Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  33

Carniceiro Carapaça

Traduzido usando o ChatGPT



‘Maldição!’

Este foi o único pensamento na cabeça de Sunny quando ele caiu desajeitadamente para trás, permitindo que a pinça se fechasse bem na frente de seu rosto com um alto “clique”. As lâminas serrilhadas e quitinosas estavam tão próximas que ele podia ver claramente pedaços de lama grudados em sua superfície.

Sunny caiu de costas, evitando por pouco o golpe inesperado. A boa notícia era que ele conseguiu evitar ser ferido ou morto. A má notícia era que ele estava esparramado no chão, incapaz de criar rapidamente uma distância entre ele e o atacante. A enorme pinça ainda estava pairando sobre ele.

Assim que essa realização surgiu em Sunny, ele rolou desesperadamente para o lado. No próximo momento, a pinça se lançou para baixo, enviando pequenos tremores pela lama. Se não fosse por sua rápida reação, o peito de Sunny teria sido esmagado por aquele golpe.

Ele estava apenas começando a se levantar quando a pinça deslizou para o lado. Felizmente, Sunny estava preparado: em vez de tentar desviar ou bloquear o ataque, ele foi com ele, deixando a pinça colidir com suas mãos esticadas e amortecendo o golpe.

Enquanto seus braços gritavam de dor, Sunny usou a força do golpe e permitiu que seu corpo fosse lançado pelo ar. Dessa forma, pelo menos, ele sairia do alcance da pinça.

Ele pode não ter sido ensinado a lutar, mas uma coisa ele sabia muito bem era como cair!

Em vez de quebrar o pescoço ou ter o fôlego batido pela aterrissagem, ele apoiou seu corpo e rolou habilidosamente antes de parar a alguma distância do monstro que o emboscou.

‘Retiro o que disse!’, pensou Sunny, lembrando de sua crítica sarcástica aos rolos de batalha do Herói. ‘Rolar é uma parte integral de qualquer técnica respeitável de luta contra monstros!’

Então, ele olhou para cima, tentando verificar a situação.

Diante dele, o atacante finalmente se mostrou. Ele escavou sob a lama, lançando uma vasta sombra sobre o ajoelhado Sunny. Seus olhos minúsculos estavam cheios de raiva, fome e malícia.

Era um dos monstros de pinça em que ele havia passado tanto tempo observando. Se elevando a quase três metros de altura, a volumosa criatura moveu suas mandíbulas e produziu um estridente e penetrante grito.

‘Por que você não está devorando a carcaça gigante com o resto de seus companheiros, seu caranguejo bastardo?!’

No entanto, a resposta ao apelo indignado de Sunny era bastante óbvia. O monstro parecia estar em uma situação bastante ruim: metade de suas oito pernas em forma de foice estavam quebradas e havia rachaduras em sua grossa carapaça, cada uma pingando com um viscoso sangue azul. Além disso, ele estava faltando um de seus dois braços pinças, que parecia ter sido arrancado completamente do ombro.

Se não fosse por esse estado patético, a criatura não teria necessidade de se esconder na lama, esperando para pegar presas fáceis. Ele poderia ter seguido os outros monstros e se juntado ao banquete. Sunny teve apenas o azar de tropeçar diretamente em sua emboscada.

Ele havia confiado demais nas habilidades de observação de sua sombra, esquecendo que ela não era muito mais observadora do que um humano desperto. Ela também era leve e inaudível – é por isso que o monstro não reagiu quando a sombra passou por cima de sua armadilha um minuto antes.

Por outro lado, Sunny também poderia considerar-se sortudo – pela mesma lógica, ele não teria sido capaz de esquivar-se do ataque repentino da criatura se não fosse por seu estado enfraquecido e lento.

Mas ponderar sobre sua sorte poderia esperar para mais tarde – agora, Sunny tinha algo muito mais urgente a fazer. A saber, tentar sobreviver.

‘Volte aqui!’ ele ordenou à sombra e pulou para o lado.

No segundo seguinte, o espaço que ele ocupava um momento antes foi destruído pelo monstro atacante. Sua pesada pinça bateu no lado de uma coluna de coral, enviando estilhaços carmesim voando em todas as direções.

Sunny recuperou o equilíbrio e continuou a se mover. Ele esperava que a criatura volumosa, pesadamente blindada e ferida não pudesse igualar sua velocidade, mas infelizmente, ela se revelou surpreendentemente ágil. Suas pernas em forma de foice perfuraram a lama atrás dele e a pinça já estava voando pelo ar novamente, ameaçando decapitar o jovem a qualquer segundo.

Sunny se esquivou, evitando a pinça, e finalmente teve um segundo de trégua. Seus olhos se moveram rapidamente, procurando desesperadamente algo para usar como arma. Quase instantaneamente, ele notou um osso longo, liso e afiado deixado por alguma criatura desconhecida preso na lama. Sem diminuir a velocidade, ele se curvou e agarrou o osso, puxando-o com uma forte puxada.

O osso tinha quase um metro e meio de comprimento, terminando em uma ponta estreita e afiada. Era quase como uma lança. O problema era que, mesmo com o comprimento adicionado dessa lança improvisada, o alcance de ataque de Sunny ainda era menor do que o do monstro. Ele também duvidava que fosse capaz de perfurar a carapaça dura.

Em resumo, ele precisava se aproximar e mirar em uma das rachaduras na armadura da criatura. No entanto, ele não se atreveu a fazê-lo. A essa curta distância, o monstro poderia facilmente esmagá-lo em uma pasta usando apenas seu peso e tamanho.

Uma ideia louca entrou na mente de Sunny.

Um pouco chocado, ele momentaneamente não conseguia decidir se era produto de audácia ou tolice. De qualquer forma, ele não era louco o suficiente para realmente considerá-la.

Nesse momento, a pinça avançou novamente. Dessa vez, Sunny foi um pouco tarde para evitar, e como resultado, uma dor aguda perfurou sua perna esquerda. Ela foi raspada pela borda da pinça. O Manto do Titereiro segurou, não permitindo que o monstro sugasse sangue, mas a força do impacto foi suficiente para jogar Sunny de cabeça para o chão.

Não havia tempo para se recuperar.

Enquanto seus olhos se arregalavam, Sunny entendeu que era hora de agir como um louco. Então, em vez de tentar desviar, ele parou de se mover e permitiu que o monstro o agarrasse pelo torso com a pinça.

Imediatamente, uma pressão terrível desceu sobre suas costelas. Sunny sentiu como se fosse ser partido ao meio, mas sua armadura, recebida ao derrotar um tirano desperto, resistiu à mordida esmagadora da pinça do monstro. Cada músculo de seu corpo ficou tenso, atrasando o momento em que suas entranhas se transformariam em uma pasta.

No segundo seguinte, a sombra de Sunny caiu de cima, envolvendo-se no Manto do Titereiro. Com as propriedades protetoras da armadura aprimoradas, ele foi capaz de resistir melhor ao abraço pulverizador da pinça.

Sunny e o monstro pareciam estar em um impasse. O jovem não conseguia se libertar do aperto da criatura, enquanto o monstro não podia matar a presa cortando-a ao meio com sua pinça.

Eles se encararam. Então, um fogo insano se acendeu nos olhos da criatura. Ela estalou suas mandíbulas e levantou Sunny no ar, aproximando-o de sua boca, obviamente com a intenção de arrancar sua cabeça.

‘Por que todos estão tentando me comer?! Eu sou tão saboroso assim?!’

Sunny não resistiu enquanto o monstro o trazia perto de suas mandíbulas. Ele sabia que tinha apenas uma chance de sobreviver.

No último momento, Sunny permitiu que a sombra fluísse do Manto do Titereiro para o osso afiado que ele ainda segurava em sua mão. Então, ele reuniu todas as suas forças, inclinou-se para frente e empurrou o osso para frente com toda a força que pôde.

Guiado por sua mão, a lança de osso negro disparou para a frente e perfurou o minúsculo olho da criatura, afundando profundamente. O outro olho do monstro se estreitou.

Gritando os dentes pela dor insuportável em suas costelas, Sunny torceu o osso, tentando causar o máximo de dano possível ao cérebro da criatura.

Por alguns segundos, nada aconteceu. Então, ele sentiu a pressão em seu corpo diminuindo.

A pinça se abriu, deixando Sunny cair no chão. Enquanto ele caía, o monstro gigante também caiu no chão. A lança de osso ainda estava presa em sua cabeça, banhada pelos fluxos de líquido azul-claro.

Sunny gemeu e inspirou com dificuldade, sentindo dor.

[Você matou uma besta desperta, Carniceiro Carapaça.]

[Você recebeu uma Memória: Lâmina Azure.]

[… Sua sombra fica mais forte.]


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.8 11 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
10 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Shiba WhiteD
Membro
Shiba White
23 dias atrás

Finalmente uma arma hein

LokinD
Membro
Lokin
1 mês atrás

opa isso e fragmento de sombra?, primeira espada nice

Sunny
Membro
Sunny
3 meses atrás

[Você recebeu uma Memória: Lâmina Azure.]

Nunca esqueceremos da primeira lâmina do Sunny

LloydD
Membro
Lloyd
3 meses atrás

Opa. Azure sou eu 🤣🤣🤣🤣🤣

Cavalo
Membro
Cavalo
4 meses atrás

Sombra…. Menino Sung?

danilo
Membro
danilo
4 meses atrás

sua sombra se torna mais forte” eita porr a sombra evolui

ᴍᴇᴜ ᴏᴠᴏD
Membro
ᴍᴇᴜ ᴏᴠᴏ
5 meses atrás

Venha, venha pro lado sombrio da força

Nonno
Membro
Nonno
7 meses atrás

sua sombra se torna mais forte… iconico dms kk

obg pelo cap

CultivadorCelestial777D
Membro
CultivadorCelestial777
10 meses atrás

porra, tenso demais

Jupiter
Visitante
Jupiter
1 ano atrás

Achei que não ia mas sair cap hoje, valeu pelo cap, menino teve que lutar como pouco skksks

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar