The Book Eating Magician – Capítulo 232

Presentes do Elsid #4

Passaram-se dois dias depois da reunião.

Como o Orta anunciou antes, ele completou a criação do círculo mágico em grande escala para retornar com o exército de expedição. Ele era um mago do 7º Círculo e o melhor em magia espacial, mas ainda não era fácil levar centenas de pessoas com ele.

Demorava alguns dias para preparar um círculo mágico com um diâmetro de 100 metros e reunir todo o poder mágico.

‘A repercussão será grande, mesmo ele sendo um mestre de torre. Será que ele ficará bem?’ A preocupação do Theodore não era excessiva.

Afinal, era um fardo grande transportar centenas de pessoas em uma viajem espacial de longa distância do Continente Central ao Continente Norte. O próprio Theodore não tinha certeza se seria capaz de fazer algo do tipo mesmo no 8º Círculo.

Talvez o Mestre da Torre Branca Orta tinha uma “Feitiçaria” que tornava isso possível. Naquele momento, houve uma dor latejante no peito do Theodore. – “Ugh.”

Era a sobrecarga dos círculos; dor encheu seu corpo abusado em troca de completar a grande magia Abraxas. Ao contrário de traumas normais, que podiam ser tratados com poções, esta sobrecarga não tinha meios eficazes de tratamento. Apesar dos avanços modernos, a Sociedade Mágica não tinha uma solução para isso, fora esperar algum tempo.

Ele consumiu dois elixires, mas não conseguiu ver nenhum efeito ocorrendo.

‘Bem, eu não pensei que iria me recuperar em apenas dois dias… Levará no mínimo dois meses.’ Theodore diagnosticou a si mesmo e olhou para o homem que se aproximava dele.

A expressão do homem esteve oculta desde o momento em que o Theodore o encontrou.

– “Você está partindo para Kargas?” O Mestre da Torre Branca, Orta, falou com uma voz seca como sempre.

– “Sim, eu voltarei via Sipoto.”

– “A cidade fronteiriça. Você está planejando participar do leilão subterrâneo? Ele não é realizado nesta época.” Orta era o chefe da rede de inteligência, então ele conhecia bem a casa de leilões associada a Sipoto. Talvez ele tivesse mais detalhes do que a Guilda de Informações.

Enquanto pensava que precisaria descobrir mais sobre isso depois, Theodore respondeu à sua pergunta, – “Não. Eu quero me encontrar com uma pessoa. Eu voltarei para casa assim que terminar de resolver alguns assuntos com ele.”

– “Me passe o nome da pessoa, apenas por precaução.”

– “Heinrich, famoso por seu apelido de Maníaco dos Livros Antigos.”

– “Heinrich, Maníaco dos Livros Antigos… Entendido. Então eu vou indo.” Orta se virou com a resposta do Theodore e se dirigiu para o centro do círculo mágico. Parecia que ele precisava fazer os ajustes finais antes do teletransporte de longa distância poder funcionar.

Depois que ele saiu, outras pessoas foram até o Theodore. Eram o Vince e os irmãos Clovis, que estavam preocupados com as condições do Theodore. As três pessoas se alinharam diante do Theodore.

– “No final, você ficará sozinho.” Vince disse com um sorriso amargo. Ele não podia fazer nada, apesar de sua posição como mentor.

– “Nada acontecerá em um ou dois dias.”

– “Então cuide-se e volte bem. Não há necessidade de pressa, mas não se atrase muito.”

– “Sim. Eu manterei isso em mente, Mestre.”

Vince saiu após seu discurso de despedida. Então o Randolph falou enquanto coçava a nuca em sinal de inquietação, – “…Tem certeza que não devo ficar ao seu lado? Não faz sentido eu voltar antes de você.”

– “Randolph, eu entendo sua preocupação, mas não há necessidade.” Theodore balançou a cabeça com um leve suspiro. – “Não se preocupe comigo. Espere em Mana-vil com a Rebecca.”

Claro, havia a opção do Randolph o acompanhar. Ele podia solicitar a escolta de um mestre da espada. No entanto, Theodore não escolheu essa opção. Não era porque ele não queria depender do Randolph, mas porque ele queria excluir um fator de risco. Ele não sabia se realmente havia necessidade do Randolph o acompanhar, além disso…

‘Pode haver algum tipo de dispositivo de rastreamento. O império coleta e usa todos os tipos de artefatos em vez de magia. É mais sensato deixar o Randolph em Mana-vil, caso sua posição seja exposta a Andras.’

Quando eles fizeram a Rebecca como refém, Andras provavelmente esperava a traição deles. Eles não teriam descartado a possibilidade de um dos irmãos Clovis escapar. Por isso foi decidido que eles seguiriam para Meltor pela magia espacial do Orta.

Randolph achou que era uma pena, mas a Rebecca fez uma reverência ao Theodore e seguiu suas palavras. – “Eu vou esperar até você voltar, Meu Senhor.”

– “…Sim, eu vejo você depois.” Foi a melhor resposta para o Theodore, que ainda não a conhecia muito bem. Ela era uma cavaleira com quem ele competiu uma vez em público e a irmã de seu amigo. Agora, ela havia jurado lealdade a ele. Haveria uma chance de resolver esse relacionamento complicado, mas não seria agora.

Então, quase mil pessoas entraram no círculo mágico. Com isso, as preparações terminaram. Orta fechou os olhos no centro e o círculo mágico brilhou.

Wuuuong…

A quantidade enorme de poder mágico fez com que uma rajada de vento soprasse e uma pressão desconhecida aumentasse. Havia poder suficiente para que mesmo uma pessoa que não praticasse o mana pudesse sentir. No meio desse vórtice, a boca do Orta se abriu, – “「――――」”

Infelizmente, Theodore não conseguiu ouvir. O espaço ao redor do Orta começou a se distorcer assim que as palavras foram ditas. Parecia uma névoa ou uma miragem, mas qualquer coisa que tocasse nela desaparecia sem deixar vestígios. A magia espacial era perigosa e complicada. No entanto, ao contrário da escala do círculo mágico, a invocação foi instantânea.

*Clarão* Com uma luz que não podia ser penetrada pela visão humana, as 800 pessoas no círculo mágico desapareceram. Um dos muitos mistérios desta época desapareceu sem deixar vestígios.

– “…Isso é incrível. É difícil acreditar que uma pessoa possa invocar uma magia tão grande.”

– “Também é ridículo para nós.” Theodore encolheu os ombros com um sorriso. Se qualquer pessoa pudesse usar essa magia, todo o continente estaria sob os pés do Reino de Meltor. Theodore conversou com o Baek Jongmyung por um tempo e então seu meio de transporte chegou.

Hii-hihihihing!

Era uma carruagem puxada por dois cavalos. Embora parecesse simples, o corpo da carruagem estava na verdade coberto com feitiços de leveza, e o interior da carruagem era quatro vezes mais largo do que parecia devido à magia espacial.

Esta era uma carruagem para convidados ilustres. Era um presente do Rei Elsid, que considerou o fato de que o Theodore não gostaria de ser visto pelos outros.

– “Então eu vou indo.” Theodore apertou a mão do Baek Jongmyung, percebendo sua apreciação e ansiedade. A apreciação se dirigia ao Theodore, enquanto a preocupação era provavelmente…

– “Por favor, cuide do meu filho, Sr. Theodore.”

– “Você não precisa se preocupar. A pessoa que veio até mim não é a mesma de antes.”

– “Sério? Aquele garoto…?” Baek Jongmyung ficou estranhamente comovido pelas palavras do Theodore. Talvez fosse como um passarinho saindo do ninho? Theodore nunca teve um filho ou discípulo, então ele não conhecia o sentimento.

A conversa entre os dois acabou aí. Baek Jongmyung saiu e o Theodore entrou na carruagem, se deitando na cama.

Esta foi sua última memória no Reino de Soldun.


Em um lugar que ninguém conhecia, alguém abriu a boca. A aparência da pessoa não podia ser vista porque ela estava coberta pela escuridão, mas a voz parecia vir de um homem de meia-idade.

Não, era uma voz que parecia ser de um jovem. – “Acabei de receber a notícia. Ele cruzou a fronteira do Reino de Soldun. Ele está sozinho.”

– “Hoh.” Desta vez, era a voz de uma pessoa de idade. – “É um bom período para abrir as mandíbulas da morte… Acha que pode ser feito?”

– “Não, não temos certeza de seu poder atual.” A terceira voz era de uma jovem. Apenas ouvir a voz faria uma pessoa se sentir como se a dona da voz fosse uma beldade.

Ela falou com uma voz que não continha nenhuma emoção, – “O alvo lidou com a Quarta Espada, Pan Helliones. Além disso, com base no nível das marcas de destruição deixadas nas Planícies de Babarino, ele é um mestre de alto nível.”

– “Ohh… Ele é assustador em tal idade. Ele é alguém que merece ser nosso inimigo.”

– “Mas há uma variável na equação; ele não sabe que estamos observando.” Outra voz cheia de admiração e ódio respondeu ao velho.

Havia quatro pessoas conversando na escuridão, onde nada podia ser visto. Seus gêneros, idades e espécies eram desconhecidos. Então, a reunião logo chegou ao fim.

– “Use esta ocasião para removê-lo.” A quarta voz, que soava como ferro fundido, sugeriu.

– “Como?” O jovem perguntou.

Então o velho respondeu, – “Existe uma manobra chamada, Deixe os Bárbaros Lutarem Entre Si, no Continente Oriental. Que tal usá-la?”

– “Deixe os Bárbaros Lutarem Entre Si?”

– “Os bárbaros lutarão contra os bárbaros. Significa que não precisaremos nos mover, pois os inimigos cuidarão uns dos outros. Então, não é um método adequado nesta situação?”

As outras três vozes ficaram em silêncio. Eles estavam revisando a proposta e considerando se era possível ou não. Posteriormente, a voz da bela mulher reclamou, – “Quanto de nossa influência no Continente Central perderemos se os arrastarmos para essa situação?”

– “Hum, acho que não será um problema, hehe.” O velho falou com uma risada estranha. – “A perda da Quarta Espada é grande. Andras não vai perder essa chance de retaliar. Só precisaremos dar um empurrãozinho.”

– “…Apenas passaremos a informação.”

– “Além disso, as sombras são mais fáceis de enganar do que a torre branca.” A voz do velho continha um ódio sombrio.

O Mestre da Torre Branca, Orta… Tudo, desde seu nascimento até seu crescimento, nada havia sido identificado. Era quase impossível enganar a atenção daquele monstro dentro de Meltor, embora pudesse ser possível fora de lá. O velho tentou penetrar na vigilância do Orta várias vezes, mas nunca conseguiu. Algo humilhante para ele. Desta vez, o velho quebraria o nariz daquele homem arrogante.

– “…Para qual destino o alvo está se dirigindo?” A voz como ferro fundido perguntou.

– “A carruagem do alvo está indo para Kargas. É difícil ver isso como uma armadilha, considerando que a carruagem está se movendo em linha reta.”

– “Então ele provavelmente passará por Sipoto.”

– “Eu acho que ele está pensando em ir para Meltor por Kargas.”

As quatro vozes fizeram perguntas e elaboraram planos. Apesar de as quatro pessoas serem de diferentes idades, gêneros e espécies, a discussão foi racional e calma.

Cidade fronteiriça de Kargas, Sipoto…

A localização do alvo, distância da cidade e outras variáveis foram respondidas.

– “…Não é tarde demais se nos apressarmos.”

– “Não será bom enviar alguém com menos poder do que a Quarta Espada. Se Andras avançar com esta informação, a morte dele será confirmada.”

– “Precisamos encontrar uma maneira de nos livrarmos dos corpos e dos subprodutos.”

– “Sim, eu tomarei todas as medidas necessárias.”

O grupo tinha um motivo para fazer isso. O Colar da Charlotte foi tirado deles na casa de leilões subterrânea. A sede da Companhia Orcus foi devastada por uma batalha não identificada.

Eles ignoraram a humilhação e se esconderam nas sombras. Eles matariam o alvo, Theodore Miller, para se livrar desse ressentimento. Os quatro bruxos escondidos na escuridão do Continente Central… Os olhos dos Quatro Cavaleiros brilharam com uma luz misteriosa.

A visão sinistra e fascinante parecia sangue escorrendo. Então os quatro pares de olhos se fecharam e nada permaneceu na escuridão.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar