My Vampire System – Capítulo 161

Lado Certo?

Quinn e Vorden começaram a voltar ao dormitório, cerificando-se de não ir rápido demais. Eles não queriam outra situação onde um aluno os veria correndo pelos corredores, o que chamaria a atenção e os faria parecerem suspeitos.

Mas enquanto caminhavam pelos corredores, vários pensamentos corriam pela mente dos dois. Quinn não conseguia sentir a conexão entre si e Peter, enquanto Vorden estava se xingando por não certificar que Peter e Layla estavam bem. Ele simplesmente nunca pensou que Peter ficaria faminto tão rápido, já que comeu Earl ontem.

Eles finalmente chegaram fora do quarto e, quando abriram a porta, a primeira coisa que viram foi a janela quebrada e estilhaços de vidro por todo o chão.

“Hã? Onde está a Layla?” Quinn perguntou: “Você não acha que o Peter já… comeu ela, não é?”

Mas se esse era o caso, Quinn teria recebido uma mensagem do sistema e também haveria sangue no quarto.

Foi então que ouviu um pequeno som de soluço vindo de um dos cantos. Quanto se viraram para ver de onde o som estava vindo, puderam ver Layla curvada no canto enquanto soluçava.

“Oh.” Quinn disse com um suspiro de alívio: “Você ainda está viva.”

Layla olhou para cima e notou que os dois tinham voltado juntos.

“Onde vocês estavam?!” Layla disse com raiva: “Não consigo acreditar que me deixaram por conta própria sabendo que não sou forte o bastante para lidar com algo assim.”

Estava claro que Layla recebeu um grande choque. Quinn fez seu melhor para acalmá-la. Ele a observou soluçando e não sabia o que fazer neste tipo de situação, pois nunca encontrou uma garota chorando antes.

Então, uma memória surgiu em sua mente. Quando tinha três anos, Quinn se perdeu da mãe no supermercado. O local parecia ser um mundo totalmente diferente para ele naquela época. Ele se sentiu sozinho, com medo e quando sua mãe finalmente o encontrou, ela deu um grande abraço que fez todos os sentimentos ruins sumirem.

Assim, Quinn abraçou Layla com força: “Está tudo bem, não se preocupe, Layla, sinto muito por tudo isto. É tudo minha culpa, eu deveria saber melhor.” Quinn disse.

Embora estivesse com medo, não esperava que Quinn fizesse algo assim. O abraço foi bom e caloroso e lembrou de sua família. Mas o que realmente deixou tudo melhor foi o olhar de Vorden.

Por algum motivo, quando Vorden viu isto, exibiu um olhar preocupado. Layla pensou que talvez fosse inveja porque estava ficando mais próxima de Quinn. Contudo, Vorden na verdade estava preocupado com Sil. Felizmente, Sil estava dormindo na sala escura e não viu esta cena.

O abraço levou tanto tempo que chegou no ponto em que pareceu ficar estranho para Layla. Isto ocorreu porque Quinn não tinha certeza sobre a quantidade apropriada de tempo necessária para permanecer o abraço.

“Quinn, estou bem agora. Você pode me soltar.” Layla disse enquanto se certificava de limpar as lágrimas restantes do rosto.

“Layla, você precisa nos dizer o que aconteceu, onde está o Peter?” Vorden perguntou.

Layla recontou os eventos do que aconteceu enquanto os dois estavam fora, dizendo que não aconteceu há muito tempo, cerca de 15 minutos haviam passado. Isto coincidia com quando Quinn sentiu a conexão entre os dois se perder.

“Se ele saiu, tenho que encontrá-lo antes de termos outra situação igual a do Earl em nossas mãos.” Quinn disse.

“Isso é mau.” Vorden disse: “Especialmente agora que suspeitam de nós, não podemos lidar com uma situação como esta agora.”

Quinn então começou a se preparar para sair do quarto: “Vocês dois ficam aqui, se o pior acontecer, posso usar minha skill da sombra para me esconder. Além disso, mesmo que alguém me veja, não saberá quem sou.”

“Espera!” Vorden gritou: “Vou com você. Se o Peter estiver como a Layla disse, então você vai precisar de mim, pois vamos ter que seguir com o plano B.”

Quinn não gostou, não gostou nenhum pouco. Seja lá o que acontecesse, ele não queria seguir com o plano B, mas agora, qual escolha tinham?

“Tudo bem, vamos lá.” Quinn disse: “Layla, pode ser melhor se você voltar ao seu quarto. Também, se puder, prepare um pouco de sangue para mim, pois posso precisar quando voltar.”

Layla assentiu enquanto os dois desciam as escadas.

‘Quinn, algumas vezes acho que você é legal demais para este mundo.’ Layla pensou. Depois de limpar os pedaços quebrados de vidro, Layla decidiu ir para seu próprio quarto.

Ela bateu algumas vezes antes de entrar enquanto ponderava se Erin já estava de volta ou não. Não houve resposta e quando entrou no quarto, Erin não estava.

Embaixo da cama, ela tirou uma pequena caixa com uma tranca digital. Depois de colocar o código de autorização, a caixa abriu e ela tirou um objeto esférico. Ela então levou a bola esférica até a porta do quarto, pois dessa maneira, ela poderia ouvir se alguém estivesse vindo e poderia guardar o objeto rapidamente.

Ao pressionar o topo da bola, uma luz acendeu e ela aguardou por alguns momentos enquanto a luz escurecia dentro e fora.

“Olá agente 84, você tem outro relatório a fazer?” Uma voz feminina saiu da bola de comunicação.

“Sim, madame. Desejo dar uma atualização do relatório que dei anteriormente. O que acreditava ser bom para nossa causa acabou não sendo tão bom. Enviarei os detalhes completos mais tarde.

“Isso é uma pena de ouvir.” A voz feminina vindo do orbe falou: “Espero que você consiga aproveitar seu tempo restante na escola, continue com a missão original. Também, outra coisa. Sr. Truedream estará visitando a base logo. Não temos certeza de que candidatos estarão selecionando desta vez, mas não se preocupe demais se for selecionada.”

“Anotado.” Layla respondeu.

“Que a Pureza esteja com você.” A mulher disse.

“Que a Pureza esteja com você.” Layla respondeu de uma forma que parecia forçada.

‘Quinn, espero que eu esteja fazendo a coisa certa não só pelo meu bem, mas pelo de todos.’ Ela pensou consigo.

…….

Assim que Quinn e Vorden passaram pelo portal da escola, estavam livres para correr livremente, pois agora estavam longe dos olhares dos soldados e guardas. Eles tinham acabado de entrado na via e parecia que o local estava vazio, provavelmente porque o toque de recolher estava próximo.

“Vorden, vou ir na frente, acho que consigo sentir o cheiro do Peter.” Quinn disse.

“Cheiro do Peter? O que é você, um cachorro?” Vorden respondeu sarcasticamente.

Mas no segundo seguinte, uma sombra saiu do corpo de Quinn e logo depois foi substituído por uma figura preta, uma máscara e seu equipamento bestial nos pés e mãos. Na noite, ele acelerou, correndo para a floresta.

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar