Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  112

Duelo dos Monstros

Traduzido usando o ChatGPT



Assim como na batalha contra duas bestas Caídas, a Santa de Pedra atacou primeiro. Golpeando sua espada contra a borda do escudo duas vezes, ela avançou sem medo ou hesitação.

Claro, Sunny não tinha certeza se as Sombras eram sequer capazes de sentir medo.

O centurião carapaça reagiu rápida e selvagemente, investindo contra ela em um ataque furioso de quitina adamantina e lâminas serrilhadas. Diante desta criatura imponente, a Santa de Pedra parecia insignificante e pequena.

Os dois monstros colidiram no meio da rua, uma pequena onda de choque se espalhando para fora do ponto de impacto. Poeira e pequenos pedaços de cascalho foram lançados pelo ar.

Sunny observava a batalha com olhos vigilantes.

Ele suspeitava que essas duas Criaturas do Pesadelo eram de certa forma iguais em termos de poder. O centurião era muito maior e mais pesado, e a carapaça impenetrável o tornava um adversário especialmente mortal. Todas as criaturas carapaça eram incrivelmente resistentes e fortes. Ele também tinha a vantagem do alcance e da massa.

A Santa de Pedra era igualmente resistente devido à sua pesada armadura e natureza petrificada. Apesar de sua pequena estrutura, a graciosa cavaleira possuía uma quantidade impressionante de força. Sunny também tinha que lembrar constantemente que ela não era realmente humana e, como um ser feito de pedra, pesava muito mais do que um humano.

A desvantagem de seu tamanho foi compensada pela consciência de batalha e habilidade, tornando o resultado da luta imprevisível.

No entanto, isso só era verdadeiro se ele não levasse em conta o abraço sombrio de sua sombra. Com o seu reforço, a Santa de Pedra era inimaginavelmente mais poderosa.

Sunny estava bastante certo de que o centurião não tinha chance.

Enquanto isso, os dois monstros estavam envolvidos em uma batalha feroz. A Santa de Pedra resistiu ao ataque das foices de osso desviando uma com seu escudo e evitando a outra. Sem perder o ímpeto, ela baixou o escudo e bateu sua borda na carapaça do centurião, fazendo a criatura corpulenta cambalear.

A força do impacto foi tão grave que enviou rachaduras através da carapaça impenetrável. Sunny observava maravilhado, parabenizando-se pela decisão de não testar a força do monstro aumentado nele mesmo.

Aproveitando a abertura que ela havia criado, a Santa de Pedra torceu o tronco e desferiu um golpe de revés com o centro do escudo, acertando o mesmo ponto novamente. A placa de quitina já danificada se estilhaçou, revelando a carne macia por baixo.

Um momento depois, ela já estava se movendo para evitar a feroz retaliação da criatura carapaça selvagem. A cavaleira graciosa era parcimoniosa em seus movimentos, desviando de cada golpe com precisão calculada.

Embora Sunny fosse apenas um novato na arte do combate, ele havia aprendido o suficiente para ser capaz de reconhecer as nuances de um estilo de batalha distinto na maneira como a Santa de Pedra lutava.

Sua técnica inteira era baseada na simplicidade e economia de movimentos, cada ação calculada e eficiente. Combinando bloqueios rígidos, esquivas e desvios com movimentação firme e ripostes bem cronometrados, a Sombra conseguia criar um contraste marcante entre defesa e ataque, sendo o primeiro sólido e indomável, e o segundo abrupto e inevitável.

Era muito diferente do estilo fluido e imprevisível que Nephis usara e que ele mesmo aprendera. Somente agora Sunny percebeu que os katas e formas básicas que praticara eram, de fato, muito únicos e incomuns.

De onde vinha o estilo de luta dele?

Havia muito a considerar aqui, tanto em termos de como aprimorar sua técnica atual quanto de como incorporar novos elementos a ela. No entanto, isso era uma tarefa para o futuro.

Agora, ele estava mais interessado no resultado da luta.

A Santa de Pedra já estava dominando seu inimigo monstruoso. Algumas das pernas do centurião estavam quebradas ou cortadas, jorrando sangue azul das feridas terríveis. No entanto, ainda resistia furiosamente.

Mas não importava o quão enfurecido ficasse, a postura silenciosa e ameaçadora da cavaleira sombria e graciosa era muito mais aterrorizante.

Justamente naquele momento, a Santa de Pedra desviou de um golpe descendente de uma das foices do centurião e depois a prendeu sob sua greva. Usando seu peso para imobilizar a arma do inimigo, ela desferiu um golpe violento com a borda do escudo e estilhaçou a lâmina de osso em pedaços.

O monstro carapaça gritou, atordoado pela perda de sua foice, e imediatamente tentou eviscerar o repugnante demônio com a foice restante. No entanto, ele estava uma fração de segundo atrasado. Com um lado de seu corpo indefeso, a Santa de Pedra agora tinha muito mais espaço para atacar.

Desviando a foice com o escudo, ela avançou e desferiu um golpe ascendente, cortando-a perto da articulação. Continuando o movimento, ela então passou pela chuva de sangue azul e impiedosamente enfiou a espada na abertura na armadura do centurião que havia sido criada por ela no início da luta.

A lâmina de pedra perfurou a carne do monstro e devastou sua espinha. A força do golpe foi tão imensa que a ponta da espada rompeu a quitina nas costas do centurião.

Puxando a espada do corpo moribundo da criatura com um movimento brusco, a Santa de Pedra sacudiu o sangue da lâmina. Em seguida, ela recuou indiferente e congelou, parecendo se transformar em uma escultura escura e imóvel. Apenas o fogo carmesim ainda queimando em seus olhos de rubi traía que a Sombra estava viva.

Sunny prendeu a respiração, esperando o Feitiço falar. Logo, ele ouviu sua voz vagamente familiar:

[Você matou um monstro desperto, Centurião Carapaça.]

[Sua sombra fica mais forte.]

Levemente decepcionado, ele convocou as runas e verificou o número de fragmentos de sombra em sua posse.

Fragmentos de Sombra: [307/1000].

‘Faltam noventa e três para quatrocentos’, pensou automaticamente.

Então, apenas para ter certeza, Sunny lançou um olhar na descrição da Santa de Pedra.

Fragmentos de Sombra: [6/200].

Então… assim como com os Ecos, as mortes realizadas pela Sombra beneficiavam seu mestre em vez do próprio monstro. Parecia que consumir Memórias era realmente a única maneira de alimentar a Santa de Pedra.

Sunny franziu a testa.

“Bem. Isso complica as coisas…”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 19 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
5 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
IfosD
Membro
Ifos
1 mês atrás

Então essa sombra que ta ficando mais forte é só o batedorzinho que o prota tem quando ele mata um inimigo?

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás
Resposta para  Ifos

Faz sentido

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

pior q no mundo real não vai ser dificil upar ela, ainda mais que ele não usa os fragmentos que ganha
obg pelo cap

Matheus Hendrew
Membro
Matheus Hendrew
9 meses atrás

Sunny volta para cidade os pobres “hu3, pq as memórias fracas ficaram caras e escassas do nada?”

MolartD
Membro
Molart
25 dias atrás
Resposta para  Matheus Hendrew

Com a sorte dele não duvido kkk

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar