Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  1364

Criando Novas Memórias Juntos

Traduzido usando o ChatGPT



O Grande Rio fluía infinitamente. Em algum lugar no futuro, as ruínas de Weave flutuavam vazias e silenciosas, sem ninguém para testemunhar sua marcha inevitável em direção à destruição. Em algum lugar no passado, a cidade de Verge estava de pé, abrigando os horrores ocultos da Profanação. Havia também Crepúsculo, misteriosa e terrível, perdida no tempo.

…Mas aqui em Fallen Grace, os dias eram pacíficos.

O trabalho no Chain Breaker começou logo após Sunny, Nephis e Cassie terminarem seu chá. Ele visitou os píeres para observar os reparos, mas não havia realmente nenhum ponto. Os idosos cidadãos da última cidade humana sabiam como cuidar de um navio muito melhor do que ele, e mesmo que seus corpos fossem antigos e frágeis, ainda havia alguns Adormecidos entre eles.

Sua força física resolvia muitos problemas, então Sunny não precisava ajudar. O melhor que ele podia fazer era não atrapalhar.

Sabendo que havia muitas batalhas pela frente, ele dedicou seu tempo a se preparar o mais completamente possível. Cassie e Nephis estavam fazendo o mesmo. Esta última praticava sua esgrima sem descanso, enquanto a primeira… na verdade, Sunny não tinha certeza do que sua oráculo cega estava fazendo.

Ela passava muito tempo organizando medidas para manter Fallen Grace segura em sua ausência, mas também se esforçava para poupar o máximo possível de tempo para ele e Nephis. Eles faziam refeições juntos, percorriam a cidade e realizavam longas reuniões estratégicas.

Ele estava feliz porque os três estavam juntos novamente.

Mas também era um pouco estranho.

Cassie havia passado um ano inteiro no Pesadelo… o que significava que agora ela era mais velha que Sunny por alguns meses, tornando-o o mais jovem do grupo. Ele a tratara como uma irmã mais nova no início de tudo, então era estranho de repente ser o mais novo.

Mas, por outro lado, a idade era algo tão abstrato… especialmente para os Adormecidos. Sunny mesmo havia passado um tempo desconhecido na prisão dos sonhos criada pelo Pesadelo. Embora ele tivesse esquecido a maior parte daquele cruel julgamento, sua alma ainda se lembrava das cicatrizes.

Falando em Pesadelo, o destrier sombrio era sua principal prioridade agora. Sunny não estava certo de que seria capaz de criar Memórias suficientes para ajudar sua montaria a Ascender antes da partida de Fallen Grace, mas ficou agradavelmente surpreso por ter se enganado.

Havia duas razões principais para isso. A primeira era que Cassie havia aberto o tesouro do templo para fornecer a ele os poucos fragmentos de alma que faltavam. A segunda era a Coroa do Crepúsculo.

Seu encantamento [Legado do Crepúsculo] aumentava significativamente a taxa com que Sunny regenerava essência ao amanhecer e ao anoitecer. Aqui em Fallen Grace, porém, o crepúsculo durava quase o dia inteiro, interrompido apenas por uma noite breve e passageira – como resultado, suas reservas de essência se tornaram quase inesgotáveis.

…O que era uma coisa boa por mais de um motivo. Os três estavam destinados a visitar a cidade perdida do Rei Serpente, afinal. O Crepúsculo estava situado na extremidade oposta do Grande Rio, onde quase sempre era amanhecer. Sunny tinha certeza de que ter uma quantidade ilimitada de essência à sua disposição seria útil, não importando quais perigos eles enfrentariam lá.

Por enquanto, ele se concentrava em tecer Memórias para alimentar o Pesadelo acima de tudo. O contador de fragmentos sombrios aumentava a cada dia.

Assim como o contador de pesadelos que a montaria tenebrosa havia subjugado, em uma velocidade muito maior do que nunca. Talvez por causa da natureza da Tumba de Ariel… mas muito mais importante, por causa do Povo do Rio.

No mundo desperto, sua Sombra tinha poucas maneiras de coletar pesadelos – isso porque os sonhos dos humanos mundanos eram impotentes, enquanto os Adormecidos nunca sonhavam. Apenas os mestres e as abominações podiam fornecer sonhos adequados para sua Sombra subjugar.

Mas os Adormecidos do Reino dos Sonhos – e, portanto, o Povo do Rio da Tumba de Ariel – eram diferentes daqueles infectados pela Magia. Suas almas não viajavam entre os mundos quando dormiam, e assim, o Pesadelo podia invadir seus sonhos e conquistar seus medos.

Como resultado, os cidadãos de Fallen Grace desfrutavam de um sono estranhamente tranquilo durante esses dias, enquanto sua Sombra recebia muitos pesadelos para adicionar ao seu enxame.

Nesse ritmo, Sunny não sabia o que aconteceria primeiro – a Ascensão do cavalo negro ou o retorno ao poder total como um Terror.

Ele trabalhava incansavelmente para tecer mais Memórias rudimentares e fazê-lo mais rápido.

Uma após a outra, elas foram concluídas.

E então, finalmente… Sunny tecia a última delas.

A data de sua partida já estava se aproximando quando ele o fez. Escondido nas espaçosas câmaras que Cassie havia preparado para ele dentro do templo, Sunny lentamente dissipou seus quatro braços sombrios e largou a Agulha do Tecelão.

Em sua mão humana, havia um belo ornamento de madrepérola. O que o tornava tão tentador não era o brilho colorido, mas o tecido etéreo escondido atrás dele.

“Está pronto.”

Sunny exalou lentamente, então dispensou o ornamento e se esticou.

‘Consegui.’

Ele se sentia cansado e animado ao mesmo tempo. O Pesadelo precisava apenas de mais uma Memória Transcendente para alcançar a Ascensão – e agora, essa Memória estava completa.

Levantando-se, Sunny olhou para o céu escarlate além da janela. A noite já havia passado, o que significava que sua Sombra deveria ter retornado ao seu posto. Esses dias, o cavalo negro costumava se esconder nas sombras perto de onde o Chain Breaker estava sendo reparado, protegendo os trabalhadores sob suas ordens.

“É melhor eu visitá-lo agora mesmo, então.”

Enquanto Sunny contemplava o quão mais forte o Pesadelo se tornaria como um Terror Ascendido, uma sombra rápida caiu do céu e pousou na janela. Era o corvo de Jet.

A pequena ave deu alguns pulos, então o encarou com raiva e grasnou:

“Preso! Preso!”

Ele suspirou.

“Eu sei, Crow Crow (Corvo). Iremos buscar sua mestra em breve. Ei, eu também quero vê-la! Apenas espere mais alguns dias.”

O Eco havia estado por perto dele ultimamente, talvez por familiaridade. Sempre que Sunny estava cansado de tecer, ele estudava a pequena criatura aviária e tentava apaziguar sua impaciência.

De repente, um sorriso apareceu em seus lábios.

“Mas primeiro… você quer vir encontrar o Pesadelo comigo?”

O pássaro inclinou a cabeça e o encarou com seus olhos redondos. Então, abriu o bico e grasnou:

“Cavalo! Cavalo!”

Sunny riu.

“Sim. O cavalo. Vamos lá!”

‘Vamos tentar de novo…’

Com isso, ele se dissolveu na escuridão e se manifestou novamente em forma tangível. Dessa vez, Sunny não recriou sua própria aparência, em vez disso, moldando-se em uma criatura totalmente diferente e menor.

…Alguns momentos depois, dois corvos – um preto, o outro ainda mais escuro, como se feito de sombras – voaram para o céu escarlate.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

5 2 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Wan
Visitante
Wan
5 dias atrás

Bom demais kkkkkk

IfosD
Membro
Ifos
5 dias atrás

Kkkk que doido Sunny corvo

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar