The World After the End – Capítulo 79

Guerra da Renovação (6)

Sirwen gritou rapidamente enquanto Jaehwan preparava sua espada. Ela ponderou sobre o que dizer, mas acabou dizendo o que não deveria.

— Que tal você se tornar meu [Produto]?

Jaehwan avançou.

O ataque destruiu tudo em seu caminho, mas Sirwen se teleportou logo antes de ser atingida. Os olhos de Jaehwan se estreitaram.

— Uau, eu quase morri.

Ela estava no telhado do prédio à esquerda. E gritou para Jaehwan.

— Ei! Pode parar com isso por um segundo? Você sabe em que situação está, certo?

A expressão de Jaehwan tornou-se sombria. Havia uma razão pela qual Jaehwan estava usando força total para fazer as coisas. Ele sentiu uma energia aterrorizante se aproximando de longe, da direção do Palácio da Reencarnação.

“Os Monarcas descobriram.”

Alguns deles eram provavelmente os Generais Superiores dos quais tinha ouvido falar antes. Sirwen continuou:

— As trevas estão atrás de você. Não sei quem você é, mas deve saber o que significa ser perseguido por um Monarca, certo?

Sirwen continuou rapidamente, com medo de mais ataques.

— Mas posso escondê-lo! Farei com que as Trevas não possam te tocar! Você sabe sobre o decreto, certo? Monarcas não podem tocar em [Pesadelos]… Não, quero dizer eu. Se você se tornar minha propriedade, ninguém ousaria tocá-lo.

Parecia que o que ela disse era verdade. No entanto, a resposta de Jaehwan foi a mesma de qualquer maneira.

— Não.

— Entendo.

Sirwen assentiu, já tendo adivinhado o resultado.

— Ah bem. Acho que vou ter que te pegar à força!

Ela desapareceu. Jaehwan ouviu o aviso de Chunghuh.

— Tome cuidado!

Ele então sentiu a terra mudando, sugando pedras e rochas. Então tudo se tornou areia, que se transformou em cobras feitas de areia que começaram a atacar rapidamente Jaehwan.

“Isso também é uma habilidade?”

Jaehwan nunca tinha visto uma coisa dessas desde que entrou no <Caos>. Ele viu Beastrain fazer algo semelhante com o painel de controle da Torre, mas não nesta escala.

— É Magia! É o poder deles!

Jaehwan estocou as cobras ao ouvir o grito de Chunghuh. Mas as cobras destruídas que nem estavam vivas em primeiro lugar, rapidamente se reformaram para atacar. Jaehwan perseguiu Sirwen enquanto era perseguido pelas cobras. Jaehwan então sentiu seu corpo ficar pesado de repente.

Todos os prédios ao redor dele estavam sendo esmagados em sua direção. Ele tentou se esquivar, mas os destroços estavam sendo puxados em sua direção como se Jaehwan fosse algum tipo de ímã.

Magia.

Era um poder que apenas os [Pesadelos] poderiam usar.

“Ela está distorcendo a gravidade!”

Todas as pedras estavam presas contra Jaehwan. O [Pesadelo] estava planejando aprisioná-lo em uma gaiola de rochas.

“Eu não vou deixar você fazer isso!”

Jaehwan usou todo o Poder Espiritual que saía de seus poros como estocadas. A energia espiritual que foi liberada como um porco-espinho destruiu todas as rochas. Então, uma cobra pulou em Jaehwan, engolindo-o. Ele foi enviado para o estômago e, no momento seguinte, a cobra explodiu quando Jaehwan saltou dela.

— Impossível…!

Jaehwan rapidamente pulou entre as rochas para chegar em Sirwen.

— Transformando a imaginação em realidade. Você é um monstro.

Sirwen sorriu, mesmo com seus braços e pernas que haviam sido perfurados. Havia acabado. A gravidade voltou ao normal e as cobras foram destruídas.

— Você deveria se render.

Ele não tinha intenção de matá-la. Ele sabia que ela não estava tentando matá-lo. E além disso, ela era um [Pesadelo]. Se ele pudesse levá-la viva, poderia ser um recurso valioso no caminho para o <Abismo>.

No entanto, a expressão de Sirwen parecia estranha.

— Me render?

Sirwen não ficou surpresa. Antes que Jaehwan percebesse que algo estava errado, Sirwen desapareceu e reapareceu atrás de Jaehwan, abraçando-o fortemente. Então ela derreteu, alterando o ambiente ao redor. Algo havia começado a partir daquele abraço.

“Mundo único? Não. É uma alucinação.”

Jaehwan então percebeu que já havia enfrentado isso antes.

Oito Portões do Inferno.

Era a habilidade de alucinação que havia enfrentado antes. Ele calmamente deu um passo para o mundo. Era um mundo que parecia real, mas não era muito para Jaehwan, já que ele havia passado por este lugar antes. Tudo o que precisava fazer era matar aqueles que se aproximavam e destruir todos os portões até que terminasse.

Jaehwan destruiu rapidamente todos os portões até o quinto.

— Uau, você sabe sobre essa habilidade?

Havia surpresa em sua voz, mas riu antes de falar.

— Mas será diferente da falsa que você conhece.

Sua próxima frase desapareceu enquanto ecoava.

Oito Portões do Inferno, feita por um [Pesadelo].

Jaehwan estava agora no sétimo portão. Porém, esse portão era na verdade o último da habilidade. O oitavo portão era como uma espécie de recompensa para quem conseguisse passar por tudo. Portanto, se o sétimo portão fosse concluído, a habilidade terminaria automaticamente. Jaehwan não sabia que depois que essa habilidade foi criada, ninguém havia passado pelo sétimo portão.

O sétimo Portão – Inferno da Auto-Reflexão

Ao entrar, viu as costas de muitas figuras. Parecia familiar e estranho ao mesmo tempo. Mas quando se viraram, ele percebeu por que se sentia assim.

Milhares de ‘Jaehwans’ estavam olhando para ele.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar