Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  147

Salão da Guilda

Traduzido usando o ChatGPT



Cassie sorriu, mas então franziu a testa e perguntou:

“Mas, Sunny… como vamos encontrá-la?”

Ele pensou por alguns segundos e deu de ombros.

“Não tenho certeza. Seguir os sons de caos? Este lugar não é tão grande. Tenho certeza de que conseguiremos.”

Eles desceram as escadas e entraram na favela, com Sunny procurando ao redor em busca da figura alta e distinta. Não havia muitos Adormecidos no assentamento externo que possuíam uma Memória do tipo armadura, então ele tinha certeza de sua capacidade de perceber a Estrela da Mudança na multidão.

Logo, eles estavam cercados por barracos improvisados e pessoas com olhos vazios e sombrios. Alguns deles olhavam para eles com pena, percebendo que os dois acabaram de ser expulsos do castelo; outros se vangloriavam abertamente. Sunny não prestou atenção neles.

Mais uma vez, ele ficou surpreso com o contraste acentuado entre o castelo e o assentamento externo. Por mais vil que fosse o lado oculto da fortaleza antiga, as pessoas realmente viviam lá, andando com preocupações humanas mundanas estampadas em seus rostos.

Aqui na favela, as pessoas apenas existiam e mal conseguiam isso. Em seus olhos, havia uma necessidade mais urgente e um medo mais intenso: a necessidade de encontrar comida para o dia, o medo de ser devorado por algum monstro invisível à noite. Todos estavam magros, frios e sem vida.

A única vez que a esperança aparecia em seus rostos era quando seus olhares caíam acidentalmente no Castelo Luminoso.

‘Esperança vai te matar, tolos. Vocês estão melhor aqui do que aquelas pobres almas na fortaleza.’

No geral, não era tão diferente dos arredores, com o terror adicional de Criaturas do Pesadelo esperando em algum lugar nas sombras.

Mas, de novo, havia monstros no mundo real também. Eles apenas usavam pele humana.

Sunny foi lembrado novamente de como estava surpreendentemente bem preparado para as provações do Feitiço do Pesadelo, com a exceção de sua falta de educação.

Surpreendentemente, não havia sinal de Nephis em lugar nenhum. Eles caminharam por todo o assentamento antes de finalmente avistá-la.

Na beira da favela, equilibrada perigosamente acima da queda vertical da plataforma de pedra, havia uma moradia inesperadamente espaçosa. Ela foi montada de maneira grosseira com lajes de pedra que foram escavadas sem cerimônia das ruínas, muitas delas ainda com as esculturas intrincadas deixadas pelos habitantes originais da Cidade Sombria.

Esta atrocidade bárbara era a mais próxima da estrada de pedra branca de todo o assentamento externo. Talvez por isso parecesse um pouco mais sólida do que o resto dos barracos. A cabana até tinha um pequeno acréscimo construído em cima, parecendo um pouco com um segundo andar.

Estrela da Mudança estava sentada no telhado com as pernas cruzadas, olhando para o sol nascente e a cidade amaldiçoada abaixo. Na luz pálida do amanhecer, sua pele de marfim e cabelo prateado pareciam belos e sinistros.

Ela havia dispensado sua armadura e estava vestindo uma túnica grosseira, com um pedaço de corda amarrado em volta da cintura. Sentindo a aproximação deles, Nephis virou a cabeça e olhou em sua direção.

Então, ela se levantou e pulou, pousando levemente na superfície de pedra da vasta plataforma.

Sunny sorriu.

“Ei, Neph. Quanto tempo!”


Nephis os levou para dentro da cabana de pedra, que havia se tornado sua nova residência. O interior era espartano e austero, com pedaços de móveis quebrados aqui e ali e ventos frios soprando livremente pelo amplo salão do primeiro andar.

Apesar do tamanho maior e da melhor qualidade da construção, a cabana estava vazia quando ela a encontrou. Ninguém queria morar tão perto da beirada da plataforma e do limiar da estrada, onde o risco de ser atacado por Criaturas do Pesadelo era o maior. Mas Estrela da Mudança não se importava.

Olhando em volta, Sunny zombou.

“Caramba. Este lugar realmente precisa de alguns reparos.”

Neph deu de ombros, aparentemente não muito preocupada com suas condições de vida.

Bem, eles passaram os últimos dois meses dormindo em nada além de pedras e terra, então, de certa forma, até essa bagunça em ruínas era uma enorme melhoria. Com algumas melhorias, até poderia se tornar um lugar decente.

De repente, Sunny sentiu-se um pouco culpado por todo o conforto e calor que havia experimentado no castelo. Ele até foi alimentado com comida fresca e deliciosa duas vezes ao dia.

Falando em comida…

Cassie sorriu e entregou a Neph um pequeno embrulho. Preocupada com a amiga, ela não havia comido seu jantar na noite anterior, optando por guardá-lo para este momento.

“Aqui, Neph. Trouxe algo para você comer!”

Estrela da Mudança recebeu o embrulho com um sorriso tímido e demorou um pouco antes de dizer:

“Obrigada. Uh… vocês querem café da manhã?”

Com isso, ela caminhou até uma frágil mesa de madeira que estava perto de uma das paredes e removeu um pedaço de pano de cima dela. Por baixo, havia uma pilha de carne suculenta e assada.

Era o suficiente para alimentar dez pessoas no castelo por um ou dois dias.

Sunny encarou a carne sem expressão e depois olhou para Nephis.

“…De onde diabos você tirou toda essa carne? Achamos que você estaria passando fome aqui no assentamento externo!”

Ela tocou os cabelos constrangida.

“Ah… há algumas noites, um monstro grande veio da estrada. Eu e algumas outras pessoas conseguimos matá-lo. Essa é a minha parte dos despojos.”

Cassie arregalou os olhos.

“Mas eu pensei que os homens de Gunlaug deveriam combater as Criaturas do Pesadelo!”

Estrela da Mudança ficou em silêncio por alguns segundos.

“Eles lutam se o castelo for atacado, seja pelas encostas do morro ou pelo céu. Se os monstros vêm da estrada, eles geralmente não se incomodam em fazer nada.”

…Então era por isso que todos os barracos próximos estavam vazios. Quem gostaria de morar no caminho direto de ataque das Criaturas do Pesadelo, especialmente sabendo que as pessoas que deveriam combatê-las não moveriam um dedo para ajudar?

Sunny sorriu sombrio.

‘Esta é a gloriosa Guarda do Castelo para você. Espere…’

Ele piscou e depois encarou Nephis.

“Se isso é verdade, então por que diabos… ah, Reino dos Sonhos… você escolheria morar neste buraco, de todos os lugares?!”

Ela encarou-o por um momento e depois disse em um tom sério:

“É tranquilo aqui.”

Então, um pequeno sorriso apareceu nos lábios de Neph. Virando-se para uma janela, ela acrescentou:

“Eu gosto.”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 15 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
MolartD
Membro
Molart
24 dias atrás

Masoquismo talvez?

Hazzard4CmDuro
Membro
Hazzard4CmDuro
7 meses atrás

Seloko neph muito fofa

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

não é tão diferente de viver na selva
obgp elo cap

MolartD
Membro
Molart
24 dias atrás
Resposta para  Nonno

Só que mais difícil
Beeeeem mais difícil

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar