The Book Eating Magician – Capítulo 120

Mago Devorador de Livros #3

Kurt III assumiu o trono com o apoio de todas as torres mágicas, lideradas pelo grande mago Blundell. Quando o Kurt III foi coroado, de várias formas ele era apenas um rei fantoche da Sociedade Mágica. Ele tinha apenas 20 anos quando chegou ao trono do reino mágico e saltou diretamente para o campo de batalha contra o Império de Andras.

Após décadas lavando sangue, o jovem rei se tornou um verdadeiro rei com olhos sóbrios. Ele usou soldados fortes e um sistema de recompensa e punição. Seu governo absolutamente aderiu a esses dois princípios, e o reino alcançou o ponto mais alto desde sua fundação.

Ele era um governante que se ateve a esses princípios, mas ele não se esqueceu de entender a ecologia dos magos e que ele poderia ser flexível. Kurt III era o governante ideal para o atual Reino de Meltor.

Theodore cresceu conhecendo as conquistas do Kurt III.

‘Usando a lógica e raciocínio adequados para persuadi-lo, ele ouvirá as palavras de uma pessoa abaixo dele.’

Então, os problemas que o Theodore precisava resolver foram reduzidos a um. A questão não era como convencer o rei, mas como falar com ele sozinho. Theodore tinha algumas conquistas que elevaram seu status, mas ainda era difícil encontrar o rei pessoalmente. Só era possível para os mestres de torre e os nobres principais do Reino.

No entanto, suas preocupações foram infundadas, pois logo o Kurt III pediu para o Theodore se juntar a ele para o jantar.

– “Theodore, já é hora.”

Era um lugar onde os outros nobres ou servos não estariam presentes, então assuntos confidenciais poderiam ser discutidos. Theodore, que queria evitar a atenção dos outros tanto quanto possível, aceitou o convite sem hesitar. Ele não fazia ideia de que as coisas seriam resolvidas tão facilmente.

Graças a isso, ele abriu a porta com um coração muito mais leve.

– “Sim, eu irei imediatamente.”

O homem de meia-idade que esperava pelo Theo foi quem entregou o convite do Kurt III. O camareiro real, Douglas, era uma pessoa que evoluiu de plebeu para alguém bem próximo do rei. Ele era bem incomum, pois emitia uma impressão que deixava as pessoas confortáveis.

– “Eu vou guiá-lo até lá. Ah, se você se sentir desconfortável…”

– “Está tudo bem.”

– “Então vamos prosseguir como planejado. Por favor, siga-me.”

Theo era um jovem de família humilde, mas a atitude do Douglas não mudou nem um pouco. Ele não ligava se o Theo era um herói ou apenas um jovem. Douglas só seguiu com uma atitude que não misturava sentimentos pessoais. Essa fidelidade a seus deveres provavelmente foi o que chamou a atenção do Kurt III.

De qualquer forma, todos os preparativos terminaram.

– “Sua Majestade está esperando lá dentro.”

Douglas parou em frente a uma porta deslumbrante e muito bem protegida. Os padrões que simbolizavam as torres mágicas estavam harmoniosamente entrelaçados com os padrões que simbolizavam a família real.

Significava que nenhum dos lados estava acima ou abaixo do outro e que ambos eram os pilares do Reino de Meltor. Esses padrões podiam ser sensíveis a alguns nobres autoritários, mas faziam com que os magos independentes sentissem um forte senso de pertencimento.

Além dessa porta, o homem no topo do Reino de Meltor estava esperando.

‘…Vamos lá.’ Theodore colocou a mão na porta luxuosa sem recuar de tensão.

Será que havia magia de redução de peso na porta? Comparado com o peso esperado, a porta sob sua palma era muito mais leve. Era enorme, mas ele não teve nenhum problema para abri-la.

A cena além da porta se desdobrou silenciosamente.

– “Eh.

Theodore esqueceu todas as palavras que planejou com antecedência.


Theodore não tinha ideia de como a situação fluiu nessa direção.

Foi bom ele ter alcançado seu propósito de encontrar o Kurt III de forma isolada. O local do encontro também era muito bom. Era um restaurante no palácio onde ninguém podia escutar; o restaurante do camareiro.

No entanto, ele nunca pensou que haveria tal variável.

– “Agora, ahh…” Veronica colocou um pedaço grande de carne no garfo e estendeu até a boca do Theodore.

Era uma ação bem conhecida usada pelos pais com seus filhos… ou entre amantes. Não era para ser usada em um restaurante real, bem na frente do olhar atento do rei.

– “M-Mestra da Torre.”

– “O que, não está gostando?”

– “Isso não é…”

A expressão obstinada colocou uma pressão grande sobre ele, tornando difícil recusá-la. Theo eventualmente comeu a carne que a Veronica lhe deu enquanto se sentia como uma criança. Um lugar para uma conversa séria se transformou nisso.

Felizmente, Kurt III interrompeu a troca interessante entre os dois. – “Haha, esta é a primeira vez que eu vejo isso. Veronica não costuma cuidar de ninguém, então ela deve te considerar bastante, Theodore.”

– “V-Vossa Majestade!”

– “Não seja tímido. Eu chamei esta moleca aqui para você relaxar, então, por favor, relaxe.”

Então, o rei era o culpado. Isso fez o Theo olhar furtivamente para ele. Até mesmo a Veronica não ousava interromper a refeição do rei sem permissão. Significava que ela recebeu permissão antecipadamente ou que foi convidada.

Bem, parece que o Kurt III a convidou porque pensou que o Theo ficaria nervoso se estivesse sozinho. De certa forma, foi uma pequena consideração, mas terminou assim.

Theo suspirou profundamente, parecendo uma pessoa que não teve uma boa noite de sono.

‘Bem, não tem o que fazer.’

Além disso, havia uma chance da Veronica ficar do lado dele.

A situação era diferente do que ele esperava, mas não mudou o que ele precisava fazer. Ele conversou com os dois enquanto aguardava o momento certo para puxar o assunto.

‘Eu não sei se será mais apropriado falar sobre isso depois de alguns pratos e bebidas…’

Eles conversaram sobre o que aconteceu em Elvenheim. Theo descreveu os cinco, dos seis, elfos superiores que ele conheceu. Ele também mencionou o poder da flecha de um guardião.

Durante a descrição da batalha acirrada contra o Laevateinn, a Veronica e o Kurt III encheram e esvaziaram seus copos frequentemente. Um governava um país, enquanto a outra era forte demais para sair em aventuras. Portanto, eles ficaram satisfeitos em ouvir suas histórias.

No momento em que o conto memorável do Theo parou, as sobremesas e o chá foram trazidos.

Kurt III exalou e murmurou em uma voz fraca, – “…Parece ótimo. Eu também queria viver como você.”

– “Eu sou indigno dessas palavras.”

– “Ainda bem que eu lhe dei o tesouro nacional. Alguém poderia dizer que eu tive uma visão, mas foi apenas sorte. Por isso que o rei não deve ser mesquinho.” Kurt III tomou outro gole do álcool e colocou o copo vazio na mesa.

O Rei já passou por algumas garrafas com a Veronica, mas seus olhos roxos não estavam nem um pouco abalados. Sua expressão estava tão atenta quanto sempre, enquanto perguntava ao Theo, – “Então, o que você deseja agora?”

– “…!?”

– “Não diga que não há nada. No mínimo, você deve estar pensando em algo interiormente. Eu escutei sua história alegremente, mas esse não é o objetivo deste jantar.”

Theodore curvou a cabeça enquanto lutava para não revelar o espanto em seu rosto. Ele estava preocupado em mostrar uma expressão vergonhosa diante do rei. Kurt III tinha uma presença amigável, mas o Theo ainda estava abaixo dele. Este era o homem que trouxe Meltor à sua era de ouro. A ignorância do Theo nessa área lhe deu uma fraqueza.

Felizmente, ele conseguiu manter a compostura devido ao treinamento constante do seu poder mental após absorver o Umbra.

– “…Eu serei honesto.” Não tinha motivo para evitar o assunto. Theo percebeu esse fato e abriu a boca para explicar.

Independentemente de quem falou primeiro, a hierarquia aqui não mudou. Neste momento, embora ele fosse um herói e adorado neste país, ele ainda tinha que pedir seu desejo de forma respeitosa.

Após dizer suas palavras, os rostos dos dois ouvintes ficaram um pouco tensos.

Veronica não disse nada, enquanto o Kurt III perguntou com uma expressão perplexa no rosto, – “Sair? Neste momento?”

Olhando para a vida do Theodore Miller, este era o momento mais eficaz para elevar seu status. Ele teve o maior mérito na missão de Elvenheim. Theo era um herói que constrangeu o Império de Andras e elevou o status do reino. Se o Theodore capturasse essa oportunidade corretamente, ele poderia se tornar um marquês ou um conde. Não, ele poderia se afastar da nobreza e receber o tratamento de um ancião da Sociedade Mágica.

Kurt continuou com uma voz que mostrava sua falta de compreensão, – “Você fez uma grande conquista com o livro que você pegou da Biblioteca Zero na última vez. Agora é uma versão completa da Canção de Batalha, e o poder militar de Meltor aumentou quase 10% graças a isso.”

Foi um feito que elevou o Theodore ao posto de Superior no menor período de tempo. Ninguém nem se importou com a desculpa que ele criou sobre o livro original ter sido danificado no processo.

A existência do Theodore era como um amuleto de boa sorte para o Reino de Meltor. A família real e os nobres aumentaram seu favorecimento em relação ao Theo e lhe dariam recompensas.

– “Então, eu darei a você o direito de pegar outro livro da Biblioteca Zero.”

– “……”

– “Não apenas um livro. Como um Primordial, você tem o direito de alugar livremente qualquer livro de lá. Não é muito mais eficiente treinar em um ambiente rico como esse?”

– “…Vossa Majestade.” Theo entendeu os sentimentos do Kurt III.

Do ponto de vista do seu país, Kurt III não podia deixar o Theo sair tão facilmente.

O rei não estava preocupado com a traição. No entanto, Theo foi confirmado para ser um candidato a mestre de torre pela Veronica e foi um convidado nacional de Elvenheim. Então, era desconfortável colocar uma joia dessa qualidade fora do seu campo de visão. O rei também estava preocupado com o império, que ficaria furioso após o incidente.

No entanto, Theodore não se curvou em seu desejo. – “Vossa Majestade, por favor, entenda meu coração.”

– “Você…”

– “Além disso, eu já tenho uma pista sobre o 6º Círculo. Eu percebi que a experiência que eu ganhei com a missão é a base para isso, e é diferente de lutar com tinta no meu quarto.”

Theo levantou a cabeça e confrontou o olhar sombrio do Kurt III. Não havia nenhuma intenção de matar ou espírito de luta nos olhos do Theo, mas fazia a pessoa que estava diante dele sentir um forte desejo. Uma expressão pesada apareceu no rosto do Kurt III enquanto ele se virava para a Veronica, que esteve lutando com si mesma por um tempo.

No momento em que a expressão do Theodore estava escurecendo…

– “Hoo, eu não sei.” Kurt III murmurou.

De repente, algo voou na direção do Theo.

*Tak*

Theo pegou o item que veio do Kurt III. Era um metal pesado, mas era fino e cheio de poder mágico. Esta pulseira, sem enfeites, era um acessório que o rei usava.

Antes que o Theodore pudesse perguntar o que era, Kurt murmurou em voz baixa, – “É um artefato de autodefesa feito pelo Mestre da Torre Amarela. Eu não sei se isso vai te ajudar, mas é melhor do que nada.”

– “V-Vossa Majestade.”

– “Assim que você sair desta sala, você será atingido por inspiração e não deixará seu laboratório por alguns meses. Não é um fenômeno incomum. Não é mesmo?”

– “…Sim, isso mesmo.” Theo concordou, percebendo o significado por trás das palavras do rei.

Theodore Miller era muito famoso. Se ele saísse do reino sem pensar, ele teria que prestar atenção nos assassinos e espiões.

Então, ele deveria cobrir seus rastros. Usando o fato de que os magos ficavam frequentemente trancados em um quarto envolvidos em pesquisas, eles pensariam que o Theo ainda estava em Meltor. Não era uma camuflagem perfeita, mas ganharia algum tempo.

Em outras palavras, era o mesmo que permitir que o Theodore saísse.

Após tomar a decisão drástica, Kurt tocou seu antebraço esquerdo algumas vezes. Então ele se virou para o Theo e disse, – “Então é hora de você ir. Há muita preparação necessária para ficar em um quarto por alguns meses.”

– “…Obrigado por suas palavras gentis, Vossa Majestade.” Theo respondeu com uma voz baixa e trêmula antes de sair.

Os benefícios que o Kurt III mencionou eram privilégios que quase ninguém experimentou. Theo poderia alugar livros da Biblioteca Zero livremente, e seria tratado como um Ancião. Foi uma gentileza enorme o rei ter concedido o pedido do Theo.

O coração do Theo estava batendo descontroladamente e um calor estranho se espalhou.

Agora ele entendia por que tantas pessoas elogiavam o Kurt III.


Após o Theodore sair, Kurt III e a Veronica ficaram em silêncio. Eles colocaram o chá amargo na boca e engoliram. Então eles morderam e engoliram a sobremesa doce. Este processo foi repetido várias vezes até alguém abrir a boca.

– “…É surpreendente.”

– “Hã?” Veronica olhou confusa para o Kurt.

– “Eu pensei que você diria que queria segui-lo. É raro a Mestra da Torre Vermelha fazer qualquer trabalho diretamente, mas eu permitiria se você agarrasse meu colarinho e me sacudisse.”

O Mestre da Torre Azul e a Mestra da Torre Vermelha… Seria doloroso um dos dois pilares do Reino de Meltor partir por um curto período de tempo, mas mostrava o quão valioso era o Theodore Miller.

Theo era um mago que parecia ser abençoado pelos céus. Ele se tornou mais forte a um ritmo mais rápido do que qualquer outro, deixando para trás conquistas que eram normalmente vistas nas histórias antigas. Theo era um jovem que seguia os passos de um “herói”.

Veronica olhou para baixo com uma expressão estranha. – “Hum, eu também queria segui-lo.”

– “Mas?”

– “Eu estava pronta para ir com ele quando fui atingida por um pensamento. Eu não quero lidar com ele nessa idade.”

Desta vez, Kurt III foi quem mostrou uma expressão estranha. – “Houve algum incidente?”

– “Eu pensei que ele me alcançaria em 10 anos, mas agora parece mais que será 5 anos.” Enquanto dizia, ela lambeu os lábios secos levemente. A visão da língua vermelha se movendo suavemente podia abalar o coração de qualquer homem.

Mesmo sendo apenas um quarto, ela era a grande maga que herdou a linhagem de um dragão vermelho. Os desejos e a paixão percorrendo seu sangue nunca poderiam ser comparados com os dos homens e mulheres da espécie humana. Era o destino de cada geração de draconianos inflamar o desejo em homens e mulheres.

Os instintos da Veronica, herdados do seu sangue, estavam excitados.

– “…Talvez eu não possa mais o chamar de garoto.”

Seu coração batia violentamente enquanto ela olhava para a porta que o Theo saiu.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar