Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 54

Encrenqueiro, Pedido e Ainda Parceiros

Embora Brock estivesse infeliz, o Subchefe Thomas deixou claro que os dois novatos tinham seu apoio. Assim, não podia causar problemas sem motivo.

A Divisão de Crimes Graves era um departamento extremamente ocupado, e os dois novatos ainda seriam de alguma ajuda. Ele primeiro decidiu deixá-los trabalhar em alguns casos menos importantes.

Logo depois que entraram no escritório, Brock chamou uma policial e a fez levar os dois aos seus assentos.

Ele então se virou e olhou para os dois: — Selina, você vai ir para Berkeley. Luke, você irá para Ferrigno. Millie levará vocês lá. Aprendam bem com eles e tentem não bagunçar as coisas.

Ele estava prestes a sair quando Luke disse de repente. — Chefe Brock, podemos permanecer como parceiros aqui?

O rosto de Brock afundou. Ele odiava esses encrenqueiros, ainda mais quando esses que haviam entrado apenas através de suas conexões.

Mas quando pensou em Thomas, ele suprimiu sua raiva e perguntou: — Por quê?

Luke respondeu com calma: — Porque éramos parceiros antes disso. Trabalhamos bem juntos.

A expressão de Brock não mudou quando disse: — Oh? Vocês trabalham bem juntos? Quer dizer que um de vocês sempre aplaudem quando o outro emite multa?

Um sorriso floresceu no rosto de Luke: — Não. Cerca de um mês atrás, trabalhamos juntos e matamos dez atiradores mexicanos que nos embocaram.

Brock ficou atordoado: — O quê?

Luke continuou: — Os detalhes da operação estão em nossos arquivos. Não gosto de me gabar, mas acredito que você também saiba da importância de ter um parceiro que pode confiar para proteger suas costas.

Brock franziu a testa e hesitou levemente antes de dizer: — Tudo bem. Cuide de seus assuntos por enquanto e venha me procurar antes do final do dia.

Em seguida, os dois foram com Millie e fizeram todos os procedimentos e papelada.

Eles receberam uniforme, papéis e algum dinheiro.

O dinheiro era para eles comprarem seu equipamento, tais como armas de serviço.

Eles também precisavam comprar cassetetes, cintos, coldres e até equipamento de controle de tumulto, com o dinheiro entregue a eles.

Contanto que seu equipamento estivesse conforme os regulamentos policiais, não importava onde fossem comprar.

Então, eles retornaram as suas mesas e começaram a limpá-las com algumas ferramentas de limpeza que conseguiram de Millie.

Os dois pareciam estar na mesma sintonia, pois selecionaram as duas mesas no canto do escritório.

Esta parte do escritório era bem escura e não tinha nenhuma luz solar direta. Assim, ainda estava vazia.

Eles selecionaram as duas mesas que estavam mais longe no canto; até as mesas ocupadas mais próximas estava a quatro metros de distância. Assim, tiveram mais privacidade neste pequeno canto.

Selina ficou feliz ao descobrir que podiam juntar as cadeiras para fazer uma cama improvisada e dormir aqui sem ninguém notar.

Os dois limparam rapidamente, e com a ajuda da alta destreza de Luke, terminaram a limpeza em meia hora.

Depois disso, Selina se voluntariou para devolver as ferramentas de limpeza. Afinal, ela nem mesmo tinha limpado metade da quantidade que Luke limpou. Assim, decidiu fazer sua parte dessa maneira.

Brock tinha acabado de ler os arquivos. Ele ficou completamente chocado.

Matar 13 atiradores empunhando AKs em uma noite — um garoto que nem mesmo tinha 19 anos realizou algo assim? Era simplesmente inimaginável.

Mas Brock não teve outra escolha além de acreditar no que leu.

Foi claramente escrito no arquivo que essa havia sido uma operação liderada pelo FBI. Luke e o departamento de polícia só tinha fornecido apoio.

O FBI não deixaria Luke levar o crédito se não tivesse feito tudo.

O arquivo de Selina era muito mais suave em comparação.

Mesmo assim, esta linda mulher em seus 20 ainda tinha revidado contra 10 atiradores empunhando AKs. Ela sobreviveu a isso, e até abateu um dos atacantes.

Sua coragem e poder de combate eram coisas que as detetives na Divisão de Crimes Graves não tinham. Um ou dois homens poderiam fazer o mesmo, mas aqueles eram todos veteranos com mais de dez anos de experiência na força.

Foi uma surpresa para ele que os dois novos detetives na sua divisão era dois policiais capazes ao invés de alguns novatos com boas conexões e inúteis.

É claro, para resolver casos na Divisão de Crimes Graves, o poder de combate sozinho não era o bastante.

Mas não importa o que, a Divisão de Crimes Graves ainda recebeu tais combatentes capazes com os braços abertos.

Com o registro de Luke, sempre que houvesse casos importantes que envolvessem criminosos perigosos no futuro, eles poderiam soltá-lo neles.

Ele nem mesmo precisaria repetir o feito de matar 13 pessoas sozinhos. Ele só precisava se livrar de dois ou três oponentes complicados aleatórios durante suas operações, e a moral do inimigo colapsaria.

Quando Brock pensou nisso, sua raiva por Luke falar mais cedo desapareceu.

Não era possível sobreviver na Divisão de Crimes Graves simplesmente pedindo favores.

A coisa mais importante aqui era a capacidade, e em segundo lugar foi a maneira na qual a pessoa lidava com as coisas.

Brock ainda pode suprimir ou ser injusto para com um subordinado capaz, mas nunca se livraria de um.

Isso era algo que apenas um superior inexperiente faria.

Contanto que o subordinado obedecesse a suas ordens e permanecessem úteis, Brock não se importava em tolerar o temperamento estranho de Luke. Em todo caso, Luke era apoiado pelo Subchefe Thomas.

Assim, Brock decidiu tentar deixar Luke seguir por conta própria.

Com esse pensando, levantou a cabeça e avaliou o escritório. Logo, descobriu os dois em um canto do escritório.

Os dois tinham praticamente terminado de limpar. Brock observou que os dois não falaram muito, mas ainda trabalharam bem mesmo quando estavam limpando. Eles limparam suas mesas com rapidez.

E depois que terminaram, sem nem falar, Luke reuniu as ferramentas de limpeza e sentou, enquanto Selina as pegava e se afastava.

Brock ficou maravilhado pelo que viu. Luke realmente não havia falado balela. Os dois realmente trabalhavam muito bem juntos. Assim, era compreensível o motivo por preferirem permanecer como parceiros.

Brock parou de olhar para eles e chegou em uma decisão. Ele pegou o telefone e disse a Millie para enviar os dois ao escritório.

Quando entraram, Brock não se incomodou com cumprimentos. Ele foi direto ao ponto e disse poderem permanecer como parceiros. Contudo, se não conseguissem ter um bom desempenho, teriam que se separar a aprender com detetives mais experientes.

Desta vez, Brock não os via mais com desagrado igual a antes. Ele prestou bastante atenção em suas expressões quando falou.

Alegria podia ser vista no rosto de Selina, enquanto Luke apenas sorriu enquanto agradecia.

Brock ficou surpreso pela reação de Luke.

Como o oficial comandante da Divisão de Crimes Graves, Brock tinha ótimas habilidades de observação e era ótimo em ver através de uma pessoa.

Agora que estava prestando atenção nos dois, percebeu com facilidade que, o garoto Luke era o líder.

Similarmente, Luke era a pessoa mais calma da dupla e até mesmo o sorriso em seu rosto era apenas uma fachada. Nenhuma de suas emoções verdadeiras vazaram; ele só estava sendo educado.

Brock então decidiu que ele precisava prestar ainda mais atenção em Luke. Quando a Selina, ele apenas prestou um pouco de atenção. Depois que terminaram de falar, ele disse aos dois para saírem.

Desde que os dois acabaram de chegar em Houston, eles precisavam lidar com o problema da acomodação.

Brock lhes disse para pedir a Millie por ajuda. Millie, na verdade, trabalhava em uma capacidade administrativa no departamento, com foco em logística.

Millie era realmente boa no que fazia. Ela não precisou perguntar a mais ninguém; depois de digitar no computador por dois minutos, apontou uma lista de casa para alugar. Todas as casas disponíveis estavam localizadas próxima do departamento de polícia, adequadas para Luke e Selina.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar