Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 55

Nova Casa e Primeiro Caso de Homicídio

Os dois agradeceram Millie antes de sair do departamento juntos.

O departamento tinha dado três dias para se estabelecerem antes de começarem oficialmente a trabalhar.

Isso porque a Divisão de Crimes Graves era muito ocupada, e no momento que começassem, não teriam tempo para se estabelecer direito. Foi por isso que receberam o primeiro período de carência para terminar tudo.

Os dois não demoraram; eles passaram meio-dia visitando oito casas que pré-selecionaram, e por fim escolheram um apartamento com dois quartos perto do departamento de polícia.

O maior benefício do local era o silêncio relativo da área; não havia grande tráfego ou grandes multidões por perto, a única estrada perto do apartamento era uma pequena na parte de trás do prédio.

O prédio de apartamentos era velho, mas ainda limpo. Os dois quartos eram bem pequenos, com cerca de 10 metros quadrados cada. A sala de estar também era pequena, com cerca de 20 metros quadrados. O apartamento inteiro tinha quase 50 metros quadrados.

Felizmente, o apartamento era barato e com eles dividindo o aluguel, ficou ainda mais.

Após assinar o contrato de aluguel, começaram a mover suas coisas do carro para o apartamento.

A caminhonete e assento traseiro estavam abarrotados com bagagens, a maioria pertencendo à Selina.

Luke realmente não conseguia entender porque Selina tinha trazido tantas roupas e sapatos, mesmo que estivessem usando os uniformes policiais.

Selina regirou os olhos quando ouviu o que ela pensou ser uma pergunta idiota: — Por favor, estamos entrando na Divisão de Crimes Graves. Na maior parte do tempo, não estaremos em uniformes. Por que não usar nada bonito então? Não é como se eu fosse trabalhar em calças sensuais ou algo assim.

Isso deixou Luke sem palavras.

Ele só trouxe algumas roupas casuais com ele, e saiu de casa só com uma mala.

Quanto a Selina, ela tinha cinco malas, e supostamente já tentou seu melhor para fazer sua bagagem alcançar esse número; inicialmente havia oito malas, a maioria do qual continha suas chamadas roupas legais.

Depois que terminaram a mudança, Luke ficou com muita preguiça para sair, então pediu comida.

Depois de comer, eles fizeram uma pequena pausa antes de irem ao supermercado.

Eles só tinham alguns aparelhos elétricos básicos em seu apartamento, e ainda tinham que comprar mais para si.

Luke não teve que comprar muito, mas Selina comprou muita coisa.

Quando comprava, Selina não esqueceu de olhar para a etiqueta de preço com tristeza e comentar: — Essa coisa é o equivalente a uma semana do meu salário.

Luke só podia permanecer em silêncio.

Ele não poderia exatamente oferecer para pagar, certo?

Se ousasse oferecer, Selina realmente pensaria que ele estava tentando cortejá-la.

Caso contrário, por que ele ofereceria pagar por suas coisas cosméticas?

Apenas olhe para seu carrinho de compras. Havia até tampões ali. Além dos namorados e maridos, homens raramente comprariam essas coisas para mulheres.

Quando retornaram para casa, não continuaram a limpar o lugar. Em vez disso, eles só carregaram suas próprias coisas para seus respectivos quartos antes de tomar banho e ir dormir.

No dia seguinte, eles foram trabalhar.

Quando chegaram no departamento, alguns detetives podiam ser vistos no saguão do Departamento de Crimes Graves. Alguns chegaram mais cedo enquanto alguns trabalharam a noite toda.

Somente duas pessoas se incomodaram em acenar para os dois.

Meia hora antes do trabalho começar oficialmente, Brock chegou.

Quando viu que os dois chegaram mais cedo e estavam cheios de vigor, ele ficou satisfeito.

Disto, ele podia julgar que esses dois pelo menos não eram do tipo de encrenqueiros que gostavam de fazer as coisas de forma inconveniente. Geralmente, quanto mais capaz era a pessoa, mais inconveniente tendiam a ser.

Na verdade, eles tinham alguns detetives capazes, mas inconvenientes na equipe. Aquelas raposas velhas somente seguiriam o procedimento policial no mínimo exigido para fazer o trabalho; no que lhes dizia respeito, os outros procedimentos não existiam.

É claro, isso também ocorria parcialmente devido à liberdade relativa que os membros da Divisão de Crimes Graves tinham. Na maior parte do tempo, quando as coisas ficavam ocupadas, eles teriam que trabalhar por vários dias sem descansar. Assim, eles nem trabalhavam em horário regular como os outros policiais.

Brock acenou para Luke e Selina e os chamou ao seu escritório.

Ele foi direto ao ponto quando entraram. Afinal, ele também era uma pessoa muito ocupada. Ele procurou na mesa por um tempo antes de tirar um arquivo e jogar para Luke: — Este caso agora é de vocês. Reporte a mim quando houver progresso. Se encontrarem algo que não possam resolver, venham me procurar. Alguma pergunta?

Selina queria dar uma olhada no arquivo, mas Luke apenas sorriu: — Sim, senhor.

Brock acenou a mão: — Desde que estão trabalhando para mim, façam o mesmo que todos; apenas me chame de “chefe”. Tudo bem, podem começar.

Luke concordou antes de sair. Selina também fez o mesmo.

Internamente, Brock pensou consigo. Realmente, o mais jovem é o líder.

Na verdade, isso não era estranho demais.

Quando um homem e uma mulher trabalhavam em parceria, o homem tendia mais a assumir a liderança, enquanto a mulher era mais adequada ao apoio. Afinal, as mulheres geralmente eram melhores na rede e diplomacia, enquanto os homens eram melhores em situações de combate e eram mais intimidadores.

Mas então de novo, o garoto parecia jovem demais. Ele poderia intimidar as pessoas que tinham que lidar? Mas Brock imediatamente deixou o pensamento de lado.

Ele era um comandante, não uma babá; eles teriam que resolver esse tipo de problema sozinhos. Se não pudessem fazer algo assim, então também podem muito bem sair da Divisão de Crimes Graves.

Quando Luke e Selina retornaram as suas mesas, abriram a pasta. Luke sentou na própria cadeira enquanto Selina veio e sentou no braço. Assim, os dois estudaram o arquivo.

Um homicídio aconteceu em um apartamento na Rua 39, 107a, Westside. Uma mulher havia sido morta lá.

A divisão recebeu este caso ontem ao mesmo tempo, em que Luke e Selina chegaram.

A Divisão de Crimes Graves sempre foi escasso em termos de mão de obra. Com dois novos detetives na equipe, Brock decidiu não incomodar os outros com o novo caso, e entregou a dupla.

Depois de estudar o arquivo, Luke pegou sua jaqueta, colocou e cobriu sua arma antes de dizer: — Vamos visitar a cena.

Ele não se incomodar em esperar pelo relatório da autópsia. Em uma cidade grande como essa, o departamento forense normalmente estaria extremamente ocupado. Era muito comum para um relatório demorar de um mês a dois se o caso não fosse prioridade. Na verdade, pode até levar meio ano.

Sim, isso nunca foi retratado nos shows de TV.

Na realidade, o número de casos resolvidos nos Estados Unidos com a ajuda da forense era de menos de 5%.

Na maioria das vezes, os casos eram resolvidos através do trabalho policial; a forense só ajudava a fornecer provas de apoio.

Geralmente, se a polícia não conseguisse encontrar nenhuma pista em um caso, não teriam outra escolha além de classificar como um caso arquivado.

Talvez um dia viria em que o criminoso atacasse de novo e deixasse para trás alguma nova pista. Somente então haveria uma chance de resolver um caso arquivado.

Os dois foram ao estacionamento e entraram em um carro da polícia.

Esse era o tratamento concedido aos membros da Divisão de Crimes Graves, mas como Brock ainda precisava aceitar totalmente Luke e Selina, eles não podiam pegar o carro abertamente para uso pessoal. Estava tudo bem dirigir ocasionalmente para casa, mas se fizerem todo dia, haveria reclamações.

Eles entraram no carro e levou 40 minutos para chegar na Rua 39, 107A.

Quando chegaram na cena, os dois observaram as redondezas. Embora possa não ajudar com o caso, as investigações policiais muitas vezes eram concluídas com a descoberta de algo pequeno e esquecido.

Esse era um velho prédio de apartamento que tinha pelo menos 30 anos. As paredes manchadas e as portas e janelas antigas provavam que esse não era um local abastado.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar