Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 361

Chef do Churrasco e uma Conversa

Juliet convocou o resto dos professores para explicar a mudança de policiais.

Eles eram uma mistura de homens e mulheres, e entre 20 e 40 anos. Eles eram claramente experientes e animados, ou não conseguiriam manter 100 crianças sob controle.

Após trocarem cumprimentos, Luke perguntou o que deveria fazer no dia seguinte.

Juliet respondeu com um sorriso: — Na verdade, o treinamento do policial está feito. Você só precisa ajudar a ficar de olho nas crianças. Além disso, se houver um acidente, podemos precisar da sua ajuda. Você é profissional, afinal de contas.

Luke assentiu: — Okay, jantarei primeiro.

Juliet: — Vamos juntos. Normalmente comemos naquele pequeno fast food.

Luke balançou rapidamente a cabeça.

Neste ambiente lindo, não estava interessado em comer fast food.

— Posso fazer um churrasco. Gostaria de se juntar a mim? — ele perguntou com um sorriso.

Juliet hesitou. Luke olhou para a expressão dela e falou: — Os outros professores também podem vir se quiserem, mas não tenho tantos ingredientes comigo. Tem um lugar aqui onde posso comprar carne fresca?

Olhando para a sua expressão amigável, Juliet acabou aceitando: — Obrigada. Posso comprar um pouco de carne do fast food. Há lenha atrás da casa; deixarei eles saberem e você pode pegar um pouco.

Então, ela estaria dando a carne e Luke só precisava cozinhar.

Afinal, eles não estavam familiarizados entre si para Luke fazer comida para todos de graça.

Luke assentiu: — Vou organizar tudo.

Ele foi a uma área plana perto do lago que não tinha grama ou árvore. Era o lugar perfeito para um churrasco ou uma festa na fogueira.

Luke encontrou a lenha e moveu o equipamento do carro para a área vazia perto do lago. Ele então montou a grelha.

No momento que terminou, Juliet veio com dois professores, e estavam carregando muita carne.

Juliet saiu após deixar a carne. Como a supervisora do acampamento, estava bem ocupada e os dois professores foram deixados para ajudar Luke.

Só levou vinte minutos para Luke marinar a carne. Depois, após dizer aos dois professores o que deveriam prestar atenção, Luke ficou livre.

Ele tirou uma cadeira dobrável do carro e se sentou perto do lago com o laptop.

Ele trouxe duas latas de cerveja para os dois professores de passagem, enquanto tomava chá quente que havia acabado de fazer e leu os arquivos.

Os dois professores conversaram enquanto tomavam cerveja na brisa da tarde do lago.

Assim, o céu esqueceu após as seis. Nada além de um brilho vermelho podia ser visto no horizonte.

Luke guardou o laptop e após perguntar aos professores, aprendeu que as crianças estavam jantando, o que significava que em breve seria hora do corpo docente fazer uma pausa.

Ele pediu aos dois professores para espetarem a carne marinada e acender o fogo.

Enquanto os dois professores assavam a carne, Luke continuou lendo os arquivos.

O acampamento barulhento ficou quieto por volta das sete. A maioria das crianças retornou aos dormitórios.

Juliet veio com seis homens e mulheres e cumprimentou Luke: — Muito obrigada, Luke.

Luke respondeu com um sorriso: — Imagina, Joey e Duncan que fizeram a maioria do trabalho. Só fui responsável por marinar a carne.

Ele cumprimentou as pessoas que vieram com ela e todos sentaram.

Todos trouxeram seus próprios utensílios e pratos, e Luke cortou a carne na grelha em pedaços o bastante para caber em seus pratos.

Ele terminou em menos de cinco minutos.

Não havia regras para um churrasco fora. Todos simplesmente se reuniram ao redor e conversaram entre si.

Juliet sentou perto de Luke e as outras duas professoras sentaram do outro lado. Elas estavam claramente interessadas nele.

Elas acharam a idade, aparência, trabalho, caráter e comportamento de Luke muito interessante.

Ninguém fez pergunta pessoais, e Luke simplesmente conversaram sobre questões sem importância.

Por outro lado, a conversa dos professores foi uma revelação para Luke.

Maggie, uma das professoras, falou: — Na verdade, é à noite que podemos ter problemas. Peguei dois encrenqueiros noite passada que queriam nadar no meio da noite. A água pode ser rasa, mas não haverá ninguém por perto para salvá-los se sofrerem um acidente no meio da noite.

Lily, outra professora, também disse: — Pelo menos você conseguiu impedi-los antes de entrarem; quando eu estava em dever outra noite, dois já estavam nadando pelados antes de encontrar suas roupas na margem durante minha patrulha.

Juliet assentiu: — É por isso que este é o melhor acampamento. Afinal, este Moon Lake é basicamente uma piscina. Até a parte mais profunda só tem um metro e meio de profundidade. Há menos chance de um acidente acontecer aqui rio acima, onde a água não é profunda.

Só foi então que o Luke aprendeu que o lago se chamava Moon Lake.

Todos saíram uma hora após terminar de comer e conversar, exceto as duas professoras, que ajudaram a limpar.

Luke conversou com eles enquanto estavam limpando, e aprendeu que não foi designado ao dever noturno ou patrulha.

Ele estava aqui principalmente para lidar com emergências possíveis.

Por exemplo, se a vida selvagem perigosa aparecesse, poderia usar sua arma para lidar com isto.

A escola já havia informado a polícia sobre seu programa com antecedência, e Luke estava livre para usar uma arma nos terrenos do acampamento se necessário.

A limpeza terminou logo. Recusando delicadamente a oferta de Lily de tomar um café, Luke tirou a tenda e um saco de dormir do carro e retornou a fogueira perto do lago.

Ele ia montar o acampamento aqui; tinha checado o quarto no hotel e não era nada de espetacular.

Ele também não se incomodou em trocar os lenções do policial anterior, então decidiu acampar perto do lago.

Desde que os professores mencionaram que os alunos podem esgueirar para nadar à noite, ele poderia ficar de vigia aqui. Afinal, só precisava de duas horas de sono.

A noite aprofundou. Não havia nada além de Luke e a fogueira perto do lago.

Os insetos foram bloqueados pelo mosqueteiro da tenda, e Luke aproveitou o chá quente e leu os arquivos lá dentro.

Excedo pela falta de uma linda companhia feminina, estava tudo bem com o mundo.

No meio da noite, o fogo fora da tenda apagou e Luke abriu a camada externa da tenda.

Ele rastejou para fora da tenda à beira do lago, olhando para as ondulações na superfície da água pacífica.

De repente, ouviu passos leves no outro lado do lago.

Luke virou a cabeça levemente e achou engraçado.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar