Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  192

Farol

Traduzido usando o ChatGPT



Enquanto um silêncio sombrio se instalava entre o grupo, Effie fez uma careta.

“A parte mais estranha é que ninguém nunca o viu chegar ou sair. Toda vez que Harus foi enviado para o assentamento externo, só soubemos que as pessoas estavam mortas de manhã. Portas, fechaduras e barricadas também não parecem detê-lo. Uma vez que Harus recebe a ordem para matá-lo, você simplesmente morre. É como se o próprio destino te abandonasse.”

Caster franziu a testa.

“Então você está nos dizendo que não temos chance?”

A caçadora balançou a cabeça.

“Estou dizendo que lutar contra ele agora seria estúpido. Não a menos que descubramos como ele consegue, aparentemente, tornar suas vítimas… não importa quantas sejam… completamente impotentes.”

Com isso, ela lançou um olhar para Nephis, que hesitou por um momento e então balançou a cabeça.

“Nossa amiga no castelo também não sabe.”

Effie sorriu.

“Ah, então aquela amiga misteriosa sua não é onisciente afinal. Bem, nesse caso, meu conselho continua válido. Devemos fugir.”

Naquele momento, Sunny finalmente falou:

“Mas, Effie… podemos realmente fugir dele?”

O sorriso desapareceu do rosto dela. De repente séria, ela hesitou por um tempo e então disse:

“Eu sei de um jeito. Mas… vai ser perigoso. Muito perigoso. No entanto, não sei como mais livrá-lo de nosso rastro. Então você decide, princesa.”

Neph ficou em silêncio por um momento e depois simplesmente assentiu.

“Enfrentaremos Harus em outro dia. Por ora, chegar ao local de descanso do primeiro grupo é a prioridade.”

A indisciplinada caçadora suspirou, quase como se estivesse aliviada. Então, ela disse:

“Então me sigam. E preparem-se…”


Após aquela discussão perturbadora, Effie mudou ligeiramente o rumo deles. Em vez de seguir diretamente para o sul, eles estavam agora atravessando a cidade antiga em direção à sua fronteira leste.

Sunny não era muito familiarizado com essa parte das ruínas. Durante os últimos meses, ele ficou principalmente ao norte do Castelo Luminoso, às vezes se aventurando a nordeste. Evitava as áreas ocidentais porque ficavam mais próximas ao Pináculo Carmesim e não explorou muito o sul, pois era muito longe de sua catedral.

Na última vez que estivera aqui foi no dia da sangrenta luta contra o Mensageiro do Pináculo. Naquela época, eles seguiam para as ruínas do farol que já esteve perto da inexpugnável muralha da Cidade Sombria.

Não que ele tivesse muito tempo para observar os arredores. Praticamente toda a sua atenção estava concentrada em Harus, que os seguia como um cão farejador.

Ele não gostava nem um pouco de ter que encarar o ameaçador corcunda.

‘Por que você não vai lutar contra alguma criatura Caída e morre, desgraçado?’

No entanto, Harus parecia conhecer as ruínas tão bem quanto Effie. De alguma forma, ele evitava as piores criaturas em seu caminho, sem nunca perder o rastro do grupo da Estrela da Mudança. Em um momento, um Sanguinário solitário o atacou das sombras profundas de um prédio em ruínas. O carrasco de Gunlaug simplesmente levantou a mão e despedaçou o crânio da Criatura do Pesadelo com um soco preguiçoso.

Ele nem sequer piscou.

‘Grande coisa. Eu… eu também matei muitos desses.’

No entanto, Sunny tinha que admitir que estava profundamente perturbado pelo poder do corcunda assassino. Talvez porque ele não conseguisse se livrar da sensação de que, no final de tudo, apenas um deles permaneceria vivo.

E ele não tinha certeza de qual deles.

Em breve, eles se aproximaram da extensa muralha da cidade. Não muito longe, os restos de uma torre gigante jaziam quebrados de lado, estendendo-se para longe na distância. Os prédios que a torre havia caído há milhares de anos estavam destruídos e transformados em pó.

O antigo farol talvez tenha sido orgulhoso e magnífico uma vez. Talvez até tenha servido como símbolo da vontade desafiadora do povo da cidade antiga, ardendo como um farol brilhante na eterna escuridão da noite amaldiçoada. Mas havia caído há muito tempo… assim como as pessoas que o construíram.

Pelo menos sua ruína permanecia. Os antigos habitantes da Cidade Sombria simplesmente desapareceram, nem mesmo deixando ossos para trás.

Sunny suspirou.

“Para onde agora?”

Effie apontou para a enorme ruína.

“Dentro.”

Eles estavam atualmente escondidos em um prédio desabado perto da torre caída. Esta área era habitada por uma tribo especialmente vil de monstros, e atrair a atenção deles traria problemas para todo o grupo.

“Chame sua sombra de volta e mantenha-a perto. Quando entrarmos no farol, teremos que agir rápido.”

Aliviado, Sunny fez exatamente isso. Não ter que olhar para Harus era motivo de comemoração.

Ficando bem próximos ao chão, os seis deles correram de seu esconderijo até o farol quebrado. Sem perder tempo, encontraram uma brecha na parede e escalaram para dentro.

Effie invocou sua radiante Memória, banhando o interior da torre em ruínas com luz. Devido ao fato de que ela estava atualmente deitada de lado, eles se encontraram em um túnel massivo e ecoante.

Olhando ao redor, Effie encontrou seu rumo e os levou mais a fundo no túnel, a extrema tensão aparente em cada movimento dela. Enquanto caminhavam, ela começou a falar:

“Escutem-me com muita atenção e façam o que eu digo. Uma vez lá dentro, não se separem do grupo. Fiquem juntos e mantenham suas armas à mão. O lugar para onde vamos está cheio de Criaturas do Pesadelo. Elas não são muito fortes, mas são… especiais.”

Ela mordeu o lábio.

“Não tentem nem matá-las. Apenas se defendam e continuem se movendo. Se pararem, provavelmente morrerão. A mesma coisa se vocês diminuírem o ritmo e se deixarem cercar. Mas se conseguirmos manter nossa formação… talvez sobrevivamos. Eu espero.”

‘Você espera? O que você quer dizer com você espera?!’

Antes que Sunny pudesse expressar sua indignação, eles chegaram ao destino.

Bem à sua frente, o chão do túnel estava quebrado, formando uma estreita fenda. Estava cheio de escuridão, levando a fundo no chão… e então ainda mais fundo. Por mais que ele tentasse, ele não conseguia ver o que estava no fundo.

A caçadora olhou para ele.

“Do que você está esperando, idiota? Pule!”

Sunny engoliu em seco.

“Você quer que eu pule… nisso?”

Ao seu lado, Kai suspirou e olhou para sua armadura recém-limpa e estilosa. Uma expressão de pura tristeza apareceu em seu belo rosto.

“Bem, lá vamos nós de novo…”


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.7 18 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
11 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Perseus
Membro
Perseus
3 meses atrás

Oh shit, here we go again

Beiceta
Membro
Beiceta
5 meses atrás

Como q eles estão lidando com a orientação da Cassie agora? Parece até q a mina voltou a enchergar.

MolartD
Membro
Molart
20 dias atrás
Resposta para  Beiceta

Tinha até esquecido dela kk

Aena
Visitante
Aena
6 meses atrás

Eu amo o Kai kkkkk

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

Kai acabou de sair de um buraco pra ir em outro
Obg pelo cap

Mon Was
Membro
Mon Was
9 meses atrás

A morte vem mas o drip prevalece
-Kai 2023

Frost
Visitante
Frost
8 meses atrás
Resposta para  Mon Was

“Morrer sem drip é igual a morrer sem honra” — Kai século 21

GodSpeed_zD
Membro
GodSpeed_z
1 mês atrás
Resposta para  Frost

“Posso morrer, mas o drip me acompanhará até o além vida”
—Kai, 2023

GodSpeed_zD
Membro
GodSpeed_z
1 mês atrás
Resposta para  GodSpeed_z

2023 é foda viado….. Esqueci que a gente tava em 2024

Likolt
Membro
Likolt
8 dias atrás
Resposta para  GodSpeed_z

KKKKKKKKKKKKKKKK

Sunny
Membro
Sunny
9 dias atrás
Resposta para  GodSpeed_z

“Ah, a morte? É apenas temporário, um Estado que todo ser passa, mas o drip?o drip…o drip é eterno, ele é a Matrix de todo universo, sem drip, não há começo, meio e fim.” – Kai, 2024

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar