Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Super Detective in the Fictional World – Capítulo 413

Almoço para Três

Esta era a trama da “A CEO Tirânica me ama” que Luke falou antes? Selina não pôde deixar de se perguntar.

Como se ocorresse uma anistia pela interrupção de Selina, Karen saiu dos braços de Natalie e disse: — Haha, não, é ótimo ver você aqui.

Natalie retraiu os braços e perguntou suspeitosamente: — Selina, por que você está aqui?

Selina deu de ombros: — Fim de semana de compras. Vi a Karen entrar e pensei em perguntar se ela queria fazer compras comigo.

Karen riu de maneira vazia e escondeu apressadamente atrás de Selina.

Comparado a Natalie, que era muito agressiva, estar com a distante e tranquila Selina era muito mais tranquilizador.

Ela assentiu: — Isso parece ótimo. Vamos ir fazer compras juntas.

Natalie ergueu a sobrancelha: — Você não veio experimentar a roupa íntima aqui?

Olhando para a roupa íntima preta sensual que Natalie estava usando, Selina balançou a cabeça: — Não, minha roupa íntima é personalizada. Não tem nada adequado para mim aqui.

Natalie assentiu e perguntou: — Para destacar sua figura?

Selina sorriu: — Faz parte.

Natalie observou Selina por um momento: — Sutiã esportivo?

Se eu disser que é à prova de balas, você com certeza não acreditará! Selina assentiu com um sorriso e não continuou com o tópico.

Ela se virou e perguntou: — Karen, você vai experimentar a roupa íntima? Acho… hm, é um pouco conservadora demais?

Ela estava apontando para a roupa íntima que Karen estava segurando. Parecia com uma fralda de bebê e cobriria a bunda toda.

Karen balançou a cabeça com vergonha: — Não precisa, peguei errado. Só estou olhando.

Selina assentiu e olhou para Natalie: — Está quase na hora do almoço, por que não comemos juntas? É por minha conta.

Natalie sorriu: — Okay, mas deixe-me pagar.

Karen perguntou com prudência: — Por que não comemos comida holandesa?

Selina deu de ombros: — Ouvi sobre um restaurante legal ontem, então seria por minha conta, mas se formos a um restaurante holandês, você pode escolher o lugar.

Natalie falou: — Estou interessada na comida e em bons restaurantes. Podemos ir lá e dividir a conta.

Elas olharam para Karen.

Natalie tinha um pouco mais de 1,80 de altura, Selina 1,77, e Karen só 1,60.

Karen foi claramente sobrecarregada pelas duas mulheres altas e formidáveis na sua frente. Ela conseguiu sorrir: — Haha, tudo bem para mim.

Embora fosse uma dona de casa, também era designer de interiores e seu marido era um empregado veterano de uma grande corporação. Ela não tinha falta de dinheiro.

Selina sorriu brilhantemente: — Okay, vamos daqui a pouco. Natalie, você pode colocar as roupas.

Natalie riu: — Obrigada.

Ela então entrou no provador e finalmente desapareceu da vista de Selina e Karen. Selina então se virou para Karen: — Karen, você vai experimentar mais roupas íntimas?

Karen ficou confusa: — Hm?

Selina apontou para as roupas que Karen estava segurando e seu corpo meio nu: — Se não vai, pode colocar as roupas de volta.

Esclarecida, Karen entrou num provador e também colocou as roupas.

Ouvindo tudo de sua posição distante no sul da cidade, Luke digitou de volta: — Não seja descuidada.

Selina respondeu instantaneamente: — Não se preocupe, prometo que ficarei em áreas populosas. Verdade, vou almoçar com elas, então não comerei com você.

Luke expressou com resignação: — Okay, mas mantenha o canal de voz ligado.

Pensando por um momento no carro, ligou para Jeff: — Jeff, onde você está?

Um momento depois, guardou o celular com uma expressão estranha: — Este casal planejou isto previamente?

Ele então virou o carro para seguir ao oeste da cidade.

Em outro lugar, Selina e as duas mulheres dirigiram seus respectivos carros até um restaurante.

Quando olharam o nome do restaurante, os lábios de Natalie torceram.

Selina, por outro lado, arrastou as duas mulheres com um sorriso.

Mulheres lindas sempre recebem tratamento preferencial.

Um garçom os levou até uma mesa na janela e permaneceu ao lado com um sorriso após oferecer o cardápio.

Selina simplesmente começou apontando para o cardápio: — Gostaria de rolinho de lagosta-americana, ouriço-do-mar fresco e salsichas francesas caseiras com ostras. Certo, e sorvete.

No lado, Karen notou o especial do cardápio: peixe frito com raspas de limão e gengibre.

Olhando para a foto do prato, ela murmurou subconscientemente: — Por que parece tão familiar.?

Selina se aproximou e deu uma olhada melhor: — Parece delicioso. Vocês querem pedir?

Karen assentiu: — Tudo bem por mim. — Entretanto, deu uma olhada suspeita a Natalie, que estava sentado na frente.

Natalie respondeu calma como sempre: — Me dê uma mistura francesa, vieiras fritas e hambúrguer, obrigada.

Então, sorriu para Karen: — Eu poderia ter guiado se soubesse que a Selina estava falando deste restaurante. Estive aqui antes. Aprendi a cozinhar o peixe frito com raspas de limão e gengibre daqui.

Karen assentiu e aceitou a resposta.

Selina, todavia, riu internamente. Você aprendeu aqui? É mais provável que tenha pedido daqui!

Em outro lugar, Luke entrou num restaurante chinês e sorriu para o velho casal: — Sou amigo do Tim e Jeff. Eles já estão numa mesa.

O velho casal o cumprimentou calorosamente e o levou até uma sala com uma pequena porta nos fundos, que abria para uma área mais escura.

A luz aqui estava fraca, mas havia muitas pessoas.

Luke viu Jeff e se aproximou com um sorriso: — Jeff, não estou atrasado, estou?

Jeff o viu e ficou muito aliviado: — Ah, Luke, você chegou. Por favor, sente-se.

Luke sentou com um sorriso e cumprimentou a outra pessoa: — Tim, olá! Espero não estar interrompendo.

Tim respondeu com um sorriso: — Claro que não.

… Não, porra nenhuma! Os dois acrescentaram em seus corações enquanto sorriam um para o outro.

Um jovem chinês saltou até eles, como se estivesse dançando: — Vocês estão prontos para pedir?

Tim assentiu e olhou para Luke e Jeff: — Vocês querem experimentar a especialidade daqui?

Naturalmente, os dois assentiram.

Tim falou: — She jiu. (vinho de cobra)

Luke ergueu a sobrancelha.

Tim falou em chinês, que Jeff não entendeu, mas não foi um problema para Luke.

Ele escreveu novels online por dez anos na vida passada — como não entenderia?

Ele não conseguiu lidar com clássicos profundos, mas estava quilômetros à frente de todos neste restaurante quando se tratava de chinês convencional diário.

Após Tim servir o vinho e fazerem um brinde, Jeff olhou para a garrafa na mão de Tim e perguntou suspeitosamente: — O que é isso? Por que parece com uma cobra?


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar