The World After the End – Capítulo 82

Rei do Caos (1)

Dez dias se passaram desde a guerra que mais tarde foi chamada de Guerra da Renovação. A sala de reuniões estava cheia de muitos líderes e oficiais da Fortaleza de Gorgon

Euren Chiver, o Chanceler, falou enquanto suspirava profundamente.

— Por favor, vá em frente com seu relatório. Começaremos com o primeiro Batalhão da Carpe Diem.

O exército de Libertação, <<Carpe Diem>>. O líder do primeiro Batalhão se levantou. Ele uma fez já foi chamado de ‘Karlton, o Teimoso’.

Karlton Javier.

Ele agora era um Despertado de terceiro estágio completo, depois de ser treinado durante duzentos anos por Cayman dentro da Torre; ele agora era mais poderoso do que qualquer outra pessoa além de Cayman dentro de Gorgon.

— Sim, senhor. De acordo com nossas tropas restantes…

— Apenas as vítimas, por favor.

— Sim, senhor.

Karlton então calmamente preparou e projetou um vídeo holográfico no centro da sala de reuniões.

— Temos doze Despertados de segundo estágio mortos… E metade do batalhão foi morto.

— Entendo…

O gráfico no holograma mostrava o número de mortos e feridos. Então, os relatórios continuaram com os outros batalhões. O último a relatar foi Shin Mukeuk. Ele era agora um Adaptado de nono estágio e o líder do sétimo Batalhão.

— E essa é a nossa situação atual…

Depois que todos os relatórios foram feitos, Euren ficou sem palavras. Ele já esperava isso, mas o número de baixas ainda estava além de suas expectativas.

“Perdemos metade em apenas dez dias.”

Dez dias antes, havia cerca de trezentos Despertados que partiram de Gorgon após receberem notícias de Chunghuh. Entre eles estavam doze Despertados de terceiro estágio e oitenta de segundo estágio.

Eles achavam que iriam ganhar.

Talvez tenha sido porque viram Cayman derrotar o General de Pérola. Eles tinham acabado de ver um Despertado de terceiro estágio derrotar um General Inferior. E agora tinham doze desses Despertados de terceiro estágio.

As pessoas pensaram: “Nós conseguimos fazer isso!”

Mesmo depois de lutar de frente pela primeira vez, eles achavam que iam vencer. Eles sofreram um pouco, mas a primeira batalha foi uma vitória.

Depois disso, por dois dias seguidos, o exército de Libertação expulsou com sucesso o exército do Palácio da Reencarnação e conseguiu levá-los de volta à muralha da Fortaleza de Manticore.

O povo de Gorgon pensou que já havia vencido.

Alguns até consideraram que já haviam derrotado o Palácio da Reencarnação.

Mas era só isso.

Com o aparecimento dos generais que haviam ficado no Palácio, as coisas mudaram rapidamente. Junto com Sameng Garam, os três Generais Superiores viraram a maré.

— C-CORRAM!

No quarto dia da guerra, Gorgon havia perdido um total de cinco Despertados do terceiro estágio. O poder dos Generais Superiores era esmagador demais.

E no décimo dia, as forças do Palácio da Reencarnação estavam bem nos portões da Fortaleza de Gorgon. Eles haviam perdido muitos amigos, mas não tiveram nem tempo para lamentar.

— Chanceler, não poderemos continuar lutando por muito mais tempo.

Era Yong, o novo Despertado de terceiro estágio que havia perdido o braço esquerdo em uma batalha anterior. Euren virou-se para ele e observou. Ele não conseguia dizer nada. Foi Aisa Lindcroft, que falou em vez disso.

— Não temos para onde ir…

O <Caos> não pode vencer. Todos já tinham percebido isso.

— Talvez se aceitarmos a oferta do Palácio…

Havia uma oferta do Palácio da Reencarnação. Foi entregue a eles quando suas forças chegaram na frente de Gorgon há dois dias.

— Entreguem seu Mestre e a ‘Torre’ que estão usando. Se os entregarem, não buscaremos punição por todas as suas atrocidades.

No entanto, houve quem não desistisse.

— Não podemos fazer isso.

Era Cayman.

— Não vamos desistir de nosso Mestre,

Ele declarou.

— Vamos encontrar uma maneira. Não pense que seu ‘Olho’ é todo-poderoso. Mesmo que não possa vê-lo, haverá um caminho. Não confie tanto assim na sua habilidade, Aisa.

— Mas não temos chance. Você sabe muito bem disso.

Aisa então se virou para Euren.

— Que tal pedirmos ajuda a outro Monarca?

— ‘Outro Monarca’? De quem está falando, exatamente?

— O Monarca do Aço… Por exemplo.

O governante da quinta região, Huhyou, o Monarca do Aço.

— Até onde sei, todos os generais são da Escuridão. São todos da nona região.

Euren então percebeu sobre o que ela estava tentando falar.

— Como a maioria das pessoas sabe, a quinta e a nona regiões são inimigas de longa data.

— Você quer que eles lutem por nós.

— Sim. E falando nisso, temos um mensageiro do próprio Monarca do Aço.

Um mensageiro… Euren franziu a testa.

— Ela… Está sendo mantida prisioneira em nossa Fortaleza de Gorgon. Se você esqueceu…

— Eu sei. Se a libertarmos e tentarmos falar com ela…

— Não vai acabar tudo tão bem assim.

— Huhyou não é o tipo de Monarca que retalia por isso.

— Mestra de Dryad. Deixe-me lembrá-la do fato mais importante que está esquecendo.

Euren olhou para Cayman e continuou,

— Matamos o General de Pérola, o mensageiro dele.

— Não. Nós não o matamos. Aqueles que são trazidos para o <Caos> pela [Porta Estreita] apenas retornam a seus corpos quando morrem aqui.

— Mas isso não muda nada. O Aço não ficará feliz que o General de Pérola foi derrotado.

— Mesmo assim…

— E mesmo que o Monarca do Aço tenha a intenção de nos ajudar, não podemos pedir a um Monarca que nos ajude.

Euren declarou,

— O <Caos> só pode ser libertado quando nós mesmos o fizermos.

As pessoas ficaram em silêncio. Todos eles pensaram em um homem que lhes deu essa mesma ideia. Cayman falou.

— O Mestre… Ainda não voltou?

Na sala do Curandeiro da Fortaleza de Gorgon, havia três pessoas.

— Ei! Acorda ele logo, já que você o fez dormir!

— ……

— Que tipo de alucinação faz alguém dormir por dez dias?

— Ugh, pode parar de encher o saco? Não é você é o médico? Por que não tenta acordá-lo então.

Sirwen respondeu com raiva enquanto observava Jaehwan.

Chunghuh então gritou de volta.

— Eu teria feito isso já, se eu pudesse! Sua inút—

— Inútil? Não fui eu que salvei sua bunda lá atrás?

Chunghuh não podia se opor. Quando o prédio estava prestes a ser destruído pela habilidade do General Superior, Sirwen, que acordou bem na hora, usou o Teleporte para levar todos eles para fora.

“Ugh… Quero dizer, foi uma situação perigosa, com certeza.”

Realmente foi Sirwen quem salvou suas vidas, mas Chunghuh não queria concordar com aquilo.

— DE JEITO NENHUM! Fui eu que salvei VOCÊ!

— O QUÊ?

— Se esqueceu quem te protegeu quando desmaiou?

Sirwen hesitou. Ela certamente desmaiou quando a habilidade foi quebrada. Teria danificado seu espírito se não fosse por Chunghuh que a protegeu.

— Bem, acho que isso nos deixa quites.

Sirwen concordou, e Chunghuh ficou sem jeito. Ele então olhou para Jaehwan e perguntou:

— Mas por que nos salvou? Você não tinha laços com a Escuridão?

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar