Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

World Domination System – Capítulo 235

A luta (2)

As vaias da torcida estavam cada vez mais altas, mas pararam quando um homem alto apareceu no final do estádio, caminhando confiante em direção ao meio da arena, onde seu adversário o esperava.

Ele usava uma armadura de couro preto que cobria todo o seu corpo, incluindo as palmas das mãos. Enquanto seu cabelo preto voava ao vento, um sorriso confiante apareceu em seu rosto enquanto ele levantava a mão para acenar à multidão, que havia começado a gritar de forma ensurdecedora com a sua entrada.

Enquanto isso, Elanev, que estava colocando a fachada de guerreiro destemido, não pôde deixar de sentir um pouco de apreensão ao sentir todo o estádio tremer devido às pessoas nas arquibancadas que se levantaram com a chegada do Rei.

No entanto, no mesmo momento, a emoção do desafio o percorreu, fazendo-o entrar naquela zona familiar de concentração, na qual confiara sua vida muitas vezes durante sua jornada.

Seja o animal mais feroz ou o bandido mais forte, não importa quem fosse seu inimigo, esta zona permitia que ele ignorasse todas as distrações e se concentrasse completamente nos movimentos daquele à sua frente.

Assim, com os olhos fixos no Rei, que caminhava em sua direção, Elanev começou a planejar o primeiro movimento que faria.

Ele conhecia muito bem a história desse homem que havia passado por inúmeras batalhas antes de desafiar o Rei anterior e derrotá-lo no processo.

Mesmo que ele estivesse usando uma ferramenta especialmente projetada para limitar seu poder para o de um Lutador Humano Eminente, sua experiência definitivamente lhe daria uma vantagem nesta luta.

No entanto, Elanev estava confiante em seus próprios triunfos, que poderiam até mesmo resultar em uma vitória surpresa.

Ao contrário de antes, quando ele desconsiderou completamente a ameaça que seu oponente representava na última batalha individual, Elanev assumiu uma postura com os dois punhos apontando para frente enquanto suas pernas se soltavam, permitindo que ele ficasse leve quando necessário.

Depois que o Rei chegou a uma distância de 15 metros de Elanev, ele parou e esperou por um árbitro que havia entrado na arena pelo outro lado.

Na mão do árbitro havia uma gaiola na qual um Corvo olhava em volta astutamente, tentando descobrir onde estava.

No Reino Corvo Negro havia, na verdade, dois tipos de corvos, que eram conhecidos como Despertos e Adormecidos.

De acordo com sua doutrina, qualquer Corvo que conseguisse formar uma conexão com um humano, despertando assim seu sangue ancestral, era considerado um Corvo Desperto, que sempre seria tratado com o maior respeito e nunca seria forçado a fazer nada por ninguém.

Corvos Adormecidos eram aqueles que não haviam formado vínculos com ninguém. Portanto, ninguém diria nada, mesmo que estivesse enjaulado dessa maneira.

Afinal, segundo as estatísticas, de todos os Corvos criados para poder usar a técnica secreta do Reino, uma pequena porcentagem sempre foi composta por Adormecidos.

Ainda assim, esses Corvos não eram tratados injustamente. Colocados em gaiolas e bem alimentados, eles esperavam até que aparecesse alguém que pudesse se relacionar com eles.

Aparentemente, este era um daqueles corvos. Seu tamanho era semelhante ao que havia lutado contra Elanev na batalha individual de antes, com cerca do dobro da cabeça de um homem.

No entanto, ao contrário daquele que havia sido o parceiro da mulher, este não tinha nenhuma característica especial, como uma constituição mais robusta ou mais ágil.

Depois que o oficial os alcançou, o Rei abriu a boca e gritou com uma voz que não precisava de ferramentas de amplificação de voz para ressoar por todo o estádio.

Isso porque o povo já havia se calado quando o Rei começou a falar.

Mesmo antes que Elanev pudesse se maravilhar com o absoluto respeito e obediência que as pessoas tinham por este homem, as palavras do Rei Corvo Negro já começaram a ecoar no estádio.

“Povo do Reino Corvo Negro! Hoje um desafiante está à minha frente que dúvida que os descendentes de nosso glorioso ancestral deem qualquer impulso de poder àqueles que têm a sorte de se relacionar com eles. Vocês sabem muito bem que muitos soldados já teriam despedaçado este homem se eu tivesse permitido.”

Essa última fala provocou o rugido da multidão, inundando o estádio por alguns segundos antes de desaparecer porque o Rei voltou a falar.

“Eu apenas os parei porque esta é uma grande oportunidade para o continente ser lembrado dobre o poder absoluto de um Guerreiro Corvo Negro. E, para isso, eu mesmo estou pronto a defender nossa honra. Para ser justo, usarei um Corvo Adormecido e, portanto, que não foi treinado de uma maneira específica para demonstrar um poder específico. Esse homem, este desafiante é um Guerreiro Humano Eminente de 6º nível, mas vou me restringir a um Guerreiro de 5º nível para que ele não reclame mais tarde que perdeu porque tenho mais experiência do que ele.”

O Rei Corvo Negro riu ao dizer essas palavras, fazendo a multidão presente também rir com ele enquanto o desejo de vingança em seus olhos só ficava mais forte.

Caminhando até o árbitro, o Rei primeiro olhou para o Corvo por alguns momentos antes de fazer cafuné em sua cabeça, logo acima do bico afiado.

Inicialmente o Corvo tentou resistir, mas logo se divertiu e inclinou a cabeça de felicidade enquanto o Rei continuava o cafuné.

Enquanto fazia cafuné no Corvo, o Rei abriu cuidadosamente a gaiola e persuadiu o pássaro vir para sua mão.

No entanto, assim que o Corvo pousou na mão do Rei, ele gritou como se estivesse com dor.

Com sua visão aguçada, Elanev pôde ver que havia algum tipo de anel com uma agulha nos dedos do Rei Corvo Negro.

O anel espetou o Corvo e, embora estivesse prestes a voar para longe ao perceber que estava livre, parou após desdobrar as assas e virou para olhar diretamente para o Rei.

Com a cabeça inclinada para o lado, os olhos do Corvo se conectaram com os do Rei por alguns segundos antes de ficar completamente dócil e subir em seu ombro.

“Tão rápido!”

“Esse é o nosso Rei! Aquele com o sangue de Corvo Negro mais forte!”

“Louvado seja o nosso Salvador, o lendário Corvo Negro!”

Declarações como essas ecoaram pelo estádio, fazendo Elanev erguer as sobrancelhas, pois nem ele mesmo pôde deixar de se sentir impressionado com a façanha do Rei.

 De acordo com o que ele tinha ouvido, conectar-se com um Corvo era um processo que, geralmente, levava semanas ou até meses, dependendo do sangue da pessoa.

Ver isso acontecendo em poucos minutos foi realmente fascinante e revelou a Elanev exatamente que tipo de ferramenta foi usada no processo.

Depois disso, o árbitro entregou outra ferramenta que tinha o formato de um cinto com espinhos ao redor.

Enquanto o Rei colocava o cinto, ele estremeceu ao sentir os espinhos cravarem em sua pele, mas sua expressão voltou ao normal quando a dor desapareceu após alguns momentos.

No entanto, uma careta passou por seu rosto depois que isso aconteceu, quando ele sentiu o seu poder cair ao nível definido na ferramenta.

Esse tipo de ferramenta era bastante raro e limitado, ao mesmo tempo, em que não eram muito procuradas devido às limitações de seu uso. Aparentemente, até mesmo o design para a criação de tais ferramentas já havia se perdido há muito tempo, fazendo com que essa fosse uma das últimas que ainda estavam em uso no continente.

Com seu trabalho realizado, o árbitro se retirou da arena enquanto o Rei falou antes do início do combate.

“Para todos aqueles que estão ouvindo, eu só digo uma coisa: se vocês pensarem em se opor ao meu Reino, lembrem-se dessa luta e se acovardem.”

Com a proclamação ousada do Rei, um sino tocou, sinalizando o início da luta.

Foi como se sua declaração final tivesse servido para se animar, já que os olhos do Rei Corvo Negro ficaram vermelhos, assim como as pessoas na arquibancada, que torciam por ele como se não houvesse amanhã.

O primeiro ataque fez com que suor frio aparecesse nas costas de Elanev.

Dando um único passo à frente e balançando o corpo enquanto segurava as duas pernas do Corvo em suas mãos, o Rei jogou o corvo nele com uma velocidade ofuscante e que o fez desistir de tentar uma interceptação.

Rolando para o lado, Elanev se preparou para uma luta dura.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

0 0 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar