem advogado Ellen enquanto olhava para Luke e Selina.

Luke deu de ombros e acenou para Dylan.

A mente de Dylan pareceu clarear: — Me tire daqui. Estas duas pessoas me deixaram sozinho nesta merda minúsculo assim que chegamos.

Ellen ficou sem palavras.

Após um breve silêncio, tentou uma abordagem diferente: — Se entendi bem, você invadiu a casa do Dylan sem um mandado…

Luke o parou de novo e olhou para Dylan.

Dylan abaixou a cabeça com vergonha: — Estávamos tendo uma festa na praia.

Ellen ficou confuso, mas Wolf pareceu perceber algo e sussurrou estranhamente no ouvido do advogado.

A expressão de Ellen ficou em conflito, e parecia querer bater a alguém. Se vocês, Elsworth, são ricos o bastante para construir uma mansão à beira-mar, por que não compraram a porra da praia também?!

Luke achou engraçado. Estava claro que o advogado foi convocado às pressas e não checou os detalhes do assunto, então resultou nesta falha constrangedora.

Wolf Elsworth falou: — Minhas desculpas, detetive, meu advogado estava com um pouco depressa. Do que consigo ver, Dylan se comportou inapropriadamente, e não há necessidade de atribuir culpa neste assunto. Considerando o estado exato dos assuntos, no entanto, isto é questão da nossa família…

Naquele momento, a porta da sala de interrogatório abriu de novo e Dustin entrou.

Ele estendeu a mão para os visitantes com um sorriso: — Sr. Elsworth, sinto muito que tenha precisado vir aqui pessoalmente.

Luke observou a troca de formalidades e não disse nada. Quando as formalidades terminaram e trocaram mais algumas palavras, Wolf apertou a mão de Dustin de novo: — Obrigado por sua cooperação, capitão.

O rosto de Dustin mudou levemente, mas continuou sorrindo: — Tudo bem, Sr. Dylan está livre para ir após à papelada for resolvida.

Era apenas um rumor que ele seria promovido a capitão, e Wolf obviamente estava implicando algo quando chamou Dustin dessa forma.

Talvez Wolf estivesse insinuando que, se Dustin não fosse discreto, a posição jamais seria sua?

Dylan ficou superfeliz. Ele riu quando Luke removeu as algemas: — Viu? Você ainda tem que me deixar ir, não é?

Luke cantarolou em resposta: — É por isso liguei minha câmera corporal quando prendi você esta manhã. Feliz?

Todos ficaram atordoados.

Por um momento, Dylan não entendeu: — E daí?

Luke riu: — Nada de mais. O departamento forense coletou evidência de você quando entrou, certo? Envie uma cópia para o centro forense em Las Vegas e marquei como urgente.

Todos ficaram sem palavras.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar