Participe do nosso novo grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx
Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação e veja os benefícios.

Shadow Slave – Capítulo  1050

A Queda de Falcon Scott (68)

Traduzido usando o ChatGPT



Depois de uma noite agitada, Sunny saiu do dormitório de bom humor. O ar lá fora estava gelado, com um frio que cortava os ossos, mas ele achava agradável contra seus hematomas. Sunny seguiu em direção aos alojamentos, assobiando uma melodia simples. Enquanto caminhava, uma de suas sombras voou em direção às muralhas distantes para verificar se tudo estava bem lá.

Além do fato de que os soldados estavam miseráveis por causa do frio horrendo, mais do que o normal, a situação parecia estar sob controle. Grupos dispersos de Criaturas dos Pesadelos se jogavam contra as muralhas, algumas maiores do que outras, mas nada que o exército não pudesse lidar.

‘Por enquanto, tudo parece bem…’

Sunny ainda estava dolorido por todo o corpo, mas pelo menos conseguia andar sem mancar agora. Os alojamentos estavam a uma distância considerável, mas não havia pressa. Ele apreciava esse raro momento de paz, observando a cidade enquanto a atravessava.

Falcon Scott… agora estava muito mais vazia. Milagrosamente, o Primeiro Exército havia conseguido evacuar a maioria dos duzentos milhões de refugiados. Agora, menos de um quinto desse número permanecia, não o suficiente para fazer a cidade parecer lotada. Embora inúmeras pessoas tenham lutado e se sacrificado para que isso acontecesse, Sunny não pôde deixar de sentir que esse vazio era resultado direto de suas ações.

Era bom ver seu trabalho dar frutos.

Entre os antigos heróis sobre os quais Nephis gostava de falar, havia um chamado Hércules, que aparentemente havia realizado doze trabalhos. Sunny se perguntava o que esse cara pensaria sobre defender essa maldita cidade.

Bem, pelas descrições, Hércules parecia ser nada mais do que um Desperto com um Aspecto físico moderadamente poderoso… talvez um Ascendido bastante comum. Provavelmente, ele acharia que Falcon Scott era um pesadelo infernal e morreria nos primeiros dias do cerco.

‘Huh…’

Enquanto Sunny caminhava, uma sombra rápida caiu do céu e um corvo negro pousou de repente em seu ombro. O corvo o encarou por um momento e depois grasnou:

“Sah-nee! Sah-nee!”

Sunny lançou um olhar sério para ele.

“O que?”

O Eco bateu as asas.

“Venha! Venha!”

Então, ele pulou do ombro de Sunny e desapareceu na direção do complexo governamental.

Sunny franziu a testa, então amaldiçoou silenciosamente e mergulhou nas sombras. Parecia que seu bom humor não estava destinado a durar.

Ele deslizou rapidamente com uma velocidade incrível, chegando ao complexo em pouco tempo. Emergindo da escuridão perto dos portões guardados, ele esperou alguns segundos para que os oficiais de segurança confirmassem sua identidade – uma formalidade inútil, considerando que praticamente todos sabiam como ele era agora – e entrou no prédio.

Encontrando rapidamente o caminho subterrâneo, Sunny seguiu até a sala de conferências onde os Irregulares costumavam se reunir. À medida que se aproximava, no entanto, houve um estrondo alto e as paredes tremeram um pouco, com poeira caindo do teto.

‘O que diabos…’

Inquieto, ele entrou na sala e viu a Mestra Jet de costas para ele. A parede à sua frente estava deformada, uma rede de rachaduras percorrendo a liga blindada a partir do ponto onde seu punho havia colidido com ela.

A Ceifadora de Almas permaneceu imóvel por um momento, depois se virou para ele. Seu rosto normalmente calmo estava contorcido por uma expressão de raiva escura e fervente.

Assim que Sunny viu aquilo, seu coração deu um salto. Ele nunca tinha visto a Mestra perder o controle daquela maneira…

Respirando fundo, ela fechou os olhos por um momento e então disse:

“Sunny. Você está aqui… bom.”

Ele olhou para a parede destruída e depois para ela. Sentindo um arrepio percorrer sua espinha, Sunny se preparou e perguntou:

“O que aconteceu?”

Jet soltou um longo suspiro. Quando falou, sua voz estava fria e sombria:

“…É a Tyris. Ela finalmente perdeu uma luta.”


Os dois seguiram para a sede do clã Pena Branca sem perder tempo. Enquanto o elevador os levava ao nível térreo do complexo governamental, Sunny tentou manter a voz calma ao perguntar:

“O que você quer dizer com ‘perdeu uma luta’? Ela está viva?”

Jet cerrou os dentes.

“Eu não sei. Fui notificada de que algo deu errado há meia hora. Roan me enviou uma mensagem pessoalmente pouco antes de você chegar… mas ele não entrou em detalhes.”

O rosto de Sunny caiu. Se a única fonte de informação de Jet era o Mestre Roan, isso significava que o Comando do Exército havia escolhido manter isso em segredo por enquanto. E se o Comando do Exército estava escondendo segredos de alguém como a Ceifadora de Almas… as coisas não podiam estar boas.

Ao saírem do complexo subterrâneo e se apressarem em direção ao complexo Pena Branca, Sunny estremeceu novamente e percebeu que o frio lá fora havia ficado ainda mais intenso. Antes, ele não havia prestado atenção ao frio, mas agora, a queda na temperatura parecia prenunciar algo sombrio.

‘Maldição, maldição, maldição…’

Os guardas do complexo pareciam ter recebido instruções e quase imediatamente após a chegada de Sunny e Jet, uma jovem mulher familiar apareceu para guiá-los para dentro. Ele ficou brevemente feliz ao ver que ela havia sobrevivido à batalha contra a Nuvem Devoradora, mas então seus pensamentos se tornaram sombrios e tumultuados mais uma vez.

Sunny estava… abalado.

Ele não pôde deixar de pensar na Santa Tyris, desejando silenciosamente que ela estivesse viva. Ao mesmo tempo, ele tinha que pensar no que sua queda significaria para a evacuação… sem ninguém para deter a Besta do Inverno, o que aconteceria com a cidade?

As duas preocupações competiam entre si, pressionando seu coração com um peso terrível.

Finalmente, eles chegaram a uma sala isolada nas profundezas do complexo. O Desperto jovem lançou um olhar angustiado para a porta, depois se afastou, fazendo um gesto para que entrassem. Lá dentro, eles viram um salão vazio com alguns equipamentos médicos e uma solitária mesa de operações no centro. A mesa, e o chão ao redor dela, estavam manchados de sangue. Em cima dela… a Santa Tyris estava deitada, com os olhos fechados.

Sunny soltou um suspiro aliviado ao ver que o peito dela subia e descia lentamente. O Sky Tide ainda estava respirando… ela ainda estava viva…

No entanto, ela parecia um cadáver.

Todo o seu corpo estava coberto de sangue e marcado por graves queimaduras de frio. Tyris estava inconsciente, respirando superficialmente. Seu rosto estava terrivelmente pálido e seus lábios pareciam azuis. E isso… isso era, sem dúvida, mesmo depois dos curandeiros do clã Pena Branca terem cuidado dela. Sunny não conseguia imaginar como a temível Santa havia parecido antes.

Roan estava de pé ao lado dela, não parecendo muito melhor. Ele havia sido gravemente ferido enquanto atraía a Nuvem Devoradora para a cidade e mesmo agora, o carismático Mestre ainda não havia se recuperado de seus ferimentos. Um de seus braços pendia inerte em uma tipoia e seu rosto normalmente animado estava sombrio e sem vida.

Quando Sunny e Jet entraram, Roan desviou lentamente o olhar de sua esposa e os encarou sem brilho. A Ceifadora de Almas cerrou os dentes.

“Roan. O que diabos aconteceu?!”

Ele os encarou por alguns momentos, depois voltou a olhar para a Santa Tyris.

“Não está óbvio? Ela perdeu. Na verdade, é um milagre que ela tenha conseguido segurar aquele monstro por tanto tempo. É também um milagre que ela tenha sobrevivido.”

Ele ficou em silêncio por um tempo e depois acrescentou com calma:

“Você está fazendo a pergunta errada, no entanto.”

Os olhos azuis gélidos da Mestra Jet se arregalaram ligeiramente. Ela hesitou e depois perguntou friamente:

“…O que diabos vai acontecer, então?”

Roan abaixou a cabeça. Em seguida, endireitou as costas e olhou para eles mais uma vez.

“Acho que vocês sabem.”

Seus olhos estavam sombrios e cansados.

“A Besta do Inverno está chegando e não há ninguém para detê-la. Acabou. Talvez amanhã, ou depois de amanhã, todos que ainda estiverem nesta cidade vão morrer. Desculpe, Ceifadora de Almas… não há mais nada que nosso clã possa fazer.”


Gostaria de ter sua novel favorita em PDF ou algum outro formato digital para ler offline?? ACESSE AQUI e saiba como!!

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
BanKai
Admin
BanKai
12 dias atrás

Aviso: A taxa de lançamento dessa obra é de pelo menos 14 capítulos semanais (possivelmente 2 por dia) e também aceitamos um impulso na liberação de mais capítulos através de doação, a cada R$2,00 (dois reais) doados será liberado um capitulo adicional.

Você pode doar através da nossa página de doações clicanco aqui.

suco de laranjaD
Membro
suco de laranja
12 dias atrás

é amigos, parece que estamos numa fria! (pun not intended ou trocadilho sem intenção)

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar