Switch Mode
Participe do nosso grupo no Telegram https://t.me/+hWBjSu3JuOE2NDQx

Shadow Slave – Capítulo  194

Ossos Doloridos

Traduzido usando o ChatGPT



‘Como… como diabos essa coisa está se movendo?’

Desafiando toda a lógica, o esqueleto avançou sobre Effie com uma velocidade que nem mesmo Sunny era capaz de alcançar. Sem tecido muscular conectando os ossos, a estranha criatura ainda conseguia ficar em pé, correr… e atacar com força brutal.

Um momento antes do monstro morto-vivo diminuir a distância entre eles, Effie gritou:

“Fiquem juntos!”

Então, ela girou o tronco e bateu seu escudo contra a monstruosidade que avançava. Com um estalo ensurdecedor, o esqueleto foi arremessado para trás. Seu crânio e caixa torácica se despedaçaram, espalhando estilhaços de ossos afiados pelo túnel. Como uma marionete quebrada, caiu no chão em uma pilha disforme.

Sunny encarou a bagunça de ossos quebrados confuso.

‘Espera… é só isso?’

A caçadora gritou, tirando-o desses pensamentos:

“Não parem, sigam!”

O grupo avançou, seguindo Effie nas profundezas das catacumbas. Quando Sunny estava se aproximando dos restos do esqueleto reanimado, ele notou algo que fez um calafrio percorrer sua espinha.

Os ossos ainda estavam se movendo, lentamente se remontando na forma que lembrava um humano. Assim que ele passou pela criatura, uma mão esquelética de repente avançou em sua direção, tentando arranhar sua perna. Se não fosse pela rápida reação de Sunny, talvez tivesse conseguido feri-lo.

Com um golpe do Fragmento da Meia-Noite, ele esmagou a mão que tentava agarrá-lo e a jogou para longe. Caindo nas pedras a alguns metros de distância, a mão permaneceu imóvel por um momento e depois começou a se arrastar de volta ao esqueleto que se recuperava rapidamente.

O monstro estava sendo reconstruído por alguma força invisível e aterrorizante. Atraídos por seu puxão invisível, os ossos se juntavam um após o outro. Aqueles muito danificados para serem úteis simplesmente eram substituídos por um dos ossos espalhados pelo chão do túnel. Logo, o esqueleto inevitavelmente se levantaria novamente.

Um pensamento perturbador invadiu a mente de Sunny.

Ele finalmente entendeu por que Effie havia dito para continuarem se movendo em vez de tentar matar as Criaturas do Pesadelo que habitavam as catacumbas.

Será porque essas criaturas eram… imortais?

…Ou melhor, indestrutíveis.

Sunny sentiu um pressentimento nauseante de que estava certo. Se fosse esse o caso, as coisas passariam de ruins a angustiantes muito rapidamente…

Foi nesse momento que seus ouvidos captaram um farfalhar distante vindo da escuridão à frente deles. Por um momento, ele sentiu o medo apertar seu coração, pensando que o sombrio mar havia de alguma forma encontrado seu caminho nas catacumbas.

Mas não, não era o mar amaldiçoado. Em vez disso, eram dezenas… não, centenas de pés esqueléticos raspando contra as frias pedras das catacumbas.

Talvez até milhares deles.

As hordas de monstros mortos-vivos que povoavam as catacumbas estavam chegando para despedaçar os seis humanos.

Com uma careta de rancor sombrio no rosto, Sunny apertou o Fragmento da Meia-Noite com mais força e apressou-se a seguir os outros membros do grupo.

‘Venham… venham pegar, desgraçados!’


Em pouco tempo, as criaturas mortas-vivas estavam sobre eles. Primeiro um a um e em pares, depois em pequenos grupos, os esqueletos sedentos de sangue os atacaram em um fluxo constante. Aparecendo das trevas das catacumbas, eles avançaram sobre o grupo em um redemoinho de garras e dentes ósseos, cada um exibindo o mesmo sorriso esquelético sinistro.

Effie e Nephis, que estavam à frente do grupo, enfrentaram a maior parte dos ataques. A caçadora usou sua força sobre-humana, abrindo caminho pelos esqueletos como uma encarnação de fúria antiga. Seu escudo redondo agia como uma bola de demolição, estilhaçando os monstros mortos-vivos à esquerda e à direita.

Nephis lutou com a fluidez elegante da água… mas também com a força esmagadora de uma enchente devastadora. Ela segurava a espada longa pela lâmina, usando a guarda e o punho como um maço improvisado. Com chamas brancas dançando em seus olhos, ela passava de um esqueleto a outro, desviando habilmente seus golpes e esmagando um crânio após o outro.

Se algo passava por elas, Caster estava lá para dar o golpe final. Sua espada brilhava com uma luz verde fantasmagórica, cortando ossos como se não encontrasse resistência alguma. O orgulhoso Legado lutava com uma precisão graciosa, sempre conseguindo imobilizar o inimigo com um único golpe limpo. Os esqueletos caíam perante sua espada antes mesmo de terem a chance de revidar.

Os três poderosos faziam parecer quase fácil abrir caminho através da horda de monstros. No entanto, Sunny sabia que não era nada fácil. Cada esqueleto era mais forte e mais rápido do que um humano jamais poderia ser. Era preciso uma habilidade incrível, determinação e coordenação para cortar suas fileiras sem diminuir a velocidade nem por um segundo.

Logo, ele foi forçado a experimentar a verdadeira ameaça dessas abominações mortas-vivas por si mesmo.

Sunny, Cassie e Kai estavam relativamente seguros no início, mas a cada minuto que passava, sua situação piorava.

As catacumbas eram um verdadeiro labirinto. Cada vez mais, os túneis que percorriam começavam a se abrir em encruzilhadas complicadas e se conectar com outros caminhos ramificados. Quando isso acontecia, as criaturas mortas-vivas podiam atacar o grupo pelo lado, contornando a barreira impenetrável da Estrela da Mudança e seus dois campeões.

Mais do que isso, à medida que o número de esqueletos destruídos por eles aumentava e vários minutos se passavam, os monstruosos seres começaram a ressurgir do chão e correr em perseguição ao grupo, logo atacando-o pela retaguarda.

Eventualmente, o grupo foi constantemente atacado de todos os lados.

Quando Sunny teve que levantar sua espada pela primeira vez para repelir um retardatário que avançou nele por um túnel lateral, ele agiu com a calma e precisão gravadas nele por incontáveis horas de prática. Cortando com o Fragmento da Meia-Noite, ele decapitou a criatura morta-viva. Aumentada pela sombra, sua tachi conseguiu cortar o osso sólido sem muito esforço.

Sunny sabia que perder a cabeça não mataria o esqueleto, então instantaneamente mudou seu equilíbrio e chutou o monstro no peito, jogando-o para trás.

Embora esperasse que isso acontecesse, a falta da voz familiar sussurrando em seu ouvido ainda o perturbava. Normalmente, ele já teria ouvido o anúncio da morte.

Mas essas abominações eram imortais, então o Feitiço do Pesadelo permaneceu em silêncio.

Lamentando o fato de que não obteria fragmentos de sombra hoje, Sunny se afastou do esqueleto decapitado e suspirou.

‘Bem, pelo menos isso não é tão ruim quanto eu pensei que seria.’

…Mas apenas alguns minutos depois, ele se arrependeu amargamente de pensar essas palavras em voz alta.


Considere fazer uma Doação e contribua para que o site permaneça ativo, acesse a Página de Doação.

Comentários

4.9 12 votos
Avalie!
Se Inscrever
Notificar de
guest
4 Comentários
Mais recente
Mais Antigo Mais votado
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
Fisicoplay
Visitante
Fisicoplay
1 dia atrás

Cara o sunny precisa parar com essa boca de bueiro

MolartD
Membro
Molart
22 dias atrás

Eles devem ter uma fonte de energia em algum lugar kkk
Não existe vida sem energia

Última edição 22 dias atrás por Molart
-�-D
Membro
-�-
15 dias atrás
Resposta para  Molart

Era só simplesmente detonar o crânio não?

Nonno
Membro
Nonno
8 meses atrás

Isso me lembra a mecânica do tirano, que pode fazer lacaios, mas nesse caso os lacaios não morrem n sei pq.. acho q precisa de ataque da alma
Obg pelo cap

Opções

Não funciona com o modo escuro
Resetar