Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 211

Informado

Henry disse: — Talvez a gente deva ligar para a polícia. Ah, esqueci que não tem sinal. Que ótimo lugar para celebrar o aniversário.

Todos ficaram sem palavras.

Henry acrescentou: — Parece que eles entraram aqui por fora.

Eles olharam para a janela quebrada e notaram alguns baldes de metal não muito longe.

Eles foram checar os baldes, deixando Henry, que torceu o tornozelo, descansar numa cadeira.

Quando todos saíram, ele olhou para o cadáver e perguntou: — Você conhece este lugar? Como é o gosto da carne aqui?

O resto descobriu resíduo de osso e comida num barril que estava de frente para a janela quebrada. O cheiro do barril era idêntico ao do homem-guaxinim dentro. Havia um aviso num tanque que dizia “etileno”.

Nick olhou em volta e notou uma caixa de fósforo no chão: — Fósforo! Parece que alguém teve uma diversão louca aqui.

Todos estavam imaginando a mesma coisa: um homem sorrindo para um guaxinim, que estava comendo fora do balde, acendendo um fósforo e jogando dentro.

 De repente, a expressão de Luke mudou. Falou para todos ficarem quietos antes de voltar ao restaurante.

Dentro, Henry ainda estava conversando com o corpo e não calou até Luke entrar.

Parado no corredor atrás de henry, Luke gesticulou para ele ficar quieto.

Logo, um homem saiu de dentro com uma arma e olhou surpreso para Henry.

No momento seguinte, Luke apreendeu a espingarda do homem com apenas uma mão e o pressionou na parede com a outra.

Luke, que era dez vezes mais forte que um homem comum, podia subjugar uma pessoa comum sozinho.

— Quem é você? — perguntou Luke.

O homem retrucou: — Quem é você? Por que invadiu?

Nick perguntou: — Você é o chefe do restaurante?

O homem respondeu: — … Não, sou apenas um trabalhador.

Nick indagou: — Qual seu nome?

O homem respondeu: — Slick.

Nick perguntou de novo: — Onde você estava e o que estava fazendo agora há pouco?

Slick respondeu: — Estava procurando por algo no depósito subterrâneo.

Luke e Nick notaram uma bolsa que o homem estava carregando. Nela continha algumas garrafas de álcool forte.

Estes dois se entreolharam e Luke soltou Slick.

O homem não era mais uma ameaça agora que perdeu a arma.

Notando o corpo, Slick exclamou chocado: — Gomez, o que aconteceu com você? Você matou o Gomez?

— Senhor, podemos explicar sua morte. Encontramos pedaços de comida, etileno e fósforos num barril de metal lá fora. Sr. Gomez claramente montou uma armadilha, na esperança que esse guaxinim pegasse fogo ao acender o etileno — Greg explicou.

Vendo que Slick estava ouvindo atentamente, Greg prosseguiu: — Mas o fósforo não acendeu o etileno no fundo do barril. Portanto, disparou no guaxinim. Então, ele e o guaxinim foram explodidos para longe.

Após um breve silêncio, Slick falou sombriamente: — Deve ser isso. Gomez sempre teve problemas com guaxinins. Esses malditos roedores são ladrões que roubam comida e destroem o lugar o tempo todo.

Hodges levantou a mão: — Desculpe interromper, mas guaxinins não são roedores. Eles são cordados, mamíferos, carnívoros, procionídeos, prócion. Ratos, por outro lado, são roedores.

Todos ficaram sem palavras.

Slick encarou Hodges em silêncio por um momento, então deu um sinal positivo de repente: — Você é realmente um homem informado!

Todos finalmente relaxaram e começaram a perguntar Slick onde podiam encontrar um celular ou carro.

Porém, como se viu, desde que o restaurante foi fechado, a linha telefônica já havia sido desconectada.

Slick contou que havia um rádio na despensa no andar de baixo.

Então, Nick e Greg seguiram Slick para checar o rádio, e Luke e os outros fizeram uma pausa no restaurante.

Luke olhou para as cinzas de madeira na grelha por um longo tempo antes de mudar seu olhar com uma expressão estranha.

No depósito, Nick encontrou o rádio. Após ligar, falou: — Vocês são terráqueos? Aqui é Zenith. Encontramos vocês. Agora, tremam de medo…

Crack!

O rádio estourou com faíscas quando morreu e emitiu fumaça.

Nick perguntou: — … Há outros rádios neste lugar?

Slick respondeu: — Acho que não. Você pode tentar consertar este.

Nick retrucou: — Terei que encontrar tubos a vácuo primeiro. Você tem algum?

Slick tentou lembrar por um momento, antes de responder: — Só temos limpadores a vácuo. Serve?

Nick e Greg ficaram sem palavras.

Por que você não diz que também tem bolsas de pó a vácuo?

Greg falou com raiva: — Vou construir um celular sozinho se não conseguir encontrar.

Por outro lado, Luke estava descansando, quando ouviu um motor fora. Todos ficaram animados.

Entretanto, algo explodiu no segundo seguinte, seguido pelo som de objetos metálicos espalhar.

Todos trocaram olhares e abriram a porta, só para ver que um conversível vermelho havia colidido nos barris de metal e fumaça estava saindo do capô do motor.

Uma mulher de meia-idade num casaco cinza grosso abriu a porta e cambaleou para fora.

Hodges comentou: — … Bem, não acho que possamos usar esse carro. Mas por que parece tão familiar?

Luke sorriu, mas não falou nada.

Selina respondeu: — Se me lembro bem, esse é o carro que invadiu nossa estrada e quase bateu em nós.

Eles finalmente encontraram o responsável pelo acidente de carro.

A mulher de meia-idade estava bêbada e não notou os estranhos até chegar na porta do restaurante: — Quem… Quem são vocês? Por que… estão no meu restaurante?

Ela fedia a álcool e arrotava sem parar.

Selina perguntou: — Você é o Henry?

A mulher de meia-idade respondeu zombeteiramente: — Ha, não sou o Henry. Sou sua esposa. Para ser exato, sou sua ex-esposa abandonada.

Todos olharam subconscientemente para o outro Henry, o aniversariante estava sentado dentro do restaurante.

Nick e Greg estavam procurando por ferramentas no depósito.

Greg perguntou: — Slick, não há telefones aqui?

Slick respondeu: — Há um, mas já está bloqueado; mesmo que não estivesse, não pagamos nenhuma conta por um longo tempo. Ah, acho que pode haver um telefone reserva na parede bem ali.

Greg foi procurar pelo telefone enquanto Nick continuou a procurar por ferramentas.

De repente, Nick viu o que parecia com alguém parado atrás de uma porta.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar