Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 97

Bênção de Brock e Oferta Inesperada

Exigiria quase 10 mil créditos para comprar todas as habilidades do Tony Stark, o que era mais que do Luke tinha atualmente.

Quanto a se um feitiço de azar atingira ou não Tony, Luke não pensava que o homem poderia ser azarado se era o filho do destino.

Neste mundo, super-heróis eram tão improváveis de morrer quanto supervilões. Isso foi porque tinham grande “fortuna”.

Tudo seguiu normal nos próximos três dias.

Tony Stark não se aproximou de Selina de novo.

Luke aproveitou a oportunidade para coletar mais pontos de crédito e experiência.

As pessoas estacionavam seus carros desordenadamente, entravam em brigas de rua, ou tentavam esgueirar no salão de reunião — Luke ganhou facilmente crédito e experiência deles.

Não era ruim ganhar trinta créditos todo dia, e sua maior recompensa foi de capturar um assassino armado.

Ele pegou o assassino graças ao Olfato Aguçado que adquiriu recentemente.

Naquela hora, sentiu o cheiro de óleo de arma e pólvora. Embora houvesse vestígios dentro, estava vindo de fora do salão de reunião. Então, não podia ser da equipe de segurança.

Seguindo o cheiro, Luke encontrou o assassino antes que o último o visse. Se aproximando do homem, encontrou uma UZI nele.

O assassino definitivamente estava em algo grande. Armas como esta eram pequenas, mas poderosas em curto alcance, e a favorita de terroristas.

Luke ganhou 50 pontos de experiência e crédito por capturar o assassino sozinho.

Então, as coisas voltaram ao normal.

Brock ainda os enojava com seus trustes mesquinhos, mas passaram a maior parte do tempo fora do departamento porque tinham casos para resolver.

Luke conseguiu de 30 a 50 pontos de experiência e crédito por dia ao ajudar ativamente o povo.

O único problema era que muitos policiais começaram a sussurrar sobre como dois detetives recém-promovidos da Divisão de Crimes Graves estavam roubando seu trabalho todo dia.

Por fim, no entanto, os policiais estavam bem com isso.

Eles sempre podiam ter mais ajuda, pois sempre havia incontáveis casos triviais na cidade.

Brock, por outro lado, ficou ainda mais infame.

Qualquer um que não era idiota sabia que estava incomodando deliberadamente os novatos.

Havia pouco que Brock podia fazer sobre a situação.

Ele não prestou nenhuma atenção em Luke e Selina, porque estava em apuros.

Porém, logo, recebeu boas notícias.

Naquele dia, Luke e Selina foram convocados no escritório de Brock assim que chegaram no departamento.

Eles entraram, só para ver Brock sorrindo.

Após sentarem, Brock perguntou casualmente sobre como as coisas estavam indo no trabalho.

Luke riu secretamente. Você realmente não sabe como as coisas estão indo?

No final, quando Brock os dispensou, disse: — Sempre pensei muito bem de vocês, e não ficarei no caminho do futuro brilhante de vocês.

Luke e Selina retornaram confusos para suas mesas.

Brock sempre foi desprezível. Por que estava sendo tão amigável e apoiador hoje?

Algo estava errado! Algo estava muito errado!

Logo, Thomas os chamou ao seu escritório.

Thomas abaixou a caneta quando chegaram.

Ele estava satisfeito com Luke e Selina.

Ambos eram capazes de obedientes.

Thomas sabia exatamente o que Brock fez e como Luke e Selina reagiram.

Ele pensou ainda melhor dos dois após isso.

Luke e Selina valiam mais a pena que Brock, que era mesquinho e focado demais na política de escritório. Contudo…

Ele saiu de trás da mesa e se inclinou contra ela, antes de perguntar casualmente: — Como as coisas estão indo com o trabalho?

Luke e Selina ficaram perdidos. Por que vocês dois estão fazendo a mesma pergunta? Vocês realmente não sabem a situação?

Contudo, só podiam dizer que as coisas estavam bem.

Após algum papo furado, Thomas perguntou de repente: — Vocês conheceram o Tony Stark?

Perplexo por um momento, Luke respondeu: — O conhecemos quando estávamos na equipe de segurança no salão de encontros alguns dias atrás.

Thomas imediatamente entendeu: — Antes de ontem, LAPD me enviou uma oferta para dizer que aceitaram vocês dois.

Luke e Selina ficaram atordoados: — Hã?

De suas expressões, Thomas sabia que não viram isto chegando.

Os dois estavam intrigados.

Era óbvio que alguém mexeu nos pauzinhos por eles quando vieram ao Departamento de Polícia de Westside Houston.

Caso contrário, Luke teria ido a uma academia de polícia e aprendido o conhecimento necessário. Então, teria que passar no teste da HPD antes ser contratado como um policial.

Foi graças a Robert que foram capazes de vir ao Departamento de Polícia de Westside Houston.

Todavia, por que o Departamento de Polícia de Los Angeles estava os recrutando? Isto era uma piada?

Eles nunca se candidataram para nenhum cargo lá, nem eram qualificados. Por que a LAPD quer alguém da HPD?

Luke pensou na menção de Thomas sobre o Tony Stark e percebeu algo.

Tinha que ser obra daquele playboy.

Para o chefe de uma grande corporação em LA, era um problema ele enviar duas pessoas ao departamento de polícia de lá? 

Nenhuma agência era completamente imparcial e desprovida de corrupção.

Isto era altamente não convencional, mas com a riqueza e poder do Tony Stark, não era impossível.

Luke lembrou da Skye da SHIELD. Ela foi capaz de se juntar a SHIELD só porque Coulson gostou dela.

O que Skye fez violou várias leis nos Estados Unidos. Seu antecedente não era limpo também.

A SHIELD tem um sistema de verificação pior que a da polícia?

Claro que não! Mas como Coulson foi parcial para com a Skye, as regras e regulamentações podiam ser ignoradas temporariamente.

Thomas olhou para eles e perguntou: — O que acham?

Luke rapidamente balançou a cabeça: — Não quero ir.

Selina também balançou a cabeça: — Também não.

Com um olhar perplexo, Thomas finalmente disse: — E se eu encorajar que aceitem esta oferta?

Luke e Selina ficaram atordoados. Qual era o significado disto?

Thomas pensou por um momento antes de falar: — Posso prometer que estarão livres para retornar à Houston sempre que quiserem se não gostarem do trabalho lá.

Após um breve silêncio, Luke respondeu: — Tenho que obter a opinião da minha família.

Thomas imediatamente teve uma dor de cabeça. Aquele era o filho de Robert! Ele realmente não queria brigar com ele.

Assim, olhou para Selina e disse: — Você pode voltar ao trabalho agora, Selina.

Selina assentiu e rapidamente saiu do escritório.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar