The World After the End – Capítulo 64

Última Esperança (13)

— Claro.

— …Você quer dizer que vai aceitar a ‘Pergunta da Justiça’?

Ryung perguntou e Jaehwan assentiu.

— O que preciso fazer?

— É simples. Você só precisa responder às minhas perguntas.

Ela sorriu enquanto continuava:

— Pessoal, por favor, fechem os olhos.

Todos, incluindo Jaehwan, fecharam os olhos. Eles sentiram a escuridão então se transformar em outra coisa.

Um calafrio começou a dominá-los. Era o início da pergunta. Quando Jaehwan abriu os olhos novamente, se viu de pé em cima de um vasto oceano.

‘Alucinação?’

A multidão vibrava de espanto quando se viram acima de um vasto oceano. A voz de Ryung pôde ser ouvida.

— O palco dessa pergunta é a região oceânica onde moro. Como sabem, a região fora da Fortaleza Dríade é composta por esse oceano agitado. E como podem ver também, isso faz muitos navios afundarem.

Era como ela disse. O mar começou a se agitar e no centro dele havia um navio afundando. As pessoas que estavam no navio lutavam desesperadamente para se manterem vivas.

— S-Socorro!

Eles estavam à beira da morte na água gelada. Era muito real para ser considerado uma alucinação. Pouco tempo depois, um barco de resgate apareceu para salvar as pessoas do afogamento. O barco que tinha uma ocupação de dez pessoas começou a salvar quem estava na água. Mas havia um problema.

— Precisamos de mais uma vaga!

A ocupação total era de dez, mas ainda havia mais um no mar.

— Não podemos levá-lo, senão afundaremos!

— Deixem-no morrer!

Quando Jaehwan caiu em si, ele se viu como o capitão do barco de resgate. Uma das pessoas no barco gritou para ele.

— Capitão! Faça uma escolha!

Jaehwan pensou: ‘Entendo. Então essa é a pergunta.’

Ele viu Ryung sorrindo à distância. Havia escolhas na frente dele.

[1. Desista dele! Vamos salvar os dez!]

[2. Ninguém é deixado para trás. Todos nós vamos morrer juntos!]

Não havia resposta correta para nenhuma dessas opções. Foi uma armadilha desde o início para menosprezar Jaehwan por sua capacidade de liderar a equipe de expedição.

— Agora, mestre. O que você vai fazer?

Jaehwan olhou para as duas opções e declarou com firmeza:

— Vou escolher a terceira opção.

— …O quê? Não há terceira opção.

Jaehwan balançou a cabeça.

— Terceira opção. Vou salvar a todos e não afundar o navio.

Ela então ficou sombria.

“Espera, ele—?”

Ao contrário da maioria das outras ‘Perguntas da Justiça’, essa tinha uma resposta correta escondida. Isso só era mostrado quando o próprio interrogado encontrava a resposta.

[3. Não vamos desistir de ninguém! Salve-o e vamos nos revezar para pular na água para sobreviver até que o próximo barco de resgate venha ajudar!]

Era a resposta correta que não forçava ninguém a perder sua humanidade e permitia que eles salvassem a todos. Ryung iria depreciar a habilidade de Jaehwan se ele tivesse escolhido 1 ou 2, mas o plano dela falhou.

“Ele encontrou a terceira resposta?”

Ryung perguntou com a voz trêmula:

— Deixe-me ouvir. Qual é a sua terceira opção?

Jaehwan perguntou:

— Eles vão morrer porque esse ‘oceano’ existe, certo?

— …É claro.

— Então eu vou destruir este ‘oceano’.

Ryung ficou pasma.

“D-Do que ele está falando?”

Foi uma resposta tola. Mas Jaehwan sacou sua espada.

— ESPERE! O que você está—!

Uma poderosa força de energia se reuniu na ponta da espada de Jaehwan e foi empurrada para fora em uma estocada. Então, algo chocante aconteceu. A imagem do oceano criada para a ‘Pergunta da Justiça’  foi dividida em duas.

— O oceano se abriu!

— É um milagre!

— Estamos salvos! Obrigado, capitão!

As pessoas no barco começaram a chorar de alegria enquanto se aglomeravam ao redor de Jaehwan.

[Erro no sistema]

[Pergunta da Justiça agora está desativando]

A alucinação foi desativada e o ringue do torneio voltou ao normal. A multidão ficou pasma com o que tinham acabado de testemunhar. Ryung gritou furiosamente com o cabelo todo bagunçado por causa do vento criado pela estocada de Jaehwan.

— Q-Qual é o significado disso?!

Ryung e todos os membros de seu clã desembainharam suas espadas para Jaehwan com raiva. Mas algo estava estranho.

— Vamos parar por aqui.

Ryung se encolheu quando também sentiu algo. Só então, um anúncio soou da Fortaleza de Gorgon.

[EMERGÊNCIA! Estamos cancelando todos os eventos! Todos os portões serão fechados!]

[ESTAMOS DECLARANDO GORGON 1!]

[CIDADÃOS! POR FAVOR, EVACUEM PARA AS RUAS DO NORTE IMEDIATAMENTE!]

‘Gorgon 1’ era a ordem de evacuação de emergência mais alta. A multidão começou a murmurar entre si.

— O que está acontecendo?

— Ouvi dizer que um Homem Morto apareceu.

— Homem morto?

As pessoas começaram a ficar preocupadas quando saíram da área do torneio. Jaehwan recebeu um sussurro. Era de Euren.

[Mestre, você deve vir para o Portão do Sul imediatamente!]

Jaehwan rapidamente correu em direção ao Portão do Sul, e muitos guerreiros fortes, incluindo os Líderes dos Dez-Clãs, seguiram Jaehwan para lá.

Logo, todos os guerreiros fortes do <Caos> se reuniram na parede ao lado do Portão do Sul.

Todos eles testemunharam e sentiram a mesma coisa.

Toda a floresta do sul estava escura. Tudo em seu caminho foi destruído, enquanto incontáveis ​​Homens Mortos passavam. Era como se uma onda negra estivesse se quebrando. Ao atingirem a parede externa da fortaleza, gritaram. Ryung pensou que ela tinha sorte por estar em cima de uma muralha alta. Então, percebeu para que essa muralha alta foi feita. As paredes não foram feitas para se defender contra monstros de chifres.

— Mukeuk, você está aqui?

— Sim.

Mukeuk respondeu.

— Isso te lembra de novecentos anos atrás, não é?

— Quando chegamos ao Palácio do Homem Morto?

— Sim.

Mukeuk lembrou-se dos velhos tempos. Eles tinham visto isso novecentos anos atrás.

— …Como o Magrit acabou aqui?

Foi por causa de um dos três famosos Homens Mortos, Magrit, que as fortalezas tinham muralhas daquela altura. Esse foi o nome do desastre que deixou todo o <Caos> aterrorizado.

Chunghuh de repente se lembrou do Rei Catástrofe sendo trazido sobre a fortaleza. Os Homens Mortos tinham o hábito de chamar outros Homens Mortos. Homens Mortos Médios chamavam Pequenos e Homens Mortos Grandes chamavam Médios. E o Rei foi chamado para a Fortaleza de Gorgon.

— Podemos acabar morrendo aqui…

Disse Yong com a voz trêmula.

— Você pensou em se juntar à equipe de expedição, sendo que não consegue nem enfrentar uma coisa dessas?

— Suas pernas também estão tremendo, Kanghwang.

— Cale-se.

Chunghuh riu. Tanto Yong quanto Kanghwang nem haviam nascido ainda, quando ele estava na equipe de expedição, mas agora eram líderes no <Caos>. Chunghuh olhou para todos os rostos que encaravam o desastre.

“Nunca pensei que teria tal visão antes de morrer.”

Um total de seis líderes dos Dez-Clãs do <Caos> estavam aqui, enfrentando pelo menos milhares de Homens Mortos. Havia pelo menos dez Homens Mortos Grandes que eram tão poderosos quanto Adaptados de sétimo estágio, com um Homem Morto Extra Grande, Magrit, comandando-os.

Alguns que estavam com muito medo de Magrit começaram a correr para o norte. O chamado ‘General da Espada’ foi um deles. Eles sabiam que não tinham chance de vencer e Gorgon pereceria.

Chunghuh não podia culpá-los por escolher viver.

Magrit estava se aproximando.

Naquele momento, um raio de luz negro disparou do chão para o céu. Distorceu a gravidade, arrastando alguns homens para o ar. Era o poder de Magrit, ‘Realidade Aumentada’.

Todos, incluindo os líderes do Dez-Clãs, se encolheram. Eles não podiam nem imaginar lutar contra tal poder. Quando o raio se dissipou, alguns guerreiros viraram poeira. O General da Espada foi um deles.

Eles estavam impotentes.

Não havia esperança contra tal monstro.

Então, eles viram a espada.

A espada passou por todas as pessoas encolhidas e se moveu em direção ao exército de Homens Mortos. Ryung mal levantou a cabeça para olhar. Tentou falar, mas não conseguiu. Queria impedi-lo, mas não conseguiu. Então, o raio negro de luz irrompeu novamente em direção ao homem.

Ryung fechou os olhos para evitar assistir à destruição iminente. Quando abriu os olhos, teve uma visão que nunca esqueceria por toda a sua vida.

O raio negro havia se partido.

Um raio de luz o dividia, estava destruindo aquele poder avassalador. Sentidos distorcidos e gravidade voltaram ao normal. Magrit estava gritando de agonia.

— Então eu vou destruir este ‘oceano’.

Ela se lembrou do que Jaehwan havia dito. Todos sentiram o mesmo que Ryung naquele momento. Esta foi a resposta contra o mundo cheio de desespero.

— É impossível.

Falou Mukeuk que mal resistiu ao poder de Magrit. Então alguém respondeu:

— É.

— E imprudente.

— Realmente.

Chunghu riu.

— Mas é uma resposta simples e direta.

Chunghuh então caminhou em direção ao raio negro de luz com sua espada desembainhada.

“Entendo. Então foi isso que você escolheu.”

Mukeuk sabia. Dessa forma era ‘impossível’. Se eles fossem atraídos para isso por causa do milagre momentâneo, não havia como voltar atrás. Mas Mukeuk afirmou com firmeza:

— Então, eu me juntarei.

Sua espada rugiu com uma onda de energia quando Mukeuk avançou.

Jaehwan saltou na onda do desastre negro, seguido de perto por Chunghuh e Mukeuk. Eles fizeram um caminho estreito, que logo seria coberto por outros Homens Mortos. No entanto, foi mantido aberto.

— Não vou ficar para trás e enfrentar a vergonha.

— Sei o que você quer dizer.

Cayman e Jagel Meng se levantaram, assim como os outros Líderes dos Dez-Clãs.

Agora, eles estavam criando uma história. O início de uma história que o <Caos> esperou por milhões de anos. Mesmo que fosse o desespero que os esperava no final, era algo que precisava ser feito. Na parte de trás estava Yong, que mal conseguiu se juntar.

— Ei… Uh, Kanghwang.

— Estou ocupado. Não fale comigo.

— Eu sei que é vergonhoso, mas quero falar com alguém sobre isso.

— O quê?

— Eu pareço legal agora?

Kanghwang não respondeu, mas concentrou-se na luta, e Yong também. Todos eles continuaram lutando para proteger. Tinham que fazer isso. Mas estavam ficando cansados. Kanghwang ficou preocupado se eles realmente chegariam ao fim. Foi quando ouviram as vozes das pessoas por trás. Kanghwang se virou.

Depois disso, ele não se preocupou com o que poderia acontecer a seguir. Sabia que conseguiriam proteger Gorgon.

Gorgon inteira estava agora às suas costas, todos lutando juntos como um só.

Uma semana depois, a notícia da morte de Magrit se espalhou rapidamente pelo <Caos>.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar