Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  90

Anoitecer

Traduzido usando o ChatGPT



Nephis encarou Sunny, chocada com seu repentino ato de automutilação. Sibilando entre dentes cerrados, ele fez o Fragmento da Meia-Noite desaparecer e se levantou lentamente.

“Ah! Droga! Isso realmente dói!”

Seu pobre dedo estava vermelho e inchado, pulsando com uma dor aguda. Era inegavelmente quebrado. Sunny estava tão cheio de autopiedade que queria chorar.

‘Por que sou tão azarado? Primeiro aquele pesadelo no ninho, agora isso. Por que ninguém mais está sofrendo, só eu…’

Ele convenientemente decidiu esquecer que Estrela da Mudança havia se torturado literalmente por semanas e que, devido à cegueira de Cassie, ela estava sempre coberta de hematomas.

Ouvindo sua voz dolorida, a menina cega virou a cabeça e perguntou:

“…Sunny? O que aconteceu?”

Ele fez uma careta e tentou sorrir.

“Ah, é… nada sério, mesmo. Eu só… meio que… esmaguei minha mão um pouco.”

Nephis abriu a boca para dizer algo, mas ele interrompeu rapidamente o que ela queria dizer.

“De qualquer forma, Neph. Você pode me ajudar a arrastar essa sua obra-prima horrenda até a beira da ilha?”

Neste ponto, uma pergunta errada poderia complicar as coisas. Ele não queria revelar o verdadeiro propósito de suas ações até o último momento. Dessa forma, ele teria mais espaço para lidar com problemas… se surgissem.

Estrela da Mudança hesitou. Alguns segundos depois, ela deu de ombros, olhando para ele com uma carranca preocupada.

“Você tem certeza de que está bem, Sunny?”

Ele forçou um sorriso.

“Estarei se você me ajudar.”

Desistindo, ela balançou a cabeça e caminhou até a frente do barco. Sunny se virou para Cassie.

“Estamos indo, Cas. Espere aqui por um tempo, está bem? Vou te buscar logo.”

Ela hesitou, como se não entendesse bem suas palavras, depois respondeu com uma expressão incerta.

“Uh… tá bom.”

Sunny levantou a mão saudável para segurar o ombro dela, mas hesitou e se virou com um olhar sombrio nos olhos. Suportando a dor, ele caminhou em direção ao barco.

‘Aguente só mais um pouco, Cassie. Isso vai acabar logo, eu prometo…’

A noite já estava se aproximando.

Sunny e Nephis arrastaram o barco pela ilha, puxando-o como bois atrelados a um vagão. A areia cinzenta não era o terreno mais difícil, mas os espinhos no casco do estranho navio dificultavam a tarefa. Felizmente, o barco era mais leve do que parecia.

Sunny sabia que a liga do carapaça do demônio era extremamente leve por sua experiência com o Fragmento da Meia-Noite, que foi forjado a partir do mesmo metal lustroso. Se ele acreditasse na descrição da espada, essa liga milagrosa vinha de um fragmento de uma estrela cadente.

Se esse presságio era bom ou ruim, ele não sabia.

Logo, eles ouviram um estrondo ao longe. Veio na direção da enorme cratera.

O mar escuro estava despertando.

Cerrando os dentes, Sunny agarrou a corda dourada enrolada em seu peito e puxou com mais força.

‘Vamos! Mais rápido!’

O sol estava prestes a tocar o horizonte quando finalmente chegaram à beira da ilha. Caindo de joelhos, Sunny soltou a corda e ofegou por ar, seu peito subindo e descendo freneticamente. Uma onda de exaustão avassaladora afogava seus sentidos, dificultando manter-se acordado.

‘Ainda não… você não pode desistir ainda…’

Nephis estava em silêncio, olhando para ele com uma carranca. Pela primeira vez, Sunny se sentiu grato por ela ser estranhamente taciturna por natureza.

Reunindo suas forças, ele se levantou e olhou para o céu escurecido. O tempo estava se esgotando.

Virando-se para Neph, ele forçou sua garganta seca e disse em voz rouca:

“Vou explicar tudo assim que a Cassie estiver aqui. Não vá a lugar nenhum até eu trazê-la, está bem? Por favor.”

Estrela da Mudança encarou-o por alguns segundos, depois deu de ombros com indiferença e não disse nada.

‘Vou considerar isso como um sim.’

O que mais ele poderia fazer?

Resmungando baixinho, Sunny se virou e se apressou. Ele tinha mais uma tarefa a cumprir antes de voltar para Cassie.


Algum tempo depois, ele voltou ao local onde havia deixado Cassie. A menina cega ainda estava lá, sentada a certa distância da carcaça do Demônio Carapaça e olhando distraída para o chão.

Ouvindo o som de seus passos se aproximando, ela sorriu fracamente.

“Sunny?”

Ele caminhou até ela, exausto até os ossos, e disse tentando manter o tom casual:

“Sim. Sou eu.”

Cassie se distraiu por um momento e perguntou:

“Você tem uma fruta? Estou com fome.”

Ele estremeceu e balançou a cabeça.

“Não. Escute, precisamos…

“Estou com fome. Você tem uma fruta?”

Sunny parou, olhando para a menina cega com uma expressão desolada. Ela parecia uma boneca quebrada, repetindo a mesma frase várias vezes. Sua condição não estava boa.

Ele lambeu os lábios.

“Venha comigo e sua fome desaparecerá.”

Esta foi a melhor distração que ele conseguiu inventar dentro dos limites de seu Defeito. No entanto, desta vez, ele não conseguiu alcançar o efeito desejado.

Cassie sorriu e disse:

“Mesmo? Você vai me levar até as frutas?”

Devido ao seu esgotamento e ao efeito debilitante do encantamento, Sunny se distraiu por um momento e não conseguiu controlar o Defeito. Sem perceber, ele abriu a boca e disse:

“Não.”

Cassie fez um bico e baixou a cabeça:

“Isso não é legal, Sunny. Por que você mentiu para mim?”

Ainda atordoado com seu erro, Sunny perdeu o momento e piorou as coisas, transformando um pequeno descuido em um problema real:

“…Porque eu quero te tirar desta ilha amaldiçoada.”

Assim que as palavras saíram de sua boca, Sunny congelou e arregalou os olhos, recusando-se a acreditar que tinha cometido um erro tão grave.

No entanto, o estrago já estava feito.

Cassie se virou para ele com uma carranca profunda.

“Me levar… embora? Mas eu não quero sair. Por que eu sairia da Árvore da Alma?”

Sunny praguejou em silêncio e gritou, abandonando qualquer tentativa de se controlar:

“Porque aquilo é mau! É um maldito pesadelo! Vamos, vamos…”

Agarrando sua mão, ele tentou puxar a menina delicada para longe, mas ela resistiu com força surpreendente.

“Me solta, seu idiota!”

Cassie conseguiu arrancar sua mão do aperto dele e se encolheu, olhando para Sunny com raiva.

“Eu disse que não quero ir! Você está agindo de forma estranha, Sunny! Pare, por favor!”

Sunny congelou, sem saber o que fazer.

“Eu só…”

“Esta ilha é o nosso lar! É tão bom aqui, com os três juntos! Por que você quer sair?!”

Ele hesitou, lutando para fazer o que sabia que precisava ser feito. Finalmente, Sunny cerrando os dentes, disse:

“Porque são cinco! Lembra?!”

‘Desculpe, Cassie…’

Então, ele avançou e agarrou violentamente a menina cega, suprimindo facilmente sua resistência.

“O que você está fazendo?! Pare! Socorro! Socorro! Neph!”

Jogando-a sobre o ombro, Sunny virou-se e correu em direção à borda da ilha. Cassie resistia desesperadamente, usando seus pequenos punhos para golpear suas costas com uma chuva de socos.

Apesar de nunca ter participado das batalhas contra as Criaturas do Pesadelo do Litoral Esquecido, ela ainda era consideravelmente mais forte do que uma pessoa normal. Todos aqueles fragmentos de alma que Estrela da Mudança compartilhou com ela deram a Cassie força suficiente para fazer Sunny sentir cada golpe.

Não era suficiente para feri-lo seriamente, mas mais do que suficiente para doer muito.

‘Desculpe, eu sinto muito mesmo, Cassie…’

Profundamente perturbado, Sunny tentou bloquear os gritos desesperados de Cassie e correu para o barco. Sua testa estava coberta de suor frio.

Enquanto os últimos resquícios de luz desapareciam do céu, ele finalmente retornou à beira da ilha. O horrível barco estava silenciosamente parado na areia, a poucos metros de distância das águas negras inquietas. Estrela da Mudança estava descansando logo à sua frente, levantando a cabeça para olhar a fonte da agitação.

“Neph! Socorro! Sunny enlouqueceu!”

Nephis lentamente se levantou, sua expressão indiferente irradiando frieza. Ela estendeu ligeiramente uma mão.

‘Droga.’

“Espere! Não é…”

Antes que ele pudesse terminar a frase, a espada prateada apareceu do nada, apontada para o chão… por enquanto.

“Explique-se.”

A voz de Estrela da Mudança era uniforme e calma, mas Sunny podia sentir a ameaça oculta nela. De repente, ele a viu sob uma nova luz… ou melhor, uma velha.

Como uma inimiga em potencial.

A ideia de enfrentar Nephis enviava calafrios pela sua espinha. Ele quase havia esquecido a sensação que teve na Academia, observando-a derrotar a maioria dos Adormecidos de sua turma.

Ele havia esquecido que ela, também, era um monstro.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.8 12 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
3 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
IfosD
Membro
Ifos
27 dias atrás

que agonia da porr

GreyD
Membro
Grey
23 dias atrás
Resposta para  Ifos

Real kmmmkk

Nonno
Membro
Nonno
7 meses atrás

se ele usou a vela pra fazer o q to pensando kkk

obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar