Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  114

Voz das Trevas

Traduzido usando o ChatGPT



A voz encantadora vinha do poço em uma onda de ecos sussurrantes. Era suave e cativante, fluindo como uma melodia sedosa e tranquila. Parecia pertencer a um jovem… se meros humanos pudessem sequer possuir tal voz. Um ser divino lhe caberia mais.

…Ou um profano.

Sunny, no entanto, não estava disposto a apreciar a textura suave e rica da voz.

Ele estava coberto de suor frio.

Os ecos sussurravam:

“…tempo, …tempo, …tempo.”

Em todo o tempo que passou na Costa Esquecida, Sunny havia conhecido apenas uma outra criatura capaz de imitar a fala humana. A memória desse encontro ainda o fazia tremer.

A coisa que havia surgido das profundezas do mar escuro em um manto de névoa e roubado a voz de Cassie era, de longe, o ser mais aterrorizante que ele já havia conhecido. Ele nem mesmo queria lembrar do pavor absoluto que sentira quando o enxame de vozes sussurrantes o cercara. Naquela noite, Sunny só conseguiu manter sua sanidade intacta graças ao aviso oportuno da garota cega.

Ele havia sobrevivido ao encontro com a criatura que possuía uma voz humana mantendo os olhos firmemente fechados.

E agora, aqui estava outra.

‘Por que esses caçadores estavam procurando por esse antigo horror?’

Ele franziu a testa. Se algo sinistro estava se formando dentro do castelo, ele tinha que avisar a Estrela da Mudança. Mas ele não poderia fazer nada antes de estabelecer pelo menos algum entendimento de toda a situação.

Foi por isso que Sunny se forçou a ficar parado, apesar de todos os instintos de seu corpo gritarem para ele fugir. O instinto nem sempre era o melhor conselheiro. Os humanos possuíam inteligência por uma razão.

… A fenda negra do poço se destacava à sua frente como um poço de escuridão. De repente, ele se sentiu incrivelmente grato pela grade ornamentada e imensamente pesada que mantinha o falante encantador aprisionado nas profundezas sem luz.

Sunny lambeu os lábios e tentou recuperar a compostura. Pronto para invocar a Santa de Pedra e o Fragmento da Meia-Noite a qualquer momento, ele deu um passo à frente e olhou novamente para o vazio escuro.

Então, ele disse lentamente:

“É… um prazer conhecê-lo.”

Ele não conseguia acreditar que estava tentando se comunicar com o prisioneiro aterrorizante do poço, em vez de fugir sem olhar para trás. A vida estava realmente cheia de surpresas.

Até o momento em que te dava a última, é claro.

Uma risada suave ecoou do poço. Depois que seu murmúrio melodioso desapareceu na escuridão do pátio isolado, a voz disse:

“Oh, não… o prazer é meu…”

Os ecos sussurravam:

“…meu, …meu, …meu.”

Sunny considerava suas próximas palavras com muito cuidado.

‘Minha vida pode depender do que eu disser a seguir…’

Ele não pôde deixar de lembrar-se de antigos contos de fadas sobre terríveis monstros que gostavam de fazer charadas com crianças perdidas. Uma resposta errada e as crianças eram devoradas, nunca mais sendo vistas. Ele acabaria correndo perigo semelhante?

Ainda não era tarde demais para voltar atrás.

No entanto, antes que ele pudesse fazer sua pergunta ou tomar a decisão de recuar, a coisa no poço falou novamente. Disse:

“Então… vocês vão me alimentar ou não? Sem ofender ninguém, mas ultimamente vocês estão bem atrasados. Já estou aqui sozinho há três dias. Ou vocês decidiram tentar algo novo?”

Sunny piscou.

‘O quê?’

Aquilo… aquilo não era exatamente o que ele esperava ouvir da boca de um mal antigo. A coisa parecia tão… humana. Ele quase se sentiu tentado a acreditar que realmente era.

‘É assim que ele te pega, tolo!’

Sunny forçou-se a permanecer vigilante. O que ele sabia sobre como os males primordiais deveriam falar, afinal? Se fosse capaz de roubar o conhecimento da linguagem humana de sua cabeça, certamente seria capaz de roubar algumas outras coisas também.

Enquanto Sunny tentava compreender o que estava acontecendo, alguns segundos se passaram. A voz esperou um pouco e depois retornou:

“Ah, entendi. Então, estamos optando pela fome agora. Bem… tenho que dar crédito a vocês, esta é a melhor ideia até agora. Infelizmente, não vai funcionar. Vocês sabem que tipo de dietas nós, estagiários, temos que seguir para estrear? Acho que não. Na verdade, tenho que agradecer a vocês. Esta é uma ótima oportunidade para trabalhar no meu IMC.”

Os ecos sussurravam:

“…IMC, …IMC, …IMC.”

‘Espera… o quê?!’

Sunny encarou o poço, atônito. Seu olho tremia.

‘Não me diga… não me diga que há realmente apenas algum cara sentado no fundo desse maldito poço!’

Sentindo como se o mundo de repente parasse de fazer sentido, ele esfregou as têmporas e perguntou em tom estranho:

“Quem é você?”

O poço ficou em silêncio.

Sunny tentou lembrar o que a voz encantadora havia dito antes. Algo sobre não ser alimentado há muito tempo. Certamente soou sinistro e assustador no momento, mas se ele olhasse de um ângulo diferente… se o grupo de caçadores que ele atraiu para a morte estivesse a caminho de entregar comida a um prisioneiro… isso explicaria por que o coitado teve que pular algumas refeições…

Mas por que eles manteriam alguém preso nesta área remota das ruínas?

Enquanto isso, a voz falou novamente. Desta vez, soou tensa:

“Espere, você não é um dos… você não é… ah! Ah, deuses!”

Sunny cobriu o rosto com a mão, percebendo o que ia acontecer a seguir.

“Oh, deuses! Não é um humano… céus, vou morrer. Aqueles malditos tolos finalmente me mataram!”

Da perspectiva de um Adormecido trancado dentro de um poço no meio das ruínas, apenas dois tipos de seres poderiam vir aqui para encontrá-lo: ou seus captores ou… Criaturas do Pesadelo.

Sunny revelou que ele não era um dos captores ao fazer sua última pergunta, o que deixou apenas uma outra possibilidade. O fato de ele ter vindo até o poço durante a noite, sozinho, e não usar nada para iluminar o caminho, apenas facilitou a conclusão.

“Espere, ele fala… oh, deuses! Eu só ouvi falar de uma outra criatura na Costa Esquecida que pode imitar a fala humana… não, não, não! Não assim…”

‘Droga, ele realmente tem uma voz bonita. É linda até mesmo quando cheia de desespero… huh, o quê? É apenas uma voz! Por que estou tão encantado com… uh…’

Ele estava tão desesperado para ouvir uma voz humana? Por quê? Ele estava se saindo bem sozinho. Ótimo, até! Melhor do que nunca.

‘Concentre-se na tarefa!’

Mas qual era exatamente a tarefa?

Sunny nunca esperou encontrar um humano no final do mapa rudimentar. O que ele deveria fazer agora?

‘Acho que o primeiro passo seria descobrir quem é o cara no poço e como ele chegou lá. Depois, posso decidir o que fazer com ele, ou se devo fazer algo.’

Mas aí estava o problema… primeiro, Sunny tinha que convencer o jovem no poço de que ele também era humano.

Sunny lançou um olhar para sua sombra, sentindo-se um pouco impotente.

A sombra estava curvada, segurando a barriga. Os ombros tremiam.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 13 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
6 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
MolartD
Membro
Molart
25 dias atrás

O mc tá muito carente kkkk
Dps de passar algum tempo com pessoas ele gostou de socializar kkkkkkk

IfosD
Membro
Ifos
1 mês atrás

ok.. eu definitivamente nn esperava por isso kkkkk

Beiceta
Membro
Beiceta
4 meses atrás

Constrangedor…

LloydD
Membro
Lloyd
4 meses atrás

Lembrei que o velhinho disse que existem monstros com forma humana. To desconfiando

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

kkkkk será alguem com aspecto de charm?
obg pelo cap

LuizSG⛔D
Membro
LuizSG⛔
10 meses atrás

A sombra cascando o bico da situação KKKKKJJKKKJKK

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar