Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

The Great Mage Returns After 4000 Years – Volume 2 – Capítulo 509

Capítulo 509

Crack!

Parecia que milhares de pássaros cantavam em sua cabeça ao mesmo tempo. Não foi fácil levantar nem um único dedo.

Uma mente dividida, um corpo eletrocutado.

Se esforçando, Lukas soltou um grito silencioso.

Uma torrente de dor, que fez com que o que ele acabara de receber de Pale parecesse uma piada, tomou conta horrivelmente de sua mente. Se ele abaixasse a guarda por um momento, parecia que seria pego pela torrente e sua consciência desapareceria sem deixar vestígios.

No entanto, havia algo ainda maior do que a dor que ele sentia desesperadamente. Era um poder tremendo que ele nunca havia experimentado antes.

Um gostinho de poder extremo, o que o Deus do Relâmpago havia dito, não era mentira.

Se esse tanto de poder fosse apenas uma amostra, então quanto poder o Deus do Relâmpago originalmente tinha?

Se…

Se ele se submetesse ao Deus do Relâmpago, seria capaz de usar—

[Apenas isso.]

Pouco antes de ser varrido por esse poder, uma voz que lembrava um trovão o trouxe de volta aos seus sentidos.

[Você realmente achou que conseguiria lidar com o poder do Deus do Relâmpago nesse nível? Afinal, você é apenas mais um ser que não é um de ‘nós’.]

“Eu…”

[Mantenha sua consciência. Esteja consciente de quem você é. Lukas Trawman, o que você fez quando não conseguia se controlar.]

“…”

Momentos em que ele não conseguia se controlar.

Nesses momentos, ele…

Primeiro, ele sempre respirava fundo.

— Hu-up…

Lukas respirou a respiração mais instável que já teve.

O ar invadiu violentamente suas trêmulas vias respiratórias. Sua cabeça, que parecia ter uma corrente elétrica saltando freneticamente por dentro, parecia revigorada.

E consciente do Deus do Relâmpago.

Esse cara… acabou de ajudá-lo?

[Não relaxe, olhe para frente.]

Primeiramente, ele não pensou muito profundamente e tomou as palavras do Deus do Relâmpago como um sinal. Isso deixou sua mente tensa apenas o suficiente para que ele não fosse levado pela torrente. Parecia que uma cachoeira estava fluindo sem parar dentro de sua cabeça, e se seu objetivo era apenas se manter, então tudo o que ele precisava fazer era não largar o galho ao qual estava agarrado, mas isso não fazia sentido.

Um dia, o galho quebraria e Lukas seria arrastado pela grande cachoeira.

“Eu tenho que superar isso.”

Ou dominá-la.

Isso significava que subir a cachoeira era sua única opção.

Ele podia fazer isso.

Com um espírito unificado e vazio, não era impossível. Mesmo que fosse impossível, ele simplesmente tornaria isso possível. Assim como costumava fazer.

Lutando mentalmente, Lukas olhou para frente.

E voltou a si em um sentido diferente.

[Hahaha, ahahaha!]

Ele viu Pale avançando rapidamente com uma risada louca. Não havia mais nenhum traço de sanidade nela.

[Parece que ela percebeu minha presença mesmo depois de perder completamente a cabeça.]

“Isso é possível?”

[Naturalmente. A presença do Deus do Relâmpago não é algo trivial que você pode ignorar só porque perdeu a cabeça.]

Sorrindo, o Deus do Relâmpago continuou.

[Hehe. Que tal? Parece que a raiva que a Cavaleira Azul sente por você está além da imaginação. Você não previu esta situação? Que se você aceitasse meu poder, a situação só ficaria pior.]

“Claro que sim…”

Ele se acalmou um pouco agora.

Tentando manter seu espírito selvagem o mais calmo possível, Lukas falou com o Deus do Relâmpago…

“Com isso, eu devo ter me tornado o alvo número um de Pale.”

[Então ela não vai mais ignorar você e perseguir outra pessoa? Hehehe. Que auto-sacrifício. É uma pena que eu seja o único espectador que pode testemunhar esta tragédia. Você gostaria de uma salva de palmas?]

“Cale-se. Não preciso mais de você, então fique quieto um pouco.”

[Huhaha… É por isso que gosto de você.]

O Deus do Relâmpago caiu na gargalhada como se fosse algo agradável.

Lukas olhou para as mãos e apertou-as com força.

“Este é o [Trovão]…”

O poder que fazia do Deus do Relâmpago o Deus do Relâmpago.

O poder que fez dele um dos seres mais fortes que governava os Três Mil Mundos.

Um dos maiores poderes de todo o multiverso.

Certamente merecia ser expresso assim.

Lukas sentiu uma sensação ridícula de onipotência apenas por obter uma pequena porção de Trovão.

Porém, quando tomou consciência do ser chamado Pale, aquela sensação de onipotência e superioridade desapareceu.

“O oponente também é um monstro.”

O arrepio na espinha era o estimulante perfeito.

[Devo te ensinar como manusear esse poder?]

“Se eu ouvir você, tudo ficará ainda mais distorcido.”

[Bem.]

Ele não podia imitar o Deus do Relâmpago. Não era possível.

Então tinha que descobrir como usar esse poder para lutar sozinho.

Ele tinha memórias de trovões e relâmpagos… Isso porque havia um semideus que tinha poderes semelhantes no passado. No entanto, os sentimentos daquela época eram úteis agora.

O ‘Trovão’ do Deus do Relâmpago era um poder dezenas de níveis superior ao poder do semideus.

“Vou usá-lo do meu jeito.”

O adversário era uma Pale fora de controle.

O controle pela força não era uma opção.

Mesmo que ele lutasse com a intenção de matar, suas chances de vitória eram menos da metade.

Lukas apontou um dedo para Pale.

O movimento de Pale, que ele era completamente incapaz de acompanhar apenas um momento antes, agora podia ser compreendido até certo ponto.

Apenas ter o Trovão fluindo através de seu corpo fez com que seus órgãos sensoriais fossem aprimorados em muitos níveis. Só porque ele atingiu a zona de tempo mínimo não significava que era o fim.

Sentindo-se um pouco amargurado com esse fato, Lukas disparou um raio.

Boom!

Algo explodiu.

Não Pale, o braço de Lukas.

“Isso é loucura…”

O corpo de Lukas não conseguiu superar a saída do Trovão. Como se não tivesse nada a ver com o confuso Lukas, um raio azul disparou.

Então, pela primeira vez, Pale parou de avançar. E pela primeira vez, depois de segurar a espada com as duas mãos, ela assumiu uma postura.

Defesa superior. Ela segurou a lâmina para cima, desenhando uma linha vertical na frente da testa.

Sua visão ficou branca.

Dezenas de ondas irromperam simultaneamente do local onde o raio e a espada se encontraram. Assim, o mundo perdeu e recuperou repetidamente a sua cor.

— Ugh…

Lukas grunhiu.

Assim quando ele estava prestes a usar o Vazio para regenerar seu braço.

[Foco!]

Ele ouviu o lembrete do Deus do Relâmpago. Arrepios percorreram instantaneamente sua espinha, mas já era tarde demais.

Lukas sentiu a morte atrás dele.

Foi estranho. O único ser que poderia ameaçá-lo estava confrontando o raio—

“Não está lá?”

Não havia ninguém no local de onde a luz se estendia.

Então essa sensação—

Sua consciência foi cortada.

Shuk—

A cabeça de Lukas foi decepada. A mão que ele acabara de estender caiu e ele desabou.

O sangue vazou lentamente do corpo. Depois de tremer intermitentemente por um tempo, o corpo finalmente parou de se mover.

[Ha…]

Pale olhou para sua espada. Olhando para o sangue escorrendo de sua lâmina, ela foi atormentada por uma sensação que nunca havia sentido antes.

Arrependimento, remorso.

Não. Não era nada disso.

Ela fez o que tinha que fazer e matou quem tinha que matar.

Isso foi tudo.

[Por acaso, se fosse Lukas…]

No entanto, para quem pudesse ouvir, a voz que saiu parecia lamentável.

[Achei que ele poderia ser o único que conseguiria me entender.]

— Não foi você quem o matou com as próprias mãos?

[!]

Pale se virou.

Lukas estava parado ali. Intacto.

Não que o ataque tenha sido muito superficial ou algo assim. Porque a lâmina de Pale cortou diretamente a cabeça de Lukas.

— É por isso que não me sinto humano.

Lukas falou com uma voz autodepreciativa.

As emoções que fluíam no rosto de Pale desapareceram mais uma vez.

[Isso também é o poder do Deus do Relâmpago?]

Não.

Essa regeneração veio do poder do Vazio que Lukas adquiriu por conta própria. Mas Lukas não se preocupou em responder. Independentemente do que ele dissesse, não conseguiria alcançar Pale.

Pale fixou o aperto em sua espada. Com este sinal, a batalha recomeçou.

Cortes da espada azul disparavam com cada golpe da espada. Cada ataque era pesado. Parecia que suas costas iriam quebrar e sua vontade entraria em colapso.

Lukas cerrou os dentes, pensando.

“Isso não pode ser chamado de esgrima.”

[Isso mesmo. É simplesmente brandir a espada sem forma.]

“No entanto, é mais caótico do que qualquer esgrima que já experimentei…”

[Hehehe. Quando você tem tanto poder, torna-se irritante usar a esgrima.]

Lukas desviou do ataque de Pale a olho nu.

Os ataques aos quais ele não conseguia responder eram bloqueados com Trovão, mas havia ataques que ele não conseguiu bloquear.

Shuk—

Cada vez que isso acontecia, uma cicatriz aparecia em seu corpo. Os cortes eram tão profundos que seus ossos ficavam visíveis ou um de seus membros caía. Tais danos fizeram com que a condição física de seu corpo se deteriorasse rapidamente.

Ele não seria capaz de resistir aos ataques de Pale a menos que estivesse em perfeitas condições, então não tinha escolha a não ser usar o Vazio para regenerar continuamente seu corpo.

A forma da luta foi estabelecida. Isto foi surpreendente considerando o fato de que o adversário era um dos Quatro Cavaleiros.

No entanto.

[O trovão não é infinito.]

“Eu sei…”

Não era infinito e nem o Vazio.

As energias centrais que apoiavam Lukas estavam se esgotando rapidamente.

Mais uma vez, a luta estava estabelecida. Porém, qual era a diferença?

A raiva de Pale não diminuiria mesmo que ele enrolasse um pouco antes de morrer. Depois de destruir o cadáver de Lukas, ela ainda mataria Iris, e poderia até destruir todo o universo.

“Preciso de tempo.”

[Hmm?]

“Preciso refletir sobre o seu Trovão.”

[Você pode fazer isso agora.]

“Droga. Não importa quão extraordinário seja meu cérebro, não consigo imergir completamente neste estado!”

[Ah. Entendo. Você quer dizer que precisa de algum tempo de treinamento para interpretar o Trovão do seu próprio jeito.]

Compreendendo as intenções de Lukas, o Deus do Relâmpago sorriu.

[Para dizer algo assim nesta situação. Seu homem louco.]

Claro, Lukas estava ciente. Do quão louco era o que ele estava dizendo.

[Quanto?]

“Pelo menos dez minutos.”

[Huhahaha……]

A zombaria veio mais uma vez.

O Deus do Relâmpago falou rindo.

[Você sabe o quão ridículo é o que você está dizendo, não sabe? Você acha que há alguém que poderia durar dez minutos contra um dos Quatro Cavaleiros?]

“…”

Ele não tinha nada a dizer em resposta.

Mas o Deus do Relâmpago continuou.

[Na verdade, existe.]

“O quê?”

[Até quando você vai assistir? Saia já.]

Naquele momento ele percebeu.

A voz do Deus do Relâmpago não foi dirigida a Lukas.

Então o céu ficou escuro.

[Que outros truques você tem?]

As palavras de Pale foram cortadas.

O céu escurecido iluminou-se. Ela viu uma rachadura no céu. Foi um relâmpago com dez mil ramificações.

Boom!

Após um trovão, um raio perfurou o corpo de Pale. A valiosa armadura azul de Pale foi chamuscada.

Taht.

O ser que apareceu com o trovão ajoelhou-se suavemente assim que pousou.

Foi a postura perfeita de obediência, sem falhas.

Lukas ficou surpreso ao ver o rosto do homem.

Era um homem de meia idade vestindo uma jaqueta de motoqueiro e jeans. Seu cabelo dourado bagunçado caía sobre os ombros.

Um ser que ele conhecia. Como ele poderia esquecer?

— Você chamou, ó ser verdadeiro.

[Dez minutos.]

Em vez de retribuir a saudação, o Deus do Relâmpago perguntou.

[Eu preciso de dez minutos. Você consegue?]

— Hmm.

A mão direita do Deus do Relâmpago.

O Lorde, Letip, endireitou o joelho dobrado e olhou para Pale.

— Honestamente, não será fácil.

Havia um sorriso nos olhos cobertos por óculos escuros.

— Mas quem pode recusar suas ordens?


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar