The Book Eating Magician – Capítulo 233

Heinrich, Maníaco dos Livros Antigos #1

O reino comercial, Kargas, que ficava no coração do Continente Central, era quase uma zona de não agressão. Desde os tempos antigos, Kargas sabia que não fazia sentido expandir usando a força. Seu poder militar era como uma brisa diante da tempestade que eram as potências do Norte.

Andras e Meltor… Ao longo dos séculos, essas duas potências repetiram uma guerra que estava muito além das capacidades de Kargas. Kargas há muito havia se convencido de que seria impossível confrontá-los em questão de força.

Então devemos sobreviver de outras maneiras. Alguém disse. O poder para controlar este mundo não é apenas através da violência.

Poder, recursos financeiros, intelecto… todas as espécies exerciam essas coisas. Com política e economia, essa chamada sociedade não era algo tão simples. Se a diferença de poder fosse óbvia, então não havia razão para competir com poder. Felizmente, Kargas conseguiu se tornar uma área comercial chave e receber a ajuda secreta de outras nações que não queriam compartilhar uma fronteira direta com as potências do Norte.

Era como dizia o ditado, Sem os lábios, os dentes é que sentirão o frio. Ao longo dos anos, alguns reis tentaram pegar a riqueza de Kargas, mas ninguém jamais conseguiu.

Era inaceitável que os outros reinos deixassem o que eles desenvolveram cair nas mãos de outras pessoas. Em certo sentido, Kargas sobreviveu como resultado da exploração da psicologia humana. Colocando em boas palavras, eles eram espertos. Colocando em más palavras, eles eram astutos e ardilosos. Essa era a forma de sobrevivência dos países fracos.

「 Não podemos considerar toda pessoa forte como um sobrevivente… mas podemos considerar todo sobrevivente como uma pessoa forte. 」

Este era um tipo de sabedoria mundana. Se o Reino de Kargas tivesse tentado uma expansão usando poder militar, provavelmente teria sido destruído em menos de um século. Um reino com um nome diferente seria construído no lugar vago, e este processo seria repetido indefinidamente.

Porém, graças à sabedoria do Reino de Kargas, eles foram bem-sucedidos. A evidência era que o reino estava completamente calmo apesar de ser o reino mais próximo do Norte.

Austen sofria com a seca que ocorria em um ciclo irregular, enquanto Soldun sofria com as ações dos reinos que o cercavam. Lairon, por outro lado, era um reino cheio de fanáticos.

Então, Kargas era seguro e abundante em comparação com os outros reinos. Pessoas moderadamente famosas costumavam se estabelecer em Kargas.

‘Eu moro em Sipoto há 20 anos.’ O Maníaco dos Livros Antigos, Heinrich, também estava na mesma situação.

Depois de se aposentar, ele se mudou para Sipoto em Kargas. Ele gostava de comprar livros raros e não planejava sair de lá. Heinrich se retirou completamente dos círculos políticos e achava que seu plano estava indo bem.

…Se ao menos seu hobby não tivesse trazido um novo problema.

– “Haha! Sr. Heinrich, famoso por sua coleção de livros. Sua biblioteca é realmente incrível.” A pessoa que falou tinha um bigode e um rosto de aparência oleosa. Sua barriga gorda provava sua preguiça, enquanto suas roupas caras pendiam em várias dobras.

O homem era como um sapo grande, e o Heinrich mal conseguiu suprimir um suspiro ao dizer, – “Eu não mereço suas palavras, Visconde Brahms.”

Heinrich queria expulsá-lo imediatamente, mas o status do Brahms não era fácil de lidar. Brahms era um nobre e mago sênior de Kargas, e havia rumores de que ele havia desafiado recentemente a barreira do 6º Círculo.

Não era incomum em Meltor, mas um mago desse nível no Continente Central era considerado bem forte. Ele não era alguém que um estranho pudesse lidar.

– “…Que livro você veio conferir hoje?”

Havia apenas uma razão pela qual o Brahms iria até o Heinrich. O verdadeiro propósito do Brahms era roubar livros raros de magia dizendo que iria “pegá-los emprestado”. Sem surpresa, ganância encheu os olhos do Brahms que se assemelhavam aos de um sapo. – “Com licença, eu tenho que te pedir um favor hoje. Há rumores de que você colocou as mãos no Livro das Nuvens?”

– “Não, onde você ouviu…?” Heinrich parou de falar, mas já era tarde demais.

O Visconde Brahms esfregou as palmas das mãos e pediu ao Heinrich que respondesse, – “Eu não sei sobre a origem do boato, mas posso pegá-lo emprestado? Eu juro em meu nome, que vou recompensá-lo generosamente.”

– “Humm…” Se o Heinrich acreditasse nisso, ele seria considerado uma ameba, não um humano. Seria uma sorte se o Visconde Brahms pagasse até mesmo a metade do preço do livro. Além disso, ele não queria perder um livro como o Livro das Nuvens. Ficaria tudo bem se ele recusasse pelo menos uma vez?

Heinrich mostrou um olhar cauteloso e balançou a cabeça. – “Me desculpe, mas é um pouco complicado.”

– “Hah, obriga— Hã? O que você acabou de dizer?” A expressão frívola do Brahms se transformou em pedra.

Simultaneamente, Heinrich sentiu seu coração ficar mais pesado ao ver a expressão do Brahms. Isso não era incomum. Os magos que o procuravam não entendiam por que um velho, que nem era mago, colecionava livros de magia. Eles exigiam os livros, afirmando que eram eles que podiam fazer o melhor uso dos mesmos.

O Visconde Brahms tinha a mesma aparência e tom.

– “Insolente…!” A carne grossa do Visconde Brahms tremeu enquanto ele gritava descontroladamente para o Heinrich. – “Como você ousa recusar quando nem mesmo conhece a grandeza da magia? Eu sou o Visconde Brahms, que ocupará a posição mais alta nos próximos 10 anos!”

– “V-Visconde.”

– “Cale-se!”

Isso não era incomum para o Heinrich, mas ele perdeu de vista quem era o Brahms. Um poder mágico intenso encheu a sala e pressionou o velho. Embora o Heinrich não estivesse familiarizado com combates, a intenção de matar do Brahms foi revelada instantaneamente. – “É irritante ter que te visitar toda vez. Eu vou simplesmente apagar sua existência aqui.”

Naquele momento, Heinrich lamentou seu passado pela primeira vez. Foi porque ele percebeu que ao renunciar os relacionamentos e status dos outros, ele se tornou vulnerável. Não havia razão para o Brahms não o matar. O velho rico de Sipoto, Heinrich, não passava do Maníaco dos Livros Antigos.

‘Hum, é irônico.’

Ele escolheu Kargas, uma região não violenta, apenas para ser roubado e morto no final. Heinrich previu sua própria morte e riu histericamente.

– “Está rindo? Você, você não entende que vai morrer?” Brahms ficou furioso e começou a entoar um feitiço.

Havia livros raros no lugar, então ele não podia usar um feitiço de ataque massivo. Em primeiro lugar, por que ele precisaria de um feitiço tão forte para lidar com um velho que nem sabia lutar? Algumas flechas mágicas seriam suficientes. O poder mágico azul cresceu e se transformou em flechas.

Então, naquele momento…

Paang!

As flechas mágicas foram dispersadas e o recuo atingiu o Brahms. Seus cinco círculos estalaram e alguns de seus vasos sanguíneos se romperam, o fazendo se ajoelhar no chão. Se a magia fosse maior do que o 4º Círculo, ele estaria vomitando sangue.

Esse lixo não pode ser reciclado. ] Uma voz fria soou na sala naquele exato momento. [ Você se atreve a usar sua magia como um meio de desprezar os outros? Eu não queria fazer isso, mas não posso deixar você sair impune. ]

– “Q-Quem… é você?” Além de sua personalidade podre, Brahms era um mago do 5º Círculo e sabia o significado deste fenômeno. Sua magia foi interceptada por um mago superior! Além disso, uma diferença de mais de dois círculos era necessária para bloquear sua Flecha Mágica. Em outras palavras, o oponente do Brahms era um mago que estava pelo menos no 7º Círculo.

No entanto, Brahms não conseguiu descobrir a identidade da outra pessoa até o fim.

– “Você não precisa saber.” Theodore disse, aparecendo atrás do Brahms. Então ele sentenciou o Brahms com uma expressão sombria, – “Você não será mais um mago.”

Brahms perdeu a consciência antes que pudesse dizer qualquer coisa. Poder mágico fluiu de sua espinha e seguiu até os círculos em seu coração. Se o Brahms estivesse consciente, os dois poderes poderiam ter colidido e ele teria morrido tentando repelir a força.

Foi por isso que o Theodore o nocauteou.

Era irritante matar uma pessoa que era um mago sênior e ele não queria que informações vazassem ao mostrar seu rosto. Portanto, Theodore usou a próxima melhor opção — Selamento do Círculo.

O Selamento do Círculo estava mais próximo de uma aplicação de poder mágico do que de um feitiço, e era uma forma de selar os círculos de um mago mais fraco. A Sociedade Mágica usava essa técnica ocasionalmente como um método de disciplina. No entanto, Theodore era um mago do 7º Círculo, então era equivalente a um selo.

Kargas não tinha um mago do 7º Círculo, e os mestres de outros reinos não estavam dispostos a ser hostis a outro mestre por alguém que eles não conheciam. Como alguém do mesmo nível que o Theodore era necessário para remover o selo, o futuro do Brahms como um mago estava finalizado.

Pajik.

Depois que o Theodore terminou o procedimento, Brahms se esparramou no chão como uma boneca quebrada. Por enquanto, ele permaneceria inconsciente por causa do choque. Foi a primeira vez que Theodore usou essa habilidade, mas tudo terminou bem. Ele teve uma sensação estranha de conquista. Theodore pensou que o Heinrich mostraria uma expressão assustada, no entanto…

– “Selamento do Círculo, foi a primeira vez que eu vi alguém usando.” O velho estava olhando para o Theodore com interesse, em vez de surpresa. – “Além disso, a capacidade de bloquear os círculos e a idade da voz, apesar de sua aparência alterada… Theodore Miller, Herói de Meltor. Eu nunca pensei que encontraria diretamente a pessoa que está sendo tão comentada atualmente.”

– “…Você notou bem rápido.”

A identidade do Theodore foi descoberta assim que ele apareceu. A batalha das Planícies de Babarino revelou que o Theodore era um mestre, mas o Heinrich foi muito rápido para reunir o resto das informações e chegar a uma conclusão. Desde o início, Theodore imaginou que o Heinrich não era comum.

Então o Heinrich balançou a cabeça para o Theodore e olhou para o Brahms desmaiado. – “Não é que eu tenha percebido tudo. Talvez você não tenha notado o quão famoso você é.”

– “Eu nunca quis ser popular.”

– “Hoh, se você não se importar, eu gostaria de ouvir mais sobre você.”

O humor do Heinrich mudou facilmente e o Theodore não pôde deixar de rir. Ele não imaginou que o encontro entre eles acabaria assim. Se tivesse acontecido poucos minutos depois, Heinrich estaria morto. Foi realmente sorte.

– “Então, devo cumprimentá-lo, já que nos reunimos novamente.”

‘Nos reunimos novamente?’ Heinrich pensou.

Diante do perplexo Heinrich, Theodore levou a mão ao rosto. Era para reproduzir a aparência que ele usou como disfarce na última vez em que esteve em Sipoto. A intuição assustadora do Heinrich perceberia sem precisar de uma explicação.

De fato, como o Theodore imaginou, os olhos do Heinrich se arregalaram. – “…Hum, não me diga?”

– “Sim, seu pensamento está correto.” Theodore ficou satisfeito com a reação do Heinrich e assentiu. – “Obrigado por suas ações na casa de leilões, Sr. Heinrich.”

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar