Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 74

Letargia e Transporte

Luke foi para cama após um banho. Não havia som no quarto ao lado. Selina obviamente também adormeceu.

A zona rural do Texas era absolutamente quieta, salvo os chilrear ocasional dos pássaros.

Luke estava dormindo.

Após um longo tempo, acordou de repente.

Ouviu as vozes de dois homens no quarto ao lado.

Mas aquele era o quarto de Selina. Como poderia haver homens conversando no quarto dela no meio da noite?

Alarmado, Luke tentou se levantar, só para descobrir que se sentia extremamente exausto, como se não tivesse dormido por dias.

Luke ficou chocado. Ele foi drogado?

Ele pensou rapidamente, e logo encontrou uma habilidade na lista do sistema: Resistência Básica a Interrogatório: 100 créditos.

Rapidamente aprendeu a habilidade. Embora seu corpo não se recuperasse, uma enorme carga de conhecimento em resistir ao interrogatório apareceu em sua mente, incluindo maneiras para resistir às drogas.

Usando o conhecimento que tinha agora, Luke conseguiu resistir a sonolência e estendeu a mão para a arma embaixo do travesseiro, só que mal conseguiu pegar.

Ele ia se levantar, quando dois homens mascarados abriram a porta.

Um deles disse: — Seja rápido. Já colocamos a mulher no carro. Pegue este cara também. Certo, eles são policiais de Houston. Tire as armas dele.

O coração de Luke ficou pesado. Selina foi pega também? Estas pessoas sabiam que eram policiais?

Pensando rapidamente, não fez nada e simplesmente deixou os estranhos o moverem e pegarem sua arma.

Um momento depois, foi jogado na caçamba de uma picape. Embaixo dele estava um corpo macio.

Luke não precisou abrir os olhos; o cheiro familiar deste xampu pertencia à Selina.

Ele ficou menos ansioso.

Contanto que ele e Selina não fossem separados, ainda podia virar a mesa.

No entanto, os estranhos não fizeram mais nada. Simplesmente conversaram e fumaram próximo do carro.

— Haha! Vai ser divertido desta vez. Há outra família além deste casal. O marido é um policial, mas o resto são apenas pessoas comuns. Eles serão entediantes. — Era Gus, o chefe do albergue.

A outra pessoa disse: — Você é ganancioso demais. Pegamos três mulheres desta vez, e uma delas é uma policial super gostosa…

Luke decorou sua voz. Apenas espere. Você apanhará logo!

Gus riu: — Esqueça. O melhor que pode conseguir é a mulher de meia-idade.

A outra pessoa xingou: — Merda! Por que eles podem escolher os brinquedos primeiro? Ei, Gus, podemos obter os outros desta vez?

Gus respondeu: — Acho que não, só que se ainda querê-los quando o jogo terminar, pode ser possível.

A pessoa disse: — Sério? Isso não é ruim.

Enquanto conversavam, quatro pessoas moveram algo do albergue.

Luke não conseguia ver nada e só podia ouvi-los.

Da conversa, tinha certeza de que a família também foi movida para o carro.

Seis pessoas!

Seis pessoas foram envolvidas nesta operação de sequestro estranha.

Baseado na conversa, eles eram apenas responsáveis por pegar viajantes, e os verdadeiros membros da gangue não apareceram ainda.

O carro logo começou a mover, não indo para Wolfkyle, mas para o leste.

Luke tentou resistir ao sedativo, e rapidamente recuperou com o passar do tempo.

Embora sua Força fosse 24, o efeito real era 48, cinco vezes ao de uma pessoa normal.

O sedativo que os estranhos lhes deram era muito forte, porém, não forte o bastante para transformar as vítimas em idiotas.

Assim, Luke acordou no seu quarto naquela hora, enquanto Selina permaneceu inconsciente.

Após vinte minutos, a fatiga de Luke rapidamente sumiu, e seus cílios agora estavam menos pesados.

Ele checou Selina com cuidado. Ela não estava amarrada, mas foi obviamente drogada.

Luke pensou rapidamente.

Aquelas pessoas revelaram muita informação naquela hora.

Esta não era a primeira vez que fizeram isto; era quase um jogo para eles.

Os estranhos que moveram Luke e os outros para “o jogo” nem estavam interessados nas pessoas comuns; eles estavam mais animados com Luke, Selina e Bob, porque eram policiais!

Algo estava definitivamente errado com estas pessoas, e estava beirando a loucura.

Luke tateou em volta enquanto o carro tremia ao longo da jornada. Ele não encontrou nada exceto um bastão.

Luke rolou no bastão quando teve a chance. Imediatamente franziu a testa.

Porra! Havia pregos no bastão, e perfuraram sua coxa.

Felizmente, os pregos não foram muito fundo.

Luke tateou em volta do bastão e exerceu força para tirar dois pregos.

Os dois pregos estavam meio quebrados em primeiro lugar, caso contrário, não teria sido capaz de retirá-los.

Segurando os pregos na mão, Luke respirou fundo e tentou ajustar seu estado mental.

Ele tinha uma arma em sua mão e Selina ao lado dele.

Já era o melhor que podia pedir em tal pesadelo.

Contudo, achava injusto.

Ele se esforçou ao máximo para resistir ao sedativo, puxar os pregos e restaurar sua força para se preparar pelo que pode acontecer em seguida, contudo, sua parceira estava dormindo profundamente sem se importar com nada.

Pensando nisto, Luke não pôde deixar de beliscar Selina, que ainda estava dormindo feliz.

Sua coxa não podia ser a única a sofrer.

Selina gemeu em seu sono, mas ainda não acordou.

Trinta minutos depois, o carro parou.

Luke viu um pedaço de floresta da caçamba da picape. A floresta estava iluminada, não pelas lâmpadas da rua, mas pelos faróis de vários carros.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
1 Comentário
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Aquele acima de tudo e todos
Membro
Aquele acima de tudo e todos
8 dias atrás

Puta merda em, cara só se ferra.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar