Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 6

Faça-me Feliz

Por outro lado, essa missão de resgatar o gato também revelou uma peça de informação particular.

Luka não precisava necessariamente que o sistema emitisse uma missão antes de começar a ganhar pontos de experiência.

Isso estava provavelmente relacionado ao fato de que ele já era um policial legalizado.

Afinal, ele também havia feito muitas boas ações antes disso e essa não foi sua primeira vez ajudando a Vovó Lucy a pegar o gato travesso. No entanto, o sistema nunca lhe deu uma recompensa.

Disso, Luke deduziu que somente após se tornar um policial que ele começaria a subir de nível.

Isso estava certo: esse era um sistema que centrava em volta de subir de nível, na prática.

Diferente dos jogos onde as pessoas sobem de nível ao matar monstros, ele subiria de nível através do trabalho policial.

Nos jogos, as missões o recompensariam com pontos de experiência, mas quando ele matava monstros, pontos de experiência também seria recompensado.

Da mesma forma, ajudar uma vovó a pegar seu gato era o mesmo que matar monstros em um jogo: o sistema não emitiria uma missão especial por cada ação, mas depois de completada, ele automaticamente receberia experiência e pontos de crédito.

Com isso, subir de nível não seria tão difícil quanto Luke imaginava.

Diferente dos sistemas nos romances onde a pessoa só podia ganhar pontos de experiência através das missões, seu sistema muito provavelmente era focado na vida diária de um policial.

Ajudar uma vovó a pegar um gato era uma ação extremamente pequena, tipo matar uma galinha na aldeia novata num jogo. Foi por isso que ele só ganhou dois pontos de experiência e crédito.

E se ele fizer algo mais?

Nos Estados Unidos, a força policial tinha um escopo de trabalho extremamente grande.

De controle de tráfego e disputas entre vizinhos, até acidentes e crimes, tudo era parte do trabalho policial.

Em uma grande cidade, a força policial era dividida em diferentes departamentos tais como investigação criminal, narcóticos e assim em diante. Mas aqui nesta pequena cidade, Robert estava encarregado de tudo e não havia uma separação rigoroso de jurisdições para os oficiais sob ele.

Por causa disso, mesmo como um policial novato, Luke teria a chance de se envolver em casos de nível muito mais alto que resgatar um gato. Ele definitivamente se envolveria muito mais que dois míseros pontos de experiência e crédito de casos como aqueles.

Cheio de animação, Luke montou na bicicleta lentamente e chegou na casa de Martha.

Martha veio de uma família levemente rica; seu pai estava envolvido no atacado de produtos de carne e fornecia vários produtos importantes nas grandes cidades das redondezas. Ele definitivamente tinha um dos maiores lucros nesta cidade.

Por causa disso, a casa da Martha era muito grande, mesmo entre as outras casas no Texas que geralmente já eram grandes.

Sua casa tinha três andares e a construção tinha quase 1.000 metros quadrados em comprimento. Atrás e na frente da casa havia um gramado grande o bastante para ser um campo de futebol. Também havia um jardim que tinha várias árvores, incrementando à beleza da propriedade.

Também havia uma piscina atrás da casa que era de 50 por 20 de tamanho. Para uma família de três, essa piscina era incrivelmente grande.

Luka chegou às 18:45 da noite; não muito cedo, mas também não muito tarde.

É claro, definitivamente havia outras pessoas da escola que chegaram muito mais cedo.

Para festas como essa, a pessoa podia vir contanto que alguém que foi convidado os trouxesse. Ou poderia entrar na festa de fininho.

Mas a maioria das vezes, apenas estudantes do último ano do ensino médio viriam. Também havia uma ou duas garotas do ensino fundamental que pareciam ter amadurecido cedo demais.

Sim, estudantes do ensino fundamental.

Dado o tamanho da multidão de uma festa como essa, ninguém poderia se incomodar com alguns alunos do fundamental no seu meio.

Mas é claro, o pré-requisito para sua presença era que esses estudantes do fundamental fossem garotas que se desenvolveram cedo e pareciam com uma estudante do ensino médio normal.

Luke achou um poste de metal aleatório e trancou sua bicicleta nele. Ele não carregaria sua bicicleta para dentro.

Uma pessoa comum acharia difícil imaginar quão louco um grupo de estudantes festeiros do ensino médio poderiam ser.

Ele não tinha intenção de deixar sua bicicleta ser desmontada pela multidão enlouquecida, nem queria ser cumprimentado com uma bicicleta coberta de vômito quando estivesse prestes a retornar para casa.

Depois de trancar a bicicleta, ele caminhou até o jardim frontal.

Ele teve um palpite de que quase 70% dos estudantes estariam aqui esta noite. Assim, o jardim estava cheio de barulho.

Algumas garotas de regatas e calças sensuais podiam ser vistas rindo e brincando nos balanços pendurados em uma das árvores. Essas garotas também estavam usando regatas e calças sensuais. No máximo, algumas delas tinham jaquetas finas por cima das regatas.

Pode-se dizer só de olhar que tudo que entrou em seus olhos eram pares após pares de pernas longas e esguias.

Mas é claro, a maioria dessas pernas estavam bronzeadas. O Texas era um local que recebia muito sol, e as garotas locais eram muito atléticas, então elas tinham bronzeados saudáveis da cor do trigo.

Algumas garotas cumprimentaram-no da árvore. Elas eram parte do grupo que ele era mais próximo na escola.

Luke sorriu e acenou para elas antes de perguntar: — Onde tá a Jimena?

As amigas da Jimena estavam entre elas, e elas não disseram muito. Elas apenas apontaram para o fundo da casa. Aquele lugar estava ainda mais barulhento que na frente.

Luke assentiu com um sinal de que captou a mensagem.

As garotas riram com vontade, algumas até lhe jogaram uns beijos.

É claro, ele não as levaria a sério.

De suas expressões, estava claro que estavam zombando dele por causa de algo que a Jimena lhes disse.

Nesta questão, homens e mulheres eram bem-parecidos.

Luke caminhou em volta da casa. Ele não sentiu vontade de entrar por enquanto.

O ponto quente da festa era a piscina. Quanto aos quartos na casa, aqueles pertenciam aos casais procurando por privacidade.

Com certeza, quando Luke chegou nos fundos, ele foi recebido com uma cena de insanidade.

Inúmeras pessoas aqui já tinha se formado, e junto com a insanidade dessa festa…

De qualquer forma, isso foi o que Luke pensou.

Mas é claro, para a multidão ali, essa era a coisa mais natural a se fazer.

Pessoas podiam ser vistas nadando na piscina, ou correndo atrás da outra, ou conversando entre si, comendo, bebendo, se abraçando, e assim por diante.

Um sistema de luz foi configurado nos fundos de antemão. Não muito longe estava uma plataforma com duas caixas de som e um amplificador. Também na plataforma estava uma DJ curvilínea usando um biquíni cujo corpo balançava para frente e para trás, adicionando mais à animação no ar.

Luke ajustou sua expressão e postura de caminhar, ele não podia se permitir caminhar nesta cena igual um sonambulo. Isso pareceria muito fora do lugar.

Sua nova postura de caminhar era uma que nunca ousaria em usar normalmente; ele muito provavelmente levaria uma surra depois de andar alguns passos se tentasse.

Mas aqui, ninguém se importava. Todos estavam ocupados festejando.

Enquanto Luka caminhava, ele avaliou as redondezas. Logo, ele encontrou sua namorada. Ele se aproximou dela e disse: “Garota, faça-me feliz.”

Jimena, que estava ocupada conversando com as amigas, apagou por um momento, antes do grupo de garotas caírem na gargalhada.

Elas não conseguiram reagir de outra maneira, pois sabiam bem que tipo de pessoa Luke normalmente era.

Ele era uma pessoa que não se importava de aparecer, ainda assim, era uma existência que ninguém conseguia ignorar. Mas atualmente, ele estava ali como um bandido de um filme que estava prestes a levar uma surra. Estava claro que ele estava brincando.

Jimena e as outras garotas caíram na gargalhada.

Agora que eles tinham se formado, era entendível se alguém decidisse mudar sua imagem de repente.

Uma das garotas riu antes de dizer: — Haha, Luke, ouvi que você foi hospitalizado recentemente. Você não sofreu dano cerebral e ganhou uma nova personalidade como nos filmes, né? Ou é assim que você quer agir pelos próximos anos?


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 1 voto
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aquele acima de tudo e todos
Membro
Aquele acima de tudo e todos
9 dias atrás

Metia um murro nessa guria aí agora, depois jogava ela na piscina, e falava “EU SOU O SEU PAII!!”

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar