Lv1 Skeleton – Capítulo 149

Capítulo 149

“Já faz um tempo, não é?”

“Como é possível você estar aqui antes de mim?”

“Porque é meu destino te conhecer, apesar de você já ter me matado uma vez.”

“Então você se lembra disso, Lorina.”

Certo, a que estava sentada diante de mim era na verdade a mesma Lorina da Liga dos Reencarnadores. Ela estava vestida com um vestido de ouro brilhante e olhou para mim com arrogância com uma aura de realeza.

“Claro, você esqueceu qual era o propósito da Torre de Deus? Para preservar tudo de uma maneira que transcende o tempo e o espaço, aqui posso me lembrar de tudo”

“Então você não é Lorina?”

“Bem… você pode pensar em Lorina como sendo meu Avatar, ele foi projetado como um recurso de segurança para garantir a harmonia do mundo.”

“Um recurso de segurança?”

“Não é mais motivo de preocupação, então acho que posso ativar a função final.”

“Qual é a função final?”

“Oh, não se precipite, que tal tomar um chá?”

Culkuk Culkuk

Com um movimento de sua mão apareceu um jogo de chá com uma mesa e uma cadeira.

Sentei-me na cadeira e agarrei minha xícara. Era um chá quente com um aroma fresco de limão.

“O que há de errado, você não quer beber?”

Enquanto eu pensava se era seguro beber, Lorina brincou comigo sobre minha cautela.

“Hmph! Conversão de espécies: Deus!”

Eu me transformei novamente em um Deus.

Foi algo que só foi possível depois que minha Criação de Magia atingiu o nível 9.

Até aquele ponto eu não tinha usado para não afetar o fluxo da história, mas já tínhamos passado muito disso e eu não sentia motivo para sofrer suas provocações.

“Hohoho! Então você se transformou em um Deus, é assim que você parecia como um humano? Você é surpreendentemente bonito, quer ter um encontro qualquer dia desses?”

Eu não pude evitar, mas franzi a testa.

Embora ela fosse definitivamente linda, sua risada trouxe de volta algumas lembranças ruins da velha Lorina.

“Não.

“Me falta charme?”

“Lorina, rapidamente me diga tudo o que você sabe, eu não tenho muita paciência. Criação de Material!”

Com uma carranca de desgosto, criei O Redentor e prendi-a na prisão esférica.

Creeak!

Apesar das restrições serem feitas de uma liga super reforçada, ela se libertou delas como se fosse a coisa mais simples.

“Você pode ser forte, mas deixe-me lembrá-lo de que neste espaço não posso ser tocada.”

“Eu admito que você é mais forte do que eu esperava, mas não pense por um segundo que é tudo que eu tenho.”

Falei com confiança enquanto puxava a Excalibur e diminuía o tempo.

“Oh, eu não acabei de dizer que neste espaço minhas palavras são absolutas?”

Minha desaceleração do tempo não afetou sua fala de forma alguma, claramente era ineficaz.

“Huh… será que você é o Todo-Poderoso?”

“Há há… talvez.”

Lorina soltou uma risada perolada enquanto bebia mais um pouco de seu chá.

“Dê-me uma resposta direta!”

“Nossa… tão direto como sempre. De qualquer forma, já que você está aqui, acho que preciso manter minha parte do acordo.”

“Qual acordo?”

“Vamos ver…“

Levantando-se e movendo-se para trás de seu trono, ela abriu um baú e começou a vasculhar. Eu a segui para ver melhor.

“É este, ainda não? Juro que estava em algum lugar por aqui…”

Centenas de itens estavam saindo do pequeno baú.

‘Johra, parece que o baú está conectado a um espaço diferente.‘

Lena veio com uma explicação para a situação ridícula.

“Oh! Aqui está!”

Lorina pescou um pequeno ovo, com cerca de 3 centímetros de diâmetro.

“O que é isso?”

“É a sua amante.”

“Verdade?”

Corri até ela e tentei tirar dela, mas ela desapareceu e reapareceu em seu trono.

“Você não deveria estar perguntando educadamente?”

“Passe para cá.”

“Huh, isso era para ser educado?”

“Eu realmente apreciaria se você me desse.”

“Nu-uh!”

Lorina exclamou enquanto abanava o dedo indicador diante de mim.

Chit!

Não tendo outra escolha, me prostrei no chão e implorei.

“Eu realmente adoraria que você me desse.”

“Assim é! Aqui está, eu mantive minha parte do trato.”

Enquanto eu segurava o ovo em minhas mãos, Lorina desapareceu sem deixar vestígios.

Procurei várias vezes por todo o palácio, mas não havia sinais dela, na verdade não havia sinais de vida em toda a cidade.

“Johra, é um dragão vermelho dentro do ovo.”

“Bem, como eu esperava.”

Seguro o ovo com cuidado enquanto caminho ao longo do palácio branco e dourado, até chegar novamente às nuvens.

“Foi assim?”

“Sim, o padrão corresponde ao modo como entramos.”

Enquanto continuava andando, cheguei a um grande castelo azul.

“Parece um castelo de gelo, isso não é um conto de fadas, é?”

Todo o palácio era exatamente igual ao de onde acabara de vir quando conheci Lorina.

Eu estava ficando bastante farto de tudo isso quando notei duas pessoas esperando por mim na sala do trono.

“Então, são vocês dois desta vez?”

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar