Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  534

Espadachim Demoníaco

Atenção: Este conteúdo foi traduzido automaticamente por meio de Inteligência Artificial (I.A.). Embora a qualidade da tradução possa ser superior às traduções automáticas padrões, ainda é possível que haja falhas ou imprecisões na tradução. Por favor, tenha isso em mente ao ler este conteúdo.



Sunny permaneceu na ravina por alguns minutos, considerando suas opções e esperando que o arqueiro desconhecido tivesse que mudar de alvo.

Ele já havia revelado sua capacidade de teleportar durante a batalha no Portão, mas a qualidade da gravação escondeu os detalhes de como ele conseguia fazê-lo. Com a imagem cristalina da transmissão do Torneio dos Sonhos, no entanto, Sunny não podia arriscar usar o Passo das Sombras novamente. Mesmo que realmente quisesse muito…

Tampouco podia enviar sua sombra para sondar a posição do arqueiro, o que o deixou em uma situação difícil.

A melhor opção teria sido permanecer escondido por um tempo, mas a sorte realmente não estava do seu lado hoje. Pouco depois de derrotar os outros Despertos que estavam se abrigando na ravina, o som das folhas se movendo sutilmente mudou, e uma escuridão sinistra de repente se moveu entre as raízes das árvores antigas.

À medida que mais e mais pessoas eram eliminadas, os desafiantes restantes teriam problemas para encontrar novos oponentes na vasta arena. Portanto, a arena foi projetada para diminuir de tamanho à medida que o tempo passava.

Este ano, parecia que os jogadores seriam forçados a se mover em direção ao centro porque a bela floresta estava lentamente voltando à sua verdadeira natureza – a de um gigante abominável que devorava carne.

‘Ótimo! Isso é simplesmente ótimo!’

Impulsionando-se com as pedras, Sunny amaldiçoou e começou a subir a encosta.

Algum tempo depois, cheio de irritação e com faíscas de luz caindo de sua armadura, ele saiu da cobertura das árvores e entrou em um pequeno claro. Lá, um Desperto em uma armadura de latão lustrosa estava de pé sobre os cadáveres se desintegrando de outros dois, segurando um pesado martelo de guerra em suas mãos. A poucos passos dele, outro estava enfaixando um corte superficial em seu antebraço.

O homem lançou um olhar para Sunny e revirou os olhos.

“Ótimo! Outro impostor do Mongrel…”

No entanto, antes que pudesse terminar de falar, a lâmina do odachi perfurou sua garganta, deslizando precisamente entre a borda dos peitorais de latão e a borda inferior do capacete.

À medida que o corpo do Desperto caía no chão, seu parceiro olhou para Sunny com os olhos arregalados. Um machado de batalha caiu de suas mãos.

“Oh droga! Você… você realmente é ele!”

A garota se virou e tentou correr, mas antes que pudesse, Sunny já estava sobre ela, encerrando sua participação na batalha real com um único golpe rápido.

“O Desafiante Abel foi eliminado.”

“O Desafiante Wynne foi eliminado.”

Sunny suspirou e permaneceu imóvel por um tempo, descansando.

…Ele estava mais do que um pouco cansado.

Mas o pior ainda estava por vir.

De repente, o som de trombetas rolou pela antiga floresta, e a voz agradável do Dreamscape anunciou:

“Apenas quinhentos desafiantes restantes!”

“Os bravos guerreiros são: Dar do clã Maharana, setenta e oito mortes; Fireshing, trinta e três mortes; Mongrel, vinte e sete mortes.”

Sunny olhou para o céu, a máscara negra escondendo uma expressão sombria em seu rosto.

“Setenta e oito mortes… caramba. Quem é esse monstro?”

Ele tinha a sensação de que já sabia. Derrotar seus próprios vinte e sete oponentes não havia sido exatamente demorado, mas procurá-los havia sido. Quem não precisaria desperdiçar minutos preciosos vagando pela floresta em busca de inimigos para matar, afinal?

Um maldito arqueiro com uma estranha habilidade para detectar seus alvos a grandes distâncias e através de qualquer obstáculo, talvez?

‘Eu preciso elevar meu jogo, eu acho.’

Não seria bom para o Lord Mongrel ficar para trás de algum príncipe da Legado.

Como que para responder aos seus pensamentos, uma dúzia de figuras apareceu subitamente de trás das árvores, cercando-o. Esses Despertos estavam armados com todos os tipos de armas, olhando para ele com expressões satisfeitas. Parecia que haviam planejado essa emboscada muito bem… Sunny não tinha para onde recuar e nenhuma chance de escapar.

E como os resultados intermediários haviam sido anunciados há apenas alguns segundos, era óbvio que havia pelo menos uma pessoa com algum tipo de Habilidade clarividente entre eles. Caso contrário, ninguém deveria ser capaz de identificar sua localização tão cedo na batalha.

O que mais esse bastardo sabia?

Sunny suspirou.

Um dos emboscadores deu um passo à frente e sorriu.

“Desculpe, Mongrel. Todos nós aqui realmente respeitamos você, especialmente depois que você arriscou sua vida para segurar aquele Portão. Mas essas armas do Valor são simplesmente irresistíveis, e precisamos pensar em nós mesmos. Sem ressentimentos… certo?”

A figura ameaçadora da armadura negra olhou para o jovem por alguns momentos e, em seguida, uma voz elusiva, mas estranhamente familiar, ecoou de sob a máscara temível:

“…Nenhum.”

Internamente, no entanto, Sunny não estava nada calmo.

‘Canalhas! Bandidos! Patifes! Doze contra um?! Onde está a sua vergonha, seus covardes?! Venham aqui então, seus malditos covardes! Eu vou matar vocês, e depois suas avós!’

Apenas um momento depois, os emboscadores concordaram. Todo tipo de Habilidades de Aspecto ativou de uma vez, transformando o pequeno claro em uma tempestade furiosa de elementos mortais e aço.

‘…Oh droga!’

“Oh não! Parece que Mongrel está em apuros!”

Syclus olhou para o mar de comentários indignados e depois de volta para a transmissão. Tanto ele quanto Dimi estavam grudados na tela, esquecendo até mesmo de fazer o seu trabalho e preencher o silêncio com conversa informativa ou entretenimento.

A cena diante deles era simplesmente… aterrorizante demais.

Há apenas um momento, viram uma figura solitária em armadura negra parada imóvel no centro de um claro brilhante, olhando para os doze emboscadores que o cercavam com indiferença gelada. A voz de Mongrel soou pelos alto-falantes, estranhamente sombria e etérea:

“…Nenhum.”

E então, tudo explodiu em uma sinfonia brutal de violência. Os emboscadores atacaram sem perder nem mesmo um segundo, seu ataque foi mortal e bem coordenado.

Syclus prendeu a respiração.

‘Vamos lá, Mongrel! Use o seu Aspecto espacial!’

Pelo que ele podia ver, essa era a única chance que o espadachim demoníaco tinha de escapar.

No entanto, como fã, Syclus sabia que Mongrel nunca usava seu Aspecto no Dreamscape, como se fosse de alguma forma abaixo dele. Mongrel sempre confiou apenas em sua espada, sua habilidade e técnica pura.

‘Tamanha dignidade…’

E desta vez também, o misterioso guerreiro se recusou a comprometer seus princípios intocáveis. Em vez de ativar sua Habilidade, ele simplesmente avançou contra os inimigos sem medo ou dúvida.

Então, algo estranho aconteceu. Sua odachi famosa de repente se transformou em um fluxo de metal líquido impenetravelmente escuro e fluiu para o seu braço, logo se transformando em um escudo redondo. Com esse escudo, Mongrel desviou uma lança que vinha em sua direção, depois torceu o corpo, escapando de uma saraivada de lâminas afiadas como vento, e mergulhou em um rio imolado de fogo que um dos Despertos exalou de sua boca.

…Milagrosamente, ele emergiu do outro lado ileso, como um monstro infernal que não podia ser queimado nem mesmo nas chamas do inferno. A armadura negra refletiu as chamas escarlates, tornando-se de alguma forma ainda mais ameaçadora.

No segundo seguinte, a luva espinhosa de Mongrel se chocou contra o rosto de um dos emboscadores.

Foi como se o pobre homem tivesse sido atingido por uma montanha. Seu crânio cedeu e depois explodiu, o corpo sem vida se dobrando enquanto voava para o lado e se transformava em uma chuva de faíscas.

O que aconteceu a seguir só podia ser descrito como pura carnificina.

A figura negra saltou sobre os emboscadores, usando tanto sua luva quanto seu escudo redondo para semear a devastação entre suas fileiras. Mongrel se movia com uma velocidade aterrorizante e uma astúcia diabólica, usando os corpos de seus inimigos para bloquear ou impedir os ataques de seus camaradas. Syclus não tinha certeza, mas achou que viu alguns deles morrerem por fogo amigo.

Os outros caíram diante do açougueiro demoníaco. Cada movimento que Mongrel fazia era preciso, calculado e mortal… mas também brutal e completamente cruel. Ele dançava entre seus inimigos como uma ceifadora sombria, matando-os um após o outro sem mostrar nenhum sinal de saber o que era misericórdia ou hesitação. Sangue, gritos e flashes de luz encheram o claro por alguns minutos.

E quando tudo terminou, a figura negra solitária ficou de pé sozinha no meio dos corpos, coberta de sangue da cabeça aos pés. Um momento depois, aquele sangue se transformou em faíscas de luz também, e imerso na luz, Mongrel deu um passo à frente, sua armadura tão negra e imaculada como sempre.

Syclus permaneceu em silêncio por alguns momentos e depois disse roucamente:

“Ei, Dimi… Mongrel acabou de… matar doze Despertos sozinho?”

O homem mais velho limpou a garganta.

“Bem, uh… você sabe, eu posso estar reconsiderando minha aposta. Na verdade, meu dinheiro está nele.”

Seu colega piscou algumas vezes. Depois, olhou para os comentários e forçou um sorriso.

“…Ele é até mesmo um homem, afinal?”

Enquanto isso, Sunny estava à beira de desmaiar no chão.

‘Argh! Tudo dói! Que diabos, por que essa maldita batalha real é tão intensa?! Eu quase sujei minhas calças!’

Aquela batalha… inferno, foi perigosamente próxima. Ele mal conseguira sobreviver e só havia prevalecido porque os doze Despertos claramente não eram uma verdadeira equipe. Eles eram experientes o suficiente para coordenar seus ataques físicos, mas quando várias e únicas Habilidades de Aspecto entraram em jogo, toda a coesão deles se transformou em pura confusão.

Ele usou essa confusão para se livrar rapidamente dos oponentes mais perigosos e depois de alguma forma derrotou o resto. O Manto do Submundo ainda levou vários golpes sólidos… a armadura em si resistiu, mas seu corpo por baixo estava machucado e espancado.

‘Essas recompensas malditas valem a pena? Caramba, elas melhor serem!’

Suprimindo um gemido de dor, ele ordenou que a Serpente da Alma voltasse a se transformar em um odachi e se afastou do claro.

‘Apenas quinhentos… quatrocentos e oitenta e oito restantes. Este será um longo dia…’


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.8 10 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
8 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
treshart
Membro
treshart
1 mês atrás

vai matar até as avós kkkkkkkkkkkkkk

IfosD
Membro
Ifos
1 mês atrás

‘Eu vou matar vocês, e depois suas avós!’ calma Mongrel nn precisa de tudo isso

GreyD
Membro
Grey
1 mês atrás
Resposta para  Ifos

kkkkkkkkkkkkkk

Wan
Visitante
Wan
3 meses atrás

Esse disfarce pelo visto não vai durar muito, tô sentindo que ele vai acabar revelando os atributos no final

CavaloD
Membro
Cavalo
3 meses atrás

“…Nenhum.”

Internamente, no entanto, Sunny não estava nada calmo.

‘Canalhas! Bandidos! Patifes! Doze contra um?! Onde está a sua vergonha, seus covardes?! Venham aqui então, seus malditos covardes! Eu vou matar vocês, e depois suas avós!’

Calma lord

Danilo Torres
Membro
Danilo Torres
5 meses atrás

 Eu vou matar vocês, e depois suas avós!’ KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK calma mongrel

Apogeo
Membro
Apogeo
7 meses atrás

O Loko

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

apenas 500 KKKK ele quer matar a metade do mapa
obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar